F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Compartilhe

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 2055
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Qua 07 Out 2015, 18:51

David, a minha pergunta continua para você e para o meu irmão Ernesto:

""""Por que a Igreja depois de salva, depois de redimida, depois de nascida de novo, depois de estar branca como a neve por ter-se lavado na Palavra e no sangue do Cordeiro, tenha a obrigatoriedade ou a necessidade de sofrer esse julgamento que é a grande tribulação. Para purgar o quê???""""

Outra coisa: Quando o Senhor faz menção “aos dias de Noé”, Ele mesmo explica...

Mateus 24:37-39
37 E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.
38 Porquê assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,
39 E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.

Perceba que a semelhança com os dias de Noé é no sentido de que, naqueles dias, as pessoas “comiam, bebiam, casavam e davam –se em casamento...” ou seja, viviam suas vidas como achavam que deviam viver, e o dilúvio veio inesperadamente levando a todos! Assim será também quando o Senhor vier: os juízos de Deus levarão a todos aqueles que não estão preparados, e só ficará os salvos!

Perceba que na sua ânsia por encaixar a doutrina pre-tribulacionista, o amigo vem logo com Enoque, mas veja que o Senhor não referiu-se a ele, mas ao modo de viver dos ímpios

Não há ânsia alguma. O que há é revelação das Escrituras. O Enoque está dentro do contexto do mundo pré-diluviano. Enoque é o sétimo depois de Adão (Jud 1:14). A Igreja-Noiva que é arrebatada a exemplo de Enoque, é a sétima depois de Jesus considerando as sete eras dentro do tempo dos gentios (Apoc. 2 e 3).
E penso que você também não captou outro detalhe que envolve os dias de Noé. Nos dias de Noé havia um profeta na terra (Amos 3:7). Profeta este ignorado pelo mundo e inclusive por outro descendentes de Adão.

As Escrituras dizem que os dias da GT serão abreviados por causa dos escolhidos: É por amor aos eleitos que o Senhor abreviará aqueles dias! Os santos serão perseguidos pelo anticristo, e muitos serão martirizados! Creio que por isso, o Senhor abreviará aqueles dias! Essa é a verdade que encontramos nas Escrituras e tudo o que passar disso é apenas especulação!

Nenhuma tribulação ocorrida na terra, considerando inclusive o cataclismo do diluvio, se compara com a Grande Tribulação.
Olhe o que Jesus disse:
"Porque naqueles dias haverá uma aflição tal, qual nunca houve desde o princípio da criação, que Deus criou, até agora, nem jamais haverá.
E, se o Senhor não abreviasse aqueles dias, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos eleitos que escolheu, abreviou aqueles dias"
(Mar 13:19-20).

O arrebatamento ocorrerá no limiar da Grande Tribulação. Não tenho dúvidas de que o arrebatamento acontecerá em meio de grande aperto para a Noiva.
Mas ela não passa pela Grande Tribulação porque não há justificativa divina, escriturística, para que ela passe por esse juízo.

Então é um equivoco teu querer comparar as tribulações pelas quais passou o povo de Deus, quer seja o grupo israelita, quer seja o grupo gentio, desde o principio da criação.

Amigo a salvação é pessoal! Todos que aceitaram verdadeiramente ao Messias, são Templo do Espírito Santo e anseiam pelo encontro com o Messias! Mas essa onda de “três vindas” chega a ser engraçado, porque não há uma só passagem bíblica que dê apoio a isso. No grego é que a evidência para uma vinda única do Senhor torna-se ainda mais forte e notória: Sempre quando é mencionado sobre a vinda do Senhor, se fala de PAROUSIA. Em nenhum momento se fala de “arrebatamento secreto” e muito menos arrebatamento sem “parousia”.

Passagens tem, por crer depende do tipo de fé que tem cada um. Uma fé intelectual erigida em cima de metodologias teológicas cuja base é a razão e a lógica, certamente não consegue crer.

Por falar em tipo e antitipo, "metodologia" muito usada por Paulo, disse ele que a Agar era a Jerusalém natural e que a Sara é a Jerusalém celestial (Gal. 4:26-26). Ele disse que a pedra de onde tiravam água no deserto era Cristo (I Cor. 10:4). E agora? Tem alguma metodologia de interpretação que digere isso?






David
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Número de Mensagens : 180
Data de inscrição : 11/02/2009

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por David em Qua 07 Out 2015, 21:49

David, a minha pergunta continua para você e para o meu irmão Ernesto:

""""Por que a Igreja depois de salva, depois de redimida, depois de nascida de novo, depois de estar branca como a neve por ter-se lavado na Palavra e no sangue do Cordeiro, tenha a obrigatoriedade ou a necessidade de sofrer esse julgamento que é a grande tribulação. Para purgar o quê???""""

Olá Edson paz do Senhor Jesus

Eu pensei já ter respondido esta questão e ter deixado claro que é voce quem tem muito a responder! Mas se o amigo ainda não entendeu, então vamos lá:

A igreja “salva, depois de redimida, depois de nascida de novo, depois de estar branca como a neve por ter-se lavado na Palavra e no sangue do Cordeiro” passará pela GT porque:

1-não existe nenhuma passagem bíblica dizendo que ela não deva passar! Não existe nada, nas Escrituras Sagradas que mostrem que os salvos irão ser retirados antes da GT, mas que passarão por ela! Assim dizer o contrário, é ir contra aquilo que está escrito. Veja o tipo de argumento que vc usa para dizer que os salvos contemporâneos da GT, serão retirados antes que esta aconteça: Enoque foi arrebatado antes do diluvio então a igreja também vai ser... Desculpe Edson, mas esse tipo de interpretação chega a ser engraçado!

2 – O apóstolo Paulo nos informa que “a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo e a nossa reunião com Ele” não acontecerá sem que “antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado”, a quem “o Senhor destruirá pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda”.

2 Tessalonicenses 2
1  ORA, irmãos, rogamos pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele,
2  Mas não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.
3  Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,
4  O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.
7  Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;
8  E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;


A Escritura é clara que o anticristo será derrotado com a vinda do Messias: Não há nenhuma base para o amigo apontar o dedão e afirmar: “Está vendo? Isso acontece sete anos após a GT”. Ora isso não está no texto e quem faz isso vê elefantes azuis no texto bíblico aonde tem vontade de ver!

3 -  o próprio Messias, em sua oração sacerdotal, pediu ao Pai que não a tire do mundo mas apenas que a livrasse do mal!

João 17:15
Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.


Ora, porque o Messias pediu ao Pai que não retirasse os salvos do mundo, e você ensina justamente o contrário, sem nenhuma base bíblica?

Diante de todas essas questões, é você quem tem de explicar o porque de querer que os salvos sejam poupados da GT que está por vir! Claro que nas Escrituras não encontramos nenhuma base para tais afirmações!

Não há ânsia alguma. O que há é revelação das Escrituras. O Enoque está dentro do contexto do mundo pré-diluviano. Enoque é o sétimo depois de Adão (Jud 1:14). A Igreja-Noiva que é arrebatada a exemplo de Enoque, é a sétima depois de Jesus considerando as sete eras dentro do tempo dos gentios (Apoc. 2 e 3).
E penso que você também não captou outro detalhe que envolve os dias de Noé. Nos dias de Noé havia um profeta na terra (Amos 3:7). Profeta este ignorado pelo mundo e inclusive por outro descendentes de Adão.

Já vi muita gente defendendo muita coisa sobre o que seria o “mundo pré-diluviano”. As pessoas fazem isso porque imaginam que, apesar de o Senhor Jesus ter sido claro, referindo-se ao modo de ser das pessoas antes do dilúvio, as Palavras do Senhor estavam cheias de enigmas: Na verdade, o Senhor não queria dizer o que disse, ou fazer a comparação que fez... Assim o Senhor não falou bem claramente, e por isso é necessário buscar mais coisas em suas palavras...! Isso é ir além do que está escrito, Edson! O Senhor foi claro e taxativo, explicando inclusive o que quis dizer, quando explicou “comiam e bebiam e casavam-se e davam-se em casamento até que veio o dilúvio...”. A intenção do Senhor foi mostrar a o quanto a sua vinda será inesperada, pelos ímpios: Eles serão pegos de surpresa!

Com relação ao profeta, imagino que o amigo quer fazer propaganda do Willian Marrion Brahna, estou certo? Para mim, esse tal é falso profeta, pois que ensinou várias heresias, como a questão de que o promeiro pecado seria uma relação sexual de Eva com a cobra. Isso é um tremendo de um absurdo!

Nenhuma tribulação ocorrida na terra, considerando inclusive o cataclismo do diluvio, se compara com a Grande Tribulação.
Olhe o que Jesus disse:
"Porque naqueles dias haverá uma aflição tal, qual nunca houve desde o princípio da criação, que Deus criou, até agora, nem jamais haverá.
E, se o Senhor não abreviasse aqueles dias, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos eleitos que escolheu, abreviou aqueles dias" (Mar 13:19-20).

É verdade, existem várias afirmações sobre a muita angustia que haverá na GT. Mas apesar disso, seu resultado não chegará nem perto do que aconteceu quando o Senhor destruiu o mundo com águas (eu entendo que o dilúvio foi universal, e não parcial). No dilúvio a vida, seja vegetal, seja animal, foi toda morta pelas águas! Na GT, não haverá aniquilação total de vegetais nem de animais, e nem será apenas uma dezena de pessoas que escapará dela! Diante disso, o furor da ira do Senhor, durante o dilúvio parece ter sido bem mais severo do que aquele, que acontecerá durante a GT. Talvez na GT ocorra mais angustia porque muitos procurarão a morte, mas parece que não terão coragem de se matar!
A GT será abreviada por causa dos escolhidos de Deus, que estarão sofrendo perseguição do anticristo!

Passagens tem, por crer depende do tipo de fé que tem cada um. Uma fé intelectual erigida em cima de metodologias teológicas cuja base é a razão e a lógica, certamente não consegue crer.

E porque o amigo não posta só uma, sobre as mais duas vindas do Messias? Eu tenho insistido, mas o amigo parece ter fugido de apresentar tais passagens. Mostre-nos apenas uma!

Por falar em tipo e antitipo, "metodologia" muito usada por Paulo, disse ele que a Agar era a Jerusalém natural e que a Sara é a Jerusalém celestial (Gal. 4:26-26). Ele disse que a pedra de onde tiravam água no deserto era Cristo (I Cor. 10:4). E agora? Tem alguma metodologia de interpretação que digere isso?

Eu não disse que as Escrituras não falavam de “antítipos”. O que eu disse é que o pre tribulacionistas as inventa: Edson, uma coisa é Paulo ter feito uma comparação, fazendo uma analogia, usando de “tipo e antítipo”, mas outras coisa é você fazer. Desculpa o amigo, mas eu penso que Paulo, como apóstolo, tinha autoridade para fazer isso, mas você, nem ninguém hoje, tem a mesma autoridade que ele, para fazer uma comparação e dizer que tal é correta de fato, e todos ficarem na obrigação de aceitar tal comparação, como somos, quando foi um apóstolo que fez a comparação!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Qui 08 Out 2015, 12:41

1-não existe nenhuma passagem bíblica dizendo que ela não deva passar! Não existe nada, nas Escrituras Sagradas que mostrem que os salvos irão ser retirados antes da GT, mas que passarão por ela! Assim dizer o contrário, é ir contra aquilo que está escrito. Veja o tipo de argumento que vc usa para dizer que os salvos contemporâneos da GT, serão retirados antes que esta aconteça: Enoque foi arrebatado antes do diluvio então a igreja também vai ser... Desculpe Edson, mas esse tipo de interpretação chega a ser engraçado!

David, você concorda que o dilúvio foi um juízo?
Então, Deus livrou o Enoque do juízo sendo ele um tipo da Igreja-Noiva que será arrebatada. E Deus salvou o Noé e sua família em meio a grande tribulação, sendo eles um tipo da igreja-natural (virgens néscias).

A relação de Enoque com Deus era de tal maneira, de tal intimidade, de tal comunhão, que Deus não viu o porquê de submete-lo àquele julgamento.
Ambos estavam sob o sangue que gerou as túnicas para seus pais no Edem. Mas a Bíblia diz que foi o Enoque que andou com Deus e sumiu, ninguém o viu mais. Deus o tomou para Si, o arrebatou sem ninguém ver (Gen:5:22).
Essa comunhão íntima é a condição da Igreja-Noiva, o Corpo Místico de cada era da igreja gentia, que se levanta na primeira ressurreição já transformados. E a parte de eleitos integrantes desse Corpo Místico que estarão vivos por ocasião da primeira ressurreição, são transformados num abrir e fechar de olhos e então todos juntos são levados para encontrar o Senhor Jesus nos ares, ou seja, em algum lugar do firmamento para então nos irmos para as bodas.

"Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados" (I Cor. 15:51-52).

"Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor" (I Tes 4:16-17).

Note que Paulo revela um mistério oculto por Jesus na parábola das dez virgens. Na parábola Jesus diz que todas as virgens adormeceram (Mat. 25:5). Então Paulo vem e nos diz: "Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos".

Esse grupo de crentes são pessoas que foram crucificados com Cristo (Rom. 6). Morreram com Cristo e foram ressuscitados com Cristo. Estávamos Nele desde antes da fundação do mundo (Ef. 1:4).

Submeter esse Corpo Místico ao juízo da GT é o mesmo que crucificar Cristo novamente.

É por isso que insisto em pedir que me mostre um motivo que justifique submeter esse Corpo Místico ao juízo da GT. Na Bíblia e no Reino de Deus tudo tem significado e tudo tem uma razão de ser.  

Pois bem, a qualidade de fé que tenho me mostra claramente que o episódio do Enoque é uma das Escrituras que nos mostram que a Igreja-Noiva não passa pela GT.

O apóstolo Paulo nos informa que “a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo e a nossa reunião com Ele” não acontecerá sem que “antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado”, a quem “o Senhor destruirá pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda”.2 Tessalonicenses 2

A Escritura é clara que o anticristo será derrotado com a vinda do Messias: Não há nenhuma base para o amigo apontar o dedão e afirmar: “Está vendo? Isso acontece sete anos após a GT”. Ora isso não está no texto e quem faz isso vê elefantes azuis no texto bíblico aonde tem vontade de ver!

E daí amigo? A Igreja-Noiva não depende do anti-Cristo. A Igreja-Noiva não precisa estar aqui para que o Senhor o destrua com o assopro da Sua boca. A Igreja-Noiva não tem nada a ver com aquela aliança de uma semana que o príncipe romano fará com muitos (Dan. 9:27).

A apostasia já está aí. A igreja está totalmente apostatada, firmada em credos, dogmas e denominações. O espírito do anti-Cristo já opera nela e produz filhos nela. Ela não é virgem. Ela está corrompida. Ela é uma meretriz que se deita com os reis da terra. É uma Herodia adúltera que põe sua filha a se insinuar e se oferecer ao Herodes, o estado, a política.

A Igreja-Noiva monitora perfeitamente a ação do espírito do anti-Cristo. Ela acompanha sua obra destruidora da fé, suas interpretações falsas e tem inclusive convencido a maioria dos crentes de que Deus lhes imputará uma tremenda GT antes de serem levados para as bodas.


3 -  o próprio Messias, em sua oração sacerdotal, pediu ao Pai que não a tire do mundo mas apenas que a livrasse do mal!

João 17:15
Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.

Ora, porque o Messias pediu ao Pai que não retirasse os salvos do mundo, e você ensina justamente o contrário, sem nenhuma base bíblica?

Diante de todas essas questões, é você quem tem de explicar o porque de querer que os salvos sejam poupados da GT que está por vir! Claro que nas Escrituras não encontramos nenhuma base para tais afirmações!

Outra oração diferente dessa seria contraditória a tudo aquilo que Ele tinha mandado fazer, ou seja, pregar Evangelho a toda criatura, em todas as nações a partir de Jerusalém.

Além disso Ele disse:
"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também"
(João 14:1-3).

Então essa Escritura de João 17:15 não invalida em hipótese alguma o arrebatamento.


Já vi muita gente defendendo muita coisa sobre o que seria o “mundo pré-diluviano”. As pessoas fazem isso porque imaginam que, apesar de o Senhor Jesus ter sido claro, referindo-se ao modo de ser das pessoas antes do dilúvio, as Palavras do Senhor estavam cheias de enigmas: Na verdade, o Senhor não queria dizer o que disse, ou fazer a comparação que fez... Assim o Senhor não falou bem claramente, e por isso é necessário buscar mais coisas em suas palavras...! Isso é ir além do que está escrito, Edson! O Senhor foi claro e taxativo, explicando inclusive o que quis dizer, quando explicou “comiam e bebiam e casavam-se e davam-se em casamento até que veio o dilúvio...”. A intenção do Senhor foi mostrar a o quanto a sua vinda será inesperada, pelos ímpios: Eles serão pegos de surpresa!

Com relação ao profeta, imagino que o amigo quer fazer propaganda do Willian Marrion Branham, estou certo? Para mim, esse tal é falso profeta, pois que ensinou várias heresias, como a questão de que o promeiro pecado seria uma relação sexual de Eva com a cobra. Isso é um tremendo de um absurdo!

Então se há coisas que Jesus disse o que não queria dizer (???), ou que falou em enigmas, fica claro que quando diz que "dois estarão numa cama um será tomado e outro será deixado", Ele está dizendo nas entrelinhas que haverá um arrebatamento secreto. Pedro disse que é como o ladrão da noite concordando com a parábola das dez virgens: "À meia-noite ouviu-se um grito: Eis aí o Noivo saí-Lhe ao encontro".
Essa saída da Igreja-Noiva não será um espetáculo público, como não foi um espetáculo público a ressurreição e a ascensão de Jesus e dos santos que dormiam. Algumas poucas pessoas souberam disso.

Quanto aos dias de Noé realmente a escola tradicional enfatiza apenas o súbito da chuva do diluvio. Mas o contexto é muito mais amplo. A degradação da humanidade, a apostasia, a mistura das linhagens (a de Sete e a de Caim - Gen. 6), a incredulidade na Palavra (Noé pregou 120 anos), a evolução científica provando que não havia água no céu para provocar chuva, aliás nem sequer chovia na terra até então (Gen. 2:6). O mundo tocava o seu dia-a-dia como hoje, sua indústria, seu comércio, sua agricultura, sua política, suas guerras, suas conquistas e a sociedade comia, bebia e davam-se em casamento, festas, comemorações, quiçá alguma coisa religiosa tipo "Marcha para Jesus", etc. etc. etc.
Além disso Deus tinha um profeta na terra pregando e executando uma obra ridicularizada, combatida, escarnecida, etc.
E meio a isso tudo, tinha UM, SOMENTE UM HOMEM, totalmente separado, apartado, quem sabe vivendo em algum deserto, ou algum lugar longe dessa sociedade toda, sem Bíblia, sem igreja, sem livros teológicos mas ANDANDO COM DEUS num companheirismo tal, que Deus o levou para Si e ninguém mais o viu.
Enquanto isso lá estava o Noé e sua família pregando, trabalhando e se preparando para a grande tribulação.
É exatamente o quadro que temos hoje.

Quanto a W.M.Branham a igreja não enxerga esse Elias assim como não enxergara o João Batista. Não é para todos. Falso seria se ele tivesse sido acolhido pelas igrejas. Sobre a cobra fazendo sexo com a Eva é verdade porem não era uma cobra. Era um ser erecto, semelhante ao homem, que falava o mesmo idioma do casal, um animal que tinha entendimento, raciocínio, memória, argumentação e cuja semente era compatível com a Eva. Era um animal que tinha semente e a sua semente seria inimiga da semente da mulher e vimos acontecendo já entre Caim e Abel.
Mas isso é assunto para outro tópico.


Eu não disse que as Escrituras não falavam de “antítipos”. O que eu disse é que o pre tribulacionistas as inventa: Edson, uma coisa é Paulo ter feito uma comparação, fazendo uma analogia, usando de “tipo e antítipo”, mas outras coisa é você fazer. Desculpa o amigo, mas eu penso que Paulo, como apóstolo, tinha autoridade para fazer isso, mas você, nem ninguém hoje, tem a mesma autoridade que ele, para fazer uma comparação e dizer que tal é correta de fato, e todos ficarem na obrigação de aceitar tal comparação, como somos, quando foi um apóstolo que fez a comparação!

O mundo religioso creu nas "analogias" de Paulo, ou consideram-nas loucura?
Aquilo que você chama de meras analogias eu chamo de revelação. O apóstolo ensinou a Igreja a entender o VT sob a Luz do NT.
O VT nada mais é que a fotografia original (o negativo) que após a revelação se fez patente (Heb. 10:1 / Gal. 4:24 / Heb. 9:9 / etc. etc. etc. etc.).
avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1140
Idade : 88
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 166
Pontos de participação : 3132
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Ernesto em Sex 09 Out 2015, 08:24

Edison diz.

"""Por que a Igreja depois de salva, depois de redimida, depois de nascida de novo, depois de estar branca como a neve por ter-se lavado na Palavra e no sangue do Cordeiro, tenha a obrigatoriedade ou a necessidade de sofrer esse julgamento que é a grande tribulação. Para purgar o quê???"

Ernesto responde

Meu irmão! Porque tu sempre crias para ti opiniões próprias?

Eu te faço a mesma pergunta: Purgar o que? Quem está falando de purgar? Aceite o que a bíblia te diz; Vc. pode comparar a apostasia dos dias de hoje igualzinha com a do passado, do diluvio; e vai ficar bem pior porque o homem do pecado se assentará no templo de Deus, e o mundo, inclusive a igreja apostatada o aceitará como seu deus; Reflita comigo e veja que a destruição do mundo antigo aconteceu no auge da apostasia, assim será em nossos dias, bem no auge, quando o homem do pecado estiver bem instalado no templo de Deus, então acontecerá como nos dias do diluvio, ninguem perseberá antes algum indicio de destruição.
Veja a vossa contradição; se Cristo arrebata a sua igreja, e a igreja de hoje já sabe que ele vai voltar 7 anos depois, então ninguém será pego de surpresa com a outra vinda. Então Jesus faltou com a verdade, porque ele disse que ao ele vir, vai pegá-los de surpresa; todos,comem, bebem, e fazem tudo que os homens costumam fazer, e que ninguém perceberá até que verão o sinal da vinda dele no céu.
O irmão mesmo se contradiz; sempre estás a dizer que a ultima mensagem será a de Elias, Ora, a mensagem do futuro Elias será contra o grande embuste do homem do pecado. II Tess 2, deixa bem claro que o homem do pecado é o periodo da besta, e este será destruido por ocasião da vinda de Jesus II Tess.2:8,
Se achas, que a igreja de Deus será arrebatada antes das aflições, então me diga: Em que tempo vai se cumprir Apoc, 14:12, Aqui está a perseverança dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.Será depois do arrebatamento, ou antes do arrebatamento?

Abraços Ernesto
avatar
David
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 180
Idade : 46
Cidade/Estado : João Pessoa - PB
Religião : Cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 285
Data de inscrição : 11/02/2009

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por David em Sex 09 Out 2015, 09:59

Olá Edson, Paz do Senhor Jesus esteja convosco


As Escrituras Sagradas não são de pessoal interpretação! E os apóstolos já advertiam sobre esta questão, lembra?

Isso significa que existe uma mensagem que foi inserida bem claramente, com uma intenção e um propósito, através das palavras e expressões que foram registradas no texto bíblico, para mostrar um fato, ou tornar conhecido um ensinamento. Mas isso não é novidade. Afinal o processo de comunicação consiste precisamente nisto: Alguem que deseja passar uma informação, usa de códigos, no nosso caso, a escrita, para se fazer entendido por quem lê.

Assim, o Próprio Criador, para comunicar-se com o homem, utilizou dessa metodologia: Utilizou de palavras conhecidas e costumeiras, para que o processo de comunicação obtivesse êxito, ou seja, para que Ele fosse completamente compreendido por aqueles que o escutava!

Mas perceba que a metodologia do amigo, ao ler as Escrituras não leva em conta esse princípio: Para vós toda e qualquer frase das Escrituras parece ter um tipo de enigma, que precisa ser decifrado. Assim, se os discípulos do Messias, que eram cristãos, perguntam sobre sua volta, e o Messias bem claramente responde que aconteceriam vários sinais que antecederiam esse evento, como fome praga, pestes, muita angustia e que, depois desses dias Ele voltaria, o amigo não recebe como uma verdade completa.

Edson precisamos acreditar naquilo que está escrito! Voce não pode simplesmente adotar que toda a Escritura é um livro de charada que precisa ser decifrado! As escrituras foram produzidas por pessoas simples, para serem lidas por todas as pessoas. Se o escritor bíblico usou sempre de enigmas em cada expressão e em cada palavra que registrou, então o processo de comunicação está completamente enevoado, pois que ninguém vai entender nada!

Como sabemos, no processo de comunicação através da escrita, há três elementos sem o qual não pode haver a comunicação: o escritor, os escritos, e o leitor! Na sua forma de interpretar, o leitor é a parte mais importante do processo: Pouco importa a vontade do escritor em registrar as palavras da Escritura, pois é o leitor quem deve atribuir valores e conceitos a cada palavra e cada expressão que está ali registrado. Assim, nesse tipo de metodologia de interpretação o leitor pode ver qualquer coisa que bem se encaixe em sua teologia! Mas esse tipo de interpretação slevará o leitor apenas para o lado errado: Ele não conseguirá resgatar a informação que o escritor bíblico quis dar, ao fazer o registro do fato!

