F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Fé versus Conhecimento

Compartilhe

DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Número de Mensagens : 261
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Ter 25 Out 2016, 11:32

Benedito,

Realmente, não tenho certeza que você seja homem, pode ser muito bem um fake e que seja uma mulher sentada aí atrás do PC ou celular. Mas, as evidências que possuo me dizem que você é um homem, e seguindo essas evidências, só posso chegar a conclusão real que você seja homem. Se um dia as evidências mudarem e me levarem a crer que você seja mulher, eu mudo de opinião sem problemas.

Mas o que quero que entenda é que a fé é baseada em evidências que nos levam ou apontam pra uma conclusão lógica. Se a conclusão nossa está errada, é outra coisa, mas as evidências estão aí.

Eu não aceito (e isso baseado em exemplos bíblicos citados e só a bíblia me importa como verdade) que fé seja algo sem evidência, porque isso não é fé, é DESEJO, ACHISMO etc....

As evidências de um mundo projetado nos levam a conclusão que existe um ser superior, a qual chamo de Deus. Se esse Deus é Alah, Jeová, um bule voador, um computador super inteligente etc etc etc é outra coisa, mas que existe um ser ou algo superior, isso existe. Isso é crer (ter fé) baseado em evidências, não simplesmente porque quero que tenha um Deus e pronto.

Não estamos discutindo se a conclusão é correta analisando as evidências, mas sim estamos discutindo se podemos concluir algo sem evidências ou não, e eu digo que não é possível concluir algo sem evidências. Portanto, minhas conclusões, minhas crenças, minha fé tem alicerce.

As suas opiniões também são baseadas ou concluídas em evidências concretas e lógicas. Você sabe que não posso saber se você é homem ou mulher pq não estou te vendo. Quer mais lógica e verdade que isso? Ou seja, não podemos negar que crer em algo não precise de evidências.

Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 2592
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Ter 25 Out 2016, 11:46

@DBOliveira


Realmente, não tenho certeza que você seja homem, pode ser muito bem um fake e que seja uma mulher sentada aí atrás do PC ou celular. Mas, as evidências que possuo me dizem que você é um homem, e seguindo essas evidências, só posso chegar a conclusão real que você seja homem. Se um dia as evidências mudarem e me levarem a crer que você seja mulher, eu mudo de opinião sem problemas.

Não são EVIDÊNCIAS, são PROVAS ! Para EVIDENCIAR, você precisa CONSTATAR, ESTAR CARA-A-CARA comigo !
PROVA é o meio QUE AJUDA EVIDENCIAR. O que já está EVIDENCIADO, não requer MAIS NENHUMA PROVA !
Você não quer saber de provas que aquele que se vê no espelho, DE FATO, é você mesmo. Você não diz: "Acho que sou DBOliveira". Você não pede para tua esposa, PROVAR que é quem diz ser,VOCÊ SABE QUEM É !

Na ETERNIDADE, você não vai mais praticar FÉ que Deus exista, você DE FATO saberá que ele existe !
avatar
DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 261
Idade : 30
Cidade/Estado : Brasília/DF
Religião : Cristã
Igreja : Testemunha Cristã de Jeová
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 23
Pontos de participação : 621
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Ter 25 Out 2016, 11:59

Benedito,

O termo "prova" em muitos casos é sinônimo de "evidência". Geralmente a "prova" de algo são certos fatos que mostram uma verdade. Num caso criminal, por exemplo, restos de balas ao chão, marcas e outras coisas são provas ou evidências coletadas. Em cima dessas provas ou evidências coletadas é que os peritos chegam numa conclusão lógica. Perceba que nem sempre essas provas mostram a verdade, pois as vezes, mais fatos e provas achados mais tarde esclarecem o assunto.

A fé (ou a conclusão ou crença concluída) é baseada em provas ou evidências (como se fossem as balas coletadas). No caso de Deus, a fé (a conclusão ou a crença que ele existe) é baseada nas provas ou evidências da criação projetada magistralmente.

No seu caso, não concluí que você seja homem, ou seja, ainda não tenho fé que seja homem kkkkkkkkk....mas as evidências que tenho me apontam nessa direção.
avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Ter 25 Out 2016, 12:08

@DBOliveira

Pois é, EM MUITOS CASOS, no entendimento popular ! Mas lembra-se quando você disse ao Tzaruch que A OPINIÃO GERAL pode não ser a mais acertada ?


