F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Compartilhe

irmão Edson
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Número de Mensagens : 271
Data de inscrição : 31/07/2010

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por irmão Edson em Sab 22 Jun 2013, 18:09

PAULO NÃO ACREDITAVA NA TRINDADE !

O apostolo Paulo tinha o verdadeiro evangelho dado a ele, por Jesus ressurreto , ele não acreditava na Trindade e abaixo tem 142 versículo que provam que Paulo , cria que o Pai é uma pessoa distinta do filho , ou seja , Jesus não é a encarnação do Pai muito menos do anjo Jeová. 
Veja : Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele. 
1 Coríntios 8:6

Para Paulo há um só Deus o Pai e um só Senhor Jesus Cristo 

142 VERSICULOS QUE PROVAM QUE PAULO NÃO CRE QUE JESUS É DEUS, MAS SIM UMA PESSOA DISTINTA 

Romanos
34 vezes (Cap,1:1,2,7,8,9; 2:16; 3: 22,24,25; 4:24; 5: 1,10,11,15; 6: 4,10,11, 23; 7: 25; 8: 3,17,29,32,24,39; 10: 9; 14:18; 15:5,6,7,8,30; 16:26,27 )
1 Corintios:
18 vezes (1:1,3,4,9,24,30; 3: 23; 4:1; 6:14; 8:6; 9:21; 11:3; 12:3; 15:15,24,27,28,57)

2 Corintios:
19 vezes (1:2,3,19,20,21; 2:14,15,17; 3: 4 ; 4:4,6,18,19,20,21; 0:5; 11:31; 12:19; 13:14)

Galatas:
: 10 vezes ( 1:1,3,15,16; 2:20; 3:17,20; 4:4,6 ,7)

Efesios:
20 vezes (1:2,3,17,20,21,22; 2: 4,5,6,7,1 6,18; 3:14,21; 4:13,32;5:2,5,20) 

Filipenses:
: 9 vezes ( 1:2,11; 2:6,9,11; 3:3,14; 4:7,19) 

Colocenses:
: 10 vezes ( 1:2,3,13,15,27; 2:2,12; 3:1,3,17 )

1 Tesalonicenses:
12 vezes (1:1,3,9,10; 2:4; 3:11,13; 4:14,1 6)

2 Tesalonicenses:
: 5 vezes (1:1,2,12; 2:16; 3:5)

1 Timoteo:
5 vezes (1:1,2; 2:5; 5:21; 6:13)

2 Timoteo:
4 vezes ( 1:1,2,9; 4:1)

Tito:
: 3 vezes (1:3; 2:10,13)
5 veces ( 1:1,4; 3: 4,5,6)

Filemon:
: 1 vez ( 1: 5)

Pastor Edson Gomes

Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Número de Mensagens : 4296
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Norberto em Seg 01 Jul 2013, 11:41

.
Para acréscimo ao presente tópico, trago algumas respostas relacionadas a diversos argumentos (textos bíblicos) que são amplamente citados neste tópico.

As respostas foram retiradas do tópico "Jesus é a primeira criação de Deus?".

Norberto



Caro Azzi, Paz!

Essa lista não traz nenhuma novidade e repete os mesmos desvirtuamentos.
Mas, vamos lá!

(1 João 5:20) - E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, EM SEU FILHO JESUS CRISTO. ESTE É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA.
Você capitulou um trecho, mas não percebeu que nesse trecho há um pronome possessivo “em SEU Filho”.  E a pergunta é: “SEU”, de quem? No início do verso diz que Jesus é o Filho de Deus, então esse “SEU” se refere ao possuidor do Filho, claro, o Pai que é o próprio Deus, ok? Seguindo diz que esse Filho veio para nos dar entendimento para conhecermos o Verdadeiro (Leia Jo. 1.18), quem é esse Verdadeiro que o Filho veio dar a conhecer? Será difícil concluir, até aqui, que Deus é o Verdadeiro já citado e que o Filho veio dá-lo a conhecer? Mas, como é possível estarmos nesse Deus (no Verdadeiro)? Só é possível estarmos no Verdadeiro estando em SEU Filho.  Não sei se você notou, mas a intenção do verso não é dizer que Jesus é o Verdadeiro Deus, mas dizer que ele é o FILHO DE DEUS, que veio nos dar entendimento do VERDADEIRO (Deus) e que podemos ter esse entendimento estando em SEU Filho (ou seja, estando no Filho do Verdadeiro Deus). Qual é a conclusão simples e lógica?  Ora, que a expressão “este é o Verdadeiro Deus” se refere a este de quem Jesus é Filho e nos veio dar a conhecer. Se você fizer uma leitura contextual do verso joga para o espaço a deturpação dogmática do trinitarismo. Não se incomode com o “este” ao invés de “esse” porque na língua original pode significar um ou outro. O tradutor que era trinitário colocou “este” e criou uma confusão danada porque rompeu tudo o que é delineado na parte anterior do verso. Quebrou a sequência lógica das afirmações.


(João 5:18) - Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que DEUS ERA SEU PRÓPRIO PAI, FAZENDO-SE IGUAL A DEUS.
Aqui você transformou a acusação dos fariseus em uma afirmação de identidade. Basta você ler o verso 19 para ver a defesa de Jesus sobre essa falsa acusação: “Mas Jesus respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente”. Ora, se a acusação dos fariseus fosse verdadeira, Jesus não diria na sequência “NA VERDADE, NA VERDADE ... O FILHO POR SI MESMO NÃO PODE FAZER COISA ALGUMA”. Ora, parece claro que dizer que não pode fazer coisa alguma não é uma confirmação do que os fariseus o acusaram, não é verdade?  Ele depende de alguém (o Pai) para fazer o que faz, dele mesmo não é possível.


(João 20:28) - E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e DEUS MEU!
Versos antes, no 17, ele disse: “Eu subo para meu pai, vosso Pai, meu Deus vosso Deus”. Como Tomé estaria se referindo a Jesus, se Jesus mesmo ensinou que o Deus dele era o mesmo do de Tomé. Só quem isola os textos bíblicos chega a conclusões de coisas que Jesus nunca ensinou.


(Mateus 1:23) - Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: DEUS CONOSCO.
Quer dizer que um nome teofórico determina uma identidade? Então “Eli” que significa “Meu Deus” deve ser o “Nosso Deus”? Ou Jeú que significa “Jeová, ele o é” é Yahweh mesmo? Pois se um nome determina forçosamente a identidade pessoal de alguém então, Jeú é, necessariamente, Yahweh. Percebeu a fragilidade desse argumento?


(Tito 2:13) - Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória DO GRANDE DEUS E NOSSO SALVADOR JESUS CRISTO;
Pergunte ao tradutor porque ele verteu esse verso sem um “DO” antes da palavra NOSSO SALVADOR e não seguiu o mesmo padrão para 2 Ts.1.12, que tem igual construção em língua grega e foi traduzido por “a graça de nosso Deus e DO Senhor Jesus Cristo”? Por causa desse possibilidade e da forma como Paulo apresenta os dois (Pai e Filho) quando os cita juntos não há razões para não crermos que a forma de tradução encontrada em 2 Ts.1.12 não deva ser repetida em Tt. 2.13.


(Marcos 2:5) - E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, perdoados estão os teus pecados. (6) - E estavam ali assentados alguns dos escribas, que arrazoavam em seus corações, dizendo: (7) - Por que diz este assim blasfêmias? QUEM PODE PERDOAR PECADOS, SENÃO DEUS?
Mais uma vez você transformou uma acusação dos fariseus em afirmação de identidade. Leia a passagem sinótica em Mt.9 e verá no verso 8: “E a multidão, vendo isto, maravilhou-se, e glorificou a Deus, que dera tal poder aos homens”. Ninguém, exceto os acusadores, viu Jesus com sendo o próprio Deus ali. Jesus em Mc. 2. 8 diz “para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder para perdoar”. Ele tem essa autoridade para perdoar e a MULTIDÃO reconheceu que esse poder havia sido dado por Deus. Não o glorificaram como o Deus perdoador, mas glorificaram a Deus que dera tal poder a ele. Percebeu? Só os escribas quiseram se aproveitar da situação para incriminar Jesus. Não use a acusação deles como prova!!!


(Lucas 1:46) - Disse então Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, (47) - E o meu espírito se alegra em DEUS MEU SALVADOR;
Você acha sinceramente que aquela serva de Yahweh estava cantando para a criança chamando-o de DEUS MEU SALVADOR? Desculpe-me, mas isso é reflexo de uma impregnação muito grande e completamente sem sentido do dogma. Basta você ler o verso 45 e perceberá que algo foi dito da parte do Senhor (Yahweh), e ela via ali o cumprimento e por isso engrandeceu ao Senhor (Yahweh).