Lendo o seu texto percebemos isso facilmente: veja que não há nenhuma passagem bíblica afirmando que o Senhor Jesus virá mais duas vezes a terra. Mas o amigo, por entender que a Escritura é um livro de enigmas, acaba por juntar pedaços de textos que nada tem a ver, um com o outro, para fazer tal afirmação. Assim, veja só:

David, você concorda que o dilúvio foi um juízo?
Claro que foi! Eu chamaria até mesmo de ira de Deus!

Então, Deus livrou o Enoque do juízo sendo ele um tipo da Igreja-Noiva que será arrebatada. E Deus salvou o Noé e sua família em meio a grande tribulação, sendo eles um tipo da igreja-natural (virgens néscias).

A que ponto o amigo chega, para tentar encaixar nas Escrituras a teologia pre-tribulacionista! Edson, aquelas a quem o Senhor chama de “virgens néscias”, são ímpios. Elas são precisamente aquela figura que Ele chama em outra ocasião de “joio”. Veja que o Senhor diz bem claramente que “não as conhece”:

Mateus 25:12
E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que não vos conheço.


Perceba que essa passagem é contada dentro do contexto de Mateus 24, onde o Senhor sempre coloca de um lado os salvos, e de outros os perdidos!
Essa pessoas, que o Senhor dá o nome de “virgens nescias”, são as mesmas que irão dizer diante do Senhor que profetizavam, expulsavam demônios, e em seu Nome operavam maravilhas! A elas o Senhor será bem taxativo:

Mateus 7:23
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci;


Querer incluir Noé no meio das “virgens néscias” é dizer que ele era joio, é dizer que ele ouvirá do Messias a expressão “eu nunca vos conheci”. E isso, diante de todas as declarações do amor de Deus para com esse homem, é um absurdo teológico!

Outra grave declaração que vai muito além daquilo que está escrito, é a firmação de que Deus levou Enoque para que ele não passasse pelo juízo (no dilúvio) que havia de vir. Ora, as Escrituras em parte alguma nos informa que Enoque foi levado para não ver o dilúvio. Ela é clara ao dizer que Deus não queria que Enoque morresse, então o levou! Veja que Noé não morreu no dilúvio!

Então não foi o juízo que viria, o motivo de o Senhor levar Enoque, assim como também não seria um suposto juízo que viria depois, o motivo de Deus levar Elias! Ou será que havia algum tipo de juízo que motivou Deus a levar Elias antes?

A relação de Enoque com Deus era de tal maneira, de tal intimidade, de tal comunhão, que Deus não viu o porquê de submete-lo àquele julgamento.

As Escrituras nos afirmam que Enoque foi levado para não ver a morte, Edson! O não ser arrebatado, não significaria que ele iria morrer no juízo que viria: Ele seria poupado, assim como o foi, Noé!

Essa comunhão íntima é a condição da Igreja-Noiva, o Corpo Místico de cada era da igreja gentia, que se levanta na primeira ressurreição já transformados. E a parte de eleitos integrantes desse Corpo Místico que estarão vivos por ocasião da primeira ressurreição, são transformados num abrir e fechar de olhos e então todos juntos são levados para encontrar o Senhor Jesus nos ares, ou seja, em algum lugar do firmamento para então nos irmos para as bodas.

Todos os salvos, de todas as épocas, foram salvos no Sangue do Cordeiro! Não existe uma só pessoa, desde Adão até hoje, que tenha sido salva por seus próprios méritos, ou por outra maneira que não tenha sido através do Messias de Deus que tira o pecado do mundo! Não fosse o Senhor Jesus Cristo, todos nós, filhos de Adão, estaríamos irremediavelmente perdidos para todo o sempre! Assim, um crente salvo hj, será tão ovelha do Senhor, quanto qualquer pessoa salva antes da vinda do Messias: É um só rebanho e um só Pastor!

Note que Paulo revela um mistério oculto por Jesus na parábola das dez virgens. Na parábola Jesus diz que todas as virgens adormeceram (Mat. 25:5). Então Paulo vem e nos diz: "Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos".

São duas coisas completamente diferentes: Paulo se refere a morte! A intenção de Paulo é dizer que nem todos passarão pela morte! Já na passagem discursada pelo Senhor, a intenção é de mostrar a demora do noivo: “tardando o noivo, tosquenejaram todas, e adormeceram.”!

É interessante perceber que as “noivas loucas” também possuíam azeite: a afirmação “dai do vosso azeite porque as nossas lâmpadas apagam”, nos mostram isso. Alguns teólogos comparam as “virgens loucas” a certas igrejas, que imaginam que o Messias virá logo, mas por Ele demorar-se, elas apostatarão!

Mateus 7:26
E aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica, compará-lo-ei ao homem louco


Esse grupo de crentes são pessoas que foram crucificados com Cristo (Rom. 6). Morreram com Cristo e foram ressuscitados com Cristo. Estávamos Nele desde antes da fundação do mundo (Ef. 1:4).

Submeter esse Corpo Místico ao juízo da GT é o mesmo que crucificar Cristo novamente.

A salvação é através do Sacrifício do Messias. Mas isso não significa dizer que os "salvos" não estão sujeitos a tribulação que os "não salvos" estão. O próprio Messias foi claro, ao dizer que “no mundo tereis aflições...”.

O cristão, discípulo do Senhor hj, não é melhor do que o foram  Estevão, ou mesmo o apóstolo Paulo! Estes sofreram perseguição e o martírio! Tambem os discípulos do Senhor do AT não são de uma subclasse, inferiores aos discípulos do Senhor de hj!

Edson, veja que o amigo não consegue mostrar um só versículo que discipline que os salvos não passarão pelo período que as Escrituras chamam de Grande Tribulação. Veja os pulos e cambalhotas que o amigo precisa dar. As Escrituras são claras: O Messias virá só mais uma vez. Haverá apenas uma ressurreição de salvos, chamada pelo escritor bíblico de PRIMEIRA RESSURREIçÂO! Não haverá mais “três ressurreições” pela frente, sendo duas de salvos! Amigo, abra o olho e reflita em tudo isso!

É por isso que insisto em pedir que me mostre um motivo que justifique submeter esse Corpo Místico ao juízo da GT. Na Bíblia e no Reino de Deus tudo tem significado e tudo tem uma razão de ser.
Voce usa de interpretação pessoal. Usando de interpretação pessoal há quem veja o coelho da páscoa nas Escrituras! Amigo, de Gênesis a Apocalipse, não há um só versículo ensinando que os salvos não passarão pela GT! Isso é doutrina nova, e vai muito além daquilo que está escrito!


E daí amigo? A Igreja-Noiva não depende do anti-Cristo. A Igreja-Noiva não precisa estar aqui para que o Senhor o destrua com o assopro da Sua boca.

VÊ como foge do texto bíblico? Paulo é claro, quando diz que  “a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo e a nossa reunião com Ele” não acontecerá sem que “antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado”, a quem “o Senhor destruirá pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda”.

O Apóstolo está disciplinando sobre a VINDA DO SENHOR NOSSA REUNIÃO COM ELE. Mais claro do que isso impossível! Perceba que ele fala com cristãos, com servos do Senhor Jesus Cristo!

A metodologia de interpretação do amigo, de ver o que quer e rasgar das Escrituras aquilo que contraria a vossa teologia, vai leva-lo apenas para o lado errado da questão!

Quanto aos dias de Noé realmente a escola tradicional enfatiza apenas o súbito da chuva do diluvio. Mas o contexto é muito mais amplo.

Ou seja, o amigo quer ir além daquilo que o Messias tinha intenção de apresentar.

Edson, quando o Senhor fez menção ao episódio de Noé, Ele queria apenas frisar da qualidade inesperada que será a sua vinda, apenas isso! Não existe enigma a ser decifrado aí! O Senhor foi suficientemente claro!

Essa saída da Igreja-Noiva não será um espetáculo público, como não foi um espetáculo público a ressurreição e a ascensão de Jesus e dos santos que dormiam. Algumas poucas pessoas souberam disso.

Não existe uma só passagem nas Escrituras que nos mostrem um “arrebatamento secreto”. Mais uma vez o amigo não mostrará um só versículo que aponte para isso. Simplesmente todas as passagens sobre a volta do Senhor virá sempre acompanhada da palavra grega “parousia”, que garante a presença do Messias no evento de sua volta! O evento da volta do Messias será de surpresa apenas para os ímpios, pois os salvos estão alertados, dos sinais que o antecedem:

1 Tessalonicenses 5:4
Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão;


Apenas os ímpios serão surpreendidos, os salvos tem todas as informações pelas Escrituras e, em especial, em apocalipse. Este último foi escrito para os salvos, para serem alertados das coisas que irão se suceder, e não para ímpios!

Daniel 12:10
Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão.


O surgimento do anticristo, assim como todos os sinais registrados nas Escrituras são para alertar os salvos que a volta do Senhor estará bem próxima!

Que o Senhor nos abençoe

David
avatar
David
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 180
Idade : 46
Cidade/Estado : João Pessoa - PB
Religião : Cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 285
Data de inscrição : 11/02/2009

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por David em Sex 09 Out 2015, 10:30

Um pequeno "off tópic", que esqueci de inserir na última postagem...

Quanto a W.M.Branham a igreja não enxerga esse Elias assim como não enxergara o João Batista. Não é para todos. Falso seria se ele tivesse sido acolhido pelas igrejas. Sobre a cobra fazendo sexo com a Eva é verdade porem não era uma cobra. Era um ser erecto, semelhante ao homem, que falava o mesmo idioma do casal, um animal que tinha entendimento, raciocínio, memória, argumentação e cuja semente era compatível com a Eva. Era um animal que tinha semente e a sua semente seria inimiga da semente da mulher e vimos acontecendo já entre Caim e Abel.


Eu imagino que a metodologia para interpretar as Escritruas que o amigo adota seja parecida com a que o willian Branha adotava: espiritualiza textos que devem ser entendidos literalmente, apenas para encaixar uma teologia própria! É assim que surge Eva fazendo sexo com a cobra. (Perceba que a metodologia dele é bem parecida com a vossa: diz que a cobra era bípede e semelhante ao homem. Ora, onde encontramos tal informação? Ela não poderia ser um quadrúpede? E outra, a ciência nos mostra algo que as Escrituras ja discplinavam: Individuos resultante do cruzamento de especies diferentes não são ferteis. Tambem deve-se levar em conta que o individuo resultante tenha traços do pai e da mãe. Ou seja, não deveria parecer apenas humano!)

PAra vós o Wilian Brahna é o Elias que havia de vir, ou um tipo de Elias, não é isso? Por isso o amigo segue tão a risca os ensinamentos desse homem!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Sex 09 Out 2015, 20:53

Ernesto escreveu:Edison diz.

"""Por que a Igreja depois de salva, depois de redimida, depois de nascida de novo, depois de estar branca como a neve por ter-se lavado na Palavra e no sangue do Cordeiro, tenha a obrigatoriedade ou a necessidade de sofrer esse julgamento que é a grande tribulação. Para purgar o quê???"

Note que você também não consegue responder essa pergunta que sempre lhe fiz. Sabe porquê, Ernesto? É porque não tem fundamento.
Depois que a Igreja-Noiva foi sepultada com Cristo. Depois que ela foi ressuscitada com Cristo. Depois que ela não vive mais mas Cristo vive nela, faz sentido submete-la a tão grande juízo? Isso é como querer crucificar Cristo novamente. Para a Igreja-Noiva só falta a redenção do corpo carnal (I Cor. 15:54).


Ernesto responde

Meu irmão! Porque tu sempre crias para ti opiniões próprias?

Eu te faço a mesma pergunta: Purgar o que? Quem está falando de purgar? Aceite o que a bíblia te diz; Vc. pode comparar a apostasia dos dias de hoje igualzinha com a do passado, do diluvio;

Sim, eu citei isso para o David.


e vai ficar bem pior porque o homem do pecado se assentará no templo de Deus, e o mundo, inclusive a igreja apostatada o aceitará como seu deus; Reflita comigo e veja que a destruição do mundo antigo aconteceu no auge da apostasia, assim será em nossos dias, bem no auge, quando o homem do pecado estiver bem instalado no templo de Deus, então acontecerá como nos dias do diluvio, ninguem perseberá antes algum indicio de destruição.


