F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Amor de Deus... o Grande Amor de Deus pelos homens

Compartilhe

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1707
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 38
Pontos de participação : 4119
Data de inscrição : 27/12/2008

Amor de Deus... o Grande Amor de Deus pelos homens

Mensagem por Jefté em Qui 06 Ago 2009, 09:24

[b">
O Amor de Deus pelos homens


1. Deus não força os homens para que o obedeçam. Não os força para serem bons.
2. Não é possível que os homens agradem a Deus fazendo as coisas forçadamente.
3. Não é possível ser bom por meio da força!
4. Não é possível forçar o homem a ser bom!
5. Por esta razão é que Cristo morreu por amor a nós.
6. Porque só assim os homens poderiam se comover por causa do grande amor de Cristo e só isto levaria os homens a converterem os seus corações ao Senhor Deus.
7. Porque havendo o homem pecado e se afastado de Deus, não existia outro meio pelo qual Deus poderia atrair ou trazer o homem de volta para Si, de modo que deixasse as suas más obras.
8. Isto é uma prova de que o Cristianismo é algo muito singelo.
9. Porque se Deus não desse o Seu Preciosíssimo Filho, Jesus Cristo para morrer pelo homem; qual seria a razão para o homem amar a Deus?
10. Porque o mandamento que diz: Amarás o Senhor teu Deus acima de todas as coisas, é apenas um mandamento.
11. Não dá amor ao homem para que ele possa amar a Deus.
12. De modo que ninguém pode amar alguém forçadamente. Não tem como! É impossível!
13. Aí podemos ver o quanto, por exemplo, o Alcorão é diferente, pois suas leis não passam de ordenanças, as quais não melhoram e nem podem melhorar o coração ou a alma dos homens.
14. Ou seja, todo o Alcorão foi escrito a fim de encherem os homens de leis e ordenanças, que não os tornam bons.

15. É como se um pai gerasse um filho, e vivesse a vida toda sem nenhum contato afetivo com o filho e ordenasse que o filho verdadeiramente o amasse, senão ele, o pai, o castigaria.
16. Se isso acontecesse, aquela ordem do pai tornaria mais impossível ainda o requerido amor por parte do filho, visto que é impossível amar alguém pela força de uma ordem.
17. Por isso, eu amo a Jesus! Não porque o Senhor me obriga, mas, porque creio e sei que Ele verdadeiramente me ama e deu a Sua preciosa vida: derramou o seu precioso sangue por mim e sabendo ainda que o fez, tanto por amor ao Pai que o mandou, mas também o fez com imenso amor por mim, por nós. Amém! Aleluia! Graças e glórias a Jesus! Meu lindo Senhor! Graças e glórias a meu Deus, o Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo! Amém!
18. Por exemplo, se Deus usasse o seu poder para forçar o homem a obedecê-Lo; o homem se tornaria bom?
19. Se Deus o obrigasse (porque tem poder para isto), pela força, o homem a fazer as coisas certas; o homem se transformaria em homem bom?
20. Até os próprios homens sabem que quando uma pessoa faz uma boa ação de má vontade, aquilo é tido como uma coisa ruim, porque não foi feita com amor.
21. Então, se Deus exigisse que os homens lhe amassem (sem lhes dar uma forte razão para isto), como isto (o amor do homem a Deus), poderia acontecer?
22. Embora Ele, o Senhor Deus tenha criado toda a terra para o homem, mas isto é um fato natural para o homem, pois ele já nasceu nesse meio.
23. Para amar esse Deus foi necessário uma prova de amor desse Deus, único fato que poderia fazer com que o homem O amasse de verdade, ou seja, sem fingimento, mas de coração e de toda a alma, e de todas as forças e de todo o entendimento.
24. Porque foi fruto, primeiramente do amor de Deus, do amor de Cristo Jesus, e agora também de mim (homem) que aprendi a amar o meu Deus, em nome de Jesus! Amém! Aleluia!
25. Vemos uma alusão da prova do amor de Deus, quando Deus pediu a Abraão, o seu filho único, como prova do seu amor a Deus: “E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi”. (Gênesis)
26. Então quando Abraão estava para sacrificar seu filho, Isaque, ia fazê-lo, e o anjo do Senhor bradou a Abraão desde os céus: “E estendeu Abraão a sua mão, e tomou o cutelo para imolar o seu filho; mas o anjo do Senhor lhe bradou desde os céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.
27. Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho”.
28. Ora, Deus não exigiu que antes que Abraão imolasse o seu filho, primeiro o martirizasse muito por amor a Deus.

29. Não exigiu que antes do sacrifício, primeiro o fizesse sofrer bastante, ou seja, não foi pedido a Abraão que antes de imolar seu filho, Isaque, ele primeiro o devia castigá-lo muito e fazê-lo sofrer, como prova do seu amor a Deus.
30. Então vemos toda esta história em alusão ao amor de Deus, quando deu seu Filho Unigênito, Jesus Cristo, para ser sacrificado por amor aos homens como prova do amor de Deus.
31. Somente que, além de Jesus ter morrido por amor aos homens, também antes disso, foi, duramente castigado, antes da sua morte na cruz do calvário.
32. Então, como será que ficou o coração do Senhor Deus quando, Jesus no Getsêmani, orava implorando pela misericórdia de Deus para que, se possível tirasse-O daquela hora de grande castigo e sofrimento?
33. Assim orou o Senhor Jesus por três vezes pedindo: “E disse-lhes: A minha alma está profundamente triste até a morte; ficai aqui, e vigiai. E, tendo ido um pouco mais adiante, prostrou-se em terra; e orou para que, se fosse possível, passasse dele aquela hora. E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”. (Mar. 14:34-36; Mat. 26:38-44)
34. Ora, como será que ficou o coração do Senhor Deus, Pai de Jesus Cristo, diante desta súplica de Seu Filho?
35. Jesus começou a ter pavor, e a angustiar-se. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, nessa hora. (Luc. 22:42)
36. E por três vezes orou pedindo a mesma coisa, porque estava sofrendo muito e haveria de sofrer muito mais por amor dos homens.
37. Como será que estava o coração do Senhor Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo diante do sofrimento, súplicas e lágrimas de Jesus Cristo, Seu Filho, nessa hora?
38. E como será que ficou o coração dos anjos, arcanjos, querubins e serafins vendo a súplica, o pranto, lágrimas e sofrimento do Senhor Jesus Cristo nesta hora?
39. Senão inebriados, condoídos e comovidos pelo amor de Deus, amor e sofrimento de Deus diante deste grande sofrimento de Jesus Cristo, Seu Filho?
40. Por isto diz a Palavra de Deus em Hebreus 12:26: “A voz do qual moveu então a terra, mas agora anunciou, dizendo: Ainda uma vez comoverei, não só a terra, senão também o céu”.
41. Isto mostra que o imenso amor e sofrimento de Deus pelo Seu Filho, e o imenso amor e sofrimento de Cristo Jesus que terminou na cruz do calvário, foi grandemente visto, contemplado e sentido por todos os que habitam nos céus.
42. Como dizem as Sagradas Escrituras: “Porque Deus é amor”. (I Jo. 4:8b)

43. Então, diante de todos esses fatos a Bíblia diz que os anjos anelam muito pregar o evangelho aos homens. (I Ped. 1:2b)
44. Por que isto, senão pela comoção dos anjos diante desses fatos e pela ação do Espírito Santo do Senhor sobre eles?
45. E referente aos homens, vemos que este amor de Deus e de Jesus também os comoveu sobremaneira.
46. Um desses exemplos diz: “E apedrejaram a Estevão que, em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. E pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor Jesus, não lhes imputes este pecado. E tendo dito isto, adormeceu”. (Atos 7:59-60)
47. Ora, nós bem conhecemos os homens, conhecemos bem a todos os homens porque somos homens.
48. Como foi possível um homem que estava sendo brutalmente apedrejado por uma multidão e quando já estava para morrer, devido ao apedrejamento; suplica a Deus e a Jesus pedindo misericórdia para com os que lhe apedrejavam? Por que ele agiu assim?
49. — Porque ele vivenciou, viu e sentiu profundamente o grande amor de Deus e de Jesus para consigo.
50. Por isso! Somente por isso foi capaz de amar a multidão que o massacrou até a morte.
51. Pedindo com toda a sinceridade, para que o Senhor Jesus não levasse em conta aquele ato mau por parte deles.
52. Isto é o amor de Deus, o amor de Jesus! Aleluia!
53. E Paulo, o apóstolo São Paulo que em muitas ocasiões e situações, e depois de ter sido castigado e estando em cadeias na prisão, de madrugada, acorrentado; ele com outro irmão oravam e can¬tavam louvores ao Senhor, como está escrito: “E a multidão se levantou unida contra eles, e os magistrados, rasgando-lhes as vestes, mandaram açoitá-los com varas. E, havendo-lhes dado muitos açoites, os lançaram na prisão, mandando ao carcereiro que os guardasse com segurança. O qual, tendo recebido tal ordem, os lançou no cárcere interior, e lhes segurou os pés no tronco. E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam”. (Atos 16:19-34)
54. Ora, podemos ver nisto que apesar de castigados, presos e surrados, apesar da dor e do sofrimento, creio que eles estavam cheios do amor de Deus e de Jesus. Sem o qual lhes seria impossível comportarem-se de tal maneira diante do mal.
55. Por isso é que eles cantavam e oravam ao Senhor naquelas horas, por causa do grande amor que viram, ouviram e sentiram.
56. Como ele próprio disse: “Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um mor¬reu por todos, logo todos morreram”. (II Cor. 5:14)