(2 Pedro 1:1) - SIMÃO Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa pela justiça DO NOSSO DEUS E SALVADOR JESUS CRISTO:
Leia o comentário sobre Tt. 2.13.


(Filipenses 2:6) - Que, sendo EM FORMA DE DEUS, não teve por usurpação ser IGUAL A DEUS,  
Você transformou a “FORMA” em identidade. Puro desvio de leitura. Ele não quis roubar aquilo que não tinha. Mas, já estamos tratando essa questão não é verdade?


Atos 20:28) - Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes A IGREJA DE DEUS, QUE ELE RESGATOU COM SEU PRÓPRIO SANGUE.
A Bíblia diz que Deus é Espírito e Jesus diz que um espirito não tem carne e ossos, logo é evidente que não tem sangue. Mas, a Bíblia diz “corpo me preparas-te” ao falar que Deus preparou um corpo, ou seja, se tomada essa leitura de Atos como sendo a correta, ela não está dizendo que Deus tem sangue, mas a partir do corpo que preparou para Jesus e sendo este (Jesus) de Deus o sangue pertence a ele. Essa expressão é usada para designar “parentesco” e equivale a “seu próprio Filho”. Há inclusive uma variante grega nessa questão.


(JOÃO 10:30) - EU E O PAI SOMOS UM.  
Basta ler JO. 17.22 e perceberá que essa expressão não está dizendo “EU E O Pai somos UM MESMO DEUS”, está dizendo apenas que os dois são UM (um aqui está inclusive no neutro grego), denotando unidade.


(João 10:33) - Os judeus responderam, dizendo-lhe: Não te apedrejamos por alguma obra boa, mas pela blasfêmia; porque, SENDO TU HOMEM, TE FAZES DEUS A TI MESMO.  
Essa é a terceira acusação dos opositores de Jesus que você toma como afirmação de identidade para ele. Mas, mais uma vez basta ler a sequência para ver, novamente, a defesa de Jesus contra essa acusação: Jo 10:35 Pois, se a lei chamou deuses àqueles a quem a palavra de Deus foi dirigida, e a Escritura não pode ser anulada, Àquele a quem o Pai santificou, e enviou ao mundo, vós dizeis: Blasfemas, porque disse: Sou Filho de Deus?”
Ele confirma que é o próprio Deus OU faz um paralelo com os juízes que foram chamados de deuses e filhos do Altíssimo?  Tentaram incriminá-lo não porque ele disse ser Deus, mas porque se identificou como “Filho de Deus” e deturparam essa expressão. Jesus os corrige. Veja lá se você consegue perceber isso. Para mim me parece muitíssimo claro.


(João 14:9) - Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? QUEM ME VÊ A MIM VÊ O PAI; E COMO DIZES TU: MOSTRA-NOS O PAI?  
Então, você acredita que Jesus é o próprio Pai, não é outro indivíduo? Isso é sabelianismo ou modalismo dinâmico, não trinitarismo.


(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é CRISTO SEGUNDO A CARNE, o qual é sobre todos, DEUS BENDITO ETERNAMENTE. AMÉM.  
Robert H. Mounce comentando sobre pontuação e silabificação nos textos gregos relembra que nos manuscritos antigos, os unciais, não haviam pontuação ou divisão de versículos e “esse fato criou algumas dificuldades para os estudiosos contemporâneos, visto que o modo de um versículo ser pontuado pode ter efeito importante sobre a sua interpretação. Um dos exemplos notáveis disso é Romanos 9.5. Se uma pausa maior for feita depois da κατὰ σάρκα (lit. “segundo a carne”), a parte final do versículo seria uma declaração a respeito de Deus Pai (A NEB traz: “Que Deus, supremo sobre todos, seja abençoado para sempre! Amem”). No entanto, em se fazendo uma pausa menor naquela posição, as palavras finais da frase falariam de Cristo. A NVI diz: “[...] de Cristo, que é Deus acima de tudo, bendito para sempre! Amém”1 e conclui “O modo de a tradução lidar com um versículo ambíguo tal como esse revela as tendências teológicas do tradutor”
Mounce, William D. In Fundamentos do Grego Biblico (Livro de Gramática) 1º Edição – 2009, pág. 17.
Se você ler as cartas de Paulo e como ele distingue o Pai e o Filho via perceber que se trata de uma doxologia.


(Colossenses 1:15) - O QUAL É IMAGEM DO DEUS INVISÍVEL, o primogênito de toda a criação;  
Não confunda imagem com identidade pessoal.


(Colossenses 2:9) - Porque NELE HABITA CORPORALMENTE TODA A PLENITUDE DA DIVINDADE;  
Porque APROUVE AO PAI fazer nele habitar toda plenitude. Cl. 1.19.


(Hebreus 1:3) - O QUAL, SENDO O RESPLENDOR DA SUA GLÓRIA, E A EXPRESSA IMAGEM DA SUA PESSOA, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;  
Então, a expressão imagem é a própria pessoa? Isso também é sabelianismo, além de transformar mais uma vez “imagem” em uma identidade.


Isaías 9:6) - Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, DEUS FORTE, PAI DA ETERNIDADE, Príncipe da Paz.
Você leu nesse verso: “E SE CHAMARÁ”. Se ele fosse sempre ou fosse o próprio, por que seria (futuro) chamado? Você já parou para pensar que ele teria nascido “DEUS FORTE” (no conceito trinitário) e morreu “DEUS FRACO” (forçosamente no conceito trinitário) já que na cruz ele disse: “Deus meu por que me desamparas-te”? Esse é o mesmo problema do nome “Emanuel” que você transformou em uma identidade. O menino se é o próprio “Deus forte” NÃO PODE MORRER, senão é “Deus fraco”, mortal. Percebeu o problema?

Pai da eternidade, não significa pai da eternidade pretérita e futura, senão não poderíamos dizer que o seu nome seria (futuro). Como o seu nome ainda iria ser se ele fosse na eternidade pretérita o pai dessa eternidade? Percebeu o problema?

Irmão esses versos são todos desvirtuados pela dogmática trinitária para transformar DEUS EM TRÊS. Esse é tipo de procedimento que um cristão imparcial deveria abandonar e se apegar ao que Jesus e Paulo positivamente disse: Deus é um e este é o Pai. O resto é desvio.

Paz!
Vadomiro
.
avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4296
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17341
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Norberto em Qui 15 Ago 2013, 11:28

.
Eu sempre observei e questiono algo que não se tem resposta. Por que alguns versículos bíblicos, hoje de tradução duvidosa, não foram utilizados em Nicéia? Será que nos primeiros séculos ainda não tinha sido mal interpretados no que se diz respeito à tradução dos mesmos que hoje nós encontramos.

Achei interessante as observações do Lord Saga participante do grupo Unitarismo Bíblico, o qual escreveu o seguinte:



---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Lord Saga
Data: 15 de agosto de 2013 02:55
Assunto: Reinterpretações Unitárias - Receptus Textus ?
Para: unitarismobiblico@googlegroups.com

(...)

Tem algumas passagens referentes ao chamado T.R que parecem indicar claramente que após Nicéia houve uma tentativa deliberada de incluir um apoio à Trindade dentro do texto bíblico.

(Quer dizer que são passagens que não são autenticas, não foram escritas pelo escritor inspirado pelo espírito santo, mas por uma posterior e católica mão trinitária após os Credos)

Apresento a "Trindade dos textos trinitários do Textus Receptus", essas passagens são justamente as maiores e melhores passagens que se podem encontrar em uma bíblia envolvendo o tema da Trindade e do Cristo ser Deus (Mas que nunca foram usadas como argumentos nas polêmicas da Controvérsia Ariana, ou seja é como senão existissem na época)

COMMA JOANINA - 1 João 5:7

ALFA E OMEGA - Apocalipse 1:11

DEUS MANIFESTADO EM CARNE - 1 Tim 3:16

Mas como mesmo tais passagens poderiam por acaso serem alocadas dentro do unitarismo bíblico se fosse o caso?  É possível ao menos TENTAR?


COMMA JOANINA – O próprio contexto não evoca nenhuma ideia de que o assunto seja o tema teológico da S.Trindade,  argumentação de João está na concordância de Testemunhos , então ele fala de três testemunhas cujo testemunho é um só, O ESPÍRITO, A ÁGUA e O SANGUE.  Então, espírito, água e sangue, são um, será que poderiam ser um, literalmente....como uma pessoa? Não.  então Pai, Espírito e a Palavra  não são uma entidade assim como o espírito a água e o sangue não são exatamente a mesma substância ou líquido [?]..