Prova e evidência não são sinônimos, ao contrário do que muita gente pensa. Por conta de traduções mal feitas do inglês, é comum ouvir-se 'não há evidências de que ele seja culpado...', 'as evidências mostram que...' Típico caso de inglês mal traduzido, que gera expressões totalmente erradas. A tradução de 'evidence' não é 'evidência', mas sim prova. 'Evidência', em português, significa aquilo que é claro, inequívoco, muito visível, incontestável. Prova, muito diferentemente, é um meio de demonstrar que um fato é verdadeiro. Ou seja, se existem muitas provas de um fato, pode-se dizer que esse fato é 'evidente' (muito claro, muito visível). Mas, em português, não se pode nunca dizer que há 'evidências' de um fato. São costumeiras, em seriados policiais, e infelizmente na imprensa também, construções como 'foram encontradas evidências', 'não há evidências de que ele seja culpado' etc. Em português, essas construções são mais do que erradas, são verdadeiros absurdos. O correto é: 'foram encontradas provas', 'não há provas de que ele seja culpado'. Na migalha acima, o certo seria 'o TCU descobriu provas de irregularidades...' Ou, se provas ainda não forem, 'o TCU descobriu indícios de irregularidades...' Saudações."

http://www.migalhas.com.br/Gramatigalhas/10,MI31108,41046-Evidencia+ou+prova


Numa cena criminosa, encontraram o seu revólver. Este REVÓLVER é uma PROVA que APONTA para você mas, a policia não vai basear-se somente nesta prova para EVIDENCIAR, COMPROVAR, CONSTATAR, você como sendo DE FATO o criminoso !
avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Ter 25 Out 2016, 13:10

@DBOliveira


No seu caso, não concluí que você seja homem, ou seja, ainda não tenho fé que seja homem kkkkkkkkk.... mas as evidências que tenho me apontam nessa direção.

Não ! É FÉ que NO MAXIMO você pratica quanto ao meu gênero sexual ! Não estou comprovado ou evidenciado apesar das PROVAS, INDICIOS, VESTIGIOS...
Não tenho FÉ que minha mãe existe, EU SEI que ela existe ! Na ETERNIDADE, não se vai mais praticar FÉ, SABERÃO DE FATO que Deus existe !

Entender, eu sei que você entende quando citou a confusão que se faz entre DESEJO e FÉ ! Realmente a diferença entre desejo e fé É MUITO TÊNUE mas, não tem como COLOCAR-SE NO LUGAR de alguém para saber que ela faz esta confusão !
avatar
DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 261
Idade : 30
Cidade/Estado : Brasília/DF
Religião : Cristã
Igreja : Testemunha Cristã de Jeová
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 23
Pontos de participação : 621
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Ter 25 Out 2016, 13:32

Benedito,

Obrigado pela explicação da diferença entre "prova" e "evidência". Ok, vamos dizer que tenho "provas" e indícios que você seja homem. No entanto, ainda não está evidente que seja com um homem que estou conversando. O mais correto é dizer que estou conversando com alguém.

Mas isso não se dá no caso de Deus. Não é necessário ver algo ou alguém pra saber que ele existe. Não vejo o vento, mas o sinto. Sei que existe. Nunca vi Silvio Santos pessoalmente, mas sei que ele existe.

Da mesma forma é com Deus. A criação atesta que Ele existe como o Criador. Seu livro, a bíblia, atesta quem Ele é, como é seu nome (YHWH), suas qualidades, seus conceitos sobre o certo e o errado etc. Veja bem que partir da premissa que a bíblia é o livro dele, mas não vou entrar aqui no mérito de lhe provar o porque penso assim. Na verdade, cada um que é responsável por esse estudo.

Se provas é um meio de mostrar que um fato é verdadeiro, então a criação prova que o fato que Deus existe é verdadeiro. Se não podemos observar diretamente o passado, então que princípios científicos podem nos ajudar a descobrir o que gerou a primeira vida?

Usamos os mesmos princípios que são utilizados todos dias no nosso sistema judiciário: os princípios da criminalística. Em outras palavras, a origem da vida é uma questão criminalística que exige a reunião de provas do mesmo modo que os detetives reúnem as provas de um assassinato. Os detetives não podem voltar no tempo e testemunhar o assassinato outra vez. Eles também não podem ressuscitar a vítima ou ir ao laboratório para conduzir algum tipo de experimento que permita observar ou repetir o crime diversas vezes. (Coisa do filme de ficção Minority Report) Em vez disso, devem utilizar os princípios da criminalística para descobrir o que realmente aconteceu.

