F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


JESUS PREGOU AOS ESPíRITOS EM PRISÃO

Compartilhe
avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1332
Idade : 88
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 184
Pontos de participação : 3731
Data de inscrição : 26/11/2014

JESUS PREGOU AOS ESPíRITOS EM PRISÃO

Mensagem por Ernesto em Qua 24 Jan 2018, 20:24

JESUS PREGOU AOS ESPÍRITOS EM PRISÃO
Ernesto K. Menslin

Em toda a escritura encontramos passagens difíceis de entender e de difícil interpretação. Pedro em sua primeira carta, no capitulo 3;18 a 20, traz um assunto que divide a opinião, porque é complexo e muitos o torcem, procurando um cabide para pendurar as suas crenças.

O verso diz; Pois também Cristo morreu, uma vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzi-los a Deus; morto sim, na carne, mas vivificado no espírito, no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão, os quais, noutro tempo, foram desobedientes quando a longanimidade de Deus aguardava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca, na qual poucos, a saber, oito pessoas, foram salvas, através da água.

No contexto dessa passagem lemos que Pedro exortou aos leitores que praticassem o bem, seguindo o exemplo de Cristo. Acrescenta; Cristo, por seu muito amor se ofereceu em sacrifício para poder salvar os pecadores que estavam condenados a perdição.

Ele exemplificou os antediluvianos que no tempo em que viviam se achavam espiritualmente mortos. Mas, receberam 120 anos para se arrependerem de seus pecados e serem redimidos.
Não receberam a mensagem de arrependimento pela pessoa de Jesus, mas por Noé que pregou no poder do Espírito Santo. Os que se converteram foram salvos pelo sacrifício de Jesus, que morreu muitos séculos mais tarde por eles. Assim como nós recebemos a salvação por Cristo, que vivemos muitos séculos depois da Sua morte.

Certamente vários se converteram, e desceram ao descanso (morreram) antes das águas chegarem. Os que viveram obstinadamente em seus maus caminhos, foram submerso pelas águas. Os 120 anos foram um tempo de Graça para eles. Nós vivemos hoje o tempo de Graça que Deus nos oferece. Todos os que ouvirem o chamado do Espírito Santo e aceitarem o convite serão salvos juntamente com os salvos entre os antediluvianos que acontecerá na segunda vinda de Cristo, então todos, desde Abel até o ultimo dos falecidos em Cristo será ressuscitado.

Pedro referiu-se a esse povo como espíritos em prisão A bíblia descreve os pecadores como sendo prisioneiros no pecado, as garras de Satanás é uma prisão, porque ninguém se liberta sozinho, somente por Cristo.

Em Isaías 42;7 diz a respeito da missão de Cristo; Para abrires os olhos aos cegos, para tirares da prisão o cativo e do cárcere, os que jazem em trevas.

Em Isaías 61;1, diz; O espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar as boas novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a por em liberdade os algemados. Jesus cumpriu essa tarefa quando esteve aqui em vida humana, pregando a vivos e não a mortos.

A passagem em questão nos esclarece quando diz; Pois também Cristo morreu uma vez, pelos pecados, o justo pelos injustos para conduzir-vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no espírito.

Pedro procurou salientar a morte de Jesus em favor dos pecadores de todos os tempos, foi quando ele esteve na terra como filho do homem, viveu como humano, morreu, mas não está morto porque Deus o ressuscitou pelo Espírito Santo. Após o sacrifício consumado o ressuscitou dos mortos.
È obvio que no período de Sua morte, Ele se achava inconsciente, não tendo participação nenhuma entre os vivos.
Voltando mais um pouco para a passagem em questão, quando diz; Morto sim, na carne, mas vivificado no Espírito no qual foi e pregou também aos espíritos em prisão. Este; ( no qual,) faz a diferença. Não foi Ele em pessoa quem foi, mas, o Espírito Santo fez a obra de evangelização entre os antidiluvianos por intermédio de Noé.

Em Atos 1;4, determinou que os discípulos não se ausentassem de Jerusalém até que do alto fossem revestidos. No verso 8, diz; Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda Judeia e Samaria e até aos confins da terra. Ainda em Mat. 28;20, Jesus prometeu dizendo; Eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.

Os discípulos receberam o mesmo dom do Espírito Santo como Noé recebera lá no passado, os discípulos continuaram levando a mesma mensagem de salvação, a qual Jesus havia pregado, mas não iriam sozinhos, porque Jesus na pessoa do Espírito Santo estaria com eles.
Em João 14; 26 lemos; mas o consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as cousas e vos fará lembrar de tudo que vos tenho dito para desafiar sua própria consciência (seu espírito).