O serem "UM" aqui seria simbólico, é interessante que este é o uso de "ser um" não apenas em 1 JO 5:8 mas também mas também em João 10:30 e João 17:20-23, onde "ser um" não envolve ser a "mesma pessoa" ou "mesmo Deus," e sim ter uma unidade de proposito, pensamento e mensagem, assim como o testemunho dos três é um, também os cristãos deveriam estador todos unidos e concordantes em um, nas mesma atitude e maneira de pensar , assim como o Filho está com o Pai. Agora quanto a teoria de que essa passagem falasse sobre serem "UM DEUS", isso é impossível, pois a palavra UM em grego está no gênero NEUTRO e como a palavra THEOS é masculina, o "um" aqui não envolve que os três sejam "um Deus", a palavra um aqui deveria estar no masculino também, o mesmo vale para João 10:30.


ALFA E ÔMEGA – Uma analise das ocorrências do termo "O Alfa e o Omega" em Apocalipse, nós mostra que a palavra é aplicada a Deus (isso já a partir de Ap 1:8 ) , Deus este que é continuamente distinto do Cordeiro em identidade, nome, função, posição etc. Porém em  AP 1:11 do T.R, o ser referido realmente seria o glorificado Jesus Cristo, mesmo assim, o verso não o identifica como sendo o Deus Todo Poderoso (Como é feito por exemplo no 8 ), se fossemos aplicar tal termo ao Cristo seria no mesmo sentido que ele é chamado de "o Primeiro e Último que morreu e foi ressuscitado", então ele seria o ALFA [O primeiro] e o Omega [O último]  a morrer e ser levantado pelo Pai para a vida incorruptível. Ou seja, embora a expressão fosse similar a que foi usada para seu Pai, o sentido e significado dela seria diferente, o sentido de Jeová Deus ser chamado de "Primeiro e Último, Alfa e Ômega ou Principio e Fim" nunca é algo referente a morrer e voltar a vida por ação de outrem ...ao contrário, tem mais a ver com sua eternidade e divindade (o que já implica AO CONTRÁRIO em NÂO MORRER NUNCA).


DEUS EM CARNE  O texto falar que Deus foi manifestado em carne teria duas soluções: aceitar que Jesus possa realmente ser chamado de "theos" sem problemas, sendo que de fato aconteceu de alguém que tinha divindade de ter se tornado carne ("O Verbo era Deus...e se fez carne...o Deus unigênito"). Ou a mais provável ainda,  o texto em si não chama Jesus de Deus, este Deus manifestado em questão é o Pai, acontece que como quem vê o Pai ve o Filho, o homem Jesus é a visível manifestação do invisivel Deus na Terra, então Deus se manifestou em carne através de seu Filho Jesus Cristo, ao nos dar uma revelação perfeita de si mesmo através de alguém que era sua imagem, reflexo e representação.  


<<<<<<<                                  PS:
A Escritura Sagrada não pode nunca, se contradizer na sua exposição da Doutrina Divina, então não são duas ou três passagens problemáticas ou duvidosas que irão anular todo um consenso geral do resto das Escrituras Inspiradas. viemos acompanhando a Bíblia desde o Gênesis e ai não podemos chegar já no final, no Apocalipse, que por sinal é um livro totalmente antitrinitário e acharmos ali uma contradição onde o autor finalmente se decide toma-lo como sendo o Deus, assim contradizendo a si mesmo, o próprio livro, com suas próprias cartas e evangelhos e os escritos dos outros apóstolos inspirados.  Textos como Mt 4:10, 24:36 e 1 Cor 8:6 . 11:3 . 15:28 além de Apo 1:1 demonstram que os Evangelistas e Paulo não criam em nenhuma Trindade de três seres que são igualmente Deus, oniscientes e onipotentes.... mas no Pai como nosso único Deus, o cabeça sobre todos e o  único que sabe todas as coisas e deve ser adorado.

Eu acho mais fácil nós explicarmos a trinca de passagens acima do Textus Receptus, do que algum trinitário me explicar textos como os acima ou ainda outros como Efésios 4:4-6 e Jo 17:3.

Se alguém acha que a Trindade existe, faça o favor de explica-las de forma bíblica e coerente. (...)

.
avatar
Gleison Elias
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Bíblia NV: goo.gl/7gC7Ih
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3108
Idade : 21
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : Corpo de Cristo
País : .
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 9583
Data de inscrição : 24/11/2012

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Gleison Elias em Qui 29 Ago 2013, 18:09

Olá, Convidado, se você for unitarista, quero saber de você como refutar biblicamente Atos 20:28, o unico que me encafifa.

Se não for unitarista.. ignore.
avatar
Valdomiro
ADMINISTRADOR (auxiliar)
ADMINISTRADOR (auxiliar)

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1293
Idade : 48
Cidade/Estado : Recife/PE
Religião : Protestante
Igreja : Assembléia de Deus
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 228
Pontos de participação : 3112
Data de inscrição : 25/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Valdomiro em Sex 30 Ago 2013, 09:31

Gleison, Paz!

Obrigado por perguntar!

Caro irmão, todos sabemos que nenhum versículo para ser bem compreendido pode ser isolado de seu contexto.

A redação de At 20:28 diz: “Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.” (ACF)

O que está em causa aqui é o final do verso, cuja leitura dá a entender que Deus tem (ou teve) sangue , e isso só poderia ser cogitado, se aplicado a Cristo, dizendo que a humanidade de Jesus é a própria Deidade.

Assim, aqui existem, pelo menos, duas questões:

1) A humanidade de Jesus é também deidade? Ou seja, Jesus é de única natureza, de tal modo que o sangue não é do homem Jesus, mas de Deus? Será que a deidade se transformou em carne também e vice-versa?

2) A expressão “seu próprio sangue” pode significar outra coisa que não uma relação de identidade direta?

A primeira é menos provável se tomarmos a Bíblia em seu sentido amplo, pois além de descaracterizar quem é Deus, anularia o sacrifício de Cristo: um humano resgatando a humanidade (o segundo Adão), assim como um humano fez cair a humanidade (o primeiro Adão). Rm. 5.14 mostra que foi o homem Jesus, enviado pela graça de Deus que verteu o seu sangue.

Em favor da segunda opção temos o resto da Bíblia, que nos informa que Deus é Espírito (Jo. 4.24) e que um espírito não tem carne e ossos, consequentemente não tem sangue (Lc. 24.39)
Assim, sangue é algo físico, inerente à matéria. Nesse sentido, o sangue de Deus, não pode significar que Deus tem sangue, mas que o sangue pertence a ele.

Além do mais, se o sangue em At. 20.28 é o sangue das "veias" de Deus, isto significaria inapelavelmente que Deus morreu, já que foi esse sangue que teria sido vertido na cruz, mas as Escrituras dizem: I Tm. 1.17 “Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus, seja honra e glória para todo o sempre. Amém.” O IMORTAL não morre. Se um dia o IMORTAL morreu não era, então, de fato, IMORTAL, pois pôde morrer, provando sua mortalidade. Deus não poderia ter dado "seu próprio sangue" e não ter sido considerado MORTO. Mas, isso tornaria falso I Tm. 1.17.

Mas, será que existe apoio linguístico para a acepção de que o sangue pertence a Deus, sem ser o sangue do próprio Deus em si? Sim, existe! A expressão “διὰ τοῦ ἰδίου αἵματος” pode ser entendida de duas formas: a) atributivamente, que é como a maioria dos trinitários entendem; ou b) possessivamente, significando que o sangue é de alguém que pertence a Deus. Isso tem apoio do resto da Bíblia que apresenta Deus e Jesus como seres distintos, não apenas pessoas distintas!

As escrituras dizem: “Corpo me preparas-te” (Hb. 10.5). A epístola aos hebreus deixa claro que Deus preparou um corpo não para si próprio, mas para outro. O verso 7 dessa mesma epístola mostra, mais uma vez de forma clara, que quem adquiriu o corpo não foi Deus, mas alguém disposto a fazer a vontade de Deus.

O contexto onde esse verso de Atos está inserido fala, no mesmo capítulo, de Deus e de Jesus em distinção várias vezes: At. 20.21,24,27. O fluxo do texto não leva os leitores a acreditarem que Jesus é o mesmo Deus de quem aparece em distinção recorrentemente.

Apoio de trinitaristas! O entendimento de não tratar-se do “sangue de Deus” não é exclusividade dos unitarianos. É uma constatação lógica do texto bíblico. Basta lembrarmos que a palavra “Deus” ocorre certa de 1.340 vezes. Note 1.340 vezes. Desta milhar e algumas centenas apenas raras, realmente raras vezes o termo é aplicado, em teoria, a Jesus (talvez umas 6). E todas essas escassas vezes o texto não está livre de apuração. E At. 20.28 é um caso típico!