O princípio central da criminalística é o princípio da uniformidade, que afirma que as causas do passado foram semelhantes às causas que observamos hoje. Em outras palavras, pelo princípio da uniformidade pressupomos que, no passado, o mundo funcionava do mesmo jeito que funciona hoje, especialmente no que se refere às causas. Reciprocamente, se as leis naturais podem realizar o trabalho hoje, então o princípio da uniformidade nos levaria a concluir que as leis naturais poderiam fazer o trabalho no passado.

Considere o GRAND CANYON. O que o gerou? Alguém o viu se formando? Não, mas, pelo princípio da uniformidade, podemos concluir que um processo natural — particularmente a erosão por meio da água — foi o responsável pelo surgimento do GRAND CANYON. Podemos chegar a essa conclusão com total confiança, embora não estivéssemos ali para ver isso acontecendo, porque podemos observar esses processos naturais criando cânions hoje. Vemos isso na natureza quando observamos os efeitos da água sobre massas de terra. Podemos até mesmo ir ao laboratório e repetidamente derramar água no meio de um monte de areia, e sempre obteremos um cânion. Por isso tenho fé, ou a firme crença alicerçada em provas de que o Canyon surgiu pelo processo de erosão, embora eu não tenha visto.

Considere agora outra formação geológica: o monte Rushmore, nos Estados Unidos. O que o gerou? O bom senso nos diz que jamais poderíamos sugerir que o rosto dos presidentes no monte Rushmore foram o resultado de leis naturais. A erosão não poderia ter feito aquilo. O nosso “bom senso” é, na verdade, o princípio da uniformidade. Uma vez que nunca observamos leis naturais cinzelando uma escultura com um alto nível de detalhes como os da cabeça dos presidentes numa pedra nos dias atuais, podemos concluir com certeza que as leis naturais também não poderiam ter feito isso no passado. Hoje vemos apenas seres inteligentes criando esculturas detalhadas. Como resultado, podemos concluir corretamente que, no passado, somente um ser inteligente (um escultor) ‘poderia ter criado o rosto dos presidentes norte-americanos no monte Rushmore.

Da mesma forma, quando olhamos para a primeira vida unicelular, o princípio da uniformidade nos diz que somente uma causa inteligente poderia reunir o equivalente a mil enciclopédias. Em face de tudo isso, por que os darwinistas chegam a conclusão de que a primeira vida foi gerada espontaneamente? Porque não creem logo que existe um Deus Criador por trás de tudo isso? Por isso tenho fé, ou a firme crença baseada em provas de que Deus existe. Não preciso vê-lo para crer.
avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Ter 25 Out 2016, 13:53

@DBOliveira


Mas isso não se dá no caso de Deus. Não é necessário ver algo ou alguém pra saber que ele existe. Não vejo o vento, mas o sinto. Sei que existe. Nunca vi Silvio Santos pessoalmente, mas sei que ele existe.

É claro que você SABE que Silvio Santos existe, por isto que você NÃO PRATICA FÉ nesta existência !
NA FÉ, não precisa MESMO VER e, por isto, É FÉ ! Mas não estando COMPROVADO, EVIDENCIADO,VISTO, ENXERGADO pode NÃO SER EXATAMENTE segundo A FÉ ! FÉ não casa com VERDADE ABSOLUTA. Na ETERNIDADE, não se vai PRATICAR FÉ, SABERÃO DE FATO que Deus existe.

Você NÃO TEM OBRIGAÇÃO de crer que eu seja masculino. Se fosse OBRIGADO A CRER NA FIDELIDADE CONJUGAL, ninguém casaria.


Da mesma forma, quando olhamos para a primeira vida unicelular, o princípio da uniformidade nos diz que somente uma causa inteligente poderia reunir o equivalente a mil enciclopédias. Em face de tudo isso, por que os darwinistas chegam a conclusão de que a primeira vida foi gerada espontaneamente? Porque não creem logo que existe um Deus Criador por trás de tudo isso?


