F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Compartilhe

Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 6377
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Ter 20 Jan 2015, 11:02

Já expliquei na msg 02 e não tive refutação

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1266
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Ter 20 Jan 2015, 11:34

Marcelo Almoedo escreveu:Primeiro, vamos ler Jó como história. Ele fala sobre um homem chamado Jó. Ele viveu na terra de Uz. Relaciona-se com detalhes sobre sua família, sua vida e seu sofrimento. Esse Livro se comunica a nós o interesse dos seus amigos em seu sofrimento, e lutando o espiritual com o qual Jó tratada.


Há nada sobre o seu conteúdo que deveria levar-nos a rejeitar sua historicidade. Não é apresentada como figurativo ou simbólica. Ele é apresentado como o que realmente aconteceu.

Sendo assim, você crê que a escritura é fato comprovado!

Por outro lado também diz:

Marcelo Almoedo escreveu:Parece que a vida de Jó (e as vidas de seus filhos e gado) é apenas um jogo ou uma grande piada cósmica de Deus e Satanás.

Deixa dúvidas! Sad Afinal, Marcelo, Jó existiu ou não? Sua vida é uma história ou uma estória?

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Ter 20 Jan 2015, 12:43

Se Jó foi um profeta, como explicar o discurso deste profeta no capítulo 3?

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Ter 20 Jan 2015, 13:45

Meu entendimento sobre o Livro de Jó veio de um estudo que li sobre o conceito (doutrina) que os sábios rabinos de Israel tinham sobre a recompensa oferecida por Deus de acordo com as ações humanas. Lemos nos escritos de Moisés copiando o que bem citou nosso irmão Luiz da Rocha:

Se você fizer do Altíssimo o seu abrigo,
do Senhor o seu refúgio,
nenhum mal o atingirá,
desgraça alguma chegará à sua tenda
(Salmos 91:9-10 NVI)


dizendo-lhes: “Se vocês derem atenção ao Senhor, o seu Deus, e fizerem o que ele aprova, se derem ouvidos aos seus mandamentos e obedecerem a todos os seus decretos, não trarei sobre vocês nenhuma das doenças que eu trouxe sobre os egípcios, pois eu sou o Senhor que os cura”
(Êxodo 15:26 NVI)


mas aqueles que esperam no Senhor
renovam as suas forças.
Voam alto como águias;
correm e não ficam exaustos,
andam e não se cansam.
(Isaías 40:31 NVI)


Então vocês verão novamente a diferença entre o justo e o ímpio, entre os que servem a Deus e os que não o servem.
(Malaquias 3:18 NVI)

Assim o povo de Israel cria, que se um homem fosse acometido por alguma mal (maldição) isto era resposta de Deus sobre a desobediência deste homem. Que a toda ação humana há uma ação divina correspondente, se fizer o bem, vida e benção, mas se fizer o que é mal, desolação e morte.

No livro de Jó, vemos esta história acerca da doutrina que Israel passou a ensinar ser confrontada. Mais tarde, nos Evangelhos, vemos Jesus afirmando que sortes ou reveses sucedem igualmente a justos e injustos, derrubando assim a falsa doutrina da recompensa (baganha) entre homens e Deus.

Mas, em Gálatas vemos Paulo novamente a ensinar a doutrina da barganha, a doutrina da recompensa:

Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé. Gálatas 6:7-10
Mas, finalmente depois vemos Pedro desfazendo isto tudo:

Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal. E qual é aquele que vos fará mal, se fordes seguidores do bem? Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis; Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós...1 Pedro 3:12-15
Assim, o Livro de Jó parece ter sido introduzido estrategicamente como a "temperar" os pólos doutrinários. E com sapiência, não nos deixa nenhuma prova cabal de sua autoria e tempo no qual foi escrito, para que possa atingir a todos em todos os tempos, seja antes ou depois de Cristo.

Não se submete a Lei porque não tem genealogia Abraâmica, mas se submete a sacrifícios e holocausto não porque conheça o seu Criador, mas por ter ouvido falar que existia um, e que depois de todo sofrimento, pôde dizer:

Então respondeu Jó ao SENHOR, dizendo: Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia. Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. Jó 42:1-5

Isto também ensina, que um homem pode conhecer a Deus por meio do sofrimento, e que as bençãos ou maldições dEle não são recompensas ou méritos próprios a serem colhidos, mas dádivas a serem agradecidas. Até Cristo se fez maldição por nós!