O PhD Dr. Murray J. Harris que é professor emérito de exegese do Novo Testamento e teologia na Trinity Evangelical Divinity School, em Deerfield, Illinois, diz em seu livro  “Jesus como Deus - O uso Theos no Novo Testamento, em referência a Jesus”  (Grand Rapids: Baker Book House, 1992), 141: “nesta construção de ίδιος é mais provável que θεός é Deus, o Pai e o objeto não expresso de περιεποιήσατο é Jesus”. Ou seja, mesmo os que defendem Jesus como Deus reconhecem que o texto não pode se referir ao sangue do Deus que é Espírito, mas pertencer a ele, através do Filho que é dEle.

Há uma variante grega, usada na USB, que traz a parte final do verso assim: “διὰ τοῦ αἵματος τοῦ ἰδίου”. Literalmente se traduz: “com o sangue de seu próprio”. Há uma expressão similar em Rm. 8.32 onde encontramos “τοῦ ἰδίου υἱοῦ” (seu próprio Filho). Já vimos que a outra variante pode ser usada tanto atributivamente como possessivamente. Então se houvesse apenas ela a possessividade já era constatável. Mas, esta mostra diretamente a possessividade, o que permite concluir que o texto fala do sangue do Filho. Esse uso não é estranho. Matzger diz: “Este uso absoluto de ‘idios’ é encontrada em papiros gregos como um termo carinhoso referindo-se a parentes próximos”.

A Bíblia de Jerusalém, que é uma bíblia produzida por católicos e protestantes, assim verteu o verso: “nele o Espírito Santo vos constituiu guardiães, para apascentardes a Igreja de Deus, que ele adquiriu para si pelo sangue do seu próprio Filho. Assim também entenderam os tradutores católicos e trinitários da versão da CNBB: “o Espírito Santo os constituiu como guardiães, para apascentarem a Igreja de Deus, que ele adquiriu para si com o sangue do seu próprio Filho. Outra versão protestante, logo, feita por trinitarianos, NTLH apresenta o verbo com a redação: “o Espírito Santo entregou aos seus cuidados, como pastores da Igreja de Deus, que ele comprou por meio do sangue do seu próprio Filho.”.

Nota-se com isso que, seja católico, seja protestante ou, ainda, os dois juntos, os tradutores não tem dificuldades em perceber que ali não se trata do sangue de Deus em si.

Logo, caro irmão Gleison, o entendimento unitariano que vê em At. 20.28 a Bíblia falar do sangue que pertence a Deus porque o Filho pertence a ele, tem apoio não somente do ponto de vista bíblico (Rm 8:32 "Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?"), mas linguístico e exegético, refletido em reconhecidas traduções bíblicas e renomados exegetas trinitários. Claro, só a Bíblia já bastaria, mas essas informações extras são só para mostrar que esse entendimento não é coisa de unitariano como alguns talvez desejem alegar!


Grande abraço!
Paz!
Valdomiro.
avatar
Gleison Elias
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Bíblia NV: goo.gl/7gC7Ih
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3108
Idade : 21
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : Corpo de Cristo
País : .
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 9583
Data de inscrição : 24/11/2012

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Gleison Elias em Sex 30 Ago 2013, 14:53

Então pode-se resumir que, o sangue de Deus, é o de Jesus?

Ah sim... entendi..

Só que se eu refutar dessa maneira, a um trinitariano, como sempre, dirá "que argumento fraco" Sad
avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4296
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17341
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Norberto em Sex 30 Ago 2013, 15:16

.
Gleison Elias,

Então pode-se resumir que, o sangue de Deus, é o de Jesus?
Se você for refutar com essa única frase, concordo que seja um argumento fraco.

Por isso, o Valdomiro detalhou e ainda colocou exemplos de entendimento de Trinitarianos, versões bíblicas, termos em grego e seus significados. Assim, o argumento se torna forte por uma simples razão: o sangue de Jesus não é o sangue de seu Pai, que é espírito.
.
avatar
Valdomiro
ADMINISTRADOR (auxiliar)
ADMINISTRADOR (auxiliar)

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1293
Idade : 48
Cidade/Estado : Recife/PE
Religião : Protestante
Igreja : Assembléia de Deus
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 228
Pontos de participação : 3112
Data de inscrição : 25/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Valdomiro em Sex 30 Ago 2013, 16:40

Gleison, Paz!

Concordo com o Norberto.

Eu até acho que você não deveria ter essa preocupação toda com o que os trinitários vão achar. Até porque se eles acharem o que você supõe, acharão pelas mesmas razões que te faz apontar a síntese da questão ignorando o fundamento dela.


Paz!
Valdomiro.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Jefté em Dom 01 Set 2013, 15:00

Gleison Elias Pergunta:

Olá, Jefté, se você for unitarista, quero saber de você como refutar biblicamente Atos 20:28, o unico que me encafifa.

Se não for unitarista.. ignore.
Olá Gleison
Não sou unitarista; sou Trinitarista de coração e alma! mas tenho a dizer:
A afirmativa de Atos 20:28 :
"Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue."

É somente "uma" das inúmeras questões/afirmações contidas no Novo Testamento atestando a Divindade de Cristo, e não respondida pelos que a negam.
Utilizando-se de justificativas evasivas p/ tentarem explicar aquilo que muitas vezes eles não entendem.
Infelizmente é assim que também faziam os doutores da lei; explicavam e explicavam certas expressões até conseguirem anulá-la.

Aliás, será que as palavras gregas utilizadas no Novo Testamento de Cristo, em Atos: "a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue." não correspondem ao que ela se propõe ???

Eu digo de mim:
Sim! Ela não só corresponde, como também é a literal verdade dos fatos!
Amém!

avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4296
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17341
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Norberto em Ter 03 Set 2013, 10:25

.
Jefté,

Jefté escreveu:É somente "uma" das inúmeras questões/afirmações contidas no Novo Testamento atestando a Divindade de Cristo, e não respondida pelos que a negam.
Foi respondida sim. Veja clicando aqui.

Notará, inclusive, opinião contrária do PhD Dr. Murray J. Harris, trinitário, professor emérito de exegese do Novo Testamento e teologia na Trinity Evangelical Divinity School, em Deerfield, Illinois, diz em seu livro  “Jesus como Deus - O uso Theos no Novo Testamento, em referência a Jesus”  (Grand Rapids: Baker Book House, 1992), 141: “nesta construção de ίδιος é mais provável que θεός é Deus, o Pai e o objeto não expresso de περιεποιήσατο é Jesus”.

Como o Valdomiro afirmou: "mesmo os que defendem Jesus como Deus reconhecem que o texto não pode se referir ao sangue do Deus que é Espírito, mas pertencer a ele, através do Filho que é dEle."


Jefté escreveu:Aliás, será que as palavras gregas utilizadas no Novo Testamento de Cristo, em Atos: "a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue." não correspondem ao que ela se propõe ???
Creio que não teve oportunidade de ler a resposta indicada acima. Clicando aqui notará a análise dos termos gregos na passagem de Atos 20.28.


Para finalizar Jefté, reconhecer que o sangue que pertenceu ao corpo de Jesus é sangue de Deus (Deus é espírito) é uma fragilidade, como diz o Diego Rios lá na LiFE - Lista dos Irmãos do Fórum Evangelho, "a dificuldade de separar a deidade de Cristo da sua humanidade é apenas uma das demonstrações da fragilidade do trinitarismo". Explico:

Defendem a dupla natureza de Jesus, mas quando se diz respeito ao sangue, já não é da natureza humana de Jesus. De fato, seria mais uma fragilidade do trinitarismo.

.

Lúcio Monteiro
(in memorian)

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 254
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife - PE
Religião : Testemunha de Jeová
Igreja : Testemunha de Jeová
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 56
Pontos de participação : 448
Data de inscrição : 18/08/2012

Atos 20:28 - O que é o "sangue de Deus" ?

Mensagem por Lúcio Monteiro em Qua 04 Set 2013, 15:06

Caro Gleison Elias e demais colegas

Parabéns por querer entender bem o assunto para fortalecer  sua convicção  e capacidade de explicá-lo a outros.

Em complemento ao comentário abalizado do Valdomiro, disponibilizo  o link abaixo.

                    http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1001060098?q=sangue+Atos+20%3A28&p=par

O texto de Atos 20:28 afirma que  Deus  comprou sua igreja “com o seu próprio sangue”, segundo a versão Almeida;  “com o sangue do seu próprio Filho”, segundo a Bíblia de Jerusalém;  “com o sangue do seu próprio [Filho]”, segundo a Tradução Novo Mundo; e “com o sangue de seu próprio.”, segundo tradução literal ou gramaticalmente correta.

Se Jesus  fosse o próprio Deus, o texto estaria isoladamente explicado pela visão unicista, não trinitarista.  Mas, sendo o Filho, por que as escrituras mencionam que o sangue que corria em suas veias  era, a rigor,  o sangue de Deus, e não do Filho?  Não é isso evidência de que o Filho de Deus é o próprio Deus?