Ernesto, você concorda que o espírito que ungirá, que dominará, que operará através do homem do pecado, já está agindo???? Paulo se refere a esse espírito chamando-o de mistério da injustiça e também a operação do erro para que creiam na mentira.
E esse homem do pecado que age em espírito hoje é detido, ou seja, sua encarnação não ocorre porque há UM que o detém. E Este que o retém é o Espírito Santo. A Igreja-Noiva sabe disso porque Ele habita nela.
Agora, quando esse Espírito Santo for tirado do mundo, a Igreja-Noiva também é tirada porque ela é corpo Dele (II Tes. 1:1-12 e Jo 14:17).

Então não fiquemos com os olhos fitos no homem do pecado que virá, porque a Igreja-Noiva é tirada junto com o Espírito Santo, porque ela é templo Dele, ela é Corpo Dele.
Com o espírito desse homem do pecado é que devemos estar atentos hoje, pois se não o discernimo-lo hoje, quando ele for encarnado não o perceberemos. E para garantir a Igreja-Noiva ela é tirada antes para que também não seja enganada (Mat. 24:24).

Aqui uma superficial exposição sobre a atuação do espírito anti-Cristo durante o tempo dos gentios:

Na primeira era (Éfeso) já discernimos esse espírito operando através da obra dos nicolaítas (Apoc. 2:6).

Na segunda era (Esmirna) ele operava através de falsos judeus (Apoc. 2:9).

Na terceira era (Pérgamo) ele operava através da doutrina baalanista e também da doutrina dos nicoláita. Na era de Pérgamo se estabeleceu a ICAR onde está o trono de satanás representado pelo sistema papal (Apoc. 2:12-15).

Na quarta era (Tiatira) ele operava através da ICAR que Deus a chama de Jezabel que enganava e ensinava o povo a praticar fornicação e também a comer sacrifícios a idolatria (Apoc. 2:20).

Na quinta era (Sardes) ele continua operando através de um nome (ICAR) julgando estar vivo, mas é morto. Nessa era surge Lutero e a reforma protestante (Apoc. 3:1).

Na sexta era (Filadélfia) o espírito do anti-Cristo continua agindo através da ICAR aqui chamada de sinagoga de satanás (Apoc. 3:9).

Na sétima era (Laodicéia, a nossa era) esse espírito anti-Cristo se encarnou de tal forma que tanto a ICAR quanto as suas filhas (organizações protestantes) colocou Cristo definitivamente para fora.
Ela se acha auto-suficiente, diz não precisar de nada porque é rica. Na verdade, ela está de tal maneira dominada pelo espírito anti-Cristo a ponto de estar cega, miserável, pobre, nua e NÃO SABE DISSO (Apoc. 3:17).
O pior mal que acometeu Laodicéia, é não saber que é cega, miserável, pobre, nua.

Sem conhecer o que aconteceu com as duas igrejas (a Verdadeira e a Falsa) nessas sete eras e como vem operado o espírito daquele homem do pecado que há de vir, o risco de recebê-lo como Cristo é muito grande.

Você sabe que em 1980 a sua excelente organização, a IASD, depois de quase um século de embate interno acabou cedendo ao espírito anti-Cristo e abraçou a doutrina romana das três pessoas distintas na Divindade, o que é uma heresia e uma blasfêmia. E você, ao que me parece, não tem percebido que essa doutrina é totalmente anti-Palavra e até defende-a.

E assim que opera o espírito do erro levando as pessoas a darem crédito a mentira. Veja, não estou atacando a sua querida pessoa, mas sim a doutrina herética gerada pelo espírito anti-Cristo nas entranhas da grande meretriz de Apoc. 17. Com isso estou tentando lhe mostrar o quão astuto, o quão ardiloso, o quão sutil, o quanto corruptor é esse espírito.
Ele fez isso no Edem. Lá, usando a Palavra ele seduziu uma mulher (igreja) e a desligou da Árvore da Vida matando-a verdadeiramente.


Veja a vossa contradição; se Cristo arrebata a sua igreja, e a igreja de hoje já sabe que ele vai voltar 7 anos depois, então ninguém será pego de surpresa com a outra vinda. Então Jesus faltou com a verdade, porque ele disse que ao ele vir, vai pegá-los de surpresa; todos,comem, bebem, e fazem tudo que os homens costumam fazer, e que ninguém perceberá até que verão o sinal da vinda dele no céu.

A igreja natural não saberá. Prá começar ela nem crê no arrebatamento. Ela mal crê em Apoc. 19 quando o arrebatamento já terá ocorrido. Ali é a descida triunfal de Cristo e sua esposa para reinar mil anos.


O irmão mesmo se contradiz; sempre estás a dizer que a ultima mensagem será a de Elias, Ora, a mensagem do futuro Elias será contra o grande embuste do homem do pecado. II Tess 2, deixa bem claro que o homem do pecado é o periodo da besta, e este será destruido por ocasião da vinda de Jesus II Tess.2:8,


Nos dias de Jesus Ele disse que a “igreja” errava por não conhecer as Escrituras. Esse “conhecer” significa ter revelação na Escritura quanto ao tempo presente que está vivendo.
Eles cuidavam ter vida eterna nas Escrituras, mas falhavam em ver a Vida Eterna diante deles (Jo 5:39).
Eles sabiam que um Elias tinha de vir antecedendo o Messias (Mat. 17:10). Porem falharam em vê-lo e conseqüentemente não viram o Messias.

No caso dos judeus, eles não viram e até hoje não vêem, porque o próprio Deus os cegou (Jo 13:14-15).
Já a igreja não vê porque o espírito do anti-Cristo a tem cegado. Vimos isso em Apoc. 3:17.
A vinda de um Elias antecedendo a segunda vinda é tão verdade quanto foi a vinda de um Elias antecedendo a primeira vinda.
Basta ler com atenção Mal. 4:6. Observe bem qual é o motivo da vinda do Elias. Ele converterá (1) o coração dos pais aos filhos e (2) o coração dos filhos aos pais.
Agora leiamos Lucas 1:17 e vejamos o que o anjo disse ao Zacarias “ E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter (1) o coração dos pais aos filhos.....”
E a conversão do coração dos filhos aos pais???? Isso não coube a João Batista.
Depois temos Mat. 17:11 e Atos 3:21.
É dentro dessa restauração que o Espírito Santo tem revelado o arrebatamento secreto e pré-tribulacional colocando Luz nas Escrituras que tratam do assunto, bem como Luz aos tipos ocultos no Antigo Testamento.
A igreja natural não consegue ver isso e atribui essa revelação a uma suposta heresia surgida por volta do início do século XX.

Se achas, que a igreja de Deus será arrebatada antes das aflições, então me diga: Em que tempo vai se cumprir Apoc, 14:12, Aqui está a perseverança dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.Será depois do arrebatamento, ou antes do arrebatamento?

Abraços Ernesto

Uma olhada sem uma análise mais aprofundada, sugere que esta série de acontecimentos ocorrem depois do arrebatamento, pois os 144.000 judeus estão convertidos. Se estão convertidos significa que o Evangelho deixou os gentios e voltou para os judeus através das duas testemunhas (Apoc. 11). O Cordeiro está sobre o Monte Sinai e o verso 14 diz que Ele já está coroado.
avatar
David
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 180
Idade : 46
Cidade/Estado : João Pessoa - PB
Religião : Cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 285
Data de inscrição : 11/02/2009

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por David em Sab 10 Out 2015, 08:21

Olá Edson, Paz do Senhor Jesus esteja convosco...



Sei que o colega "apontou" seu texto para outro colega forista mas, se me permite, gostaria de fazer um breve comentário sobre algumas questões que me saltam aos olhos.


Chega a surpreender a metodologia de interpretação utilizada pelo colega, ao ler as Escrituras. Por exemplo: O amigo lê a perícope sobre as sete igrejas, em apocalipse, e decreta logo: É completamente simbólico e representa 7 épocas distintas da igreja cristã. Diante de tal exclamação estaríamos vivendo sob a era de Laodiceia. Mas essa classificação serve para todos ou é apenas para alguns? Eu tenho informações precisas de que a igreja cristã no Irã, no Iraque, na COreia do Norte, e na Arábia Saudita tem sofrido perseguição e muitos cristãos tem sido preso e alguns, sofrido o martírio, sendo crucificado, outros degolados...

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/07/conselho-de-seguranca-denuncia-perseguicao-de-cristaos-no-iraque.html

http://blogs.odiario.com/inforgospel/2014/08/19/cristaos-sofrem-no-iraque-e-apresentador-de-tv-chora-devido-a-perseguicao-veja/

O grupo de cristãos com quem me reúno, para estudar as Escrituras e louvar ao Senhor, são de pessoas que procuram viver uma vida de santidade e retidão, procurando mostrar que o Senhor muda vidas, ainda hj! Mas talvez a comunidade de cristãos da qual o amigo faz parte seja hipócrita, e por isso, o colega faz tal interpretação do texto de Apocalipse!

Edson, as sete igrejas mencionada em Apocalipse existiram de fato! Eusébio, em sua obra "história eclesiástica" cita cada uma dessas igrejas! Se a passagem deve ser entendida de forma simbólica onde, no texto, há a menção de que precisamos simbolizar ou espiritualizar o registro, para resgatarmos a informação ali inserida? Cada vez que vejo o amigo interpretando as Escrituras, parece que vejo o batman, refletindo nas pistas deixadas pelo charada!

Dizer que a perícope sobre as sete igrejas de Apocalipse é simbólica, é dizer que houve algum problema, durante a comunicação entre João e o Senhor, pois:

- João entendeu se tratar de mensagens para igrejas de sua época, as sete igrejas da Ásia menor, mas o Senhor tinha em mente outra coisa: Igrejas de épocas distintas, bem longe daquilo que João imaginara!

- O Senhor, ao utilizar o nome de comunidades cristãs existentes na época de João, estaria induzindo propositalmente seu apóstolo ao erro, pois que o Senhor tinha em mente outras comunidades de cristãos, bem no futuro, mas sabia que João iria imaginar que se tratava das comunidades que ele conhecia, em sua época...

O Apocalipse trata sobre a volta do Senhor, e possui muito simbolismo. Mas simbolizar indiscriminadamente todo e qualquer texto do livro, irá resultar numa interpretação completamente equivocada da informação verdadeira, que foi registrada para nós hoje.

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Sab 10 Out 2015, 11:23

David, as sete igrejas situadas em sete cidades da Ásia estavam lá fisicamente. Isso é um fato.

Mas o livro de Revelações (Apocalipse) traz para a Igreja o lado espiritual das sete igrejas.

As sete igrejas de fato representam sete eras, ou sete períodos, do tempo dos gentios.

Cada cidade com o significado do seu nome, sua situação sócio-político-econômica reflete situação idêntica a um período da história. Igualmente a situação natural da Igreja em cada cidade, reflete a situação espiritual da igreja na era correspondente.

Simples assim. Hoje vivemos a era de Laodicéia, a última era, a sétima era depois de Cristo, que terminará com o arrebatamento da Igreja-Noiva. É um antitipo de Enoque, o sétimo depois de Adão que foi arrebatado.

Dentro de cada era estão vivendo as duas igrejas; A verdadeira e a falsa, exatamente como viviam em cada cidade da Ásia. Isso é perfeitamente visível lendo as cartas que João escreveu para cada anjo.

Você precisa conhecer isso. É enriquecedor e faz nos posicionar dentro da era em que estamos vivendo. Isso está disponível na internet gratuitamente http://www.apalavraoriginal.org.br/wbranham.php#lista

Começa aqui: A REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO
http://www.apalavraoriginal.org.br/mensprof/1960-12-04_manha.pdf


Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Sab 10 Out 2015, 13:13

David escreveu:Um pequeno "off tópic", que esqueci de inserir na última postagem...
Eu imagino que a metodologia para interpretar as Escritruas que o amigo adota seja parecida com a que o willian Branha adotava: espiritualiza textos que devem ser entendidos literalmente, apenas para encaixar uma teologia própria! É assim que surge Eva fazendo sexo com a cobra. (Perceba que a metodologia dele é bem parecida com a vossa: diz que a cobra era bípede e semelhante ao homem. Ora, onde encontramos tal informação? Ela não poderia ser um quadrúpede? E outra, a ciência nos mostra algo que as Escrituras ja discplinavam: Individuos resultante do cruzamento de especies diferentes não são ferteis. Tambem deve-se levar em conta que o individuo resultante tenha traços do pai e da mãe. Ou seja, não deveria parecer apenas humano!)

PAra vós o Wilian Brahna é o Elias que havia de vir, ou um tipo de Elias, não é isso? Por isso o amigo segue tão a risca os ensinamentos desse homem!