57. Esse é o amor de Deus, irmãos, que constrangeu os anjos, arcanjos, querubins, serafins, anciãos e todos os seres celestiais.
58. E além disso, constrangeu os homens que, apesar de serem maus e só saberem fazer o mal, se converteram ao Deus do amor, ou seja, ao amor de Deus! Por Cristo Jesus nosso Senhor! Aleluia! Graças a Jesus! Glórias e mais glórias sejam dadas a Jesus!
59. Bendito e bem-aventurado o homem que crer e sentir e viver este profundo e verdadeiro amor de Deus e morrer crendo nele! Em nome de Jesus, amém!
60. Bendito o homem que fundamentar a sua vida neste profundo amor de Deus que excede a todo o entendimento.
61. Bendito o homem que sair do ódio deste mundo e de Satanás e for transportado para o reino do amor do Filho de Deus.
62. Bendito o homem que, seja qual for a sua vida, ocupação, interesses, seja qual for a sua causa, parar! ouvir! e crer neste incontestável, conhecidíssimo e divulgadíssimo amor de Deus!
63. E depois de parar tudo, parar a sua própria vida, e recomeçá-la de novo por causa do lindo amor de Jesus! Aleluia! Glórias a Jesus!
Em nome de Jesus! Amém!

- continua II Parte ...




O Amor de Deus pelos homens - II parte


1. Isto explica o fato de na Bíblia e também na historia do Cristianismo ter havido muitos relatos e testemunhos de cristãos que em face da morte, do sofrimento e do martírio, tratarem as pessoas que os maltratavam e martirizavam totalmente opostos ao tratamento e ódio que recebiam, ou seja, muitas vezes ainda conseguiam tratar com amor embora estivessem recebendo ódio.
2. Por que isso? Creio que seus corações, suas mentes, suas almas e entendimento estavam, mesmo em plena dor, profundamente marcados pelo grande amor de Jesus, pelo amor do seu Deus!
3. Não seja indiferente a este amor de Deus!
4. Não ignore a este grande amor de Deus (em toda a terra se ouve sobre esse amor: Jesus!)
5. Todos os homens do mundo, ou quase todos já ouviram falar, em pequenas ou em grandes proporções, sobre este amor de Deus.
6. O que você pensa que sentia o coração do Senhor Deus, por Seu Filho, quando o Senhor Jesus Cristo estava por seis intermináveis horas, pregado na cruz, em intensas dores e agonizando em lágrimas antes de morrer?
7. Certamente o coração do Senhor Deus sofria silenciosamente por ver a Jesus mortalmente massacrado no calvário.
8. E certamente desejava com todo o seu poder e misericórdia tirá-lo e aliviá-lo de todas as suas dores.
9. Mas, o querido e Senhor Deus reteve-se, Ele amava a Jesus, Seu precioso Filho, mas também amava aos homens, e para ajudá-los, era necessário deixar de ouvir e de atender ao sofrimento de Jesus naquela hora.
10. Certamente o Deus do universo estava condoído, quebrantado e comovido.
11. E o que sentia também o coração dos anjos e arcanjos e todos os seres celestiais?
12. Senão um profundo quebrantamento e amor por Jesus?
13. E o que sentiria o seu coração, se em lugar de Jesus fosse o seu filho que estivesse em agonia por seis horas com intensas e profundas dores (isto sem mencionar o tempo antes em que Jesus foi submetido, interrogado, esbofeteado, cuspido, chicoteado e coroado com uma coroa tecida com espinhos?)
14. Não fique indiferente a este amor de Deus, Jesus!

15. Creia Nele. A história da humanidade está marcada com ele. Seja sensível ao amor de Deus!
16. Não endureça o seu coração para com ele.
17. Foi por esta razão que Jesus quando entrava em Jerusalém, chorou pela cidade, por ver a dureza dos corações dos homens, não só dos judeus, mas, de todos os homens, como está escrito: “E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela”. (Lucas)
18. Satanás, um anjo decaído se esforça para abafar o conhecimento desse amor de Deus para com os homens.
19. Satanás se esforça para que os homens ignorem e desconheçam; para que os homens não creiam, para que os homens burlem do amor de Deus que foi a crucificação de Jesus Cristo.
20. Tudo isto para que o homem morra no seu próprio ódio, ou no ódio de Satanás e na mais bruta e irracional maldade.
21. Tudo isso para que o homem nunca conheça, nunca ame nem veja a este Deus de amor.
22. E morra em plena escuridão espiritual, totalmente decaído da glória de Deus.
23. Por isto diz a Palavra de Deus: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações”. (Heb. 4:7b)
24. Eu também digo: Não endureça o seu coração! Creia em Deus, creia no Seu amor! Creia em Jesus, a prova do Grande amor de Deus, e converta-se dos seus maus caminhos, pois uma vez que você morra ignorando isto, Satanás foi vitorioso em você devido à dureza do seu próprio coração.
25. A Bíblia diz que a vontade de Deus é que todos os homens se salvem e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. (I Tim. 2:4)
26. Para que eles, conhecendo a verdade sobre o amor de Deus, deixem o ódio, a maldade e toda a sua vida má, e se convertam ao amor do Filho de Deus; e morram convertidos a este amor (isto os torna filhos de Deus).
27. Repito, Satanás quer que você morra com ódio. Seja no seu próprio ódio, ou contagiado pelo ódio dos outros ou no ódio dele próprio, Satanás.
28. Ou seja, ele quer que você morra odiando a tudo e a todos, e que morra odiado por todos.

29. Por outro lado, Jesus quer que você, antes de morrer, saiba e creia que Deus te amou; e que Deus é amor.
30. E que você seja contagiado, e comovido e constrangido pelo Seu grande amor para com os homens, para com você!
31. Aí então, depois disso, você pode até morrer, mas o seu espírito, a sua alma foi resgatado por Ele, pelo Seu amor, pelo seu grande e imenso amor! Aleluia!
32. Qual será a sua decisão?
33. Morrer neste mundo vazio, frio e triste (como o próprio diabo) crendo, vendo e vivendo somente no mal?
34. Ou, comovido, contagiado, constrangido e convertido ao verdadeiro e grande amor de Cristo!?

------------------------------------- * -----
1. Então, como poderia o Senhor Deus conquistar, ou seja, trazer o homem de volta para Si, senão por meio de um intenso amor, ou seja, a paixão da morte de Cristo?
2. Porque a história afirma que os cristãos em Roma eram lançados vivos às feras, como se fossem pão, e a mesma história diz que muitos morriam (neste grande sofrimento) e ainda conseguiam morrer cantando.
3. Quem pode negar que essas pessoas, os cristãos, que, quando lançados aos leões famintos, aos touros ferozes, ou crucificados, ou queimados vivos; muitos morriam cantando hinos ou louvores a Deus!?
4. Quem pode negar que esses procederam assim é porque foram conquistados, compungidos e convertidos ao amor e infinita compaixão de Deus? Olha, eu digo isto, mas temo muito pela perseguição, pela morte dolorosa, temo e peço ao Senhor que tenha misericórdia, não só de mim, mas também de todos os cristãos porque, muitos hão de ser mortos por amor à Palavra de Deus e pelo seu testemunho.
5. Por isso é que o testemunho deles foi de cantar ao Senhor, porque embora estivessem recebendo uma morte ultrajante e dolorosa, todavia o amor de Deus que eles receberam, e se envolveram, e creram, e participaram, era infinitamente maior do que aqueles momentos de seus martírios.
6. Ou seja, os seus martírios se acabariam logo, assim que morressem (como vemos que acabou mesmo).
7. Mas o que o Senhor Deus fez por amor aos homens, por amor a eles, por amor a nós, ou seja, o grande sofrimento do Senhor Deus quando via a Jesus, Seu Filho, sofrendo, chorando e agonizando na cruz do calvário.