Sim, EU TAMBÉM vejo A CRIAÇÃO como PROVA. Por isto, pratico FÉ em Deus. Mas, falta a principal das provas, o próprio Deus cara-a-cara conosco !

Estes dois links abaixo, são tópicos de minha autoria, justificando minha FÉ mas, não que eu seja DETENTOR DA VERDADE, DA VERDADE ABSOLUTA !

http://www.forumevangelho.com.br/t6724-fomos-projetados?highlight=fomos+projetados

http://www.forumevangelho.com.br/t6718-o-nada-existe?highlight=o+nada+existe
avatar
DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 261
Idade : 30
Cidade/Estado : Brasília/DF
Religião : Cristã
Igreja : Testemunha Cristã de Jeová
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 23
Pontos de participação : 621
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Ter 25 Out 2016, 15:00

Benedito

Você disse: "Sim, EU TAMBÉM vejo A CRIAÇÃO como PROVA. Por isto, pratico FÉ em Deus. Mas, falta a principal das provas, o próprio Deus cara-a-cara conosco!"


Resposta: Pra mim, só basta a criação e isso faz eu ter convicção na existência de Deus. Portanto, minha fé, minha crença em Deus, não é mera credulidade sem provas.
avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Ter 25 Out 2016, 15:16

@DBOliveira

Correto ! Eu também estou convicto da existência de Deus mas, O QUE ELE É REALMENTE, ai são outros quinhentos...
Você diz que os trinitarianos estão equivocados. Independente de estarem mesmo equivocados, eles PRATICAM FÉ no que lhes foi ensinado e, como É IMPOSSIVEL AGRADAR A Deus sem fé e, também está escrito que, se não crê já está condenado, então, não somente eles mas, todos estão dispostos a fazerem de sua fé, o que ela nunca será, EVIDENCIA, VERDADE ABSOLUTA !
E assim também explica os judeus, muçulmanos, hinduistas....

O dia MAIS FELIZ da minha vida até hoje, foi minha PRIMEIRA COMUNHÃO (eucaristia católica), parecia que eu estava ABRAÇADO COM JESUS e, foram 35 anos de catolicismo e praticante. E não foi Deus que me tirou do catolicismo até porque, foram 35 anos e naquele dia, Jesus já poderia ter me intuido a sair de lá e não me incentivar a ficar ainda mais décadas...

Se Deus estivesse EVIDENCIADO, não existiria este fórum ! Não haveria esta bagunceira religiosa e doutrinária...
avatar
DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 261
Idade : 30
Cidade/Estado : Brasília/DF
Religião : Cristã
Igreja : Testemunha Cristã de Jeová
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 23
Pontos de participação : 621
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Ter 25 Out 2016, 20:53

Benedito,

O que Deus é esta na bíblia, desde que você deixe a bíblia interpretar a bíblia. Sendo assim, a explicação bíblica é:

Nosso Deus, cujo nome é Jeová é apenas um – Dt 6:4, Mc 12:29

Jesus é o Filho deste Deus, primogênito. – Mt 16:13-16 , Cl 1:15

Jeová é o Criador, seu Filho é o intermediário e o principio de Sua Criação – Is 40:28, Mt 19:4, Cl 1:16, Pv 8:22, Ap 3:14 e 4:11.

Jesus fala de Deus, mas como outra pessoa e não como de si mesmo – Jo 14:1

Segundo o próprio Jesus apenas Jeová deve ser adorado – Mt 4:10

Jesus é uma pessoa separada de Jeová – (Sl 110:1/Mt 22:44.Is 61:1/Lc 4:18)

A palavra grega “proskyneo” nem sempre tem sentido de “adoração” (Mt 18:26), e em relação a Jesus, temos exemplos que era usada como a reverência prestada a um rei (Mt 2:2, Mc 16:18 e 19). Já o uso de “proskyneo” no sentido de adoração religiosa a um deus (em um local sagrado tal como um templo) é restringida ao seu Pai pelo próprio Jesus. (Jo 4:21-23 e Mt 4:10)

Jesus ensina que Deus, o único e verdadeiro Deus é o nosso Pai – (Mt 6:8,9;Jo 17:1,3)

O próprio Jesus considerava o Pai como o seu Deus (Jo 20:17), o adorava nas sinagogas (Lc 4:16), fazia orações a Ele (Lc 6:12), O obedecia (Lc 22:42), se submetia (Jo 5:19) e o considerava superior a si mesmo (Jo 14:28).

