F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Compartilhe

Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Número de Mensagens : 450
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Diephe em Sex 08 Ago 2014, 19:00

Prof. Azenilto G. Brito:

É disto, exatamente que estou falando:
As pessoas só lembram de Cristo falando: "Amar ao próximo e amar à Deus", entretanto ignoram que Cristo mudou à Lei dada a Moisés em sua forma de observância.

Cristo não foi um Papagaio!!!

Ele é Filho de Deus com autoridade para "quase" tudo, incluindo, citar novas leis.

Dannilo Stelio
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 774
Data de inscrição : 10/07/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Dannilo Stelio em Sex 08 Ago 2014, 22:54

Diephe escreveu:Convidado:
Então porque o Cristianismo, trata as palavrasigas de Cristo com tanto desprezo ou indiferença? Afinal, na prática, qual denominação religiosa segue as palavras Dele, à risca?

- Não vejo desprezo ou indiferença pelas palavras de Jesus por parte do Cristianismo, e sim por alguns indivíduos e grupos ditos evangélicos.

- Quanto ao seu questionamento acerca de "denominação religiosa", existem muitas. Ocorre que dentro de uma mesma denominação religiosa, existem divisões e subdivisões, congregações e ministérios, e que apresentam divergência entre si no que tange a pontos periféricos da doutrina, usos e costumes.
avatar
Gleison Elias
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Bíblia NV: goo.gl/7gC7Ih
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3108
Idade : 22
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : Corpo de Cristo
País : .
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 9583
Data de inscrição : 24/11/2012

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Gleison Elias em Sab 09 Ago 2014, 03:38

--

Nenhuma denominação e nenhum ser que eu conheça nessa Terra segue as palavras de Cristo minuciosamente e ao menos a sabem, apenas tentam.
avatar
Gleison Elias
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Bíblia NV: goo.gl/7gC7Ih
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3108
Idade : 22
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : Corpo de Cristo
País : .
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 9583
Data de inscrição : 24/11/2012

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Gleison Elias em Sab 09 Ago 2014, 03:39

--

As palavras de Cristo são para os judeus.
Os cristãos nada mais fazem, que ocupar as vagas que eles deixaram.
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sab 09 Ago 2014, 13:35


As palavras de Cristo são para TODOS OS HOMENS, pois, como eu acentuei, quando Ele transmitiu a “regra áurea” de amor a Deus/amor ao próximo, não havia um só GENTIO presente, só judeus (Mar. 12:28-34). Contudo, todos os cristãos (inclusive Paulo--Rom. 13:10) entendem que o amor ao próximo (e, subentendendo-se--amor a Deus sobre todas as coisas) se aplicam aos gentios.

E Jesus não modificou NADA da lei de Israel, do contrário Ele seria contraditório e teria que ser, Ele próprio, considerado “o mínimo no reino dos céus” à luz do que disse em Mat. 5:17-19, especialmente o vs. 19.

Quem explica bem essa questão são os assembleianos na sua Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal, da CPAD, pág. 1224:

Quando Jesus disse, “Eu, porém vos digo...”, não estava anulando o mandamento ou acrescentando-lhe algo, antes, estava oferecendo uma compreensão mais completa da razão pela qual Deus o estabelecera.
   
Moisés disse: “Não matarás” (Êxodo 20.13), Jesus ensinou que não devemos sequer nos irar a ponto de odiar alguém, pois já teríamos cometido o assassinato em nosso coração. Os fariseus conheciam o mandamento e, não tendo literalmente assassinado uma pessoa, sentiam que o obedeciam. Contudo, estavam tão irados com Jesus, que logo conspirariam e planejariam a morte dele, embora delegassem a outros o ato de tirar-lhe a vida.
   