8. E mais, o sofrimento de Jesus Cristo, o Unigênito Filho de Deus, quando através da paixão da morte, foi (como todo o Mundo já ouviu dizer): chicoteado, cuspido, esbofeteado. Deram-lhe pauladas, punhadas; foi escarnecido, coroado com uma coroa de espinhos. Depois foi pregado numa cruz e ficou seis intermináveis horas em intensas dores, angústia, sofrimento e agonia. Teve sede: Deram-lhe fel e vinagre para beber. (Mat. 27:34)
9. E na hora de sua morte, diz: “E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”. (Luc. 23:34)
10. Então, a paixão de Cristo por amor a mim, aos homens, àqueles cristãos de Roma: Este feito de Cristo ecoa para sempre! É eterno! Jamais será esquecido! Aleluia!
11. Ninguém jamais, nos céus, ou na terra ou debaixo da terra; ninguém jamais poderá esquecer-se, por um momento que seja: Que Deus amou tanto ao mundo que deu Seu Filho Unigênito para morrer por ele. (Jo. 3:16)
12. Nem jamais se esquecerá que Jesus, o Senhor Jesus Cristo, foi obediente até a morte, e morte na cruz, por amor de mim, de você, dos homens.
13. Isto jamais será esquecido, para a glória de Deus Pai e de Cristo Jesus! Amém!
14. Então, como poderiam aqueles cristãos de Roma, para não dizer muitos outros homens filhos de Deus (porque eram convertidos ao amor de Deus).
15. Como poderiam aqueles cristãos de Roma, apesar da dura realidade da circunstância em que se encontravam – diante de dolorosa morte – como poderiam esquecer-se do grande e inefável amor de Deus para com eles?
16. Por essa razão é que eles cantavam. Cantavam e cantavam e cantavam... Cantavam hinos e louvores ao Senhor Deus, ao seu Deus. Mesmo em face da morte! Cantavam hinos... Cantavam hinos e louvores ao Senhor Deus Pai e ao nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!
17. Aquilo que o Senhor Jesus fez por eles os marcou para sempre!
18. Transformou-os eternamente! Aleluia! Amém! Estavam verdadeiramente regenerados para sempre e eternamente, transformaram-se em uma nova criatura, que muitas vezes não tinham mais nem lembranças de como eram. Aleluia! Obrigado Jesus! Amém!
19. Verdadeiramente estavam transportados para o eterno e glorioso reino do amor do Filho de Deus!
20. E nenhuma obra do mal, por mais intensa ou má que seja, não pode superar o grande e infinito amor de Deus para com os homens!
21. Repito, nenhuma obra do mal ou de Satanás ou dos homens poderá chamuscar, ou neblinar ou denegrir ou abafar o glorioso e doloroso sacrifício de Deus por amor dos homens – suas criaturas – quando contemplava a Jesus sofrendo em intensa agonia.
22. E também o glorioso e doloroso sacrifício de Cristo por amor dos homens.


Continua... III parte -




O Amor de Deus pelos homens - III parte

1. O homem, antes de sua queda, participava da glória de Deus.
2. Satanás e os seus anjos antes de se tornarem decaídos também.
3. Acontece que, Satanás e seus anjos não guardaram o seu estado original e se tornaram seres muito maus. Anjos decaídos, anjos das trevas. Habitantes das trevas.
4. Porque pelas suas maldades não podiam suportar mais a luz do Senhor.
5. O mesmo aconteceu com os homens: O homem era um ser puro, sem pecado, sem mentira, sem ódio. Não conhecia o mal, nenhum mal.
6. Através da influência de Satanás o homem conheceu o mal, praticou o mal e foi dominado por ele.
7. Isso foi a queda do homem: Passou de uma criatura pura e boa, para uma criatura má, impura, vil, incrédula quanto ao bem, digo, incrédula quanto ao bem e incrédula a Deus.
8. O mesmo que aconteceu com os anjos das trevas aconteceu com os homens: foram decaídos do seu estado original, estado de pureza.
9. Então o homem passou a ser mau. Muito mau.
10. Passou a crer só na maldade, na mentira.
11. Passou a crer que nem existe verdade. Ou seja, não crê que haja a verdade.
12. Veja bem: os homens não conseguem crer que só existe a verdade. E o que não pertencer à verdade, é tudo mentira.
13. Muitos dizem: “Cada um tem a sua verdade”.
14. Isso que eles dizem é mais uma mentira, porque o certo seria eles dizerem: “cada um tem a sua mentira”, e não, a sua verdade.

15. Porque a verdade é uma só, a verdade, como disse Jesus, é: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”. (Jo. 14:6)
16. Ora, Jesus é o Filho de Deus! Jesus é o mesmo Deus! Jesus não é um espírito decaído, para que minta.
17. Por essa razão é que os homens mentem: porque seus espíritos decaíram.
18. Por essa razão é que Jesus disse que Satanás é o pai da mentira e nele não há verdade! (Jo. 8:44)
19. Porque Satanás é um anjo decaído e só pode proferir mentiras.
20. Mas Jesus, não! Jesus é o Verbo de Deus! Jesus é a Palavra de Deus e jamais mente, jamais erra.
21. Ainda que morreu, por causa de nós – somente por isso. Mas ressuscitou pelo Seu infinito poder, porque não era possível que fosse retido pela morte. Amém!
22. Por essa razão, pelos homens nascerem e viverem neste mundo, onde tudo parece mentira. Onde ele se mede por si mesmo, visto que ele profere mentiras, porque é homem. Por que então vai acreditar em outro homem que também mente?
23. Aí está um grande engano.
24. Deus não tem parte neste mundo!
25. Deus é intocável! Deus é imutável!
26. Deus não é um espírito decaído, para que minta.
27. Deus não mente! Deus é a verdade! Deus só diz a verdade!
28. No princípio do mundo, Satanás enganou o homem dizendo que Deus estava mentindo quando disse para o homem não tocar nem comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.

29. O homem, duvidando da Palavra de Deus, influenciado pelo diabo, não creu na verdade de Deus e desobedeceu.
30. Hoje, quando vivemos entre mentiras e ilusões; não pense você, que só por nós sermos pecadores, mentirosos e decaídos, Deus não seja verdadeiro.
31. Se assim pensa, é porque o diabo passou a ser o seu deus.
32. Porque, por ele mentir a você para você não crer que Deus ou Jesus é a verdade, é porque você deu todo o seu crédito para a mentira do diabo, desacreditando em Deus.
33. Desacreditando da Palavra de um Deus que reina onipotente, onipresente! Não erra, não mente nem morre!
34. Por isso, é necessário que os homens saibam que neste mundo esteve e está a Palavra de Deus! Imutável! Verdadeira! Sem sequer com um jota ou til fora do seu lugar!
35. Por isso, Jesus disse muitas vezes: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. (Mat. 11:15)
36. Muitos homens já repetiram isto que Jesus disse.
37. Eu também repito: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!.
38. O tempo se abrevia, irmãos. Além do mais, nenhum homem sabe se ao deitar à noite, vai amanhecer vivo.
39. Por isso, o Senhor Deus não quer perder o homem.
40. O Senhor Deus não quer que o homem se perca; morra nessa escuridão espiritual em que se encontra.
41. Por isso, o Senhor Jesus disse: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim”.
42. Diante disso, não seja incrédulo! Ainda que o mundo não creia, e negue, que Jesus morreu na cruz, para nos salvar.

43. Isto está na história! A Bíblia é um livro histórico. Jesus mudou os tempos!
44. Estamos vivendo há mais de dois mil anos depois de Cristo, e os homens insistem em não crer em Jesus.
45. Parece que realmente são cegos! Parece que realmente são surdos! Parece que realmente tapam seus ouvidos e seus olhos, porque não querem ver!
46. Mas saibam todos que os que não acreditarem no amor de Deus – Jesus.
47. Os que não querem ver nem participar nem pertencer nem aceitar o amor de Deus, certamen¬te tais homens se fazem indignos do Seu amor.
48. Rogo a Jesus: Querido Jesus, tenha misericórdia, Senhor! Tenha compaixão, Senhor!
49. Senhor, Tu já fizeste tudo!
50. Senhor! Que mais se poderia fazer para ajudá-los?
51. Meu Deus! Não existe nada que o Senhor Deus e o Senhor Jesus não tenham feito pelos homens.
52. Como disse Jesus: “Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos”. (Jo. 13:15)
53. Não há prova maior de amor que o Senhor não tenha feito pelos homens!
54. Contudo, simplesmente não crêem!
55. Meu Deus! Querido Senhor, te agradeço, pelo muito amor, com que me amou.
56. Agradeço-te, Senhor! Meu Senhor! Para sempre, te agradeço e te louvo! Querido Senhor, meu Deus, e meu querido Senhor Jesus! Amém, e amém! Em nome de Jesus!

57. Meu Deus, como pode o homem não crer na bondade de Deus?
58. Como pode o homem não crer no amor de Deus?
59. Rogo aos homens que não endureçam seus corações!
60. Não duvidem do Senhor! Não morram convencidos pela mentira!
61. Não morram duvidando da verdade!
62. Pelo contrário, antes de morrer, ou bem antes de morrer, ou agora mesmo no tempo que se chama hoje, deixe-se convencer pelo verdadeiro e incontestável amor de Deus, e viva crendo nele! Converta-se a ele!
63. Sei que, os que assim fizerem, deixaram ser resgatados pelo amor de Jesus! Aleluia!
64. E isto é motivo de grande alegria para o Senhor Deus e para os seus santos anjos: que o homem não se perca! Amém!
---- * ----
1. Então, o que poderia tornar o homem bom, senão a Graça de Deus, o amor de Deus, a misericórdia de Deus e Sua grande compaixão para com o homem?
2. Podemos ver que só isso poderia penetrar no coração do homem e transformá-lo eternamente, passando de uma criatura má, decaída e tenebrosa, para um ser capaz de também amar!
3. Amar a Deus, amar a seu próximo e amar a seu irmão!
4. Então, embora sendo um constante pecador, na carne, mas sentindo aquela dádiva, aquela graça, aquela ternura e aquele intenso amor de Deus para com ele, mesmo que aos trancos e aos barrancos, ele, o homem, havia de ser transformado, não do dia para a noite. Mas seria transformado, seria marcado profundamente em seu coração, havia de ser absorvido, completamente tomado pelo intenso amor e gratidão para com o seu Deus.
5. Só isso, irmãos, pode transformar nós, os homens! Amém!
6. Essa transformação no coração do ho¬mem só se dá através do pleno conhecimento da graça de Deus, do Seu amor!
7. Através do pleno conhecimento da verdade, do pleno conhecimento e aceitação do evangelho de Cristo.