Quanto a "espiritualizar" textos era uma prática do apóstolo Paulo, o anjo da primeira era. E Paulo recomendava imita-lo (Fil. 3:17). Além disso o papel do Elias que precede a segunda vinda é exatamente "converter o coração dos filhos aos pais", ou seja, converter os nossos corações (filhos) aos pais (os apóstolos).
Você se lembra do candelabro que tinha no templo? O candelabro tinha sete castiçais, lembra?
Jesus "espiritualizou" o candelabro, ou os sete castiçais e as sete estrelas (Apoc. 1). E voltando lá para o VT vemos que o levita tomava fogo santo do altar de Deus e então acendia cada lâmpada. Em cada lâmpada existia fogo da mesma origem.
Então hoje, o sétimo castiçal (sétima igreja) tem de ter a mesma Luz que tinha na primeira Igreja, que foi na era de Éfeso, cuja estrela foi Paulo, que trouxe a Luz diretamente do altar de Deus, Cristo (Gal. 1:12).

Quanto à semente da serpente tem tópicos cujo tema foi exaustivamente discutido. Não tem nada de estranho. Tudo está na Bíblia. É questão de ter Luz para ver.

Quando Paulo se declara um zeloso da Igreja para ela se apresentar virgem ao marido Cristo, imediatamente ele relaciona essa questão (igreja virgem para o marido) com Eva e dizia temer que a Igreja não fizesse a mesma coisa que Eva fez (II Cor. 11:1-3).

Então a Luz sobre o arrebatamento pré-tribulacional que se tem hoje no sétimo castiçal, tem a mesma origem da Luz que tinha no primeiro castiçal.

É isso.

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Dom 11 Out 2015, 14:22

David escreveu:Olá Edson, Paz do Senhor Jesus esteja convosco


As Escrituras Sagradas não são de pessoal interpretação! E os apóstolos já advertiam sobre esta questão, lembra?

Isso significa que existe uma mensagem que foi inserida bem claramente, com uma intenção e um propósito, através das palavras e expressões que foram registradas no texto bíblico, para mostrar um fato, ou tornar conhecido um ensinamento. Mas isso não é novidade. Afinal o processo de comunicação consiste precisamente nisto: Alguem que deseja passar uma informação, usa de códigos, no nosso caso, a escrita, para se fazer entendido por quem lê.

Isso é meia verdade.
Os "códigos" estão na escrita e não necessariamente tem de ser exclusivamente a escrita. Paulo nos ensina que a letra, tão somente a letra, mata e o que vivifica é o Espírito (II Cor. 3:6). O apóstolo Paulo sabia diferenciar tábuas de pedra de tábuas de carne do coração. Ele captou a migração do entendimento meramente natural para o entendimento espiritual (II Cor. 3:3).
Certamente o apóstolo se firmava no que Jesus disse em relação a Sua Palavra. Jesus disse que as Suas palavras eram "Espírito" e eram "Vida" (Jo 6:63). Em outras palavras Ele estava dizendo que a Sua Palavra não era exclusivamente grafias.
Os apóstolos captaram o Espírito das palavras de Jesus quando Ele disse que deveriam comer a sua carne e beber o seu sangue. Nenhum deles saiu pregando e ensinando canibalismo e vampirismo.
De igual maneira eles entenderam o Espírito das Palavras de Jesus em Mat. 28:19 e as obedeceram-Na Atos 2:38.


Assim, o Próprio Criador, para comunicar-se com o homem, utilizou dessa metodologia: Utilizou de palavras conhecidas e costumeiras, para que o processo de comunicação obtivesse êxito, ou seja, para que Ele fosse completamente compreendido por aqueles que o escutava!

Mas perceba que a metodologia do amigo, ao ler as Escrituras não leva em conta esse princípio: Para vós toda e qualquer frase das Escrituras parece ter um tipo de enigma, que precisa ser decifrado.

Não é assim. Há muitas coisas escritas na Bíblia que o entendimento é meramente natural. Por exemplo;
""Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros.
Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também"" (João 13:14,15).
A Igreja obedece isso literalmente e assim sempre o faz após a cerimônia de Santa Ceia onde é oferecido vinho e pão ázimo.


Assim, se os discípulos do Messias, que eram cristãos, perguntam sobre sua volta, e o Messias bem claramente responde que aconteceriam vários sinais que antecederiam esse evento, como fome praga, pestes, muita angustia e que, depois desses dias Ele voltaria, o amigo não recebe como uma verdade completa.

Eles não perguntaram somente sobre a Sua volta. Note o texto:
""E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.
Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.
E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?""
(Mateus 24:1-3).

Os discípulos fizeram três perguntas:
1o - Quando serão essas coisas (quando é que não ficará pedra sobre pedra da estrutura do templo).
2o - Que sinal haverá da Sua vinda.
3o - (Que sinal haverá) do fim do mundo.

Então Jesus passa a responder essas três perguntas por todo o capítulo 24 do livro de Mateus. Note que são três perguntas distintas, sobre acontecimentos distintos e que ocorrem em tempos distintos.
Se não soubermos separar as respostas de Jesus faremos uma baita farofa teológica.


Edson precisamos acreditar naquilo que está escrito! Voce não pode simplesmente adotar que toda a Escritura é um livro de charada que precisa ser decifrado! As escrituras foram produzidas por pessoas simples, para serem lidas por todas as pessoas. Se o escritor bíblico usou sempre de enigmas em cada expressão e em cada palavra que registrou, então o processo de comunicação está completamente enevoado, pois que ninguém vai entender nada!

Como sabemos, no processo de comunicação através da escrita, há três elementos sem o qual não pode haver a comunicação: o escritor, os escritos, e o leitor! Na sua forma de interpretar, o leitor é a parte mais importante do processo: Pouco importa a vontade do escritor em registrar as palavras da Escritura, pois é o leitor quem deve atribuir valores e conceitos a cada palavra e cada expressão que está ali registrado. Assim, nesse tipo de metodologia de interpretação o leitor pode ver qualquer coisa que bem se encaixe em sua teologia! Mas esse tipo de interpretação slevará o leitor apenas para o lado errado: Ele não conseguirá resgatar a informação que o escritor bíblico quis dar, ao fazer o registro do fato!

Lendo o seu texto percebemos isso facilmente: veja que não há nenhuma passagem bíblica afirmando que o Senhor Jesus virá mais duas vezes a terra. Mas o amigo, por entender que a Escritura é um livro de enigmas, acaba por juntar pedaços de textos que nada tem a ver, um com o outro, para fazer tal afirmação.

Eu fui muito claro em dizer que no arrebatamento Jesus não vem na terra. A Bíblia diz assim. Haverá um encontro, uma reunião nos ares em algum lugar do firmamento.
Na terra Ele vem duas vezes, mas para a Sua Igreja Ele vem três vezes, pois para ela e somente para ela, o arrebatamento é uma vinda e para ela é uma ida.



Assim, veja só:


A que ponto o amigo chega, para tentar encaixar nas Escrituras a teologia pre-tribulacionista! Edson, aquelas a quem o Senhor chama de “virgens néscias”, são ímpios. Elas são precisamente aquela figura que Ele chama em outra ocasião de “joio”. Veja que o Senhor diz bem claramente que “não as conhece”:

Mateus 25:12
E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que não vos conheço.


Perceba que essa passagem é contada dentro do contexto de Mateus 24, onde o Senhor sempre coloca de um lado os salvos, e de outros os perdidos!
Essa pessoas, que o Senhor dá o nome de “virgens nescias”, são as mesmas que irão dizer diante do Senhor que profetizavam, expulsavam demônios, e em seu Nome operavam maravilhas! A elas o Senhor será bem taxativo:

Mateus 7:23
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci;


Querer incluir Noé no meio das “virgens néscias” é dizer que ele era joio, é dizer que ele ouvirá do Messias a expressão “eu nunca vos conheci”. E isso, diante de todas as declarações do amor de Deus para com esse homem, é um absurdo teológico!

As cinco loucas ou néscias de Mat. 25 ERAM VIRGENS. Este é um detalhe importantíssimo.
O que é ser VIRGEM na relação Igreja/Cristo?
Na relação Eva/Adão sabemos o que houve com ela antes de conhecer o seu marido. Aquilo foi o natural e o natural precede o espiritual (I Cor. 15:46).
Paulo explica que tipo de virgindade ele estava cuidando em manter na Igreja. É uma virgindade espiritual. Ele disse que estava zeloso (com zelo de Deus) para preservar os sentidos da Igreja (II Cor. 11:3). Os sentidos do homem estão em seu espírito (raciocínio, memória, imaginação, afeto e consciência).
As dez mulheres da parábola se enquadram nessa virgindade, alem de terem a lâmpada (Palavra), o azeite (Espírito Santo) e o fogo que produz a Luz na lâmpada.
Cinco delas se descuidaram e o azeite se foi, se acabou e elas não perceberam. MAS CONTINUARAM VIRGENS. Estas podem ser salvas na GT. Há um grupo que sai da GT e alcançam misericórdia e são lavados no sangue (Apoc. 7:14).

Já esses crentes de Mat. 7 era praticantes de iniquidade. São pecadores. São transgressores. São pessoas que tem os sentidos corrompidos. São pessoas que perderam a virgindade espiritual.
INIQUIDADE = Tornar normal o que é pecado; não sentir culpa pelo pecado cometido: De tanto uma pessoa cometer o mesmo pecado ou coisa errada, não se arrepender pois já acha o que fez absolutamente normal.

A estes Jesus dirá: "Nunca vos conheci". São crentes que usaram dos dons sem ter o Doador. São mercenários. São comerciantes do Evangelho. São vendedores de cura divina, de libertação de demônios e maravilhas diversas.



Outra grave declaração que vai muito além daquilo que está escrito, é a firmação de que Deus levou Enoque para que ele não passasse pelo juízo (no dilúvio) que havia de vir. Ora, as Escrituras em parte alguma nos informa que Enoque foi levado para não ver o dilúvio. Ela é clara ao dizer que Deus não queria que Enoque morresse, então o levou! Veja que Noé não morreu no dilúvio!

Então não foi o juízo que viria, o motivo de o Senhor levar Enoque, assim como também não seria um suposto juízo que viria depois, o motivo de Deus levar Elias! Ou será que havia algum tipo de juízo que motivou Deus a levar Elias antes?

As Escrituras nos afirmam que Enoque foi levado para não ver a morte, Edson! O não ser arrebatado, não significaria que ele iria morrer no juízo que viria: Ele seria poupado, assim como o foi, Noé!


Ele foi trasladado para não ver a morte (Heb. 11:5) e realmente não viu. Noé viu quando a humanidade sucumbiu no diluvio e viu no sentido de morrer quando seus dias aqui se cumpriram.



Todos os salvos, de todas as épocas, foram salvos no Sangue do Cordeiro! Não existe uma só pessoa, desde Adão até hoje, que tenha sido salva por seus próprios méritos, ou por outra maneira que não tenha sido através do Messias de Deus que tira o pecado do mundo! Não fosse o Senhor Jesus Cristo, todos nós, filhos de Adão, estaríamos irremediavelmente perdidos para todo o sempre! Assim, um crente salvo hj, será tão ovelha do Senhor, quanto qualquer pessoa salva antes da vinda do Messias: É um só rebanho e um só Pastor!

A Igreja-Noiva é essencialmente gentia. Todos os tipo de Cristo no VT casaram com gentias. Exemplos: Isaque, José, Moisés, Boaz. Ela não é exclusivamente composta de gentios mas a sua grande maioria é de gentios.

Veja a história de Rute. Temos ali a Noemi ("igreja" judia). Temos a Orfa (igreja natural que volta para seus deuses, a sua trindade) E temos a Rute uma moabita que optou por acompanhar a Noemi e adotar como seu deus o mesmo Deus da Noemi. Então voltam para Israel. O Boaz o parente redentor da Noemi se enamorou da Rute, mas Rute estava de alguma maneira ligada a Noemi. E, para ele toma-la por esposa, teve de redimir a Noemi, a "igreja" judaica. Ele pagou a dívida da Noemi, a resgatou e com ela veio a Rute. Veja ele resgatou a Noemi mas se casou com a Rute.


Edson, veja que o amigo não consegue mostrar um só versículo que discipline que os salvos não passarão pelo período que as Escrituras chamam de Grande Tribulação. Veja os pulos e cambalhotas que o amigo precisa dar. As Escrituras são claras: O Messias virá só mais uma vez. Haverá apenas uma ressurreição de salvos, chamada pelo escritor bíblico de PRIMEIRA RESSURREIçÂO! Não haverá mais “três ressurreições” pela frente, sendo duas de salvos! Amigo, abra o olho e reflita em tudo isso!

E quem disse que haverá mais três ressurreições? Se considerarmos a ressurreição dos santos que ocorreu após a ressurreição de Jesus (Mat. 27:53), teremos três ressurreições. Mas só faltam duas ressurreições. A ressurreição da Igreja-Noiva dos cristãos que morreram de Jesus para cá, por ocasião do arrebatamento. E aquela ressurreição após o milênio e que precede o julgamento do Trono Branco (Apoc. 20).