Deixamos de identificar o intento da palavra de Deus, quando reduzimos as regras de conduta, sem procurar entender a razão, pela qual ele estabeleceu os mandamentos. Por que guardar apenas regras, fechando nossos olhos para o intento de Deus ao criá-las?


avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Diephe em Sab 09 Ago 2014, 15:04


Dannilo Stelio


Se cristãos seguissem as palavras de Cristo não estariam preocupados com casa, comida, vestuário, emprego, trabalho, carro, conforto, estudos, status, etc... estaria preocupado quase exclusivamente com o Reino dos Céus e em pregar o evangelho, como Cristo ensinou.
Não estariam preocupados em dizer "Eu creio em Cristo" mas estariam preocupados em "testemunhar" ao mundo que "seguem fielmente as palavras de Cristo". I por i, til por til...
Jesus disse, e ele obedece...
Tudo o que vejo é deserto; mentiras e enganação...

"Ahhh eu creio em Jesus, Ele mora em meu coração" (mas fazem de Jesus um libertino, Senhor de nada que não manda nada - promíscuos e libertinos de qualquer espírito)

ou

"Ahhh eu creio em Jesus mas, observo a Moisés e a intercessão dele" (fazem de Jesus um empregado e subordinado a Moisés que foi intercessor da primeira Aliança - Fariseus)
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sab 09 Ago 2014, 15:26

Jesus disse algo que JÁ ERA CONHECIDO DE JÓ, em Mat. 5:28. Eis o que diz Jó 31:1: “Fiz acordo com os meus olhos de não olhar com cobiça para as moças”. -- NVI

Quando Deus Se dirigiu a Caim em Gên. 4:7, Ele lhe disse que “o pecado jaz à porta”. Mas Caim nem havia assassinado ainda o irmão!

Aí se percebe que nas famosas declarações, “ouvistes o que disseram os antigos . . . Eu, porém, vos digo. . .” Cristo não estava criando novas regras, e sim mostrando o sentido mais profundo, ético, moral, e espiritual da lei, perdido de vista por aquela gente sob orientadores tão sofistas. Por isso no próprio contexto Ele advertiu:

“Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus” (Mat. 5:20-NVI).

Daí, minha pergunta pertinente sobre isso (do meu questionário “40 Perguntas Verdadeiramente Tira-Teima Sobre o Tema da Lei e do Sábado”) lida com isto nos seguintes termos:

28ª. – Quando Jesus disse, referindo-se aos fariseus, que perdiam de vista o mais importante da lei— justiça, a misericórdia e a fé (Mat. 23:23)—com isso Ele estava agregando tais virtudes à lei, ou já eram da lei, mas não percebidas por aqueles líderes religiosos de Israel?

Obs.: Jesus Se dirigia a pessoas mal orientadas por seus líderes religiosos, daí que profere aquelas declarações—“ouvistes o que diziam os antigos . . . Eu, porém, vos digo. . .” (Mat. 5:21ss). Com isso Ele não está estabelecendo novas leis, e sim mostrando o aprofundamento do sentido da lei já existente nos seus aspectos morais, éticos, espirituais. Tanto que o patriarca Jó já sabia ser errado olhar cobiçosamente para uma mulher (Jó 31:1).

avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Diephe em Sex 22 Ago 2014, 20:00

"ouviste o que os antigos disseram" (citando a lei) = a lei

"porém, EU vos digo" (impondo nova forma e novos detalhes) = mudança

Me desculpe, mas isso não tem argumentação. O texto é claro e direto.
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 22 Ago 2014, 20:05

Prof. Azenilto G. Brito escreveu:
Minha pergunta pertinente sobre isso (do meu questionário “40 Perguntas Verdadeiramente Tira-Teima Sobre o Tema da Lei e do Sábado”) lida com isto nos seguintes termos:

28ª. – Quando Jesus disse, referindo-se aos fariseus, que perdiam de vista o mais importante da lei— justiça, a misericórdia e a fé (Mat. 23:23)—com isso Ele estava agregando tais virtudes à lei, ou já eram da lei, mas não percebidas por aqueles líderes religiosos de Israel?

Obs.: Jesus Se dirigia a pessoas mal orientadas por seus líderes religiosos, daí que profere aquelas declarações—“ouvistes o que diziam os antigos . . . Eu, porém, vos digo. . .” (Mat. 5:21ss). Com isso Ele não está estabelecendo novas leis, e sim mostrando o aprofundamento do sentido da lei já existente nos seus aspectos morais, éticos, espirituais. Tanto que o patriarca Jó já sabia ser errado olhar cobiçosamente para uma mulher (Jó 31:1).


avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Diephe em Sex 22 Ago 2014, 20:17

Não importa se Cristo "agregou" uma forma de obediência a lei; a bíblia é rigorosa com os acréscimos em leis, pois, ela considera mudança.