8. Ele, só ele, o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo pode penetrar até a divisão da alma e espírito do homem e limpá-la das mais arraigadas, profundas e acorrentadas corrupções e concupiscências humanas.
9. E tornar o homem limpo como uma criancinha para ser novamente moldado e edificado no conhecimento e aumento de Deus.
10. Deste modo, cumprem-se em tais homens as palavras de Jesus que dizem: “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como menino, de modo algum entrareis no reino dos céus”.
11. E outra vez: “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus”.
12. Vemos que aqueles que conhecem e provam e compartilham da divina graça de Deus e nela permanecem; esses são os que podem ter os seus corações purificados da má consciência e dos pecados.
13. Porque a graça de Deus é infinitamente maior e mais poderosa do que quaisquer obras do mal.
14. A graça de Deus, o Seu amor, o que o Senhor Deus fez por amor, por imenso amor, por afável amor, por constringente amor e contagiante, por puro amor a nós, criaturas Dele; não existe, nem pode existir amor com tamanha dimensão e intensidade.
15. Tudo isto é parte da maravilhosa glória de Deus e de Cristo Jesus, amém!
16. Tudo isto é para a glória de Deus Pai, de um Deus que não mediu sacrifícios para nos amar.
17. De um Deus que foi capaz de descer até nós, suas criaturas, feitas de barro, feitas do pó da terra.
18. Este nosso querido, lindo, amável e afável Deus teve o desejo, a vontade e o amor de se fazer também um homem, para poder ajudar e salvar e levantar o homem, sua criatura, para levá-lo de volta a seu Deus. Aleluia! Glória a Deus! Glória a Cristo Jesus!
19. Glórias e mais glórias sejam dadas eternamente ao Senhor Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor, amém!




O Amor de Deus pelos homens - Parte IV

1. Os homens podem até ser incrédulos. Mas a humanidade não desconhece que Cristo, que Jesus Cristo foi morto, crucificado por amor aos homens.
2. Ou seja, a humanidade sabe da história de Cristo.
3. Sabe muito bem! Sabe até quando isto aconteceu, isto é, há dois mil anos atrás.
4. O que é isto, senão o que Jesus disse que ia acontecer?
5. Jesus disse: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações”. E acrescenta: “e então virá o fim”. (Mat. 24:14)
6. Vemos diante deste fato a presciência e o poder do Senhor Jesus, que nesta terra, quanto à carne, era homem pobre, que morreu como um malfeitor, entre ladrões, como escândalo para o mundo.
7. E na sua morte, todos o deixaram só, até os que o amavam muito, o deixaram.
8. Até o Senhor Deus teve que deixar o Seu preciosíssimo e amadíssimo Filho, sofrer o martírio sozinho.
9. Ninguém podia estar ali com o Senhor.
10. É uma coisa que o nosso Salvador teve que fazer totalmente sozinho.
11. Ninguém poderia beber este cálice de Cristo, com ele.
12. Somente o Senhor Jesus teria que bebê-lo.
13. Sendo assim, embora os homens prefiram acreditar em “Big-Bang”, ou na teoria de Darwin e em muitas outras coisas que são criações da mente humana, contudo a própria Era em que vivem testifica para eles. Para todo o mundo, para todo o homem: Estamos vivendo há mais de dois mil anos depois de Cristo.
14. Isto! Depois de Cristo, do mesmo Cristo que eles insistem em não acreditar.

15. O mesmo Jesus Cristo que mudou os tempos e a lei.
16. O mesmo Jesus Cristo, meigo, doce, humilde e amoroso que veio para nos amar e dar a Sua vida em resgate de muitos.
17. Então, o que eu quero dizer?
18. Eu quero dizer é que a humanidade, digo, a humanidade, porque dizer, os homens, seria muito pouco, digo então, a humanidade.
19. A humanidade pode não acreditar no sacrifício de Jesus Cristo em favor dos homens.
20. Ela pode não acreditar, mas isto não está alheio ao seu conhecimento, isto não está encoberto aos seus olhos.
21. Todos, ou quase todos, já o ouviram, sejam em grandes ou em pequenas proporções.
22. Todos, ou quase todos já se tornaram cientes de que o amor de Deus pelos homens foi tão grande a ponto de entregar o Seu Filho para morrer por nossos pecados.
23. Vemos a promessa do Senhor se cumprindo, quando disse: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim”.
24. Como diz a santa e fiel Palavra de Deus:“E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho”. Amém! (I Jo.5:11)
25. Jesus, o Senhor Jesus disse várias vezes: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. (Mar. 4:9)
26. A Bíblia, em Apocalipse diz várias vezes o mesmo: “Quem tem ouvidos, ouça...”
27. Será que quem está lendo ou ouvindo estes escritos, também não tem ouvidos para ouvir?
28. O que faz com que não ouçam o que está sendo dito?

29. Por que não o podem ouvir? Por que não o podem crer?
30. Será que lhes é mais fácil acreditar em contos de fadas e histórias de velhas caducas do que na Palavra e voz de um Deus, do único Deus, do verdadeiro e único Deus?
31. A Bíblia diz que até os demônios crêem no Senhor Deus! Crêem e estremecem! (Tiago)
32. Se até os demônios crêem em Deus e estremecem, como podem os homens duvidar e até mesmo não crer nesse Deus?
33. Quando fazem assim se fazem piores do que os demônios. Triste condição, esta, de tais homens.
34. Rogo então aos homens: Se você tem ouvidos para ouvir, que ouça!
35. Por isso diz: “Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá”. (Ef. 5:14)
-----*-----
1. A comoção dos céus: A Bíblia diz: “A voz do qual moveu então a terra, mas agora anunciou, dizendo: Ainda uma vez comoverei, não só a terra, senão também o céu”. (Heb. 12:26)
2. O Senhor Deus abalou e estremeceu até os céus por amor dos homens!
3. Os céus ficaram profundamente comovidos e estremecidos pelo marcante e inesquecível amor de Deus! Pelo profundo e verdadeiro amor de Cristo!
4. Pelo feito de Cristo em favor dos homens.
5. Todos os céus contemplaram profundamente comovidos pela paixão da morte de Cristo, pelo grande castigo a que o Senhor foi submetido!
6. Os céus ficaram verdadeiramente estarrecidos e não podiam se segurar pelo profundo sofrimento e amor de Cristo Jesus, nosso Senhor! Aleluia! Graças e glórias a Cristo Jesus! Amém! Ao Deus do amor!
7. Meu grande Deus! Meu grande Senhor! Isto é muito profundo! É inalcançável! É fora de toda e qualquer expectação natural! Quanto amor! Que amor! Que imenso amor!

8. Que amor verdadeiro! Que maravilhoso amor!!
9. Todos os céus ficaram abalados pelo intenso e verdadeiro amor de Deus para com os homens!
10. Se até os céus foram profundamente abalados e comovidos pelo intenso amor de Deus, como poderia o coração do homem também não o ser? Aleluia! Glória ao Senhor Deus Pai e ao Senhor Jesus Cristo, para sempre, amém!
11. Ora, o feito de Cristo está gravado profundo e eternamente nos corações dos anjos, arcanjos, querubins, serafins, nos corações de todos os seres celestiais, para a glória de Deus Pai e do Senhor Jesus. Amém!
12. Eles jamais hão de esquecer-se do terno e profundo amor de Deus para com todos! Do profundo e vivo amor de Cristo Jesus, nosso Senhor!
13. E está gravado também eternamente nos corações dos homens, aqueles a quem Ele os salvou, e isto para a eterna glória de Deus Pai, por Cristo Jesus, nosso Senhor!
14. Ser-lhe-emos eternamente agradecidos pelo Seu sacrifício eterno, pelo Seu sacrifício de amor feito por nós, que ecoa para sempre e eternamente. Amém!
15. Que transcende pelos séculos dos séculos! Amém! Aleluia!
16. Obrigado meu Senhor! Obrigado querido Senhor Jesus, amém!
17. Jesus disse: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar”. E outra vez diz a palavra de Deus: “Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos”.
18. Então mostra que o grande amor de Deus, o grande e terno amor de Cristo, o feito de Cristo está testemunhado pelos céus e pela terra: Nos céus todos os seres celestiais testemunharam; e na terra muitos dos que estavam destituídos da glória de Deus, se levantaram, ressurgiram, quando testemunharam o feito de Jesus Cristo por amor deles! Amém! Aleluia! Glórias eternas! Glórias sejam dadas por toda a eternidade! Aleluia! Amém!
19. Somente os que continuam com o espírito decaído, em plenas trevas é que não podem ver a luz, esta grande luz. Não conseguem ver a grande glória do Senhor Deus, como está escrito: “Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus”. (II Cor. 4:3-4)
20. Qual dos seres celestiais poderia jamais imaginar em seu coração que o Deus Altíssimo, Criador dos céus e da terra e de tudo o que neles há, pudesse fazer algo, que ao mesmo tempo, nos céus era tão sublime e na terra grande vitupério?
21. E tudo isto para tornar a dar vida aos que estavam mortos em suas ofensas e pecados? Aos espíritos decaídos?