Jesus era o representante de Deus (Jo 7:29, 17:Cool

Jesus é o mediador entre Deus e os homens e o caminho para ele – (1 Tm 2:5 e Jo 14:6)

Jesus é o Sumo Sacerdote e o Cordeiro de Deus – (Hb 3:1, Jo 1:29 e Ap 7:10)

Jesus recebeu seus poderes e autoridade de Deus, não de si mesmo – (Mt 28:18, Jo 3:35 e 1 Cor 15:27)

Jesus não sabe todas as coisas, mas depende de revelações do Pai – (Mt 24:36 e Ap 1:1)

Deus enviou a Jesus e Jesus enviou o espírito santo. – (Jo 4:34, 20:21 e 15:26)

O espírito santo é o espírito do Pai (Mt 10:20), que de dentro dele procede (Jo 15:26), é conhecido como dedo de Deus (Lc 11:20 com Mt 12:28) e sopro de sua boca (Sl 33:6).

No caso da trindade, a explicação não bíblica é:
Um não quer dizer “um”, no caso de Deus um quer dizer triuno.

Elohim é uma palavra plural que quer dizer Deuses mas não significa deuses e sim pessoas.

Jesus no Antigo Testamento era o Anjo de Deus que não era anjo e nem arcanjo e sim o próprio Deus.

Jesus ser chamado de Filho de Deus quer dizer que ele é o próprio Deus.

Jesus é chamado de unigênito, mas no caso dele quer dizer que ele é igual a Deus.

Jesus é chamado de primogênito, mas não quer dizer que ele é o seu primeiro filho como o são todos os outros filhos primogênitos e sim que ele é o maior de todos.

Jesus é chamado de Principio da criação de Deus, mas no caso dele principio não quer dizer principio e sim o principal.

“Plenitude” no caso de Jesus quer dizer uma coisa, já no caso dos discípulos dele quer dizer outra coisa, no caso de Jesus quer dizer que ele é totalmente Deus, no caso dos seus discípulos significa qualquer outra coisa.

Natureza Divina no caso de Jesus quer dizer uma coisa, no caso dos cristãos eleitos quer dizer outra coisa.

A palavra “FORMA” quer dizer a aparência de algo, exteriormente, menos no casos de Jesus. O mesmo com os termos “imagem” e “reflexo”.

Deus é chamado de Senhor, Jesus também é. Quando Jesus é chamado de Senhor quer dizer que ele é o próprio Deus.

Jesus era adorado, no caso dele proskyneo quer dizer adoração.

Jesus disse que ele e o Pai eram um, o que quer dizer que ele era Deus, embora quando ele disse que os discípulos deveriam ser um, não estivesse falando neste mesmo sentido.

Deus é chamado de "Eu Sou" na Almeida, e em Jo 8:58 Jesus usa a palavra eu sou, o que mostra que o nome dele é eu sou, embora ele não tenha usado este termo como um nome próprio nesta passagem, o sentido tem de ser que “eu sou Deus”!!!

Mt 28:19 e outros textos que citam Jesus junto com Deus prova que ele é Deus.

Jesus nunca é chamado de Criador e nunca é diretamente dito que ele criou o mundo, mas apesar de ser dito que “Deus criou as cousas por MEIO dele”, mesmo assim eu o chamo de criador assim mesmo pois ele é o criador! Tanto faz.

Jo 1:1 poderia dizer que ele é o Deus ou um deus, mas neste caso quer dizer que ele é o Deus, pois é o que a Almeida dá a entender.

Rm 9:5, Hb 1:8, Ti 2:13 e outros textos na Almeida rezam diferente da TNM, que é uma bíblia errada.

1 Cor 8:6 está citando de Dt 6:4 quando diz que Jesus é um só Senhor, citação da Shemá que diz que o SENHOR, nosso Deus é um só SENHOR.

Jesus é o salvador, e apenas Deus pode salvar, portando Jesus é Deus!

Jesus está sendo adorado como Deus em Ap 5:14, embora o texto não o mencione como tendo sido adorado.

Se Jesus não fosse Deus, sua morte não poderia nos salvar!!!

CONCLUSÃO: Os argumentos trinitaristas necessitam de tradução, filosofia e interpretação (no caso eisegese), nossos argumentos unitários não precisam disso, são simples e diretos.
avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Qua 26 Out 2016, 02:15

@DBOliveira

Você prestou atenção na minha mensagem numero 54 ?
Não é você TESTEMUNHA de que os trinitarianos estão equivocados (se estiverem mesmo)?