Para efeito de confronto de ideias,  prefiro  a tradução que parece mais favorável ao interlocutor,  no caso, a Almeida, que diz ter Deus comprado a Igreja  “ ...  com seu próprio sangue.”  A Bíblia de Jerusalém optou por  verter:  “ ... com o sangue de seu próprio Filho”, fugindo à literalidade. A intenção não foi beneficiar o unitarismo  nem enfraquecer o unicismo, mas fortalecer o trinitarismo. “... Não confundindo os papéis... ” é uma de suas premissas; ele se fragilizaria com a afirmação unicista de que “Jeová é Jesus”, que equivale a dizer que “o Pai é o Filho”.  Ao tornar expresso na frase a pessoa subentendida do Filho, as outras duas hipóstases -  Deus (o Pai) e o Espírito santo - complementam a tríade em um mesmo texto, separando “as três pessoas”,  o que lhe é favorável.  

Como, então,  explicar  com textos bíblicos a afirmação de que, a rigor,  Deus comprou mesmo  a Igreja “com Seu próprio sangue” (versão Almeida) ? Onde está escrito que o sangue nas veias de Jesus não era próprio, ou seja, não era  propriedade dele, mas de Deus?

        O SANGUE E A VIDA DE JESUS ERAM DE QUEM:  DE JESUS OU DE DEUS?

A resposta é simples: Jesus não era dono de seu sangue nem de sua vida (Gênesis 9:3-5). Seu sangue e sua vida eram de Deus.

Se você quiser se mergulhar nesse assunto e se encantar com sua profundidade e beleza, leia as linhas a seguir. [Penso que outros colegas do forum que amam o conhecimento de Deus e de Jesus (João 17)  podem querer se deleitar também com esse banquete, mesmo não concordando com tudo.] Pense também no episódio que tipificou o sacrifício de Jesus: Abraão [a bem dizer] sacrificando Isaque. Quem você acha, Gleison, que sofreu mais desde o pedido de Jeová, o trajeto ao monte Moriá, até a intervenção do anjo: Abraão ou Isaque (Gênesis 22:1-18) ? Que coração se despedaçou mais? O sangue ou a vida de qual dos dois mais estaria sendo oferecida em sacrifício: a do Pai (Abraão) ou a do Filho (Isaque) ? Quem precisou amar mais: O Pai ou o Filho?

Diferente de Abraão e Isaque, Deus não tem sangue. Mas tem vida. Atente, Gleison, que não foi o sangue que Jesus derramou no Calvário que foi oferecido a Deus em sacrifício, mas foi  o corpo perfeito que o Pai  preparou para Jesus (Hebreus 10:5) e o fez viver através dele.  E não foi seu sangue literal que Jesus levou à presença de Deus, no verdadeiro Templo, no céu  (Hebreus 9:24, 25, 23). O sangue é a comprovação de que o corpo foi sacrificado. O de Jesus foi derramado no “altar” do Calvário e não podia ser recuperado depois de quarenta dias.  O “sangue” que Jesus levou ao céu foi o valor precioso daquilo que seu sangue representava: sua vida humana perfeita.  Por isso, no caso da vida de humanos – que têm sangue – o sangue representa a vida.  Mas, no caso da vida de Deus, o que é que  representa a “vida” de Deus? Que acha, Gleison? A Bíblia não diz objetivamente. Mas, o que pode ser considerado “o sangue”...  de Deus?  Lançando mão de um  um antropomorfismo, pergunto: O que você acha que mais doeria no coração de Deus, ou embargaria sua voz, roubando-lhe as palavras e seu ânimo, fazendo-o “desmaiar” ou até “morrer” de tristeza,  tal  como ocorreria com algum humano que perdesse seu  sangue, ou então a um ente querido num acidente de carro?   Se “a  alma da carne [de Jesus] está no sangue”, ‘o ânimo do espírito [de Deus] onde está ?  Se Deus não tem sangue, o que é que ele tinha de mais precioso,  nos dias de Jesus, que  mais representava a “vida” de Deus?  O que é “o sangue de Deus”?

Você acertou, Gleison. O que talvez mais representou a vida de Deus quando Jesus estava na terra era a vida de seu próprio Filho, Jesus, representada pelo seu sangue.  Em sentido emocional, o sangue de Deus é o sangue do seu Filho. Dentro desse entendimento, qualquer das formas de traduzir o texto de Atos 20:28 fazem  ver  aos que têm a responsabilidade de pastorear o rebanho de Deus que realizar esse trabalho com o maior zelo possível é o mínimo que podem fazer  para seu verdadeiro Dono, Deus.

Similarmente, o sangue ou  a vida de Jesus era de Deus assim como de Abraão era a vida de Isaque.  Abraão teve tanta fé em Deus que ‘ ... tentou oferecer [seu] unigênito  porque Deus já lhe prometera que sua descendência como as areias do mar viria por intermédio de Isaque. [Se fosse sacrificado],  Abraão  achava que Deus era capaz de levantá-lo até mesmo dentre os mortos [para cumprir sua promessa], e dali o recebeu também em sentido ilustrativo.’  (Ler Hebreus 11:17-19).

No entanto, onde a Bíblia diz que a vida de Jesus  – representada pelo seu sangue - não lhe pertencia, mas era de Deus?      

Em Gênesis 9:3-5, está escrito que todo e qualquer sangue que circule nas veias de animal ou homem – incluindo Jesus – é  propriedade de Deus. O sangue não faz parte do corpo dos animais e do homem, assim como o combustível não faz parte do automóvel. Deus  declarou solenemente a Noé e descendentes:

”3 Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado, como a erva verde. 4  A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue,  não comereis  [porque o sangue eu não vo-lo tenho dado]. 5 Certamente, requererei [de volta] o vosso sangue , o sangue da vossa vida”. (As partes em vermelho e entre colchetes são expansões ausentes, mas implícitas no texto).

Observou, Gleison, que  a carne de todo o animal vivente Deus “no-la tem dado”, mas não o sangue?  Portanto, nenhum sangue pertence ao homem, pois Deus não lho deu. Deus é o único Dono da vida,  e  o sangue representa a vida.
Alguns objetam: : “Deus é espírito e não usa sangue. Logo, não pode existir “sangue de Deus” se Jesus não for Deus.

Deus também não usa prata nem ouro. Mas, Deus diz que a prata e o ouro que homens usam são a rigor Dele. Observe:

1) Sofonias 1:18  -  “ Nem a sua prata nem o seu ouro os poderão livrar no dia da indignação do SENHOR”.
2) Ageu 2:8        -  “ Minha é a prata, meu é o ouro”, diz o SENHOR dos Exércitos.”
Não se conclui que,  por ter prata e ouro, o SENHOR dos Exércitos é homem;  nem que, por ter sangue, Deus é Jesus.


“EU SOU O CAMINHO, O VERDADEIRO E A FONTE DA VIDA. NINGUEM CHEGA A MIM SENÃO POR MEU FILHO”                        
                                                                 ( Declaração implícita no texto de João 14:7 )

No entanto, visto que a vida e o precioso sangue que mantinha a vida de Jesus era propriedade do Pai, Jesus só pôde dizer de si mesmo: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”.  “O Pai é o Destino, o Verdadeiro e o Manancial daVida”.  Pai é causa eficiente. Só há caminho porque há destino, só há verdade porque há o Dono da Verdade - O Verdadeiro; só há Vida porque há o Originador ou a Fonte da Vida. Observe os textos abaixo:

1) João 14:5 : “Mesmo vós sabeis para onde vou (destino) ... Disse-lhe Tomé:  Senhor, nós não sabemos para onde vais  (destino) e como podemos saber o caminho?  (Observe que  só há caminho se há destino; logo, o Destino, o Pai, é a causa eficiente);

2) 1 João 5:20 : “Nós sabemos que veio o Filho de Deus e nos deu a inteligência para conhecermos o Verdadeiro. E nós estamos no Verdadeiro, [já que estamos] no seu Filho [enviado] Jesus Cristo. Este [“o Verdadeiro”]  é o Deus verdadeiro e a Vida eterna.” (Bíblia de Jerusalém. As expansões em vermelho entre colchetes são nossas;  estão implícitas, mas não expressas no texto);

3) João 6:57  :  “Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim quem de mim se alimenta também viverá por mim”.

4) Jeremias 17:13 : “Ó SENHOR [Jeová], Esperança de Israel! Todos aqueles que te deixam serão envergonhados... porque abandonam o SENHOR [Jeová], a fonte das águas vivas”.