22. Como diz a Bíblia: “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados.” (Efésios)
23. Aqui podemos ver que o Senhor Deus realmente faz tudo por amor e mais, ama a tudo o que faz.
24. Ama mesmo! Ama de verdade! Ama sem medidas! Ama irreversivelmente!
25. Ora, se o amor do Senhor Deus ultrapassa a todos os limites! Se o amor do Senhor Deus é maior do que todas as coisas! Se o amor do Senhor Jesus Cristo foi levado até aos extremos, sendo Ele, o Senhor Jesus, completamente esvaziado, surrado, morto verdadeiramente a pancadas, ou seja, fizeram-Lhe como quiseram e Ele não os resistiu.
26. Como poderemos nós, os homens, querer um dia habitar com o Senhor Deus Pai e com o Senhor Jesus Cristo com um amor fingido, superficial, hipócrita e falso?!
27. Diz a Bíblia, a Santa Palavra do Senhor Deus: “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará”. (Gal. 6:7)
28. E outra vez: “Conhecemos o amor nisto: que Ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos”. (I Jo. 3:16)
29. Então pode ficar sabendo desde agora, que se o amor que você possuir não for o mesmo amor verdadeiro do Senhor Jesus, você não tem parte com Ele!
30. Você não pertence a Ele! Você nunca O conheceu! Você não poderá habitar no Seu maravilhoso reino de amor! De amor verdadeiro, de intenso e puro amor! De amor eterno! Amém! Amém! E amém!

[center]


Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1707
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 38
Pontos de participação : 4119
Data de inscrição : 27/12/2008

O Amor de Deus - Parte V

Mensagem por Jefté em Ter 06 Out 2009, 09:56


O Amor de Deus - Parte V

1. O Senhor Deus e Pai de Jesus Cristo nos amou, embora, como no caso dos homens que, mesmo que muito amados e queridos pelo Senhor Deus, lançam-lhe as costas, e O desmerecem e O desconhecem (o mundo foi feito por ele e o mundo não o conheceu). E burlam, escarnecem e blasfemam o Seu San¬tíssimo nome! E têm por profano o seu Sacrifício de amor! E fazem agravo ao Seu Santo Espírito!
2. Vemos aqui, pelo menos eu. Eu vejo, os filhos de Deus vêem! Vemos que o seu mandamento, o primeiro mandamento, de amar a Deus sobre todas as coisas, este mandamento é mais suave do que a brisa, mais doce do que o mel e o destilar dos favos, como diz no Salmo dezenove. Aleluia! Glória a Jesus!
3. Por isso é que a Palavra de Deus, a doce e querida Palavra de Deus intercede ao próprio Deus em favor dos homens.
4. Ela exorta a que o homem conheça ao Senhor Deus, porque uma vez conhecendo-O, conhecendo de verdade, ser-lhe-á impossível não amá-Lo! Aleluia! Amém! Glórias eternas! Aleluia! Assim seja! Graças a Jesus!
5. Ao querido Senhor! Meu doce Senhor! Meu querido e amado Senhor Jesus Cristo!
6. Oh! Como o Senhor é lindo! Como é meigo, como é singelo, majestoso, é como uma criança!
7. Veja bem, o Senhor Deus sabia muito bem que os homens iriam desprezar a Sua palavra, não iam dar nenhum crédito, não iam dar nenhuma atenção. Iam menosprezá-la e pisoteá-la.
8. O Senhor Deus sabia de tudo, más como uma criança, doce, humilde e mansa, não levou em consideração todo o desprezo e escárnio que Sua palavra ia sofrer por parte dos homens, de todos os homens.
9. O Senhor Deus, o querido e doce Deus, pôs a Sua meiga e doce palavra, sem que nada faltasse; para que se ao menos um a ouvisse, Ele, o Senhor Deus o resgataria com Seu amor! Aleluia! Amém!
10. Oh! Quão sublime amor! Oh! Quão sublime e excelso amor!
11. Ultrapassa muito mais além de qualquer palavra!
12. Qual é, pois a nossa dignidade para receber tamanho amor e reconhecimento do nosso querido Deus?
13. Aleluia, te amo, Jesus, querido Senhor! Doce e meigo Senhor!
14. Que farei, na minha pobre e baixa condição para jamais ofender-Te?

15. Que farei, Senhor, para nunca fazer uma ofensa contra Ti?
16. Que farei, Senhor, para que eu verda¬deiramente não seja fingido? Um enganador?! Um hipócrita?!
17. Senhor, tenha misericórdia de mim! Tenha misericórdia também de todos os homens que verdadeiramente têm boa vontade em obedecer e amar ao Senhor Jesus, ter o Teu testemunho em suas vidas, terem as suas vidas drasticamente transformadas pelo Teu imenso amor, pelo Teu grande testemunho de amor!
18. Senhor Jesus, que a Tua misericórdia tome conta da minha alma, para eu não magoar a ti, Senhor.
19. Para eu não contristar o teu Espírito Santo.
20. Para eu servir de alegria ao meu Deus.
21. Porque Ele é infinitamente elevado para o meu ser.
-------***-------
1. Ora, embora não exista ódio e mal que possa ser maior do que o amor e compaixão de Deus e Jesus.
2. Contudo, vemos que o Senhor Jesus nos alertou dizendo que nos últimos dias, quando o anticristo se manifestar, haverá um evento de tal proporção, disse: “Porque naqueles dias haverá uma aflição tal, qual nunca houve desde o princípio da criação, que Deus criou, até agora, nem jamais haverá. E, se o Senhor não abreviasse aqueles dias, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos eleitos que escolheu, abreviou aqueles dias”. (Marcos 13:19-20)
3. Vemos outra vez a grande misericórdia, amor e fidelidade de Deus.
4. Oh! O Senhor Jesus realmente é muito misericordioso e faz tudo por amor e em favor dos homens que se arrependem e se tornam seus filhos. Amém!

------*------
1. Vejam bem, irmãos! Vejam bem a dimensão! Vejam se podemos meditar. Se podemos crer! Se podemos anunciar! Se podemos proclamar! Se podemos ver esta dimensão!
2. Porque Cristo veio ao mundo devido aos nossos pecados!
3. Jesus Cristo foi moído por causa da nossa queda, da queda do homem!
4. Porque deixamos o estado original e decaímos e fomos destituídos da glória de Deus.
5. Satanás foi a causa da queda do homem.
6. Satanás fez o homem pecar, Satanás fez o homem cair.
7. Então diz: “O Filho de Deus se manifestou para desfazer as obras do diabo”. Veio reconciliar os homens com Deus, o seu Deus. (I Jo. 3:8b)
8. Aí diz: “Quem pôs a pedra angular, quando louvavam as estrelas da alva e se regozijavam todos os filhos de Deus?”
9. E outra vez, referindo-se a Jesus: “Eis-me aqui a mim, e aos filhos que Deus me deu”.(Heb. 2:13b)
10. O Senhor Jesus veio trazer de volta para Deus todos os filhos de Deus. Aleluia!
11. Grande festa vai haver! Grandes bodas vão acontecer!
12. Todos os filhos de Deus hão de regozijar jun¬tos diante da presença do Senhor! Aleluia! Amém!
13. Como podemos receber tão grande honra?
14. Como podemos receber tão grande mérito?

15. — Por graça, pela pura graça de Cristo Jesus é que receberemos este tão grande mérito, e nunca por qualquer obra nossa, amém!
16. O Deus vivo desceu nas profundezas; desceu até as mais baixas trevas, viveu trinta e três anos como se fosse um habitante das trevas. E tudo isto, para salvar um tão pobre pecador; e das mais profundas trevas o transportar para a Sua maravilhosa luz, a luz de Jesus!
17. “Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!
18. Porque, quem compreendeu o intento do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?
19. Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
20. Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”.