VÊ como foge do texto bíblico? Paulo é claro, quando diz que  “a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo e a nossa reunião com Ele” não acontecerá sem que “antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado”, a quem “o Senhor destruirá pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda”.

O Apóstolo está disciplinando sobre a VINDA DO SENHOR NOSSA REUNIÃO COM ELE. Mais claro do que isso impossível! Perceba que ele fala com cristãos, com servos do Senhor Jesus Cristo!

A metodologia de interpretação do amigo, de ver o que quer e rasgar das Escrituras aquilo que contraria a vossa teologia, vai leva-lo apenas para o lado errado da questão!


O arrebatamento pré-tribulacional não precede o aparecimento do homem do pecado. Esse homem do pecado aparecerá conquistando o mundo com sua simpatia e carisma, principalmente o mundo religioso. A igreja natural o identificará como anti-Cristo depois que tiver firmado aliança com ele (Dan. 9:27). A Igreja-Noiva não faz parte dessa aliança e então será perseguida. Conselho Mundial de Igrejas será o grande aliado dele e perseguirá quem não fizer parte do seu ecumenismo. E quando a Igreja-Noiva não tiver como fugir para lado nenhum, ela foge para cima e é arrebatada. Então a GT recrudesce, a aflição como nunca houve toma lugar. Nesse ínterim as duas testemunhas de Apoc. 11 (Moisés e Elias) estão pregando o Evangelho e ajuntando os 144.000 nos 1260 dias dos seus ministérios. Conclui-se assim o restante da última semana, a 70a, e entramos em Apoc. 19 e o milênio é estabelecido.

Aí está tudo bem encaixadinho com cada evento no seu devido lugar, completamente dentro daquilo que está escrito.



Não existe uma só passagem nas Escrituras que nos mostrem um “arrebatamento secreto”. Mais uma vez o amigo não mostrará um só versículo que aponte para isso. Simplesmente todas as passagens sobre a volta do Senhor virá sempre acompanhada da palavra grega “parousia”, que garante a presença do Messias no evento de sua volta! O evento da volta do Messias será de surpresa apenas para os ímpios, pois os salvos estão alertados, dos sinais que o antecedem:

1 Tessalonicenses 5:4
Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão;


Apenas os ímpios serão surpreendidos, os salvos tem todas as informações pelas Escrituras e, em especial, em apocalipse. Este último foi escrito para os salvos, para serem alertados das coisas que irão se suceder, e não para ímpios!

Daniel 12:10
Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão.


O surgimento do anticristo, assim como todos os sinais registrados nas Escrituras são para alertar os salvos que a volta do Senhor estará bem próxima!

Que o Senhor nos abençoe

David

Ledo engano. Se não percebem o espírito do anti-Cristo atuando hoje, como perceberão com tempo suficiente que ele já estará encarnado???


Para concluir trago mais uma dica de que a Igreja-Noiva não passa pela grande tribulação.
A promessa está dentro da carta endereçada à era de Filadélfia (Apoc. 3:7-13).

"Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra" (v 10).

Veja: ".....eu te guardarei DA HORA da tentação que há de vir sobre o mundo......". Note, "te guardarei DA hora" e não "te guardarei NA hora....".

O texto é sutil mas está claro.

"Guardar DA hora", significa tirar-nos daqui ao chegar aquela hora.

E, "guardar NA hora", significa que ela estará aqui e Ele estará nos guardando enquanto a grande tribulação assola o mundo.
avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1140
Idade : 88
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 166
Pontos de participação : 3132
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Ernesto em Dom 11 Out 2015, 21:17

Edison diz

"""Por que a Igreja depois de salva, depois de redimida, depois de nascida de novo, depois de estar branca como a neve por ter-se lavado na Palavra e no sangue do Cordeiro, tenha a obrigatoriedade ou a necessidade de sofrer esse julgamento que é a grande tribulação. Para purgar o quê???"
Note que você também não consegue responder essa pergunta que sempre lhe fiz. Sabe porquê, Ernesto? É porque não tem fundamento.
Depois que a Igreja-Noiva foi sepultada com Cristo. Depois que ela foi ressuscitada com Cristo. Depois que ela não vive mais , mas Cristo vive nela, faz sentido submete-la a tão grande juízo? Isso é como querer crucificar Cristo novamente. Para a Igreja-Noiva só falta a redenção do corpo carnal (I Cor. 15:54).

Ernesto responde

Dizes que não tem fundamento; porque não aceitas as mensagens da forma como se acha escrito?. Leia Daniel 12; E Naquele tempo se levantará Miguel, o grande principe, que se levanta pelo teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até aquele tempo, mas, naquele tempo livrar-se-á o teu povo, TODO AQUELE QUE SE ACHAR QUE ESCRITOS NO LIVRO DA VIDA. V10, Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados, mas, os impios procederão impiamente, e nenhum dos impios entenderá, mas, os sabios entenderão.
Meu irmão! Daniel diz que, Todos os que estão escritos no livro da vida sofrerão aflições. E tu; O que dizes? A classe que tu defendes das aflições, aqueles que tu dizes que já estão purificados, o nome deles não se acham inscrito no livro da vida? Eu sei que o meu nome já se acha escrito no livro, e sei que a minha salvação não me livrará das aflições, aquelas que se acham diante de nós.
Edison diz:
Quando esse Espírito Santo for tirado do mundo, a Igreja-Noiva também é tirada porque ela é corpo Dele (II Tes. 1:1-12 e Jo 14:17).
Ernesto responde:
O irmão cria doutrinas fora da realidade bíblica. Mostre isso na bíblia.
.
Edison diz:

Você sabe que em 1980 a sua excelente organização, a IASD, depois de quase um século de embate interno acabou cedendo ao espírito anti-Cristo e abraçou a doutrina romana das três pessoas distintas na Divindade, o que é uma heresia e uma blasfêmia. E você, ao que me parece, não tem percebido que essa doutrina é totalmente anti-Palavra e até defende-a.

Ernesto responde:

Eu não estou aqui para discutir atuações de homens, mas, de doutrinas bíblicas. Não se esqueça, que, quando tu apontas um dedo para os outros, o restante (4) dedos apntam para vc.mesmo.
O teu profeta Branham foi ordenado como Pastor Batista, em 1920, na década de trinta ele começou a pregar mensagens independentes, somente no fim da decada 50 ele assumiu o unitarismo, Eu te pergunto; e espero que tu me respondas sem rodeios; As pessoas que Branham batizou em nome da trindade durante quase 40 anos, foram batizados com o espirito do anticristo? Responda: estes são salvos. ou pertencem a besta, segundo tu dizes?
Outra pergunta? Será que Deus só viu Branham batizar no nome da trindade depois de quase 40 anos?
Eu não continuo dialogando o restante da mensagem porque tu estás procurando desviar o diálogo para o debate.
Mas aguardo a resposta sobre o teu profeta.

Abraços Ernesto
avatar
David
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 180
Idade : 46
Cidade/Estado : João Pessoa - PB
Religião : Cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 285
Data de inscrição : 11/02/2009

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por David em Seg 12 Out 2015, 23:15

Paz do Senhor a todos

Isso é meia verdade.
Os "códigos" estão na escrita e não necessariamente tem de ser exclusivamente a escrita.
Como é? O que significa “não necessariamente tem de ser exclusivamente a escrita”?

Ora, não existe mais profetas que proclamam “assim diz o Senhor”, e todos que o escutavam ficavam obrigados a seguir aquilo que saía da boca do profeta! Assim, Hoje em dia é apenas  através do texto escrito, que conseguimos RECUPERAR a informação registrada pelo personagem bíblico! E o texto não é um grande enigma ou uma grande charada: Ele é suficientemente claro para leitura sendo a metodologia para extrair a informação bastante simples, tendo em vista que a Escritura foi registrada por pessoas simples, para ser lida e entendida por todas as pessoas!

Assim, o processo de recuperação da informação precisa apenas seguir algumas regras, para que a informação seja de fato, recuperada: Quem lê as Escrituras, precisa RESPEITAR os valores e conceitos que as palavras e expressões possuíam, na época em que foram registradas pelo escritor bíblico! Isso significa que o leitor não pode dar valores e significados estranhos as palavras registradas, diferentes daqueles que pretendia o escritor, pois caso o faça, irá apenas conseguir retirar do texto uma informação falsa, completamente deturpada, que não era intenção do escritor ensinar!

Paulo nos ensina que a letra, tão somente a letra, mata e o que vivifica é o Espírito (II Cor. 3:6). O apóstolo Paulo sabia diferenciar tábuas de pedra de tábuas de carne do coração. Ele captou a migração do entendimento meramente natural para o entendimento espiritual (II Cor. 3:3).
Nesse texto, Paulo não está combatendo o ato de se buscar a interpretação dada pelo escritor bíblico, pela simples leitura!  

Nesse texto de 2 Corintios 3:6 Paulo não está, de maneira alguma, insinuando que ter o espírito vivificado é manejar a Bíblia ao acaso, onde se lê um texto bíblico e se anuncia uma mensagem particular ou completamente alheia ao contexto, sem se considerar a interpretação correta do texto, de acordo com a vontade do escritor bíblico.

Edson, a passagem que cabe ao nosso caso é essa abaixo:

Gálatas 1:8
Mas ainda que nós mesmos, ou ainda um anjo que desça do céu, vos anuncie um evangelho que vá além do que já vos temos anunciado, que seja anátema


É precisamente o nosso caso: O amigo, com sua metodologia de interpretação que impõe novos conceitos e novos valores as palavras e expressões das Escrituras, consegue informações que vão muito além daquilo que foi intenção do escritor bíblico em nos revelar!

Certamente o apóstolo se firmava no que Jesus disse em relação a Sua Palavra. Jesus disse que as Suas palavras eram "Espírito" e eram "Vida" (Jo 6:63). Em outras palavras Ele estava dizendo que a Sua Palavra não era exclusivamente grafias.

Quando o Senhor Jesus, ou um de seus apóstolos, ensinaram sobre as questões do Antigo Testamento, todos nós, que lemos o registro hj, estamos completamente obrigados a aceitar tais comparações, analogias e “tipos e antítipos”, feitas por eles, como verdade absoluta! Não há porque duvidarmos dos ensinamentos deles, pois que tinham autoridade no ensino!

Isso, entretanto, não ocorre se o “irmão Joaquim”, que se diz pastor da igreja da esquina,  faz a mesma coisa, com passagens jamais explanadas por algum desses personagens: ainda que você, Edson, quisesse fazer a mesma coisa que o Messias, ou um apóstolo, você tem ido muito além daquilo que foi anunciado: O amigo ensina coisas novas! O vosso profeta anuncia “coisas novas”. Segundo Paulo, isso é anátema!

Os discípulos fizeram três perguntas:
1o - Quando serão essas coisas (quando é que não ficará pedra sobre pedra da estrutura do templo).
2o - Que sinal haverá da Sua vinda.
3o - (Que sinal haverá) do fim do mundo.

EM Mateus 24 os discípulos perguntaram três coisas, nisso sua afirmação é correta! Mas apenas o terceiro quesito está incorreto! A terceira pergunta é:

Qual o sinal para o fim da atual disposição de coisas?

A palavra usada em Mateus 24, que foi traduzida por “mundo” é “aion”! Esta palavra tem um conceito ligado ao tempo, e significa ´”época”, “período” ou “geração”. Ele é diferente da palavra “kosmos”. Veja o emprego dessas palavras em algumas passagens:

Mateus 13:39
39  O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo (aion = era, geração, período); e os ceifeiros são os anjos.

Mateus 16:26
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo (kosmos = mundo) inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?


Perceba que há diferença entre as palavras, "kosmos" e “aion”. É precisamente até o fim do “aion” que o Senhor diz que estará conosco:

Mateus 28:20
Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até o fim do mundo (aion = era, período, geração). Amém.


Assim, a questão, não é “fim do mundo” mas “fim desta era”, é o fim da disposição de todas as coisas, tais quais nós conhecemos hj!

Então Jesus passa a responder essas três perguntas por todo o capítulo 24 do livro de Mateus. Note que são três perguntas distintas, sobre acontecimentos distintos e que ocorrem em tempos distintos.

Os discípulos queriam saber sobre a destruição do templo, sobre a volta do Senhor e sobre os sinais que mostrariam o fim da presente era! O Messias mostrou que Ele voltará no fim da presente era, que os sinais indicariam o seu retorno!

Quanto ao restante da sua postagem, ela não tem base bíblica, razão pelo qual não vejo necessidade de comentá-la aqui!