Não adianta você me alegar que Cristo reexplicou ou que acrescentou porque isto representa, biblicamente uma mudança. Você terá que decidir sobre qual lei seguir, se sobre a resumida ou sobre a estendida. Porque no final das coisas, obedecer uma causa um resultado e obedecer a outra, outro resultado.

O seu argumento apenas está patinando no mesmo lugar em questões que fui mais além...

não estou defendendo extinção de leis ou abolição da primeira lei; estou defendendo aqui "mudança" (acréscimos e forma diferente de observar).
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 22 Ago 2014, 20:28


Eu fiz uma pergunta, não uma afirmação. Não afirmei que Cristo AGREGOU, e, sim, pergunto--Ele agregou ou não agregou? Já era da lei ou Ele naquele momento adicionou à lei “a justiça, a misericórdia e a fé”?

A resposta CORRETA é de que Ele NÃO AGREGOU NADA. Essas três virtudes JÁ ERAM DA LEI, mas não percebidas por aqueles que torciam o sentido da lei para seus propósitos egoístas, como faziam com o preceito de respeito dos filhos aos pais--uma das distorções da lei pela liderança judaica denunciada pelo Cristo em Mar. 7:9-12.

avatar
Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : Dispenseiro
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 450
Idade : 43
Cidade/Estado : RS
Religião : Adocionista
Igreja : Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -57
Pontos de participação : 1098
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Diephe em Sex 22 Ago 2014, 20:37

Você lê o texto em que Cristo afirma "EU é que estou dizendo" e argumenta que não agregou nada?

Me desculpe mas não entra na minha cabeça que você leia o texto onde Cristo diz "Na Torah foi dito assim mas, se vocês não observarem da forma como EU falo agora, não se salvarão no dia do juízo"...

Vou te dar a dica em como você pode me convencer ou a outros. É bastante simples:

Pegue todos os acréscimos que Cristo fez no Novo Testamento e me prove que existem textos explícitos falando sobre eles no Antigo Testamento.

Você só estará certo se provar que Cristo não faz diferença sobre a forma de observar a lei quanto aos ensinos; estará certo se provar que as leis do antigo testamento são mais completas que as leis ensinadas por Cristo. Cristo, disse que é impossível agradar a Deus se não obedecer as palavras do Filho e o Filho ensinou além.
avatar
Dannilo Stelio
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Evangélico, pastor, funcionário público
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 774
Idade : 43
Cidade/Estado : MACAPÁ
Religião : Evangélico
Igreja : Assembléia de Deus
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -7
Pontos de participação : 1305
Data de inscrição : 10/07/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Dannilo Stelio em Qui 28 Ago 2014, 11:49

Diephe escreveu:
Dannilo Stelio

(...) Tudo o que vejo é deserto; mentiras e enganação...

- Bem sua visão está equivocada.
- Existem sim cristãos sinceros, que testemunham e vivem o verdadeiro evangelho.
- Como também existem aqueles que deturpam o evangelho, nos moldes da sua queixa.
- O que não podemos é generalizar.
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 29 Ago 2014, 21:06


Deus não deu a Seu povo no Antigo Testamento um mero “rascunho” de uma lei “superior” e mais completa, ou mais espiritual, no Novo Testamento. É muito simples constatar isso. A mesma META para a obediência à lei do VT é a do NT:

* DEUS: “Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo”. Lev. 19:2

* CRISTO: “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus”. Mat. 5:48.

* OS APÓSTOLOS -- [Paulo]: “Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco”. 2 Cor. 13:11.

[Pedro]: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver”. 1 Ped. 1:15.

Também a MESMA BASE da lei é dada tanto no VT quanto no NT--amor a Deus/amor ao próximo. Quando Cristo profere Sua regra áurea, Ele está apenas reiterando o que Moisés havia dito em Deu. 6:5 e Lev. 19:18.