Na verdade, o Livro de Jó poderia ser o Livro de Roberto, de Marcelo, de Luiz da Rocha, enfim, ele sucede a todos os homens debaixo do céu igualmente:

Tudo sucede igualmente a todos; o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ao bom e ao puro, como ao impuro; assim ao que sacrifica como ao que não sacrifica; assim ao bom como ao pecador; ao que jura como ao que teme o juramento. Eclesiastes 9:2

Portanto, o Livro de Jó é uma sabedoria revelada. Não importa se é inspirado ou não, se é história ou estória, a verdade que nele venha a existir só se for constatada na vida daquele que o lê, do contrário, será apenas uma estorinha cruel e sem validade.

O Livro de Jó, só será inspirado, se houver verdade a ser aplicada na vida daquele que o lê, do contrário, não existirá nele nenhuma inspiração divina, pois tudo que é tocado pela inspiração divina é transformado em uma nova criação!
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Ter 20 Jan 2015, 18:19

Boa tarde


Rasabino cópia Luiz
Se você fizer do Altíssimo o seu refúgio, nenhum mal o atingirá, desgraça alguma chegará à sua tenda. Salmos 91:9-10
Devemos todos peguntar a Jó se isso é verdade.
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Ter 20 Jan 2015, 18:49

Boa noite

De Jó para Atos.


E de noite disse o Senhor em visão a Paulo: Não temas, mas fala e não te cales;

porque eu estou contigo e ninguém te acometerá para te fazer mal, pois tenho muito povo nesta cidade. Atos 18:09-10

Então o homem, no qual estava o espírito maligno, saltando sobre eles, apoderou-se de dois e prevaleceu contra eles, de modo que, nus e feridos, fugiram daquela casa.
Atos 19:15-16

Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: A Jesus conheço, e sei quem é Paulo; mas vós, quem sois? Mas passados dois anos, teve Félix por sucessor a Pórcio Festo; e querendo Félix agradar aos judeus, deixou a Paulo preso. Atos 24:27

Dando, porém, num lugar onde duas correntes se encontravam, encalharam o navio; e a proa, encravando-se, ficou imóvel, mas a popa se desfazia com a força das ondas. Então o parecer dos soldados era que matassem os presos para que nenhum deles fugisse, escapando a nado.

Mas o centurião, querendo salvar a Paulo, estorvou-lhes este intento; e mandou que os que pudessem nadar fossem os primeiros a lançar-se ao mar e alcançar a terra;
Atos 27:41-43

Fico aqui imaginando se não estivessem sobre a tutela de um Ser SobreNatural como seria.

Pastor Almeodo

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Qua 21 Jan 2015, 13:53

Marcelo Almoedo escreveu:Devemos todos peguntar a Jó se isso é verdade.

Como já argumentei, o Livro retrata a vida de muitos iguais a ele, que foram confundidos com a falsa doutrina, de que uma vez servindo a Deus em obediência, um seguro contra maldições estava garantido.

O livro quebra esta hegemonia doutrinária da época, e ninguém de fato que viveu à época conheceu a Jó pessoalmente. Nenhum patriarca como Noé ou Abraão faz citação de Jó. Além do escritor (incerto), apenas Ezequiel vem lembrar deste homem novamente.

As prováveis referências a Cristo constante no Livro, se o livro for da autoria de Moisés, ficam explicadas, pois este falou de Jesus em todos os seus livros o tempo todo:

Não cuideis que eu vos hei de acusar para com o Pai. Há um que vos acusa, Moisés, em quem vós esperais.
Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim; porque de mim escreveu ele. João 5:45-46

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Qua 21 Jan 2015, 13:59

Marcelo Almoedo escreveu:De Jó para Atos...

Fico aqui imaginando se não estivessem sobre a tutela de um Ser SobreNatural como seria.

Pastor Almeodo

De Atos para 2 Timóteo 4:

Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo.
Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda. Procura vir ter comigo depressa, porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia. Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério. Também enviei Tíquico a Éfeso. Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos. Alexandre, o latoeiro, causoume muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras. Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado. Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão. E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém. Saúda a Prisca e a Áqüila, e à casa de Onesíforo. Erasto ficou em Corinto, e deixei Trófimo doente em Mileto. Procura vir antes do inverno. Ežubulo, e Prudente, e Lino, e Cláudia, e todos os irmãos te saúdam. O Senhor Jesus Cristo seja com o teu espírito. A graça seja convosco. Amém. 2 Timóteo 4:6-22


Paulo foi preso diversas vezes. Em sua última prisão, aguardou solitariamente a sua sentença de morte: decapitação!