Edson, até aqui o amigo não apresentou nenhuma passagem bíblica que mostre que o Senhor virá mais duas vezes, sendo que uma de forma invisível! O amigo não consegue mostrar, pelas escrituras, uma só passagem que mostre que os salvos serão removidos da terra sete anos anos da GT, pois que também não existe tal texto na Biblia! Assim, posso voltar a refletir na questão com o amigo, se algo que mereça reflexão for apresentado!

Que o Senhor nos abençoe

David

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Ter 13 Out 2015, 17:09

Ernesto escreveu:Edison diz

"""Por que a Igreja depois de salva, depois de redimida, depois de nascida de novo, depois de estar branca como a neve por ter-se lavado na Palavra e no sangue do Cordeiro, tenha a obrigatoriedade ou a necessidade de sofrer esse julgamento que é a grande tribulação. Para purgar o quê???"
Note que você também não consegue responder essa pergunta que sempre lhe fiz. Sabe porquê, Ernesto?  É porque não tem fundamento.
Depois que a Igreja-Noiva foi sepultada com Cristo. Depois que ela foi ressuscitada com Cristo. Depois que ela não vive mais , mas Cristo vive nela, faz sentido submete-la a tão grande juízo? Isso é como querer crucificar Cristo novamente. Para a Igreja-Noiva só falta a redenção do corpo carnal (I Cor. 15:54).

Ernesto responde

Dizes que não tem fundamento; porque não aceitas as mensagens da forma como se acha escrito?. Leia Daniel 12; E Naquele tempo se levantará Miguel, o grande principe, que se levanta pelo teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até aquele tempo, mas, naquele tempo livrar-se-á o teu povo, TODO AQUELE QUE SE ACHAR QUE ESCRITOS NO LIVRO DA VIDA. V10, Muitos serão purificados, e  embranquecidos, e provados, mas, os impios procederão impiamente, e nenhum dos impios entenderá, mas, os sabios entenderão.
Meu irmão!  Daniel diz que, Todos os que estão escritos no livro da vida sofrerão aflições. E tu; O que dizes?  A classe que tu defendes das aflições, aqueles que tu dizes que já estão purificados, o nome deles não se acham  inscrito no livro da vida? Eu sei que o meu nome já se acha escrito no livro, e sei que a minha salvação não me livrará das aflições, aquelas que se acham diante de nós.

Ernesto irmão querido, veja: "E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro."
Isto é quando Deus se volta para Israel e entra em cena as duas testemunhas e os 144.000 eleitos, escritos no Livro da Vida, creem no Evangelho anunciado por eles (Moisés e Elias).

Quando isto estiver acontecendo a Igreja-Noiva gentia já se foi para as bodas.
Quando Miguel se levanta já é 6o selo. A Igreja gentia se foi no 4o selo.
Está tudo certinho. Não tem nada fora do lugar.


Edison diz:
Quando esse Espírito Santo for tirado do mundo, a Igreja-Noiva também é tirada porque ela é corpo Dele (II Tes. 1:1-12 e Jo 14:17).
Ernesto responde:
O irmão cria doutrinas fora da realidade bíblica. Mostre isso na bíblia.
.
Edison diz:

Você sabe que em 1980 a sua excelente organização, a IASD, depois de quase um século de embate interno acabou cedendo ao espírito anti-Cristo e abraçou a doutrina romana das três pessoas distintas na Divindade, o que é uma heresia e uma blasfêmia. E você, ao que me parece, não tem percebido que essa doutrina é totalmente anti-Palavra e até defende-a.

Ernesto responde:

Eu não estou aqui para discutir atuações de homens, mas, de doutrinas bíblicas. Não se esqueça, que, quando tu apontas um dedo para os outros, o restante (4) dedos apntam para vc.mesmo.

Entenda bem irmão Ernesto. Citei o caso da igreja adventista porque você vivenciou isso e por certo você aprovou o resultado da conferência de Dallas em 1980.
E a igreja disputou isso dentro da Bíblia e a maioria que ganhou o embate errou dentro da Bíblia. E você faz parte dessa maioria e crê que a decisão está correta. Estou lhe chamando atenção para algo que aconteceu com você e você está certo que essa fé trinitariana é correta. O espírito anti-Palavra (anti-Cristo) atua com a Palavra e na Palavra. A sutileza desse espírito está aí. Ele conhece a Palavra mais que qualquer doutor em Divindade.
E esse espírito anti-Palavra insiste em te afirmar que o corpo de Cristo tem de ser atormentado, dilacerado, moído novamente, quando o corpo de Cristo já passou pelo calvário.
Quando o corpo natural de Cristo passou pelo calvário e ressuscitou, o corpo místico também passou pelo calvário e ressuscitou. É isso que ensina a Bíblia e é nisso que creio.


O teu profeta Branham  foi ordenado como Pastor Batista, em 1920, na década de trinta ele começou a pregar mensagens  independentes, somente no fim da decada 50 ele assumiu o unitarismo, Eu te pergunto; e espero que tu me respondas sem rodeios;  As pessoas que Branham batizou em nome da trindade durante quase 40 anos, foram batizados com o espirito do anticristo? Responda: estes são salvos. ou pertencem a besta, segundo tu dizes?
Outra pergunta? Será que Deus só viu Branham batizar no nome da trindade depois de quase 40 anos?
Eu não continuo dialogando o restante da mensagem  porque tu estás procurando desviar o diálogo para o debate.
Mas aguardo a resposta sobre o teu profeta.

Abraços    Ernesto

Ernesto, o profeta é para a era. O profeta é enviado para todos aceitando ou não.
Ele foi batizado aos 23 anos exigindo que o Dr. Roy Davis o batizasse de Atos 2:38. Mesmo contra a doutrina da Igreja Batista Missionária. Então desde 1933 ele já batizava as pessoas em Nome do Senhor Jesus Cristo.
Foi no dia 11 de junho de 1933 depois de um serviço de evangelização, quando batizava algumas centenas de pessoas no rio Ohio, uma luz rompeu as nuvens baixas e pairou sobre ele, e uma voz lhe falava: “Como João Batista foi enviado antes da primeira vinda, assim você é enviado antes da segunda vinda do Senhor”. Muitas das 4.000 pessoas que assistiam ao culto do batismo desmaiaram quando apareceu o fenômeno no céu.
Uma edição do Jeffersonville Evening News (Notícias da noite de Jeffersonville) relatou o incidente com o subtítulo: Estrela Misteriosa Aparece sobre Ministro Enquanto Batizava.

Mas Ernesto, voltando ao arrebatamento veja: a questão de você crer que tem de passar pela grande tribulação e eu crer que não passarei pela grande tribulação, não nos impede de estarmos lá nas bodas. Concorda???

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Qua 14 Out 2015, 09:43

David,

Edison disse:
Isso é meia verdade.
Os "códigos" estão na escrita e não necessariamente tem de ser exclusivamente a escrita. Paulo nos ensina que a letra, tão somente a letra, mata e o que vivifica é o Espírito (II Cor. 3:6). O apóstolo Paulo sabia diferenciar tábuas de pedra de tábuas de carne do coração. Ele captou a migração do entendimento meramente natural para o entendimento espiritual (II Cor. 3:3).
Certamente o apóstolo se firmava no que Jesus disse em relação a Sua Palavra. Jesus disse que as Suas palavras eram "Espírito" e eram "Vida" (Jo 6:63). Em outras palavras Ele estava dizendo que a Sua Palavra não era exclusivamente grafias.
Os apóstolos captaram o Espírito das palavras de Jesus quando Ele disse que deveriam comer a sua carne e beber o seu sangue. Nenhum deles saiu pregando e ensinando canibalismo e vampirismo.
De igual maneira eles entenderam o Espírito das Palavras de Jesus em Mat. 28:19 e as obedeceram-Na Atos 2:38.

David disse:
Como é? O que significa “não necessariamente tem de ser exclusivamente a escrita”?

Ora, não existe mais profetas que proclamam “assim diz o Senhor”, e todos que o escutavam ficavam obrigados a seguir aquilo que saía da boca do profeta! Assim, Hoje em dia é apenas através do texto escrito, que conseguimos RECUPERAR a informação registrada pelo personagem bíblico! E o texto não é um grande enigma ou uma grande charada: Ele é suficientemente claro para leitura sendo a metodologia para extrair a informação bastante simples, tendo em vista que a Escritura foi registrada por pessoas simples, para ser lida e entendida por todas as pessoas!

Assim, o processo de recuperação da informação precisa apenas seguir algumas regras, para que a informação seja de fato, recuperada: Quem lê as Escrituras, precisa RESPEITAR os valores e conceitos que as palavras e expressões possuíam, na época em que foram registradas pelo escritor bíblico! Isso significa que o leitor não pode dar valores e significados estranhos as palavras registradas, diferentes daqueles que pretendia o escritor, pois caso o faça, irá apenas conseguir retirar do texto uma informação falsa, completamente deturpada, que não era intenção do escritor ensinar!

Eu fui muito claro em explicar o que eu quis disse em "Os "códigos" estão na escrita e não necessariamente tem de ser exclusivamente a escrita". Há Escrituras que temos de entende-las exclusivamente com base na letra e há Escritura que temos de entender o que está por detrás da letra. Eu inclusive dei o exemplo de Mat. 28:19 e Atos 2:38.
A letra diz: "Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo" (Mat. 28:19).
Já o Espírito da letra, ou o que está por detrás da letra, diz:
"E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo" (At. 2:38).

Pedro e os demais apóstolos não saíram fora uma letra sequer da ordem de Jesus. Eles simplesmente, pelo Espírito, leram e obedeceram o que estava por detrás das letras de Jesus.

Davi9d disse:

Nesse texto, Paulo não está combatendo o ato de se buscar a interpretação dada pelo escritor bíblico, pela simples leitura!

Nesse texto de 2 Corintios 3:6 Paulo não está, de maneira alguma, insinuando que ter o espírito vivificado é manejar a Bíblia ao acaso, onde se lê um texto bíblico e se anuncia uma mensagem particular ou completamente alheia ao contexto, sem se considerar a interpretação correta do texto, de acordo com a vontade do escritor bíblico.

Edson, a passagem que cabe ao nosso caso é essa abaixo:

Gálatas 1:8
Mas ainda que nós mesmos, ou ainda um anjo que desça do céu, vos anuncie um evangelho que vá além do que já vos temos anunciado, que seja anátema

É precisamente o nosso caso: O amigo, com sua metodologia de interpretação que impõe novos conceitos e novos valores as palavras e expressões das Escrituras, consegue informações que vão muito além daquilo que foi intenção do escritor bíblico em nos revelar!

Então, o evangelho anunciado por Paulo sem manteve no Espírito de Atos 2:38 e não na letra de Mat. 28:19. No entanto passam por cima de Gal. 1:8 ao aplicar Mat. 28:19 sem a revelação que tinha o apóstolo Paulo.

Em momento nenhum o apóstolo Paulo afirma que a Igreja-Noiva passa pela grande tribulação. De igual forma Jesus também não afirma que a Igreja-Noiva gentia passa pela grande tribulação.

O mesmo João que estava diante de Jesus ouvindo-o em Mat. 24, esteve em outra oportunidade (ilha de Pátmos), também diante de Jesus, agora vendo o Mat. 24. Lá ele ouviu e aqui em Pátmos ele viu.

E aqui em Pátmos, na carta enderçada à era de Filadélfia, o seguinte:
"Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra" (Apoc. 3:10).


David disse:
Isso, entretanto, não ocorre se o “irmão Joaquim”, que se diz pastor da igreja da esquina, faz a mesma coisa, com passagens jamais explanadas por algum desses personagens: ainda que você, Edson, quisesse fazer a mesma coisa que o Messias, ou um apóstolo, você tem ido muito além daquilo que foi anunciado: O amigo ensina coisas novas! O vosso profeta anuncia “coisas novas”. Segundo Paulo, isso é anátema!

David não são coisas novas. São coisas que a escola te omitiu, ou melhor, ela também não sabe disso.

Deus trabalha assim David:
"Sendo Anás e Caifás sumos sacerdotes, veio no deserto a palavra de Deus a João, filho de Zacarias" (Luc. 3:2).

Percebeu? Deus passou por cima de todas aquelas escolas, denominações, clérigos e PHDs em Divindade e foi revelar a Sua Palavra a um ignorante, indouto, um tipo ermitão, lá no deserto.

E Deus disse através do profeta Malaquias que Ele não muda (Mal. 3:6).

Então acho que você tem de considerar isso e aplicar para os nossos dias.


David disse:
EM Mateus 24 os discípulos perguntaram três coisas, nisso sua afirmação é correta! Mas apenas o terceiro quesito está incorreto! A terceira pergunta é:

Qual o sinal para o fim da atual disposição de coisas?

