F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


COTIDIANO - Lula, Dilma e mais 6 do PT são denunciados por organização criminosa

Compartilhe

Chico Costa
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1605
Idade : 51
Cidade/Estado : Gravataí/RS
Religião : Sem Religião
Igreja : Sem Igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 56
Pontos de participação : 3185
Data de inscrição : 02/01/2012

COTIDIANO - Lula, Dilma e mais 6 do PT são denunciados por organização criminosa

Mensagem por Chico Costa em Qua 06 Set 2017, 07:37

Janot denuncia Lula, Dilma e mais 6 do PT por organização criminosa

Ex-presidentes, senadora, ex-ministros e ex-tesoureiros do partido são acusados de formarem organização criminosa para receber propina desviada da Petrobras

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/politica/noticia/2017/09/janot-denuncia-lula-dilma-e-mais-6-do-pt-por-organizacao-criminosa-9889179.html

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (5), os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, além dos ex-ministros da Fazenda Guido Mantega e Antonio Palocci, pelo crime de organização criminosa.

Também foram denunciados a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o ex-ministro Paulo Bernardo, marido da parlamentar, e os ex-tesoureiros do PT João Vaccari e Edinho Silva.

Na denúncia, Janot sustenta que os acusados formaram uma organização criminosa no Partido dos Trabalhadores para receber propina desviada da Petrobras durante as investigações da Operação Lava-Jato.

"Pelo menos desde meados de 2002 até 12 de maio de 2016 , os denunciados integraram e estruturaram uma organização criminosa com atuação durante o período em que Lula e Dilma Rousseff sucessivamente titularizaram a Presidência da República para cometimento de uma miríade [grande número] de delitos, em especial contra a administração pública em geral", sustenta Janot.

Para embasar a denúncia, Janot argumenta que os acusados receberam propina por meio de doações eleitorais da JBS e das empreiteiras Andrade Gutierrez, UTC e Odebrecht.

De acordo com o procurador, ocorreram desvios também na Petrobras, no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e no Ministério do Planejamento. "O esquema desenvolvido no âmbito desses órgãos permitiu que os ora denunciados recebessem, a título de propina, pelo menos, R$ 1,4 bilhão", diz a denúncia.

Esta é a segunda denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra políticos no ramo de investigação conhecido como "quadrilhão" — que apurou a organização entre políticos e operadores para atuar na petrolífera. Janot já denunciou 12 políticos do PP, que é hoje a quarta maior bancada da Câmara dos Deputados.

A investigação foi aberta na primeira leva de inquéritos pedidos por Janot ao STF na Lava-Jato, em março de 2015. No meio do caminho, contudo, a própria PGR pediu para fatiar a investigação em quatro ramos: PP, PMDB do Senado, PMDB da Câmara e PT.

    Data/hora atual: Seg 11 Dez 2017, 22:54