A questão é Marcelo, qual o propósito de Deus em tudo o acontece? Conhecer os propósitos de Deus em todos as coisas é uma informação que eu não vou querer saber até que a "coisa" termine! Razz Razz Razz
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Qua 21 Jan 2015, 22:15

Boa noite


Rasabino
Como já argumentei, o Livro retrata a vida de muitos iguais a ele, que foram confundidos com a falsa doutrina, de que uma vez servindo a Deus em obediência, um seguro contra maldições estava garantido.
Jó tinha uma apólice de seguro total, com garantias contra quaisquer riscos, e mesmo assim se lascou meio a meio pelo simples capricho de uma aposta (onde já se sabia qual seria o resultado). Ai tu vai me dizer, Mas ele recebeu tudo em dobro. E deste quando filhos são descarteveis Rasabino, Filhos não é uma espécie de refil, que só faz complementar Rasabino. Evidentemente que Deus tem um problema de auto-estima e ele teve que provar para satã que valia a pena, permitindo que a família de Jó seja assassinado e destruida. Aparentemente, ele é bom para matar filhos de um homem, caso ele venha a substituir pelo um novo O Km. Rasabino, ai fica a pergunta, e porque ele não ressuscitou esses 10 filhos de Jó se ele tinha poder para isso? 
O livro quebra esta hegemonia doutrinária da época, e ninguém de fato que viveu à época conheceu a Jó pessoalmente. Nenhum patriarca como Noé ou Abraão faz citação de Jó. Além do escritor (incerto), apenas Ezequiel vem lembrar deste homem novamente.
E qual seria o problema. Ele (o livro de Jó)está na bíblia não está. Se ele está, tem alguma razão para isso acontecer. Então do que estas a reclamar? Isso você deve reclamar para quem decidiu quais os livros composto na bíblia que você deveria acreditar ou não.  
As prováveis referências a Cristo constante no Livro, se o livro for da autoria de Moisés, ficam explicadas, pois este falou de Jesus em todos os seus livros o tempo todo:
Opa!! Onde Moisés falou de Jesus..... expõe ele aqui, por favor.


Pastor Almoedo
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Qua 21 Jan 2015, 22:37

Boa noite

Rasabino
A questão é Marcelo, qual o propósito de Deus em tudo o acontece? Conhecer os propósitos de Deus em todos as coisas é uma informação que eu não vou querer saber até que a "coisa" termine!   
Sua garantias acerca disso,  são as mesma que eu tenho ou para qualquer outro de credo e deus diferente.............Não temos como saber,  é por isso que existe a tal FÉ e a FÉ é a certeza de todas as promessas de todos os deuses.

Pastor Almoedo 

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Sab 24 Jan 2015, 14:29

Marcelo Almoedo escreveu:Jó tinha uma apólice de seguro total, com garantias contra quaisquer riscos

Onde Jó leu estas "garantias" ou promessas?

Marcelo Almoedo escreveu:Se ele está, tem alguma razão para isso acontecer.

Sim. É um livro sapiencial! Nada mais!

Marcelo Almoedo escreveu:Opa!! Onde Moisés falou de Jesus..... expõe ele aqui, por favor.

Isto foi Jesus quem disse, e não eu!  Mas entendo que seja acerca a questão sacerdotal e da expiação de pecados por meio de holocaustos e sacrifícios! Jesus encarnou todo este cerimonial
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Sab 24 Jan 2015, 15:21

Boa tarde

Rasabino
Onde Jó leu estas "garantias" ou promessas?
No mesmo lugar  onde você expôs essas palavras, uma vez servindo a Deus em obediência, um seguro contra maldições estava garantido.
Sim. É um livro sapiencial! Nada mais!
Salmos, Provérbios, Eclesiastes, Cânticos dos Cânticos, Sabedoria são livros também, considerados SAPIENCIAIS, portanto sem valor de carater  doutrinarios
Isto foi Jesus quem disse, e não eu!  
Jesus foi quem disse e não eu!!!!...............................kkkkkkkkkkkkkkkkk

Rasabino

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Sab 24 Jan 2015, 15:37

Marcelo Almoedo escreveu:No mesmo lugar  onde você expôs essas palavras, uma vez servindo a Deus em obediência, um seguro contra maldições estava garantido.