------*------
1. No princípio, quando houve a queda do homem, Satanás através do pecado subjugou o homem, ou seja, o homem foi vencido por Satanás. E como diz: Aquele que é vencido se torna escravo do vencedor. (II Ped. 2:19b) E mais, o homem se tornou inimigo de Deus e íntimo e amigo de Satanás.
2. Então o Senhor Deus disse a Satanás em Gêneses 3:15: “E suscitarei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”.
3. Vemos que o Senhor disse que poria inimizade entre a mulher (Criação) e Satanás.
4. E entre a semente da mulher e a semente de Satanás.
5. E que a semente da mulher, isto é, Jesus Cristo, haveria de ferir a cabeça de Satanás, enquanto que Satanás a ferisse no seu calcanhar.
6. Esta mulher com a qual o Senhor haveria de pôr inimizade contra Satanás é a mesma mulher gloriosa, que foi vista por João em Apocalipse doze, que diz: “E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça”.
7. Podemos ver que o apóstolo São João não viu a mulher, como que generalizando toda a raça humana, mas viu “uma” mulher, ou seja, a mesma mulher a qual o Senhor disse que a faria ser inimiga de Satanás, e vencedora, isto é: os filhos de Deus dentre os homens, ou a igreja de Cristo ou a noiva do Cordeiro.
8. Em Apocalipse diz mais: “E a mulher estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz”.
9. Creio que isto representa o gemido de toda a criatura de Deus, principalmente dos filhos de Deus que ansiavam quebrantados e desesperados pelo dia em que o Filho de Deus pudesse visitar sua criação, como se fosse também parte dela, para poder remi-la, tirá-la dos grilhões e jugo de Satanás, conforme diz em Romanos: “Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora. E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo”. (Rom. 8:22-23)
10. Como bem diz também uma música cristã:
11. ...o mundo espera em pecado e em pranto; mas Ele surgiu, e a alma deu valor; em esperança o mundo enfim exulta... Um novo dia de glória amanheceu... Aleluia!
12. E a semente da mulher que haveria de ferir a cabeça de Satanás é: “E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono”. (Apc. 12:5)
13. O Deus Altíssimo haveria de gerar da mulher uma semente que fosse capaz de, na forma de homem, vencer o pecado! Vencer a Satanás! E vencer a morte! Aleluia! Graças e Glórias ao Filho de Deus! Amém!
14. Este foi, ou melhor, este é o Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, que na forma de homem, nascido de mulher, na carne, em tudo foi tentado, mas sem pecado, o qual não cometeu pecado nem se achou engano em sua boca. (I Ped. 2:22)

15. Ele foi tentado, massacrado, provado e completamente moído, por causa das nossas transgressões, mas não pecou!
16. Mas venceu com o Seu bem todo o mal de Satanás, todo o mal dos homens e todo o restante de mal! Aleluia!
17. O Senhor Deus gerou um varão que reverteu todas as obras de Satanás nos homens, criação de Deus, como diz: “Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz”. (Ef. 2:15)
18. E através da ressurreição do Senhor Jesus, aqueles que O creram pudessem ser ressuscitados com Cristo, e em espírito pudessem estar livres da escravidão do pecado, como disse o Senhor: “Se pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. (Jo.8:36)
19. E outra vez: “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo”. “Portanto se já ressuscitastes com Cristo buscai as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado”. (Gal.3:27; Col.3:1)
20. Novamente: “E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial”. Amém! (I Cor.15:49)





O Amor de Deus pelos Homens - parte VI

1. Ora, aqui vou dar um exemplo da grandeza e da glória de Cristo nos homens e em favor deles e da vitória gloriosa do Filho de Deus sobre Satanás no testemunho e na vida deles, suas criaturas.
2. O Senhor Jesus venceu e vence a Satanás em tudo! Porque é impossível que perca. Não existe quem possa vencê-Lo, como diz a Palavra de Deus: “Saiu vitorioso e para vencer”. Amém! Acontece que o Senhor Jesus também triunfa nos próprios homens que O têm, digo, nos homens que têm ao Senhor Jesus, como seu Salvador. Por isso também lhes é impossível ser derrotados por Satanás. Amém!
3. Quando o homem se converte e se entrega a Cristo, esse homem também vence a Satanás como o próprio Senhor o fez.
4. Para se ter idéia do poder de Cristo sobre nós, falemos sobre Adão e Eva no paraíso.
5. Ora, eles não tinham pecado, não eram maus e eram livres, contudo por sedução e engano caíram na cilada de Satanás, transgredindo o mandamento do Senhor e automaticamente passaram a seguir a Satanás, que passou a ser senhor dos homens. Porque uma vez que deixaram de ouvir a palavra do Senhor, dando ouvidos a voz de Satanás, deste instante até hoje, ou seja, até a morte, os homens começaram a segui-lo, somente quando se convertem ao Senhor Jesus é que podem receber o poder de serem inimigos e vencedores sobre Satanás.
6. Isto significa que não houve uma força obrigando-os a obedecer a Satanás.
7. Não houve uma ameaça de morte para que ouvissem a Satanás.
8. Em suma, Satanás não os pôs numa condição de vida ou morte para que o ouvissem. Houve somente uma sedução, uma voz tentadora, um sussurro, e eles caíram.
9. Agora vejamos o homem que tem a Jesus, ou seja, o cristão.
10. Bom, nós sabemos que todo homem é pecador, tem uma carne contaminada pelo pecado e propensa ao mesmo, tem seu ego, seus desejos e anseios, tem sua vida e o mundo a conquistar, tem seus erros, tem suas mentiras, e sempre foi falho; e acima de tudo sempre esteve debaixo do jugo de Satanás dando-lhe ouvidos.
11. O cristão também carrega em si toda esta bagagem, somente que ele tendo a Jesus no seu coração e na sua alma, esse mesmo homem que outrora era tudo aquilo, ou seja, sob o domínio de Satanás, agora, através de Cristo Jesus e guiado pela Palavra de Deus passa a renunciar a sua vida, passa a aborrecer a sua própria carne, passa a desprezar o seu próprio ego e a lançar as costas para este mundo.
12. Creia! Em cada fase de sua vida! Em cada momento! Em cada renúncia de sua alma! Em cada sacrifício por pequeno que seja, é Cristo vencendo e triunfando sobre Satanás, no referido homem! Aleluia. Obrigado Jesus!
13. O Senhor Deus está sendo altamente glorificado e honrado em tal homem e por tal homem! Aleluia. Graças a Jesus!
14. Um homem, um mero homem, que fora totalmente decaído e que nunca pudera ver ao seu Deus; que desde o ventre de sua mãe viveu como se fosse somente matéria, nas trevas e na escuridão espiritual, agora segue pela fé, ao seu Deus invisível e invencível! Aleluia!

15. Nega-se a si mesmo e aborrece a sua própria vida, com todo prazer somente para agradar a Deus, ao seu Deus.
16. Que vitória de Cristo! Aleluia! Que glória de Cristo Jesus!
17. Que triunfo do Senhor Deus sobre Satanás. Amém!
18. Vejamos mais: Quando um cristão é tentado e pacientemente aguarda o livramento do Senhor, permanecendo firme, ou seja, não deixando que Satanás o mova do lugar, ou, que o faça recuar. Mas segue ainda que correndo, ou andando, ou mancando, ou rastejando, ou até mesmo parado, refletindo, mas não arredando seu coração dos caminhos do seu Senhor, o Senhor Jesus!
19. Tal homem está triunfando a Cristo! Está triunfando e glorificando ao seu Deus, está triunfando em si mesmo diante de Satanás. Ou seja, Satanás não só está sendo vencido por Cristo, através deste homem, mas está sendo vencido pelo próprio homem, em Cristo Jesus! Aleluia! Graças e glórias eternas sejam dadas ao Senhor. Amém e amém!
20. Isto é verdadeiramente muito lindo! Aleluia! Glória a Jesus! Amém!
21. Vejamos mais, quando um homem, tentado por Satanás, ou tentado pela sua própria natureza, pela sua própria carne, pela sua própria concupiscência ou por qualquer outra espécie de tentação, mesmo estando em aflições e tribulações, mesmo que ele possa cair no erro, embora pareça que Satanás o tenha vencido e subjugado, no seu erro, quando ele, o homem atribulado, se humilha perante o seu Deus, reconhece seu erro, ou sua falha, ou seu pecado, e se arrepende profundamente, confessando-o; é como um soldado deitado e mortalmente ferido em plena batalha, pronto a ser morto e vencido pelo inimigo; e subitamente desferindo um golpe de tamanha intensidade e precisão, que Satanás, sucumbe ante a majestade do Senhor Jesus e a glória do Seu poder! E outra vez, como sempre, se retira por causa da presença santa do Senhor Deus! Amém! Obrigado Senhor Jesus! Graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo! Aleluia!
22. Agora, se o homem sendo tentado, se desvia dos caminhos do Senhor, se entregando a Satanás, também não houve em hipótese alguma uma derrota por parte do Senhor Jesus.
23. O tal homem é que não foi humilde e paciente o bastante para guardar o seu estado na pureza da presença santa do Senhor, de forma que, se Satanás o venceu, é porque não estava na presença do Senhor, presença esta que Satanás e todas as potestades das trevas e do mal tremem e estremecem! Aleluia! Amém! Glória a Jesus! Amém!
24. Agora tem mais, e o que dizer de homens e mulheres como os mártires do Senhor? O que poderia dizer sobre eles?
25. Como poderia classificá-los?
26. Ora, lembremos que Adão e Eva não tiveram uma faca em seus pescoços forçando-os a ouvir e obedecer a Satanás e desobedecer ao Senhor Deus.
27. Mas Satanás sim, Satanás faz isto com os homens, os filhos de Deus, através dos próprios homens dominados por ele. Satanás faz com que os cristãos, os filhos de Deus sejam submetidos a toda a sorte de ultraje e morte. Mortes e mais mortes! Dolorosas mortes! Não se tem condições de relatar todas as espécies de martírios a que os filhos de Deus foram submetidos em toda a história para que se rendessem a Satanás novamente!
28. Então, a glória desses é: Preferem a morte, preferem o exílio, preferem a ignomínia, preferem a nudez, preferem ser aviltados e massacrados juntos com Cristo, do que jamais ouvir ou obedecer ou se render ao inimigo! Aleluia!
29. Eles certamente triunfam em tamanha proporção e glória como triunfou o próprio Senhor e Deus deles, Cristo Jesus, nosso Senhor! Amém! Aleluia! Para a glória eterna do Senhor Deus Pai, em nome de Jesus! Amém!