II Ped.3;3 diz; Sabendo primeiro isto; que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo suas próprias concupiscências. O efeito das drogas atua sobre o cérebro, que reflete sobre o coração, e traz um bem estar no corpo do ímpio. a droga traz . O mesmo Espírito Santo que revestiu os discípulos, também revestiu a Noé, para levar a mensagem de salvação aos anediluvianos.

O próprio Pedro confirmou esse pensamento Em segundo Pedro 2; 5 Noé foi chamado de pregoeiro da justiça. Jesus está hoje conosco todos os dias através do Espírito Santo, nos ajudando e dando poder para pregar aos espíritos abatidos de hoje que se acham aprisionados pelo pecado

A mensagem para aqueles, apontava para o futuro, o Salvador que ainda haveria de vir, á consumar o sacrifício, que é Cristo. Nos nossos dias apontamos para o passado, para o sacrifício que já foi consumado por Cristo. Uma questão ainda permanece, e vamos estuda-la. Se os antediluvianos ainda eram pessoas vivas, porque Pedro os chama de espíritos?

Os homens depois de mortos nunca se transformarão em espíritos. A palavra espírito tem várias aplicações. Somente Deus e seus anjos são espíritos. Também os anjos maus são espíritos.
O homem, quando morre deixa de existir, somente voltará a ser pessoa depois da ressurreição. Vamos analisar o que vem a ser o espírito do homem, mas para compreende-lo, devemos liga-lo a alma.
A doutrina em muitas igrejas cristãs, não diferencia a alma do espírito. A chave do entendimento está no principio da criação.

Gen 2;7, diz; Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente. Deus não soprou uma alma em Adão, mas o fôlego de vida. A matéria inerte com o fôlego juntos forma uma alma.
O homem não tem uma alma, mas é uma alma. O espírito faz parte da alma. Em suas várias aplicações da palavra espírito, traz dificuldades para separar uma atuação da outra, mas através de passagens bíblicas podemos separar suas atuações.

Não devemos confundir. Deus é Espírito e os anjos também são espíritos, e há o espírito do homem, na verdade, cada um em sua esfera de poder e ação.
O espírito do homem é aplicado a ação mental. Mar.14;38 diz; Vigiai e orai para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.
Em atos 18;25 nos fala de Apolo que era fervoroso de espírito em suas pregações.
Em prov;25;28 diz; Como a cidade derribada, que não tem muros, assim é o homem que não pode conter o seu espírito. O próprio Jesus; suas ultimas palavras na cruz foram; Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito.

Nosso cérebro é um computador que formula os pensamentos e da as ordens ao corpo, e este obedece. Dentro dele tem uma parte que é o centro vital do cérebro que se chama consciência, todos os pensamentos passam pela consciência, e ela analisa e da a ordem final de ação.
O cérebro pode agir sem o consentimento da consciência, então o espírito do homem (consciência) fica abatido. Quando o cérebro emite uma ordem ao corpo de uma boa ação o estado emocional se torna um espírito alegre e satisfeito.

Pedro, referindo-se aos espíritos em prisão apontou ao estado de espírito emocional em que os antediluvianos se encontravam. Gen; 6;5 nos confirma essa tese, dizendo; Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo o desígnio do seu coração, (Sua consciência já havia se cauterizado). Todo o desejo deles era para fazer o mal. Isto se chama inversão de valores.

O mesmo Pedro escreve em sua segunda carta sobre os homens dos últimos dias que procuram emoções fortes alegria momentânea, quando acaba seu efeito o usuário fica com o espírito abatido e se arrepende do mal que praticou. Por outro lado dá uma sensação de alegria ao cristão quando ele pratica uma boa ação, que chamamos de espírito alegre.
Não confundamos o espírito do homem com os espíritos maus que eram expulsos por Jesus, esses são anjos caídos que acompanham os homens para influencia-los para o mal, mas são independentes do nosso corpo, Para concluir. Jesus, segundo a bíblia. Ele morreu e foi levado á sepultura. A sua memória ficou no esquecimento, só reviveu quando Deus o Pai o ressuscitou.

Os antediluvianos estavam vivos quando estavam com o espírito abatido, presos e atormentados pela sua própria consciência, que os acusava por causa de seus pecados. Só podiam ser libertos se aceitassem o perdão e a graça de Cristo, que naquele tempo ainda não havia consumado o sacrifício, mas deviam olhar para frente, pela fé como Abraão fez.

Esta foi a mensagem de Noé, e a mesma mensagem de graça está sendo pregada nos dias de hoje até os quatro cantos da terra aos pecadores que se acham de espírito preso e atormentado para serem libertados e serem salvos por Jesus em Sua vinda.

Abraços Ernesto

    Data/hora atual: Seg 19 Fev 2018, 20:52