Continuará IGNORANDO que todos estão A FAVOR de sua FÉ independente de estarem equivocados ? TODOS estão dispostos a defenderem sua FÉ com unhas e dentes, dai a razão desta bagunceira religiosa e doutrinária. Os que PARA VOCÊ estão equivocados, DO MESMO COMO VOCÊ, estão PROIBIDOS de questionar (duvidar) de sua fé... Acorda !!

Ainda vai INSISTIR que a FÉ se baseia ou é A VERDADE ABSOLUTA ? Não existe FÉ VERDADEIRA, TODO CRENTE (praticante da FÉ) obviamente NÃO ADMITE estar enganado, PRINCIPALMENTE porque lhe foi dito que sem esta FÉ ele não agrada a Deus ou pior, será eternamente condenado.

Não foi Deus que me tirou do catolicismo,do meio evangélico e do SISTEMA RELIGIOSO, EU ENTENDI que estava no engano e, na sequência, ENTENDI que AS RELIGIÕES e SEUS LIVROS SAGRADOS são explicações humanas e não Deus por ele mesmo ! Não É ERRADO ter FÉ em Deus, É NOTÓRIO o quanto danoso é, fazer da SUA FÉ uma EVIDÊNCIA, VERDADE ABSOLUTA !
avatar
DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 261
Idade : 30
Cidade/Estado : Brasília/DF
Religião : Cristã
Igreja : Testemunha Cristã de Jeová
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 23
Pontos de participação : 621
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Qua 26 Out 2016, 09:25

Benedito

Você disse: "Não existe FÉ VERDADEIRA, TODO CRENTE (praticante da FÉ) obviamente NÃO ADMITE estar enganado."

Resposta: Isso não é nenhum problema pra nós TJs. Nós cremos que a ciência bíblica é como qualquer ciência e por isso se esforçamos ao máximo para entendê-la. Contudo, devido à limitação humana, o entendimento claro do conteúdo estudado nem sempre ocorre de imediato. E com isso, nos enganamos as vezes, mas admitimos o erro e procuramos novamente a verdade.

As TJs fizeram, fazem e com certeza ainda farão constantes ajustes em suas crenças, à medida que pesquisas bíblicas trazem à tona verdades que justificam e demandam tais ajustes. Isso tem sido largamente criticado no meio teológico por membros e representantes de diversas religiões.

Porém, ao invés de merecer críticas, tais mudanças são dignas de elogios! Afinal, além de serem demonstração de humildade, tais mudanças são necessárias para se chegar cada vez mais a um conhecimento acurado da Bíblia. As críticas devem ser dirigidas às religiões que estabelecem dogmas irremovíveis, que impedem o progresso do conhecimento, e mantém os adeptos presos a crenças antibíblicas.

Se houvesse algum motivo para críticas, seria o fato de não se ter feito mais mudanças ainda. Mas, se não foram feitas, não foi falha da direção celestial, e sim dos próprios humanos, pois Cristo leva em consideração a limitação humana de seus discípulos. Ele disse: “Ainda tenho muitas coisas para vos dizer, mas não sois atualmente capazes de suportá-las.” (João 16:12.) Vale ressaltar que a Bíblia é inspirada, mas os homens que a pesquisam não o são.

Talvez sejam necessárias pesquisas adicionais, ou o entendimento de outras verdades, as quais pavimentarão o caminho para o entendimento de determinadas passagens. No entanto, pesquisas, erros e ajustes são o único caminho para se chegar ao progresso, tanto na ciência bíblica quanto na ciência natural.

Ademais, o aumentado conhecimento das línguas em que a Bíblia foi originalmente escrita, bem como a descoberta de manuscritos bíblicos mais antigos e de outros artefatos dos tempos bíblicos proporcionou um cabedal de informações que disponibilizou uma compreensão mais acurada do texto sagrado. Assim como as demais ciências, a ciência bíblica trilhou um caminho de erros e ajustes.

Você disse: "Ainda vai INSISTIR que a FÉ se baseia ou é A VERDADE ABSOLUTA?"