5) Salmo 36:9) : “Porque em ti está o manancial da vida” (Almeida); “... A fonte da vida está em ti” (BJ).

                      http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200002739?q=fonte+da+vida&p=par
                                            http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200000774

Visto que o Filho reconhecia, como Judeu, que o sangue que corria em suas veias – que representava sua vida -  era propriedade do Pai, Jesus não declarou, no chamado “Evangelho em Miniatura”: “Eu amei tanto o mundo de tal maneira ...”,  mas “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, paqra que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16).

Portanto, o texto de Atos 20:28, em vez de promover o ensino falso da trindade e fortalecer a ideia de que o Pai e o Filho são iguais, deixa claro que o Pai é, em última análise,  o Dono do Rebanho, da Igreja, da Vida e do sangue de Jesus. O próprio Jeová lha deu e o próprio Jeová lha tirou e o próprio Jeová lha devolveu, ressuscitando-o dos mortos.

1. E por que Atos 20:28 diz que A IGREJA É DE DEU?  Jesus não afirmou que  era dele, quando disse: “... Sobre esta pedra, edificarei a minha Igreja”?  Afinal, a Igreja é de Jesus ou de Deus? Não são Jesus e Deus a mesma pessoa?

2. E por que Paulo preferiu dizer que foi o Espírito santo que constituiu bispos para pastorear o rebanho? Não foi ele mesmo, ou Timóteo, ou um outro, que ‘impôs as mãos’ (2 Timóteo 1:6 e 2:2), conferindo-lhes tal responsasbilidade?

3. E o rebanho? Não foi  comprado por Jesus? Por que Paulo diz que foi Deus quem o  comprou?  E “comprar” não é o mesmo que “resgatar”? Não é Jesus o nosso Resgatador? Por que Paulo diz que Deus “resgatou”, e não Jesus?

Vou responder com a ajuda de uma ilustração:

UM PAI DÁ AO FILHO MUITO DINHEIRO PARA COMPRAR  MILHÕES DE OVELHAS . O FILHO COMPRA.
(o PAI é JEOVÁ;o Filho, JESUS; o Dinheiro, O SANGUE;as ovelhas, A IGREJA;a compra, O RESGATE)

Que acha, Gleison?   1) Quem comprou as ovelhas?  2) Quem  era o dono do Dinheiro?    3)  Quem passou a ser o dono das ovelhas?  

RESPOSTA:
            O PAI   [    ]            O FILHO     [    ]        EM CERTO SENTIDO, AMBOS    [    ]

Observe:  Sabe por que não é tão fácil responder?  Porque tanto o Pai quanto o Filho estavam envolvidos na execução da tarefa. Em certo sentido, “ambos” é uma resposta certa, porque sempre que uma tarefa é realizada por um intermediário (Jesus), pode-se dizer que ambos a fizeram: o mandante e o executor.  Mas, a rigor, a autoria da tarefa  é atribuída Àquele que não dependeu de nenhuma outra causa para agir. Isto se chama “causa eficiente”.

Deus (Jeová)  criou todas as coisas  usando como “arquiteto” (ALA) ou “mestre de obras” (BJ, NM) ou “aluno” (Almeida) o pré-humano Jesus (Provérbios 8:22,30  e João 1:1-3).  Para se saber a autoria da criação, precisamos perguntar: Qual dos dois não dependeu de nenhuma causa para agir? (causa eficiente). Nesse caso, a resposta é óbvia: Deus, o Pai, é  o único CRIADOR é Jeová.  

1) “Digno és, Senhor [Jeová], de receber glória, e honra, e poder, porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade (causa eficiente) são e foram criadas” (Apoc  4:11).

“[Deus] O Pai enviou o seu Filho para Salvador do mundo.” (1 João 4:14). Se isto não tivesse ocorrido, Jesus não teria podido salvar o mundo. Portanto, Deus (o Pai) é a causa eficiente. Só Deus é, a rigor, o Salvador do mundo. Veja os textos abaixo:

1) Isaías 49:26     :  “ ...  eu sou o SENHOR [Jeová], o teu Salvador e o teu Redentor (Resgatador), o Poderoso de Jacó.”

2) Isaías 43:11     :  “ Eu sou o SENHOR [Jeová], e fora de mim, não há salvador.”

3) 1 Timóteo 2:3 :  “ Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador”

4) 1 Tim 4:10       :   “..temos posto a nossa esperança no Deus vivo, Salvador de todos os homens, especialmente dos fieis.”

5) Judas 25           :   “ Ao único Deus, nosso Salvador, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor”

Deus resgatou humanidade do pecado e da morte usando o Cordeiro Jesus. Se não fosse Deus [Jeová], o resgate não teria sido executado. Ele  escolheu seu Filho para efetuar o resgate. Logo, Jeová é a causa eficiente. A rigor, Jeová o único Resgatador.

Isaías 48:17      :  “Assim diz o SENHOR [Jeová], o teu  Redentor [Resgatador],  o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR [Jeová], aquele que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar”.

[Deus [Jeová]  constituiu a Jesus como “Senhor [e Cristo]”, com reserva de poderes para Si mesmo, sendo Ele o Senhor de Jesus, não tendo sido constituído tal por ninguém.   Jeová é o único Senhor que não tem nenhum Senhor sobre Si. Veja textos abaixo:

1) 2 Coríntios 1:3  :  “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo”;

2) Salmo 110:1      :   “Disse o SENHOR [Jeová] a meu Senhor: Senta-te à minha direita, até que [Eu] ponha teus inimigos...”;

3) Deut.  10:17      :   “Pois o SENHOR [Jeová], vosso Deus, é o Deus dos deuses e o Senhor dos senhores... “.

[Jeová] DEUS constituiu Moisés como DEUS para faraó (Êxodo 7:1; 4:16), mas não precisou de ninguém para constituí-lo Deus sobre outrem porque Ele sempre o foi.  Logo, dos dois, o único DEUS é Jeová.

O mesmo se pode dizer do que a pessoa é.  Há que se determinar a causa eficiente. Exemplo: Jesus disse que “Ninguém há bom senão um, que é Deus” (Marcos 10:18). Jesus não admitiu isso por modéstia, mas por reconhecer que a virtude da Bondade nele existente foi um dom de Deus, sem o que ele não a teria. Logo, o único Bom é Jeová.

 
Para todas as perguntas, duas respostas são possíveis: Tanto o Pai quanto o Filho. No entanto, a rigor, a única resposta absolutamente correta é: o Pai, porque, sem Ele, nada teria ocorrido. Só o Pai é “causa eficiente”, o Filho, não. Causa eficiente é aquela que não depende de nenhuma outra para agir.

Outro exemplo: Muitos pedreiros, mestres de obras, engenheiros e arquitetos, e até o mais importante deles, Oscar Niemeyer,  podem dizer: “Eu construí Brasília!”. No entanto, a rigor, quem construiu Brasília foi Juscelino Kubitschek, o principal responsável por sua construção.

O que foi determinante para Paulo optar por atribuir a Deus, e não a Jesus Cristo, tanto a propriedade da Igreja quanto a do sangue de Jesus?  Foi a finalidade do texto.  Atos 20:28 tinha o objetivo de incentivar os presbíteros a desenvolver elevado senso de responsabilidade para pastorear o rebanho. Ao salientar que, em última análise, a  Igreja era de Deus, e o sangue ou vida de Jesus era de Deus, e  quem os constituiu bispos não foram homens, mas o Espírito Santo de Deus, a responsabilidade de pastorear o rebanho com zelo foi tanto mais realçada.

Mas, se estava correto também a Paulo dizere que Deus comprou a Igreja com o sangue de seu próprio Filho, porque ele preferiu dizer que foi com o seu próprio sangue?
No caso de Atos 20:28, Paulo estava desejoso de inculcar nos presbíteros de Éfeso um senso de responsabilidade à altura da tarefa que receberam: “pastorear o rebanho e cuidar da Igreja”.  Para realçar a importância desse ministério, Paulo achou mais eficaz para atingir seu objetivo, de atribuir tudo Àquele que, em última análise, e a rigor, é o Dono do Rebanho, Dono da Igreja e Dono da vida de Jesus. A vida humana de Jesus era mantida através do sangue que Jeová fazia circular em suas veias.

Se Paulo tivesse dito: “Pastoreai a Igreja de Jesus que ele comprou com seu próprio sangue”, não incorreria em erro, porque a Bíblia também diz que a Igreja é de Jesus (“Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja”). Mas, seu vocativo perderia muito em termos de força e capacidade motivadora se mencionasse a autoridade suprema de Jeová como Dono da Igreja, das Ovelhas, do Sangue e da Vida de Jesus.

Tendo em vista que, na visão de Paulo, a diferença entre Deus e Jesus é a mesma que a de Criador e Criatura (1 Coríntios 8:6, Efésios 3:14,      ; Cristo é de Deus , ele optou por salientar a autoridade dAquele que é, em última análise, o verdadeiro proprietário de tudo, inclusive de Jesus e da Igreja.