-----*-----
1. Agora irmãos, creio que o tempo se abrevia, e se apressa. Dias muito difíceis estão por vir.
2. O Senhor tem me mostrado que quando se cumprir este verso, quando este verso verdadeiramente for cumprido, ou seja: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim”.
3. Quando o evangelho de Cristo for ouvido pela última das suas criaturas, o Senhor disse: Então virá o fim.
4. Porque o que se entende no dito do Senhor, é que, havendo todos os homens ouvido do Senhor, testificando também o Espírito Santo sobre eles, então não resta mais o que ser feito, não resta mais o que ser falado, não resta mais o que ser crido, não resta mais o que esperar.
5. Porque todos já o ouviram.
6. Então creio que aí sim, se manifestará o filho da perdição.
7. Então disse o Senhor: “Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda”. “Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver”. (Mat.24:15,21)
8. Ora, se o Senhor disse que o fim vem depois do evangelho ter sido pregado de modo que toda a criatura seja testificada, os que creram, creram! E os que não creram, não creram!
9. Os que creram da maneira como disse o Senhor: “aquele que ouve estas minhas palavras, e as pratica, edificou a sua casa sobre a rocha”.
10. “E os que a ouviram e não cumpriram, edificaram a sua casa sobre a areia”.
11. O que se entende é que havendo a Palavra de Deus cumprido toda a sua missão, ou seja, anunciar o evangelho para a salvação de todo aquele que crê.
12. Então podemos ver que a Palavra de Deus é quem detém o aparecimento do anticristo para que não venha antes de ser dada a chance para todos os homens. A Palavra de Deus é que detém o anticristo.
13. Creio que depois de completada esta missão da Palavra do Senhor, de manifestar a todos o conhecimento da verdade, então ela, a Palavra de Deus, vai ser tirada, como diz: “E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado”. (II Tes. 2:6)
14. “Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; e então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda”. (II Tes. 2:7-8 )

15. Assim que, uma vez completada a missão da Palavra do Senhor, ela será retirada da terra, e se manifestará o anticristo e ele vai lançar por terra a verdade (Jesus, a Palavra de Deus), fará isto e prosperará. (Dan. 8:12b)
16. Porque o anticristo não pode se manifestar antes que primeiramente todo o homem tenha oportunidade de ouvir o evangelho de Cristo.
17. E o Senhor também não pode vir buscar os seus escolhidos sem que o evangelho seja pregado a toda a criatura.
18. Mas o Senhor disse que depois do evangelho ter sido pregado a toda a criatura, então sim, então virá o fim. Ora, Jesus disse que após o evangelho ser ouvido por todos virá o fim e não a Sua vinda, ou seja, a vinda de Cristo.
19. Porque diz: “E agora vós sabeis o que o detém”.
20. Quem detém o anticristo senão a própria Palavra de Deus que não permite que ele se le¬vante antes dos homens terem ouvido do Senhor?
21. E depois diz: “E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda”. (II Tes. 2)
22. Então, após todos ouvirem o evangelho se manifestará o anticristo e acontecerá o que o Senhor Jesus predisse: “Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver”. (Mat. 24:21)
23. Então disse que será dado, por causa das transgressões, o poder para que o anticristo lance a verdade por terra e prospere e isto até a consumação.
24. Se a Palavra de Deus vai ser lançada por terra, ela não poderá estar aqui na terra, porque o anticristo é quem vai comandar, ou seja, ele vai proferir grandes coisas e blasfêmias contra Deus.
25. Como está escrito: “E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para continuar por quarenta e dois meses”. (Apocalipse 13)
26. Então mostra que a Palavra de Deus vai ser retirada da terra, isto concorda com o que diz em Amós: “Eis que vêm dias, diz o Senhor Deus, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. E irão errantes de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do Senhor, mas não a acharão”. (Amós 8:11-13)
27. O verso diz que o Senhor vai enviar fome da Palavra de Deus sobre a terra, a ponto de desmaiarem desejando-a; irão errantes de mar a mar, e do norte ao oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do Senhor.
28. Mas o que diz o restante do verso? — Diz: “Não a acharão!” (Amós 8:12c)

29. Portanto, exorta a própria Palavra de Deus dizendo: “Conheçamos e prossigamos em conhe¬cer ao Senhor, como a alva, a sua vinda é certa”. (Os.6:3)
30. E outra vez: “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”. (Is.55:6)
31. Pois, nos dias, dentro em breve, quando for recolhida a Palavra do Senhor, então se levantará o anticristo, o filho da perdição e vai lançar a verdade por terra e vai prosperar. (Dan. 8:12b)
32. Aí sim, vai ser cumprido de acordo com o que todos os ímpios e inimigos de Deus sempre disseram, pregaram e pregam, ou seja, vai acontecer justamente como eles sempre desejaram e buscaram que fosse: Só haverá na face da terra a mentira! Só e unicamente a mentira!
33. Só haverá na terra a falsidade! Só haverá na terra toda a espécie de maldade e isso sem limites! Não haverá na terra a verdade do Senhor!
34. Por mais que busquem a verdade! Porque nestes dias vão desejar tê-la.
35. – Porque Deus vai enviar fome dela, fome e sede da verdade; fome e sede a ponto de desmaiarem as virgens formosas e os mancebos. Por mais que a busquem não poderão encontrá-la!
----- * -----
1. Sendo assim, qualquer pessoa, digo qual¬quer, sem acepção de pessoas.
2. Qualquer pessoa que no tempo que se chama hoje, não estiver a sua vida e o seu coração totalmente provado, totalmente sondado, totalmente limpo, totalmente firmado e fundamentado e arraigado profundamente na Palavra de Deus.
3. Quando chegar nestes difíceis e jamais vistos dias de trevas, densas trevas espirituais e físicas, quando nesta terra não mais houver a Santa Palavra de Deus; e reinar soberanamente a mentira, a falsidade e a maldade, sem limites.
4. Então certamente tais pessoas sucumbirão seguindo e crendo e vendo todo o poder do mal e das trevas e do engano de Satanás!
5. Nesta época, nada adianta se a pessoa ficou a vida inteira, digo a vida inteira, dentro de uma igreja, seja qual for, seja qual for, ouvindo lindos discursos sobre a Palavra de Deus. Ouvindo lindas promessas da Palavra de Deus!
6. Não adianta se ele falou e pregou sobre Jesus sua vida inteira!
7. Não adianta se foi cercado de lindos discursos e preceitos!

8. Não adianta se foi rigidamente controlado por preceitos e dogmas!
9. Se tal homem não tiver em si mesmo e para si mesmo a prova da vida e do amor de Cristo!
10. Se não tiver em si mesmo um testemunho verdadeiro e autêntico da transformação e prova de Cristo na sua vida, tudo o que fez, falou ou ouviu lhe será tirado. Tudo o que fez, vai ser removido! Tudo o que pareceu ser, vai ser realmente manifesto, ou seja, enganou-se a si mesmo, com falsos discursos!
11. Nesta época se cumprirá literal e verdadeiramente tais palavras do Senhor Jesus, que dizem: “Ao que tem se lhe dará e terá em abundância; e ao que não tem, até o que parece (ou pensa) ter, ser-lhe-á tirado”. Amém!
12. Em suma, os verdadeiros e amados, provados e sinceros no caminho do Senhor e na Palavra de Deus, esses, pelo que já viviam, serão sustentados verdadeira e unicamente pela própria Palavra de Deus, e o que tiver de vir, virá: Se tiverem que morrer por ela, morrerão! Se tiverem que ser encarcerados, ou tentados, ou serrados, ou provados, ou mortos a fio da espada, ou fome ou nudez, ou toda a sorte de maus tratos, essa mesma Palavra do Senhor que eles amaram, amam, e obedecem, os há de sustentar nas horas de prova e da morte! Amém!
13. Somente a Palavra de Deus os poderá sustentar nas horas de duras provas! Nada mais! Amém!
14. É impossível que lhes seja tirada a Palavra de Deus, porquanto a carregam no mais profundo do seu ser! Já é um com a Palavra de Deus! Já é um com Jesus em Deus Pai! Já são um e não podem mais se separar! Aleluia! Amém!
15. Por outro lado, qualquer que, ainda que seja arraigado e sobre edificado na igreja, ou na doutrina dela, qualquer denominação; se o tal não se enquadrar dentro dos que foram provados, e amados, e purificados pelo Senhor Jesus, a ponto de se tornarem “um” com o Senhor Jesus.
16. Quando a Palavra de Deus for retirada da terra, eles, por não a possuírem verdadeiramente no mais profundo do seu ser, serão levados pelo engano e mentira de Satanás, pelo engano e mentira do anticristo e negarão ao Senhor Jesus que tanto e verdadeiramente foi e é o único que os amou!
17. Isto é literalmente o que diz: “Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado”. (Mat.25:29)
18. E outra vez: “Vede, pois, como ouvis; porque a qualquer que tiver lhe será dado, e a qualquer que não tiver até o que parece ter lhe será tirado”. (Luc. 8:18)
19. Enquanto isso, por outro lado, Jesus disse: “E surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos”. (Mat: 24)
20. E também: “E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta...” (Apocalipse 13)
21. Podemos ver que vão ser combinados muitos fatores simultaneamente: Fome da Palavra de Deus; ausência da Palavra; e falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios.