Finalmente, minha pergunta prossegue sem resposta objetiva, específica, clara, concisa, ao ponto:

28ª. – Quando Jesus disse, referindo-se aos fariseus, que perdiam de vista o mais importante da lei— justiça, a misericórdia e a fé (Mat. 23:23)—com isso Ele estava agregando tais virtudes à lei, ou já eram da lei, mas não percebidas por aqueles líderes religiosos de Israel?

Obs.: Jesus Se dirigia a pessoas mal orientadas por seus líderes religiosos, daí que profere aquelas declarações—“ouvistes o que diziam os antigos . . . Eu, porém, vos digo. . .” (Mat. 5:21ss). Com isso Ele não está estabelecendo novas leis, e sim mostrando o aprofundamento do sentido da lei já existente nos seus aspectos morais, éticos, espirituais. Tanto que o patriarca Jó já sabia ser errado olhar cobiçosamente para uma mulher (Jó 31:1).


avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Seg 03 Nov 2014, 22:41


Vejo noutras discussões aqui enormes textos para provar que a salvação é pela graça, não pela lei. o que é um EXERCÍCIO EM INUTILIDADE, e um “dar golpes no ar”. Não vi por todos esses debates NINGUÉM pondo em dúvida ou negando isso. Então, por que tanto discurso, e explicação, e argumentação para “provar” algo que ninguém põe em disputa?

Aliás, esse tema da LEI e GRAÇA já foi definido HÁ SÉCULOS. Os presbiterianos, por exemplo, têm a sua Confissão de Fé de Westminster, e o que diz lá é exatamente o que eu também diria. Vejam o teor do Capítulo 19, arts. 5 a 7:

“V. A lei moral obriga para sempre a todos a prestar-lhe obediência, tanto as pessoas justificadas como as outras, e isto não somente quanto à matéria nela contida, mas também pelo respeito à autoridade de Deus, o Criador, que a deu. Cristo, no Evangelho, não desfaz de modo algum esta obrigação, antes a confirma.

I João 2:3-4, 7; Rom. 3:31; Tiago, 2:8, 10, 11; Rom-. 3:19- Mat. 5:18-19.

VI. Embora os verdadeiros crentes não estejam debaixo da lei como pacto de obras, para serem por ela justificados ou condenados, contudo, ela lhes serve de grande proveito, como aos outros; manifestando-lhes, como regra de vida, a vontade de Deus, e o dever que eles têm, ela os dirige e os obriga a andar segundo a retidão; descobre-lhes também as pecaminosas poluções da sua natureza, dos seus corações e das suas vidas, de maneira que eles, examinando-se por meio dela, alcançam mais profundas convicções do pecado, maior humilhação por causa deles e maior aversão a eles, e ao mesmo tempo lhes dá uma melhor apreciação da necessidade que têm de Cristo e da perfeição da obediência dele. Ela é também de utilidade aos regenerados, a fim de conter a sua corrupção, pois proíbe o pecado; as suas ameaças servem para mostrar o que merecem os seus pecados e quais as aflições que por causa deles devem esperar nesta vida, ainda que sejam livres da maldição ameaçada na lei. Do mesmo modo as suas promessas mostram que Deus aprova a obediência deles e que bênção podem esperar, obedecendo, ainda que essas bênçãos não lhes sejam devidas pela lei considerada como pacto das obras - assim o fazer um homem o bem ou o evitar ele o mal, porque a lei anima aquilo e proibe isto, não é prova de estar ele debaixo da lei e não debaixo da graça.

Rom. 6:14,e 8:1; Gal. 3:13; Rom. 7:12, 22, 25; Sal.119:5; I Cor. 7:19; Rom.7:7, e 3:20; Tiago 1:23, 25; Rom. 7:9,14, 24; Gal. 3:24; Rom. 8:3-4; Rom. 7:25; Tiago 2:11; Esdras 9:13-14; Sal. 89:30-34 e 37:11, e 19:11; Gal. 2:16; Luc. 17:10; Rom. 6:12,-14; Heb. 12:28-29; I Ped. 3:8-12; Sal. 34:12, 16.