Eu não disse que alguém possui TODA a verdade. O que eu disse é que minha fé em Deus e na bíblia é baseada em provas reais, que são fatos já comprovados verdadeiros a respeito de Deus e da bíblia. Então insisto que fé sem provas é fanatismo, no máximo DESEJO. A verdadeira fé BÍBLICA vem por meio de provas convincentes em Deus e na Sua palavra.

avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Qua 26 Out 2016, 09:38

@DBOliveira


Resposta: Isso não é nenhum problema pra nós TJs. Nós cremos que a ciência bíblica é como qualquer ciência e por isso se esforçamos ao máximo para entendê-la. Contudo, devido à limitação humana, o entendimento claro do conteúdo estudado nem sempre ocorre de imediato. E com isso, nos enganamos as vezes, mas admitimos o erro e procuramos novamente a verdade.

Correto quanto a perceber A FALIBILIDADE DA FÉ ! Mas, A VERDADE não se denomina, não segrega!

Você pediu para nascer ? Veja no video abaixo o que te aconteceria se POR DESGRAÇA DAS PIORES você houvesse nascido no Estado Islâmico ! Você ensina a teus filhos a adorarem a Jesus ? Você diz que só há SALVAÇÃO para quem CRER EM Jesus ? Então veja no video abaixo, se você estaria lendo a biblia e crendo em Jesus se houvesse nascido numa cultura não cristã !


avatar
DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 261
Idade : 30
Cidade/Estado : Brasília/DF
Religião : Cristã
Igreja : Testemunha Cristã de Jeová
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 23
Pontos de participação : 621
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Qua 26 Out 2016, 15:48

Benedito,

Primeiro, não adoro a Jesus, somente o Pai dele, Jeová. rsrs (só pra esclarecimento). Mas creio que o Filho de Deus é meu Salvador enviado pelo Pai sim. (Atos 4:12)

Sobre eu nascer no estado islâmico, sim, provavelmente se eu nascesse ali não fosse criado como cristão. Mas como mostrou no vídeo, não é impossível alguém se libertar ou mudar de religião da qual cresceu.

Inteira ou em parte, a Bíblia já foi publicada em cerca de 2.600 línguas e está disponível para mais de 90% da população mundial. Então Jeová Deus se certificou que sua palavra fosse o livro mais distribuído de todos os tempos. Eu não poderia estuda-la?

E sobre os povos não alcançados? Sabemos que uns nasceram em lar cristão e desde cedo desfrutaram da Palavra de Deus, outros viveram em lar não-cristão mas puderam ouvir alguma coisa da Palavra, e outros viveram em países afastados e poucas vezes ouviram falar de Jesus. Sendo assim, não haveria mais chances de uma pessoa aceitar Jesus e ser salvo, em relação a outra pessoa que teve menos oportunidade? Afinal de contas, o que sempre ouviu o evangelho não tem mais chances de aceitá-lo e vivê-lo do que aquele que ouviu menos? Não estamos falando de possibilidades desiguais, que tornariam o livre-arbítrio injusto?

Isso tudo seria verdade se não fosse por uma coisa: o princípio bíblico da proporcionalidade. Deus pensou até nisso e decidiu, em sua sabedoria, que aquele que ouviu mais fosse julgado com maior rigor em relação àquele que ouviu menos. Os dois não serão julgados com o mesmo rigor. Isso fica claro a partir da leitura de Lucas 12:48, que diz:

“A quem muito foi dado, muito será exigido; e a quem muito foi confiado, muito mais será pedido” (Lucas 12:48)

Deus vai cobrar muito mais de quem teve mais conhecimento. Isso ocorre tanto na questão da salvação como também na questão da perdição. Jesus disse que “aquele servo que conhece a vontade de seu senhor e não prepara o que ele deseja, nem o realiza, receberá muitos açoites, mas aquele que não a conhece e pratica coisas merecedoras de castigo, receberá poucos açoites” (Lc.12:47-48).