Acho díficil. Foi Moisés quem escreveu a Torah com todas as promessas. E Jó? Será que ele tinha uma cópia"? Razz Razz Razz Razz

Marcelo Almoedo escreveu:Jesus foi quem disse e não eu!!!!...............................kkkkkkkkkkkkkkkkk

Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim; porque de mim escreveu ele. João 5:46

E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos. Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras. Lucas 24:44-45


Viu? Eu só transcrevi o que Ele disse!  Wink

Agora, como você pode compreender as Escrituras se não consegue crer em Jesus? Sem Jesus é impossível compreendê-la!
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Seg 26 Jan 2015, 02:06

Boa noite


RasabinoMarcelo Almoedo escreveu:
Almoedo
No mesmo lugar  onde você expôs essas palavras, uma vez servindo a Deus em obediência, um seguro contra maldições estava garantido.
Rasabino
Acho díficil. Foi Moisés quem escreveu a Torah com todas as promessas. E Jó? Será que ele tinha uma cópia"?     
Pela a maioria dos estudiosos da Bíblia acreditam que Jó não poderia de lido os livros de Moisés, porque o livro de Jó foi escrito antes de Moisés. De fato, muitos pensam que Jó é o livro mais antigo da Bíblia, embora Moisés tenha escrito sobre o início dos tempos no Livro do Gênesis. Mas em todo caso, Jó era considerado pelo própiro Deus como um humem bom e Justo e temia a Deus e seguia os seus ensinamento. 
Marcelo Almoedo,
escreveu:Jesus foi quem disse e não eu!!!!...............................kkkkkkkkkkkkkkkkk
Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim; porque de mim escreveu ele. João 5:46
E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisése, e nos profetas e nos Salmos. Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras. Lucas 24:44-45
Viu? Eu só transcrevi o que Ele disse!  
Vi sim. Realmente Ele disse. Agora você acredita? se você acredita no que diz, tente então comprovar ou validar esses as palavras(profecias) no Velho Testamento.
Agora, como você pode compreender as Escrituras se não consegue crer em Jesus? Sem Jesus é impossível compreendê-la!
Para você compreender Jesus no N.t.  você deve autenticar fonte de sua raiz de sua origem, ou Ele não tem origem?


Pastor Almoedo

Rasabino
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1266
Idade : 50
Cidade/Estado : Cianorte
Religião : não tem
Igreja : eu
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 2761
Data de inscrição : 03/01/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Rasabino em Seg 26 Jan 2015, 14:16

Boa tarde Marcelo, Graça e Paz irmão!

Marcelo Almoedo escreveu:Vi sim. Realmente Ele disse. Agora você acredita? se você acredita no que diz, tente então comprovar ou validar esses as palavras(profecias) no Velho Testamento

Bom, então vc concorda sobre o que define a Fé:

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Hebreus 11:1

Na verdade, eu creio em Jesus não pelo que se possa compravar acerca do PASSADO, mas naquilo que Ele disse, e que eu acredito (esperança), acerca do FUTURO:

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá. João 11:25

Os ateus são pessoas sem esperança, pois a esperança se define por:

Esperança é uma crença emocional na possibilidade de resultados positivos relacionados com eventos e circunstâncias da vida pessoal. A esperança requer uma certa perseverança — i.e., acreditar que algo é possível mesmo quando há indicações do contrário. O sentido de crença deste sentimento o aproxima muito dos significados atribuídos à fé.

A esperança é um regulador do equilíbrio do estado físico e emocional:

http://revistaplaneta.terra.com.br/secao/espiritualidade/o-valor-da-esperanca-na-era-da-ansiedade

Assim Marcelo, viver a esperança é algo positivo:

Porque em esperança fomos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará? Romanos 8:24

e ainda:

Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança. Romanos 5:2-4

Mas infelizmente, para os ateus:

O desejo dos justos é tão somente para o bem, mas a esperança dos ímpios é criar contrariedades. Provérbios 11:23
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 64
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 11674
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Marcelo Almoedo em Seg 26 Jan 2015, 23:55

Boa noite


Rasabino em quem falou de FÉ nesse episódio. Note que você  indicou dois versos pelo qual Jesus afirma que tudo se cumpriria Nele o que está escrito na lei de Moisés, nos profetas e nos salmos.
diante disso, eu lhe perguntei: Agora você acredita que Ele cumpriu o que disse ou isso seria também um ato de fé? Se você acredita no Ele  diz, tente então comprovar ou validar esses as palavras (profecias) no Velho Testamento.
Rasabino
Agora, como você pode compreender as Escrituras se não consegue crer em Jesus? Sem Jesus é impossível compreendê-la!
Almoedo
Para você compreender Jesus no N.T.  você deve autenticar fonte de sua raiz pelo qual se originou, ou Ele não tem origem?
Rasabino escreveu
Os ateus são pessoas sem esperança, pois a esperança se define por:
O que maravilha de definição, isso quer dizer que todos os ateus vivem a vida toda em tédio profundo, ou ainda, uma pessoa para ter esperança é preciso ser religiosa. quer coisa não.
e vocês Cristãos têm a esperança de que no final do tempo:

Toda dor e sofrimento vai acabar para os justos

Todo malfeitor será punido, toda boa pessoa será recompensada


Aqueles que acreditam em Jesus ganhará um bilhete premiado só de ida para um lugar de felicidade eterna e irá se  reunir com os seus entes queridos e cantarão louvores por toda a eternidade e todos os demais por não acreditarem ou não concordarem, serão arrastado para o fogo eterno.


Isso é uma porrada de esperança Rasabino. Então os ateus têm menos esperança por que não acredita e nem concorda com essa pensamento rasabino?


 Rasabino, os ateus têm menos esperança do que os cristãos têm da mesma forma que os adultos têm menos esperança do que crianças na véspera de Natal. Os adultos sabem que presentes especiais não vêm de um homem alegre no céu com recursos infinitos. Tanto as criançinhas e os cristãos ainda não compreenderam isso.

Mas isso não significa que os ateus estão sem esperança. Significa apenas que nós esperamos para metas e objetivos mais realistas. Isso também significa que encarar a realidade de frente, descobrir como funciona a realidade, e usar esse conhecimento para melhorar a humanidade.

Dizer que a religião ajuda a moralizar a sociedade é o mesmo que dizer que é necessário o medo de um castigo eterno e a esperança de uma recompensa no céu para que as pessoas façam o que é certo. Sem religião, as sociedades, mais cedo ou mais tarde, se darão conta de que ética e moral se justificam por si mesmas e não devido a vagas crenças em coisas não comprovadas. Seus valores serão baseados na razão e, portanto, muito mais sólidos. Pelo contrário, crenças religiosas nos permitem atribuir aos desígnios de uma entidade abstrata e omnipotente os problemas que afligem o mundo e nos tiram assim a responsabilidade de resolvê-los.

Até mesmo grupos de chimpanzés e gorilas têm suas leis; sua inteligência, ainda que limitada, lhes permite reconhecer que, sem elas, a convivência não seria possível e o grupo se auto-destruiria. Alguns podem se perguntar como seríamos hoje sem ter tido a religião ao longo dos séculos. Uma coisa é certa: milhões de pessoas não teriam morrido na fogueira ou torturadas. Civilizações e suas culturas não teriam sido arrasadas por serem pagãs. A ciência não teria se estagnado por tanto tempo (e mesmo regredido) por medo da fogueira. As mulheres não teriam sido afastadas de uma participação ativa ao lado dos homens nem tratadas como simples reprodutoras. As contribuições da religião para o bem-estar e o progresso da sociedade foram, na verdade, obra de indivíduos e organizações mais do que o resultado de uma crença religiosa. Somando-se tudo, é possível que o resultado ainda seja mais negativo que positivo"Pense disso peloamordedeus


Pastor Almoedo
avatar
Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 157
Idade : 38
Cidade/Estado : Nenhum/Nenhum
Religião : Cristã
Igreja : 1 Timóteo 3:15
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 4
Pontos de participação : 228
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Luiz da Rocha em Ter 27 Jan 2015, 11:50

Rasabino escreveu:Se Jó foi um profeta, como explicar o discurso deste profeta no capítulo 3?

Olá Rasabino, Paz e Graça!

Não sei se entendi bem o seu argumento em relação ao capítulo 3, da forma que entendi não veria nenhum impedimento para Jó ser um profeta pelo discurso neste capítulo, pelo contrário, ele estaria inclusive profetizando algo que também saiu da boca de Jeremias:

Maldito o dia em que nasci! Não seja bendito o dia em que me deu à luz minha mãe! Maldito o homem que deu as novas a meu pai, dizendo:Nasceu- te um filho!, alegrando- o com isso grandemente. Seja esse homem como as cidades que o SENHOR, sem ter compaixão, destruiu; ouça ele clamor pela manhã e ao meio- dia, alarido. Por que não me matou Deus no ventre materno? Por que minha mãe não foi minha sepultura? Ou não permaneceu grávida perpetuamente? Por que saí do ventre materno tão- somente para ver trabalho e tristeza e para que se consumam de vergonha os meus dias?
(Jeremias 20:14-18 Almeida RA)

Conteúdo patrocinado

Re: O livro de Jó: Uma história ou uma estória!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sex 20 Abr 2018, 09:26