VII. Os supracitados usos da lei não são contrários à graça do Evangelho, mas suavemente condizem com ela, pois o Espírito de Cristo submete e habilita a vontade do homem a fazer livre e alegremente aquilo que a vontade de Deus, revelada na lei, requer se faça.

Gal. 3:21; Ezeq. 36:27; Heb. 5:10.


De modo mais sucinto, os assembleianos dizem basicamente o mesmo em sua Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal, pág. 237:

Será que as leis de Deus observadas pelos israelitas servem para os cristãos? As leis foram designadas para guiar todas as pessoas a um estilo de vida saudável, justo e voltado para Deus. Seu propósito é apontar o pecado e mostrar a maneira correta de lidar com ele. Os dez mandamentos se aplicam hoje assim como se aplicavam há três mil anos, pois proclamam um estilo de vida estabelecido por Deus. São a perfeita expressão da pessoa de Deus e como ele deseja como o povo viva. -- Destaques meus.

avatar
Janete
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : janetecardoso.blogspot.com
Sexo : Feminino
Número de Mensagens : 268
Idade : 45
Cidade/Estado : Belo Horizonte/MG
Religião : Cristã
Igreja : Congregacional
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 16
Pontos de participação : 477
Data de inscrição : 26/12/2013

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Janete em Seg 03 Nov 2014, 23:40

Diephe escreveu:Pode não parecer verdade mas, existe uma grande controvérsia quanto à quem foram destinadas as palavras e ensinos de Cristo.

À princípio Ele veio para os judeus, mas os seus não o receberam. Mas por um prisma eterno, sempre fez parte do plano de Deus salvar o mundo que "amou de tal maneira".

Paulo explica detalhadamente em Rom 11, como o próprio Deus endureceu a Israel para que rejeitassem o Messias (ramos quebrados) e assim os Gentios (ramos bravos) foram enxertados na Oliveira, sem ter do que se vangloriar porque dependem da Raiz santíssima e não de algum mérito.

Alguns judeus foram quebrados pela falta de fé e alguns gentios enxertados por causa da fé. Os caminhos do Senhor são inescrutáveis, mas nenhum de seus desígnios podem ser frustrados.

"E, se é pela graça, já não é mais pelas obras; se fosse, a graça já não seria graça.
Que dizer então? Israel não conseguiu aquilo que tanto buscava, mas os eleitos o obtiveram. Os demais foram endurecidos,
como está escrito: "Deus lhes deu um espírito de atordoamento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir, até o dia de hoje".

Romanos 11:6-8
avatar
Célio Saldanha
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : asetimatrombeta.blogspot.com
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 781
Idade : 46
Cidade/Estado : Brasília-DF
Religião : cristão
Igreja : Tabernáculo de Cristo
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -56
Pontos de participação : 878
Data de inscrição : 02/07/2014

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Célio Saldanha em Ter 04 Nov 2014, 12:58

Dannilo Stelio escreveu:
Diephe escreveu:Convidado:
Então porque o Cristianismo, trata as palavrasigas de Cristo com tanto desprezo ou indiferença? Afinal, na prática, qual denominação religiosa segue as palavras Dele, à risca?

- Não vejo desprezo ou indiferença pelas palavras de Jesus por parte do Cristianismo, e sim por alguns indivíduos e grupos ditos evangélicos.

- Quanto ao seu questionamento acerca de "denominação religiosa", existem muitas. Ocorre que dentro de uma mesma denominação religiosa, existem divisões e subdivisões, congregações e ministérios, e que apresentam divergência entre si no que tange a pontos periféricos da doutrina, usos e costumes.