22. Ora, quando Jesus estava próximo da morte na cruz, alguns dos que ali estavam o observando ousaram dizer para ele, tentando-o: “Salvou os outros, e a si mesmo não pode salvar-se. Se é o Rei de Israel, desça agora da cruz, e crê-lo-emos”. (Mat. 27:42)
23. Hoje, creio que não só eu, mas muitos de nós já ouvimos dezenas, centenas ou milhares, talvez devam ser milhões de pessoas que dizem não crer no Senhor porque não o viram como um Deus, ou seja, queriam subir até ao céu, diante do trono de Deus para poder vê-lo, para assim crer em Deus, em Jesus.
24. Isso mostra que os homens, esta geração, pedem por sinal, anseiam por sinais para darem crédito.
25. Jesus disse: E farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
26. E outra vez: “Haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu”. (Luc. 21)
27. Também disse: “Vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus”.
28. Ora, Jesus não disse, vem a hora em que algum ou alguém que vos matar, mas sim, qualquer que vos matar.
29. Nesta época, quem não for um cristão fará parte deste “qualquer” que nos haverá de matar.
30. E outra vez: “E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão. E odiados de todos sereis por causa do Meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim será salvo”.
31. Também profetizou o apóstolo Paulo, dizendo: “Por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade”. (II Tes. 2:11)
32. Sendo assim, todos os que não creram no evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo, obedecendo-o, certamente darão todo o crédito à operação do erro que está para vir.
33. Esta operação do erro que é citada na Palavra de Deus vai ser tão forte, tão terrível e tão ferrenha, que o Senhor Jesus disse: Se fosse possível enganaria até os escolhidos, ou seja, os filhos de Deus aqui na terra, os que amam e conhecem o amor de Deus, o amor de Jesus e o têm no coração.
34. Essa operação do erro que está para vir, pode ser comparada com o dilúvio.


continua... na próxima e última parte desta mensagem.




O Amor de Deus pelos Homens - parte VII

1. Lembremos que no dilúvio, somente os que entraram na arca de Noé, isto é, oito almas é que se salvaram.
2. Ora, os que estavam dentro da Arca foram os mesmos que ajudaram a construí-la.
3. Os demais não houve força que os pôde livrar da destruição que estava determinada.
4. Assim também será na destruição que está por vir, só que em proporções extremamente maiores.
5. A operação do erro vai ser como uma avalanche, ou como uma gigantesca correnteza, ou até mesmo, para dar um exemplo recente, como o tsunami que varreu a Indonésia arrastando todos que estavam no seu âmbito de destruição.
6. Portanto, qualquer homem, digo, qualquer, não importa se é de igreja ou não, não importa se ele conhece a Bíblia toda ou se é um pregador da própria Palavra de Deus: O homem que verdadeiramente não cumpre todas as palavras de Jesus na sua vida, e não está com o seu coração arraigado, provado, testado e profundamente ancorado pela Sublime e Santa Palavra de Deus, este certamente vai ser levado pela gigantesca onda de engano, destruição e provação que está determinada para vir.
7. Podem crer! Que o homem que desprezar o grandíssimo, o incontestável e o verdadeiro amor de Deus para com os homens através do sacrifício de Seu Filho, Jesus Cristo, quando se ofereceu a si mesmo por amor de todos, tal homem verdadeiramente não só está ouvindo a Satanás, mas também está amando-o e seguindo suas pisadas.
8. E se está seguindo as pisadas de Satanás, significa que é inimigo de Deus, e quando começar a destruição determinada pelo Senhor Deus, não haverá nem no céu nem na terra nem debaixo da terra criatura alguma que o poderá livrar do castigo divino que está reservado para todos os inimigos de Deus: Desde os anjos que pecaram seguindo após Satanás até mesmo o homem, porque desprezou o seu Criador e burlou do Seu amor e de Sua misericórdia.
9. Então, dentro em pouco, quando for completada a promessa de nosso Senhor Jesus Cristo de que todas as gentes haveriam de ouvir o evangelho da salvação, então cumprido está. Quem creu, creu, e quem não creu, não sei o que será.
10. Se você tem ouvidos, ouça agora mesmo, pois agora a mão do querido Deus Altíssimo está aberta, para ajudar-te, para amar-te, para limpar-te, aqui e agora. Porque qualquer homem que não for limpo pela Palavra de Deus será lançado nas trevas exteriores, onde haverá choro e ranger de dentes.
11. O amor do Senhor é verdadeiro, o Senhor ama o homem a ponto de querer tê-lo junto a Si.
12. Mas é impossível o homem habitar com o Deus Altíssimo sem que primeiro tenha um coração puro.
13. Por isso o Senhor adverte: Que o homem que não lutar com toda a sua alma para se purificar através do evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo, o tal, juntamente com Satanás e seus anjos será lançado no inferno de fogo sem julgamento, e, após o juízo final, se for achado ainda em débito poderá ser lançado no lago que arde com fogo e enxofre, ou seja, a segunda morte.
14. De novo atesto a todo o homem que, a misericórdia do Senhor Jesus Cristo está estendida a todos, e os que a desprezarem, podem fazê-lo, porque todos têm o seu livre arbítrio.

15. Mas.... no dia em que se manifestar o anticristo, o filho do diabo, e lançar a Palavra de Deus por terra, como se ele fosse a verdade e Jesus a mentira, todos, todos sem exceção terão que prestar-lhe adoração e total obediência.
16. Obediência espiritual e física, porque usará de toda a força disponível; força espiritual e material para forçar os homens a obedecê-lo, até que, conforme a Palavra de Deus, venha a consumação dos séculos, ou seja, o fim deste mundo malvado e perverso. Amém!
17. Portanto eu atesto a todo o homem que, se, se deixar levar pelo engano e mentira de Satanás, ou pelo seu próprio engano, ou a mentira do mundo, e não crer, e não for comovido e convertido, não ser guiado e não ser purificado pelo tão grande amor, com que nos amou o Senhor Deus Todo-Poderoso.
18. Este tal homem voluntariamente não participará do Eterno Reino de amor deste Grande e Único Deus.
19. Mas certamente sofrerá então a Grande Ira deste mesmo Deus!
20. E será varrido, assim como toda a maldade e injustiça, e será lançado na perpétua destruição!
21. De novo atesto e protesto solenemente a todo o homem que, “com a mesma medida com que me¬¬¬¬¬dir, será medido e se lhe acrescentará”. (Mar. 4:24)
22. E quando, por fim, se encontrar diante do julgamento do Senhor, no dia do juízo, e for pesado na balança e achado devedor, esse tal será lançado no fogo eterno, o mesmo que está preparado para Satanás e os anjos maus.
23. E mais, quando se achar em tormentos, seja ele eterno ou não, saiba que a advertência do Senhor, a advertência do Amor do Senhor e a advertência da Sua ira acompanharão os que estiverem em tormento, seja pela eternidade afora ou seja até o seu completo fim!
24. Carregará consigo a advertência e a Palavra do Senhor, mesmo no tormento; a advertência do Amor do Senhor (a qual tem parte os obedientes e fiéis) e a advertência da ira do Senhor (a qual tem parte todos os desobedientes e incrédulos).
25. Então, seja o tormento de tais homens eterno ou não, saibam que não poderão esquecer-se jamais, que tiveram toda a misericórdia e amor; tiveram toda a chance para se livrar do mal por toda a eternidade, e a rejeitaram, e a desprezaram e burlaram, e escarneceram da Santa e Amável Palavra do Senhor Deus! De um Deus multi¬misericordioso, de um Deus de grande e terno amor; de um Deus de infinita misericórdia para com todos; de um Deus que sofreu por eles; de um Deus que passou privações e aflições, por amor, somente e unicamente por amor; por amor a eles, por amor a todos, por amor! Por verdadeiro amor! Amém!
26. Portanto, examine-se o homem a si mesmo.
27. Meça todas as conseqüências, porque a Ira do Deus Todo-Poderoso que está por vir vem!
28. E se apressa! Apressa-se o fim!

29. E o sangue de tal homem será lançado sobre a sua própria cabeça. Amém!
30. Neste tempo, nestes dias difíceis, os santos do Senhor estarão em grande sofrimento, mas o Senhor disse: “Ora, quando estas coisas começa¬rem a acontecer, olhai para cima e levantai as vos¬sas cabeças, porque a vossa redenção está próxima”. E disse mais o Senhor: “E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então apare¬cerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vin¬do sobre as nuvens do céu, com po¬¬der e grande glória. E ele enviará os seus an¬¬jos com rijo clamor de trombeta, os quais ajunta¬rão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus”. (Mat. 24:29-31)
31. E neste instante, num abrir e fechar de olhos, os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. (I Tes. 4)
32. Que o Senhor Deus Pai, que o Senhor Jesus Cristo tenha misericórdia, em especial de todos aqueles homens e mulheres que têm boa vontade para com o Senhor Jesus. Amém! Amém! E amém!. Em nome de Jesus! Amém!

Autor: Jefté
.

    Data/hora atual: Seg 11 Dez 2017, 22:54