A palavra usada em Mateus 24, que foi traduzida por “mundo” é “aion”! Esta palavra tem um conceito ligado ao tempo, e significa ´”época”, “período” ou “geração”. Ele é diferente da palavra “kosmos”. Veja o emprego dessas palavras em algumas passagens:

Mateus 13:39
39 O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo (aion = era, geração, período); e os ceifeiros são os anjos.

Mateus 16:26
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo (kosmos = mundo) inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?

Perceba que há diferença entre as palavras, "kosmos" e “aion”. É precisamente até o fim do “aion” que o Senhor diz que estará conosco:

Mateus 28:20
Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até o fim do mundo (aion = era, período, geração). Amém.

Assim, a questão, não é “fim do mundo” mas “fim desta era”, é o fim da disposição de todas as coisas, tais quais nós conhecemos hj!



Não há nada incorreto no que eu escrevi.

Está escrito assim:
"E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, (1)quando serão essas coisas, (2)e que sinal haverá da tua vinda (3)e do fim do mundo?" (Mat. 24:3).

Agora, considerando que Jesus disse que os mansos herdarão a terra e que a Nova Jerusalém desce aqui, é lógico que o fim do mundo não é o fim do planeta e sim o fim dos sistemas atuas hoje existentes.


David disse:
Edson, até aqui o amigo não apresentou nenhuma passagem bíblica que mostre que o Senhor virá mais duas vezes, sendo que uma de forma invisível! O amigo não consegue mostrar, pelas escrituras, uma só passagem que mostre que os salvos serão removidos da terra sete anos anos da GT, pois que também não existe tal texto na Biblia! Assim, posso voltar a refletir na questão com o amigo, se algo que mereça reflexão for apresentado!

Que o Senhor nos abençoe

David

Eu não apresentar é uma coisa e eu apresentar e você não concordar é outra coisa.

A pergunta que não cala continua: Por que a Igreja-Noiva, o Corpo Místico de Cristo, depois de ter sido crucificado com Ele, depois de ter sido morto e sepultado com Ele, depois de ter sido ressuscitados com Ele, depois de ter sido elevado às regiões celestiais com Ele, depois de ter sido lavado e branqueado através do sangue e da Palavra, depois de estar ataviada para as bodas, ainda tem de se submeter às atrocidades, aflições, agonias e o tormento da grande tribulação?

Não há explicação. A promessa dada à Igreja-Noiva gentia através do mesmo Jesus que respondeu às três perguntas em Mat. 24:3 é essa:

"Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra" (Apoc. 3:10).

Agora, as pessoas que insistem em teimar que vão estar aqui durante a grande tribulação, não seria uma premonição das suas almas?

Não sei.







avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1140
Idade : 88
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 166
Pontos de participação : 3132
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Ernesto em Qua 14 Out 2015, 13:15

Ernesto diz

Meu irmão! Daniel diz que, Todos os que estão escritos no livro da vida sofrerão aflições. E tu; O que dizes? A classe que tu defendes das aflições, aqueles que tu dizes que já estão purificados, o nome deles não se acham inscrito no livro da vida? Eu sei que o meu nome já se acha escrito no livro, e sei que a minha salvação não me livrará das aflições, aquelas que se acham diante de nós.

Edison responde

Ernesto irmão querido, veja: "E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro."
Isto é quando Deus se volta para Israel e entra em cena as duas testemunhas e os 144.000 eleitos, escritos no Livro da Vida, creem no Evangelho anunciado por eles (Moisés e Elias).

Quando isto estiver acontecendo a Igreja-Noiva gentia já se foi para as bodas.
Quando Miguel se levanta já é 6o selo
. A Igreja gentia se foi no 4o selo.
Está tudo certinho. Não tem nada fora do lugar.

Ernesto diz;

Esta doutrina diabolica do pré, que confunde a tua cabeça, Há dezenas de passagens que provam de um único arrebatamento, mas não adianta provar na bíblia, porque vcs estão embriagados com a falsa doutrina do pré. Será que está tudo certinho mesmo? Então vamos ver a igreja noiva subir no quarto selo.
E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia, Vem e vê! E olhei, e eis um cavalo amarelo; e o que estava assentado sobre ele que tinha por nome: Morte e o inferno o seguia e foi lhes dado poder para matar a quarta da terra com espada, e com fome, e com peste,; e com as feras da terra.
Meu amado! Onde está a Igreja –noiva; ela foi banquetear no inferno?

Mas, vamos continuar com a tua maionese. Dizes;; Quando Miguel se levanta já é 6o selo, Então vamos ver o que acontece no sexto selo.
E, havendo aberto o sexto selo; olhei, e eis que houve um grande tremor de terra, e o sol tornou-se negro como saco de cilicio,e a lua tornou-se como sangue. E as estrelas do céu cairam sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte.
Vamos ver o que Jesus diz em Lucas: 21:25-27,E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra; angustia das nações; em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes dos céus serão abalados.

Vamos comparar novamente este verso com o Apc.6:15-16.

E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e, TODO O SERVO, e todo o livre se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas, e diziam aos montes e aos rochedos; cai sobre nós e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono da ira do Cordeiro, porque é VINDO O GRANDE DIA DA SUA IRA; E QUEM PODERÁ SUBSISTIR?
Ele disse que é VINDO O GRANDE DIA..
Vamos voltar a Lucas 21:27, E, então, verão VIR O FILHO DO HOMEM, NUMA NUVEM, COM PODER E GRANDE GLORIA.
O irmão acha que as duas passagens são simples coincidencia? Então vamos ver o que Jesus diz em Marcos 13:24-27,Ora, naqueles dias, DEPOIS DAQUELA AFLIÇÃO, ( o que acontecerá DEPOIS, DEPOIS, DEPOIS DAQUELA AFLIÇÃO? O sol se escurecerá, e a lua não dará a sua luz, E as estrelas cairão do céu; e as forças que estão nos céus serão abaladas.
E, então VERÃO VIR; Jesus nas nuvens dos céus; não vem secreta ou invizivel, ele será visto por todos, e não diga que esta vinda será depois dos sete anos, porque, ele não vem com uma suposta igreja- noiva, como tu dizes, mas, ele vem com os anjos para recolher todos os santos dispersos sobre a face da terra,
Mas, se quiseres continuar na cegueira espiritual então leia João 14: 3...VIREI OUTRA VEZ, ele não disse que viria sete anos depois da vinda anunciada, ele, também não disse que vem para estabelecer seu reino milenar aqui na terra, ele disse que vem buscar todos os santos, para morar com ele na morada que ele foi preparar.

A igreja noiva, e mais outra classe de santos não existem, os salvos do antigo testamento serão ressuscitados juntamente com os que morreram no tempo do novo testamento. Duvidas? Então leis hebreus 11: 39-40, E TODOS ESTES, TENDO TIDO TESTEMUNHO PELA FÉ, NÃO, NÃO, NÃO ALCANÇARAM A PROMESSA. PROVENDO DEUS ALGUMA COISA MELHOR A NOSSO RESPEITO, PARA QUE ELES SEM NÓS, ELES SEM NÓS, NÃO FOSSEM APERFEIÇOADOS. Mas, como e quando serão aperfeiçoados? I Cor15:51-52.Eis, aqui digo-vos um mistério; na verdade, nem todos dormiremos (mortos) , mas, TODOS seremos TRANSFORMADOS ( inclusive os santos que morreram no antigo testamento) Esta transformação é o aperfeiçoado ao qual Paulo se refere. Aqui Paulo ajunta os salvos do antigo testamento e os salvos do novo testamento, todos formão um só povo salvo, inclusive os judeus,Efesios 2;14, Porque ele é a nossa paz, o qual de AMBOS OS POVOS fez um etc.

Edison diz:

Mas Ernesto, voltando ao arrebatamento veja: a questão de você crer que tem de passar pela grande tribulação e eu crer que não passarei pela grande tribulação, não nos impede de estarmos lá nas bodas. Concorda???

Ernesto responde:

A diferença da nossa interpretação não nos impede de transpor os portais da eternidade.
O grande perigo que o irmão incorre é crer no falso cristo que aparecerá antes do verdadeiro, Lembre-se o falso promete um reino milenar, Os judeus não aceitam Jesus porque eles querem um Calabe, Josué, Macabeus que vem para conquistar o mundo. e o verdadeiro vem para nos buscar somente os salvos para o céu, um reino eterno.

Edison

Você sabe que em 1980 a sua excelente organização, a IASD, depois de quase um século de embate interno acabou cedendo ao espírito anti-Cristo e abraçou a doutrina romana das três pessoas distintas na Divindade, o que é uma heresia e uma blasfêmia. E você, ao que me parece, não tem percebido que essa doutrina é totalmente anti-Palavra e até defende-a.

Ernesto responde:

Eu não sei se posso te considerar um maldoso torcedor da verdade, ou se vejo vc. como um cristão descuidado, que não analisa ao que os outros dizem;
Eu já por várias vezes deixei bem claro que eu não aceito a trindade icariana, porque não acho lógica nela, Mas, ninguem pode negar as três pessoas da divindade dentro da bíblia, E todos que fogem desta verdade terão de prestar contas no dia do juizo diante de Deus. As três pessoas divinas em natureza existem, ora se Cristo é filho, então só um mal intencionado pode negar que ele possui a mesma natureza do Pai,
O que eu sempre tenho defendido; é que há uma hierarquia entre a divindade, cujo Pai é o soberano.
Exemplo: João 17: 7, Agora já tem conhecido que tudo quanto me deste provêm de ti. No outro verso 10, E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas são minhas; e nisso sou glorificado, João 15; 26, Mas, quando vier o Consolador que EU, EU, EU, da parte do Pai vos hei de enviar. Etc.
Nós vemos que, tanto o filho, como o Espirito Santo obedece as ordens do Pai, mas, em lugar nenhum vemos o Espirito Santo dar alguma ordem ao Pai. Nem ao Cristo, mas Cristo sim a ele.
Eu não quero sair do assunto do tópico, Eu só te fiz lembrar que eu já te fiz conhecer muitas vezes a maneira correta que eu entendo a divindade. Se os outros quiserem crer conforme a ICAR, que o façam, eu não compartilho das suas interpretações..
Quanto ao seu profeta; por favor! Não diga nada sobre ele, porque já sei suficientemente do que ele pregou, Eu não sigo mensagens de profeta nenhum, nem do meu, nem do seu. eu só aceito o que está escrito na bíblia, por isso, se quiser continuar sendo meu amigo não toque em profeta nenhum.

Abraços Ernesto

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2055
Idade : 66
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5205
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Edison em Qua 14 Out 2015, 16:09

Ernesto quando eu digo que ela sobe no 4o selo, estou considerando todo o contexto envolvendo aqs Sete Eras, Os sete selos, os quatro cavaleiros (branco, vermelho, preto e amarelo) e os quatro animais (Leão, Boi, Homem, e Águia).
Quanto você toma conhecimento disso tudo, que está perfeita e divinamente harmonizado, conclui-se que por ocasião do desenrolar os acontecimentos do 4o selo a Igreja se vai.

Ernesto em outras ocasiões já te mostrei os selos em Mat. 24. Em Mat. 24 João ouviu e lá no apocalípse ele viu o que tinha ouvido.

Não há dois arrebatamentos. Há um arrebatamento só e ele está prefigurado no "sobe aqui" de Apoc. 4:1. Isto acontece quando encerra as eras da igreja gentia na mesma ordem que aconteceu Apoc. 2, 3 e então ele sobe.

Eu não sei nada de Jesus vir depois de sete anos. Que sete anos é esse?
Apoc. 19 não é o arrebatamento. Apoc. 19 é a segunda vinda. Apoc. 19 é para depois da grande tribulação. Em Apoc. 19 a igreja que foi arrebatada, antes da grande tribulação, se casa e após as bodas vem com Ele para estabelecer o milênio.

Ernesto, quem quiser ficar aqui para passar pela grande tribulação que fique, Deus não vai impedir. Agora quem quer subir antes da grande tribulação que suba, pois Deus também não vai impedir.

Quanto a trindade romana é nela que você crê. Inclusive você me disse certa vez que o Deus Pai cuida das coisas do céu. O Deus Filho cuida das coisa da terra. E o Deus Espírito Santo cuida das pessoas. Inclusive o meu cardiologista que é adventista também, certa vez me disse a mesma coisa.

Esta fé sim pode te levar para o inferno. Quanto ao arrebatamento pós tribulacional ou a fé que lhe diz que depois de morto você acaba, isso não te põe no inferno. Agora crer em três deuses aí sim porque essa doutrina saiu da madre da grande prostituta de Apoc. 17.



Conteúdo patrocinado

Re: Seria assim o arrebatamento da igreja ?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Ter 17 Out 2017, 05:37