O evangelho de Jesus Cristo é somente para as suas ovelhas perdidas da casa de Israel. Jesus veio a princípio para os seus (judeus) mas não reconheceram seu mestre por causa da religião fria e formal que estavam, então o evangelho foi enviado para as demais tribos misturadas entre as gentes das demais nações. O evangelho não é para incrédulo ou ateu, mas para cristão.
O cristianismo é apenas mais um "ismo" da religião de Cristo. Isso significa que é mais uma facção da verdadeira religião que começou com Jesus, mas que com o passar do tempo foi evoluindo até formar essas imensas massas denominacionais apostatadas. Cristo é a única religião de Deus, por isso ele é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Nenhuma igreja salva, cura, liberta ou batiza com o Espírito Santo. Nenhuma igreja pode fazer alguma coisa por qualquer que seja a pessoa, pois somente em Cristo há esses requisitos. Essa segregação costumeira de cada igreja que se denomina portadoras da luz são na verdade atravessadoras de informações marketeiras que fogem da verdade como o diabo foge da cruz. Assim como na política, cada denominação apresenta uma proposta em particular e já quer governar para um povo ignorante e desprovidos da verdade.

A única religião verdadeira é a Bíblia. Placas de igrejas são apenas marketings dos portadores da luz - lúcifer - que distorcem os textos sagrados conforme suas próprias concupiscências, para a própria perdição. Se todos os crentes estivessem fundamentados na Bíblia, não na interpretação dogmática de líderes psicóticos, então seriam CRISTÃOS e não batistas, metodistas, presbiterianos, católicos, evangélicos ou pentecostais, etc.. Cada um grupo se levanta com uma bandeira e seu ensino predominante é o marketing para evangelismo e proselistismo, como se a verdade fosse particularidades de igrejas. A verdade é só uma - o que está escrito na Bíblia. Se a pessoa entende ou não, isso é um problema particular da pessoa, não da Bíblia. O problema sempre foi dos intérpretes, mas somente Deus é seu próprio intérprete. A cada tempo essa interpretação se torna conhecida, da mesma forma que uma parturiente, ou como uma semente se revela no seu devido tempo.

Os falsos profetas costumam usar a Bíblia a princípio, mas suas doutrinas se concluem em dogmas totalmente fora da verdade, inclusive seus argumentos partem da verdade para a mentira, pois o único objetivo é afastar o crente do seu único alvo - A Bíblia. O anticristo tem usado de inúmeras armas para destruir essa verdade, de forma que age principalmente com a própria Bíblia na mão para destruir de todas as formas, a fé dos que possuem o chamado divino para herdar a salvação.

Inclusive, ao contrário dos que pensam que o evangelho é para todo mundo, pela própria história e fatos podemos perceber que na verdade, o que Jesus pregou e ensinou através dos seus apóstolos e profetas, é uma Mensagem para os filhos de Israel que até hoje estão dispersos nos quatro cantos da Terra. Os judeus fazem parte de Israel, mas o evangelho é para as doze tribos dispersas que tiveram suas sementes misturadas com os gentios. Dos verdadeiro herdeiros hereditários somente a tribo de Benjamim ainda permanece íntegra e será deles que Deus tirará os 144 mil. Portanto, o Evangelho de Jesus Cristo é somente para os filhos de Deus, ainda que muitos ainda estejam dispersos nos quatro cantos da Terra. Os filhos do diabo, que são a maioria dos moradores da Terra, tentam de todas as formas desacreditar e destruir os cristãos, inclusive matando os que possuem revelação. Desde o Éden que há esse conflito dos espíritos religiosos contra os filhos de Deus.

Se a pessoa pensa que por ser religioso, ou seguidor de uma denominação qualquer já é filho de Deus, então está equivocado, pois os filhos de Deus seguem somente a Palavra de Deus e são guiados pelo Espírito de Deus. Milhares de pessoas compram uma Bíblia, lê quase todos os dias mas não compreendem nada, mas já outros, basta um versículo para ter a revelação da Palavra, pois isso é pra quem Deus quer, não pra quem procura.

Qualquer um que fala desse livro de profecia já se torna um profeta, mas quando essa pessoa ensina qualquer que seja o seu dogma contrário aos ensinamentos bíblicos já é um falso profeta. Qualquer um que prega qualquer doutrina que nega as Escrituras, já é um falso profeta e portanto está a serviço do anticristo - satanás.

Conteúdo patrocinado

Re: As palavras de Cristo, são para nós ou para os judeus?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sab 21 Out 2017, 01:03