A lei da proporcionalidade é clara e evidente, não apenas aqui, mas em diversos outros textos bíblicos. Jesus citou o maior rigor com que Corazim e Betsaida serão julgadas no dia do juízo em relação às cidades de Tiro e de Sidom, porque Corazim e Betsaida viram de perto os milagres de Cristo:

“Ai de você, Corazim! Ai de você, Betsaida! Porque se os milagres que foram realizados entre vocês tivessem sido realizados em Tiro e Sidom, há muito tempo elas se teriam arrependido, vestindo roupas de saco e cobrindo-se de cinzas. Mas eu lhes afirmo que no dia do juízo haverá menor rigor para Tiro e Sidom do que para vocês” (Mateus 11:21-22)

Quando Jesus enviou seus discípulos a pregarem nas cidades, ele disse que as que rejeitassem seriam julgadas com maior rigor do que Sodoma e Gomorra, porque tiveram mais oportunidade de ouvir a Palavra:

“Se alguém não os receber nem ouvir suas palavras, sacudam a poeira dos pés, quando saírem daquela casa ou cidade. Eu lhes digo a verdade: No dia do juízo haverá menor rigor para Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade” (Mateus 10:14-15)

O mesmo princípio da proporcionalidade é aplicado aos líderes religiosos. Eles serão julgados com maior rigor, porque são eles que têm a obrigação de ministrar a Palavra, e, consequentemente, de ter mais conhecimento dela:

“Meus irmãos, não sejam muitos de vocês mestres, pois vocês sabem que nós, os que ensinamos, seremos julgados com maior rigor” (Tiago 3:1)

Em outras palavras, o princípio da proporcionalidade equilibra a questão. Se por um lado é verdade que um teve mais conhecimento, por outro lado também é verdade que este será julgado com maior rigor do que aquele que recebeu menos.

Assim, embora Jeová não prometa que cada pessoa terá exatamente a mesma oportunidade de conhecê-lo, ele torna possível que todos os sinceros tenham essa oportunidade. Ele até mesmo garantirá que as pessoas que nunca tiveram chance de aprender sobre ele tenham essa oportunidade quando forem ressuscitadas. (Atos 24:15)
avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Qua 26 Out 2016, 16:18

@DBOliveira

De qualquer modo, está claro que todos defendem com unhas e dentes SUA FÉ independente de estarem equivocados ou não ! Com exceção das religiões espiritualistas como o budismo, as mais conhecidas como cristianismo, judaismo e islamismo, PUNEM NESTA VIDA ou NA ETERNIDADE, a dúvida, não admitem estarem equivocados ! Este é o ERRO DANOSO quando se faz da FÉ, uma EVIDÊNCIA, VERDADE ABSOLUTA !
Ninguém DETÉM A VERDADE, parte dela talvez mas, A VERDADE todos a DEVERIAM estarem buscando mas, A OBRIGAÇÃO de aceitar o que lhe é ensinado, impede de prosseguirem nesta busca.
Não vejo Deus omisso diante desta bagunceira religiosa e doutrinária, ao contrário, se usar o bom senso perceberemos o recado que ele está nos dando !


Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?
João 4:20

Se não VEMOS, NÃO EXERGAMOS A Deus, como podemos fazer da FÉ, uma EVIDÊNCIA ? Não se dão conta que IDOLATRAM A FÉ ao ponto de esquecer que começa-se entender Deus AMANDO SEU PRÓXIMO ?

avatar
DBOliveira
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 261
Idade : 30
Cidade/Estado : Brasília/DF
Religião : Cristã
Igreja : Testemunha Cristã de Jeová
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 23
Pontos de participação : 621
Data de inscrição : 01/10/2015

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por DBOliveira em Qui 27 Out 2016, 11:45

Benedito,

Concordo em relação ao amor. Está muito falho essa questão hoje em dia. Temos que analisar nossa situação nesse quesito pra agradar Deus.

Concordo também em relação à verdade. Possuímos parte dela, mas não toda. Só nos cabe pedir espírito santo à Deus, pesquisar muito, aceitar correções e seguir em frente.

avatar
Benedito Bernal
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2592
Idade : 53
Cidade/Estado : Extrema - MG
Religião : Agnóstico (creio em Deus e só)
Igreja : Deus não é religião e nem autor de livros
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 34
Pontos de participação : 5382
Data de inscrição : 09/12/2014

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Benedito Bernal em Qui 27 Out 2016, 11:57

@DBOliveira

Nem de longe, sou contra a FÉ ! O que me incomoda, É A OBRIGAÇÃO de concordar com esta ou com aquela, as verdadeiras razões de aceitar ou não, somente Deus que conhece o coração pode julgar !
Desculpe-me se te entristeci de alguma forma.

Conteúdo patrocinado

Re: Fé versus Conhecimento

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Qua 13 Dez 2017, 18:29