Assim, Paulo atribui tudo a Deus, nem sequer citando expressamente a atuação secundária - embora essencial - de Jesus, sua participação na compra das ovelhas para Deus com seu sangue,  nem muito menos a participação de homens em nomear pastores nas igrejas.  

Paulo poderia ter dito assim: “Olhai, pois, por vós e por todo o rebanho sobre que eu  constituí bispos  para apascentardes a Igreja de Jesus Cristo, que ele comprou com seu próprio sangue!”. Mas, tal redação, embora correta, não é a melhor forma - como já dito - de transmitir aos presbíteros a grande responsabilidade que eles tinham em apascentar o rebanho. Assim, Paulo atribuiu todas essas atividades a Deus.

Ressalto que esta é uma reflexão extemporânea à base do que tenho aprendido no site JW.ORG .

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Jefté em Qua 04 Set 2013, 22:32

Olá irmãos

Estou por estes dias inteiramente ocupado e impossibilitado de ler/responder postagens que me interesso.
Porém depois de ver um argumento do irmão Norberto, e também do Lucio Monteiro, tentando decifrar um enigma da fé, sobre Atos 20:28 - decidi me arriscar, mesmo sabendo o pouco tempo que agora disponho.

Diz assim o irmão:

Jefté escreveu:
É somente "uma" das inúmeras questões/afirmações contidas no Novo Testamento atestando a Divindade de Cristo, e não respondida pelos que a negam.
Foi respondida sim. Veja clicando aqui.

Notará, inclusive, opinião contrária do PhD Dr. Murray J. Harris, trinitário, professor emérito de exegese do Novo Testamento e teologia na Trinity Evangelical Divinity School, em Deerfield, Illinois, diz em seu livro  “Jesus como Deus - O uso Theos no Novo Testamento, em referência a Jesus”  (Grand Rapids: Baker Book House, 1992), 141: “nesta construção de ίδιος é mais provável que θεός é Deus, o Pai e o objeto não expresso de περιεποιήσατο é Jesus”.

Como o Valdomiro afirmou: "mesmo os que defendem Jesus como Deus reconhecem que o texto não pode se referir ao sangue do Deus que é Espírito, mas pertencer a ele, através do Filho que é dEle."
Bom, irmão
O que eu vejo na argumentação do Valdomiro::::
Ele não crê ao verso de Atos 20:28!
Por isso, ousa EXPLICAR na lógica humana, e da carne - um enigma, um mistério da fé.
Será que ele explicaria na lógica, como se deu a abertura do mar vermelho sem que qualquer muro de contenção separasse as águas p/ os israelitas atravessarem-no?? - já que, quer explicar pontos da fé, do espiritual se utilizando do material e natural ???-
Como Ele pode explicar detalhadamente na carne o grande mistério da piedade (I Tim 3:16) como se isso acontecesse no lado carnal e terreno (e não pelo Espírito) no qual o Novo Testamento foi dado e balizado????
Diz assim certo verso bíblico:

"E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória." (I Tim. 3:16) - versão Almeida Corrigida Fiel 
"Aquele que se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória." - versão Almeida Revista e Corrigida

Por favor: note bem: Ele se manifestou em carne - mas foi justificado no Espírito - então não tem como se explicar isso pelo lado do sangue e da carne, será que não vê???

Outra coisa:
A palavra de Deus é a palavra de Deus!
A palavra de Deus não é homem!
A palavra de Deus não tem sangue!
A palavra de Deus não morre!
Jesus é a Palavra de Deus!

Como ele explicaria na lógica humana dele, e na carne que a palavra de Deus teve corpo, sangue, vida terrena, morte etc etc., através de elementos da lógica material e carnal - em vez de limitar-se a crê-la e procurá-la discernir unicamente pela fé ????????
Me explica aí - como a palavra de Deus - todo mundo sabe o que é palavra, não é???!!!
Como na lógica você também explicaria a palavra de Deus nestes quesitos todos, os quais ela se enquadrou ???
Será que vamos negar também essa possibilidade pelo lado da carne ????

Meu irmão, se você não crê em determinada afirmação; em determinado ponto da palavra de Deus e da fé; então, não creia; mas não venha querer negá-lo usando-se da sua razão...


Também o irmão Norberto diz:

Para finalizar Jefté, reconhecer que o sangue que pertenceu ao corpo de Jesus é sangue de Deus (Deus é espírito) é uma fragilidade, como diz o Diego Rios lá na LiFE - Lista dos Irmãos do Fórum Evangelho, "a dificuldade de separar a deidade de Cristo da sua humanidade é apenas uma das demonstrações da fragilidade do trinitarismo". Explico:

Defendem a dupla natureza de Jesus, mas quando se diz respeito ao sangue, já não é da natureza humana de Jesus. De fato, seria mais uma fragilidade do trinitarismo.
Se Deus é Espírito - o que é verdade!
A Palavra de Deus é o que????
Usemos então da lógica para explicar o que é; e o que sempre foi, e o que sempre será a PALAVRA DE DEUS????
Vocês nas suas lógicas humanas e temporais - poderiam me explicar o que seria A PALAVRA DE DEUS ?????
Não se esqueçam: ela é que fez tudo!

Então, Deus é Espírito!
E a Palavra de Deus - o que é ela....
Já que partem p/ explicarem o Espiritual - sem a fé - mas pela lógica.
O que seria a palavra de Deus - lembrando que ela não né nem nunca foi deste mundo ????
Selá...


Lúcio Monteiro
(in memorian)

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 254
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife - PE
Religião : Testemunha de Jeová
Igreja : Testemunha de Jeová
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 56
Pontos de participação : 448
Data de inscrição : 18/08/2012

" EU SOU O DESTINO, O VERDADEIRO E A FONTE DA VIDA " ( Jeová )

Mensagem por Lúcio Monteiro em Qua 04 Set 2013, 23:25

Em retificação à declaração implícita nas entrelinhas do texto de João 14:7, informada no meu comentário anterior com uma incorreção, é possível inferir, à base da declaração de Jesus sobre si mesmo: "EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VAI AO PAI SENÃO POR MIM", uma expressão correspondente, não pronunciada pelo Pai, mas implícita na declaração do Filho:


          " EU SOU O DESTINO, O VERDADEIRO E A FONTE DA VIDA. NINGUÉM CHEGA A MIM, SENÃO POR MEU FILHO."  (Jeová)

Lúcio Monteiro
(in memorian)

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 254
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife - PE
Religião : Testemunha de Jeová
Igreja : Testemunha de Jeová
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 56
Pontos de participação : 448
Data de inscrição : 18/08/2012

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Lúcio Monteiro em Qui 05 Set 2013, 07:35

Corrigindo trecho de meu comentário, em João 14:7 Jesus disse:

" EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NINGUÉM VAI AO PAI SENÃO POR MIM " (Jesus Cristo)
O Pai poderia dizer:
" EU SOU O DESTINO, O DONO DA VERDADE E A FONTE DA VIDA. NINGUÉM CHEGA A MIM, SENÃO POR MEU FILHO."  (Jeová)

( João 14:5;  1 João 5:20;  João 6:57;  João 17:3 )
avatar
Ademar
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 277
Idade : 28
Cidade/Estado : Aracruz
Religião : Cristã Adventista
Igreja : Adventista do Sétimo Dia
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -52
Pontos de participação : 251
Data de inscrição : 23/08/2012

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Ademar em Sex 06 Set 2013, 07:32

.
Pessoal, não deixa que essa guerra rebelde contra a trindade possa dominar vosso entendimento. A harmonia representada pela unidade de três pessoas distintas é o propósito de Deus para nosso aprendizado ao nos relacionarmos uns com os outros. Assim deve ser o casamento, pois marido e mulher já não são mais dois, pois ambos se tornam uma só carne. A mesma unidade proposta por Deus para o casamento é a unidade apresentada na trindade, porém, o casamento é uma união de seres humanos pecadores, e a trindade, de 3 seres divinos. Mentes diferentes, mas um procedimento acertado e sincronizado. Tal desconsideração pela verdade apresentada na Bìblia importa, evidentemente, na salvação, pois a negação da verdade abre caminho para os prejuízos causados pela mentira.



Sobre os trechos bíblicos citados para tentar refutar a trindade apresentada na Bìblia, percebi tantas distorções, que desanimei em criar réplicas, visto que, se a Palavra de Deus não foi suficiente para comprovar, o que valerá minha palavra? Vi comentários negando afirmações diretas e expressas da Bíblia, sem desvios idiomáticos...Nessa divisão do rebanho, cuidem para estarem do lado certo no fim.
.

Lúcio Monteiro
(in memorian)

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 254
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife - PE
Religião : Testemunha de Jeová
Igreja : Testemunha de Jeová
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 56
Pontos de participação : 448
Data de inscrição : 18/08/2012

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Lúcio Monteiro em Sex 06 Set 2013, 18:20

Ademar,

O que o prezado amigo considera  uma “guerra rebelde contra a trindade”, outros acham que é uma defesa leal  da unicidade de Deus (Deuteronômio  6:4; João 17:3;  1 Co 8:6; Efésios 3:14; 1 Timóteo 1:17; 4:6 ).  Esclarecer biblicamente isto é a razão desse debate neste forum.  Verdadeiros  cristãos sabem  que essa guerra  “não é contra carne e sangue, mas sim contra ... as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais” (Efésios 6:12). Peço que o amigo não interprete como agressão pessoal os que argumentam a favor do ensino da trindade ou contra ele,  se imaginam estar defendendo a verdade bíblica.  Ora, se “Deus amou tanto o mundo”, especialmente os que creem, por que haveríamos de odiar ou agredir outros que ainda não têm o mesmo  entendimento  nesse ou em outros assuntos?

Obrigado por sua reflexão, caro Ademar, pois ela demonstra seu zelo e amor pelo que você considera biblicamente correto. Eu também já defendi com veemência o que você hoje defende e compreendo a grande dor emocional sentida por alguém que aprendeu a prestar adoração  a Jesus e a dirigir orações a ele diariamente. Alguns  fazem isso com toda a sinceridade, à semelhança de muitos católicos que, leais à igreja a que pertencem, se dirigem em oração a  Maria, solicitando sua intercessão junto a Deus. Quando alguém alega que  “os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais para o adorarem” (João 4:23-24), católicos e evangélicos históricos podem se sentir profundamente ofendidos e podem interpretar que se está travando uma guerra rebelde  contra o que consideram a doutrina central do cristianismo – a trindade. O argumento é o de que “a negação da verdade abre caminho para os prejuízos causados pela mentira”. E o alerta é:  “Nessa divisão do rebanho, cuidem para estarem do lado certo.” Mas, tanto o argumento como o alerta valem tanto para os que contestam como para os que defendem a trindade.

Um aspecto que considerei bem válido em seu comentário,  Ademar, foi o de que “a harmonia representada pela unidade de três pessoas distintas é o propósito de Deus para nosso aprendizado aos nos relacionarmos com os outros”.
Todavia, historicamente falando, a trindade não tem causado harmonia, mas somente guerra - e já por dezoito séculos.  Assim como um casamento entre um homem e uma mulher não admite a inserção de um terceiro - homem ou mulher -  na relação, a verdadeira harmonia é representada pela unidade de apenas duas pessoas distintas, o Pai e o Filho, segundo afirmou Jesus.   ‘Os dois são um’  em espírito’   tal como ‘a esposa e o marido são um em carne’. Em outras palavras, mulher e marido são  uma só carne, e Pai e Filho são um só espírito. Que acha, Ademar? A alusão é figurativa ou literal?  (Efésios 5:23-33). É com base nessa experiência pessoal e concreta de união que Jesus rogou ao Pai: “ ... para que todos sejam um [entre si]... e em nós... como nós somos um. Eu neles e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade... ” (João 17:20-23 – Almeida RC).

Você levantou com muita propriedade a ilustração do casamento, que une dois em uma só carne. Mas, pergunte-se:  por que a  aplicação que você fez  difere da que Jesus, e depois o apóstolo Paulo, fizeram?  Você disse que “ A mesma unidade proposta por Deus para o casamento é a unidade apresentada na trindade”. Mas, Jesus fez uma aplicação diferente. Assim como o marido está na esposa, e a esposa nele, Jesus disse:
“... O Pai está em mim, e eu, nele.” (João 10:38). Ele fez a mesma aplicação quando rogou ao Pai,  em João 17:21:23: “ ... para que todos sejam um [entre si], como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós ...”.  E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade...” (João 17:21-23).

A aplicação que Jesus fez do simbolismo do casamento foi aprendida e repetida por Paulo, que,  por inspiração, escreveu:

“ 25 Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja... 28 Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo ...  30 Porque sois membros do seu corpo. 31  Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne. 32 Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.” (Efésios 5:25, 28, 30-32).

“O casamento é uma união de seres humanos pecadores, e a trindade, de 3 seres divinos.”

Observe sua frase acima, Ademar. Você evitou –  talvez inadvertidamente –  dizer que “o casamento é uma união de [ DOIS ] seres humanos”, mas fez questão de explicitar que  “a trindade é [a união de]  3  [ TRÊS]  seres divinos.”  Talvez , lá no fundo,  você perceba  que é uma conspurcação dizer, sobre os que querem viver um casamento honroso:  “serão OS TRÊS uma só carne”.  Se “Deus criou o homem à sua imagem e semelhança”, e homem e mulher são uma “unidade unida” como diz o hebraico, por que apenas  “serão os dois [e não os três] uma só carne”?

A ideia trinitária que Deus são três pessoas e que “os três são um”, Ademar,  não é bíblica, pois o texto de 1 João 5:7 é um acréscimo às escrituras que já foi expurgado  da versão  Almeida Contemporânea, Almeida Século XXI, Bíblia de Jerusalém e outras.  A versão Almeida Fiel o manteve e, pelo menos nesse detalhe, não pode ser considerada  “ Fiel ”.

Você também aludiu a “distorções de trechos bíblicos citados”, e em vez de ser isto um incentivo às réplicas, você desanimou. Sua alegação foi:  “Se a Palavra de Deus não foi suficiente para comprovar, o que valerá minha  palavra?”.  Caro Ademar, se sua palavra contar com a ajuda d“o escudo da fé... e da  espada do espírito, que é a Palavra de Deus” (Efésios 6:17), você conseguirá apagar  “todos os dardos [doutrinários] inflamados do maligno”. Esquivando-se e desanimando, não estaria dando a impressão de que os dardos [doutrinários] que foram apagados foram os seus?  Um incentivo é lembrar-se  que os debatedores muitas vezes não estão querendo edificar ou convencer apenas o que apresenta argumentos contrários aqui no forum, mas as pessoas sinceras que leem os comentários de ambos os lados em busca de um entendimento que se fundamente na palavra de Deus e que resista incólume a qualquer arrazoado humano sem real fundamento bíblico. “Pois não podemos fazer nada contra a verdade, mas somente a favor da verdade." (2 Coríntios 13 oitavo versículo).

Desejo sinceramente a todos “que a graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor do Deus e a comunhão do Santo Espírito  [sejam] com todos vós" (Novo Testamento Interlinear,  de Waldyr Carvalho  Luz, presbiteriano)”, os escolhidos.

Lúcio
avatar
Ademar
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 277
Idade : 28
Cidade/Estado : Aracruz
Religião : Cristã Adventista
Igreja : Adventista do Sétimo Dia
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -52
Pontos de participação : 251
Data de inscrição : 23/08/2012

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Ademar em Sex 06 Set 2013, 18:55

Lucio, não confunda: "as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais" não se refere a Jesus e ao Espírito Santo. Querer rebaixar duas pessoas da divindade é algo grave. A simples fé num engano não torna mentira em verdade, e não ganha aprovação divina. E se vc pensa que a trindade se baseia num texto apenas, parece que nunca leu a Bíblia ao menos uma vez; Primeiro vc identificará que o Espírito Santo, Deus e Jesus são pessoas distintas. Depois vc verá que os 3 são considerados como Deus. Verá ainda que os 3 possuem funções específicas. Não é que eu não tenha argumento suficiente, mas como eu disse, e vou repetir, “Se a Palavra de Deus não foi suficiente para comprovar, o que valerá minha  palavra?” Eu não preciso te bater com a Bíblia. Se vc se acha tão sincero, que busque com sinceridade e não espere uma "espadada" minha. Vc sabe dos trechos de que estou falando.Não me preocuparei em falar muito, quando findará em comprovar pouco, como li em seu comentário. O seu texto negou o meu argumento? Não. Infelizmente, algumas pessoas se acostumam a distorcer textos bíblicos, para a própria perdição. Difundem uma doutrina que ao fim não faz sentido, mas assim como Lúcifer, acaba usando a Bíblia para tentar impor as próprias ideias. Lamento. A não se que considere o Espírito Santo (que é Deus), nunca será convencido. Deixo aí uma mensagem da trindade :

"Mas quando o Espírito da verdade vier, ele os guiará a toda a verdade. Não falará de si mesmo; falará apenas o que ouvir, e lhes anunciará o que está por vir.
Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e o tornará conhecido a vocês.
Tudo o que pertence ao Pai é meu. Por isso eu disse que o Espírito receberá do que é meu e o tornará conhecido a vocês." João 16:13-15

Conteúdo patrocinado

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Seg 24 Jul 2017, 03:49