F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Calvinistas, defendam-se!

Compartilhe

Devaney
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Número de Mensagens : 710
Data de inscrição : 27/11/2008

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Devaney em Dom 26 Abr 2009, 19:27

Exato. Creio que os demais vão poder refletir sobre isso.

Satanás foi criado perfeito, até que se achou iniquidade nele, como disse o profeta Ezequiel, sem que houvesse tentação. A queda foi por um pecado anterior à queda do homem.

Bruno
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Número de Mensagens : 266
Data de inscrição : 02/02/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Bruno em Dom 26 Abr 2009, 22:04

Mas o PECADO SÓ ENTROU NO MUNDO, através de Adão e Eva.
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Dom 26 Abr 2009, 22:18

Amado,

Se o pecado entrou no mundo atraves de Adão e Eva,

Por que a serpente antes que o homem pecasse já tinha conceitos tão contrários a vontade do Altíssimo.

Repare que começa sua conversa fazendo três afirmativas falsas relacionadas as Palavras do Eterno com um único intuito, afastá-los da benção, do Éden do Eterno, tirá-los da Verdadeira Comunhão com o Pai.

Primeira afirmativa: “É assim que o Eterno disse: Não comereis de toda árvore do jardim?”

A serpente insinua que o Altíssimo é injusto, procura denegrir o Seu caráter. Sua pergunta na realidade é uma afirmativa que na realidade questiona o Caráter Bom, Justo e Puro e Perfeito do Criador. Na realidade a serpente diz: "Como poderia um Criador, Bom, justo e Puro colocar este casal em um jardim com tantas árvores e lhes ordenar que não possam comer de nenhuma delas. Que injustiça!"


Segunda afirmativas: “Disse a serpente à mulher: Certamente não morrereis.

Terceira afirmativas: Porque o Eterno sabe que no dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Ele, conhecendo o bem e o mal”

Suas próximas afirmativas são mais diretas. Em palavras mais claras a seprete diz: "O Eterno está na realidade é mentindo para você. O Criador tem é medo de que vocês tomem o lugar dEle. Se vocês comerem desse fruto não só vivereis, como series semelhantes a Ele. O Criador na realidade está é mentindo para vocês."

Já não era o pecado operando antes do homem pecar?

Outro ponto importante é que uma ordem foi dada ao homem: "Guardar o jardim". Pergunto: Guardar de que? de quem?



Outro ponto importante é: De onde vieram as trevas que cobriam toda a terra.

GÊNESIS 1.2 A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo,....

ERA, também pode ser traduzida por tornou-se. Logo, podemos entender, que a Criação Original foi destruída em virtude de algum outro evento.

A té mesmo porque as Escrituras nos diz que a terra não foi criada para ser um caos. leia Is 45.18 Porque assim diz o Eterno, que criou os cúes, o Criador que formou a terra, que a fez e a estabeleceu, não a criando para ser um caos, mas para ser habitada:,,,) e repare a palavra "caos" no original "tohu" que aponta para um julgamento do Criador. Ou ainda, "A Espada do Etrerno" Is 14.19

Significa então, que a criação descrita nos versos seguintes, dizem respeito a uma recriação ou remodelação da Terra para o homem.

SEM FORMA E VAZIA - Do original TOHU WABOHU - Que também descreve Julgamento do Criador, diz respeito ao grande cataclismo que atingiu a Terra. Entendemos que além de mudar a forma física da terra, também matou toda a vida existente. Poderíamos dizer também, que a Terra não tinha o formato esférico que tem hoje.

Jr 4.23 Observei a terra, e eis que era sem forma e vazia; também os Céus, e não tinham a sua luz.
avatar
Bruno
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 266
Idade : 31
Cidade/Estado : São Paulo
Religião : Cristã
Igreja : Protestante
País : Brasil, infelizmente!
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 81
Data de inscrição : 02/02/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Bruno em Seg 27 Abr 2009, 18:24

Vc está especulando...

Satanás já tinha caido, mas especular que a Terra TORNOU-SE vazia dizendo que já havia existido(até) vida, muita especulação para pouco versículo:

1 NO princípio criou Deus o céu e a terra.
2 E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
3 E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
4 E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.
5 E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Seg 27 Abr 2009, 20:29

Amado,

Antes de observarmos este tópico que comcerteza temos muitas evidências Bíblicas.Primeiramente creio ser de suma importancia estar bem firme de quando o pecado passou a exisitir, Antes ou depois da criação do homem.

Isto é fundamental.
avatar
Bruno
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 266
Idade : 31
Cidade/Estado : São Paulo
Religião : Cristã
Igreja : Protestante
País : Brasil, infelizmente!
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 81
Data de inscrição : 02/02/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Bruno em Ter 28 Abr 2009, 18:11

Tudo bem, mas ele só entrou no mundo pela desobediência de Adão(e EVA).

Romanos 5:12
Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Ter 28 Abr 2009, 20:45

Note que estamos falando do mundo do homem.

Repare que o mundo do Eterno e de Seu Messias é diferente.

Antes da criação do homem não existia firmamento que separava estes dois mundos.

O pecado entrou no mundo do homem por que teve origem em outro mundo.

O Mundo espíritual, o mundo do eterno.; As escrituras nos afirma que até os céus foram contaminados com este pecado.
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Ter 28 Abr 2009, 21:38

Amados,

Meus entendimento de que o pecado já existia antes da criação do home e que o primeiro ADÃO (homem) foi criado por causa do pecado e para vencer o pecado (SEGUNDO ADÃO) está fundamentado pelo entendimeto das seguintes passagens:

O GOVERNANTE PRINCIPAL

Muito temo antes da Criação do Homem (Adão)
Para reinar sobre o primeiro Céu o Eerno Institui o Querubim Ungido, O FILHO DA ALVA.

Ez 28 12-14Homem mortal, chora pelo rei de Tiro. Diz-lhe estas palavras da parte do Eterno Criador: Eras a perfeição em sabedoria e em beleza. Moravas no Éden, o jardim do Eterno; cobrias-te de toda a espécie de pedras preciosas - rubis, topázios, diamantes, turquezas, ónix, jaspes, safiras, carbúnculos, esmeraldas - e ainda te cobrias de ouro. Tudo te foi dado quando foste criado. Nomeei-te querubim com a missão de proteger. Tinhas acesso ao monte separado do Eterno Criador. Deslocavas-te por entre pedras reluzentes como fogo. 15-19Eras perfeito em tudo o que fazias, desde o dia em que foste criado até à altura em que foi encontrado o mal em ti. A tua grande riqueza encheu-te o interior de violência, e pecaste.

Quando analisamos o texto de (Ez 28.12-16 o nosso pensamento vagueia por várias interrogações importantes:


1- O homem ali citado como o rei de Tiro jamais poderia ser um humano comum. A linguagem usada para definir seus predicados vai muito mais além das que poderiam ser usadas para definir qualquer ser humano por mais importante que ele fosse.
2- Que homem poderia ser chamado de querubim, ou ainda de aferidor da medida?
3- Que homem comum ou estadista de qualquer nação poderia estabelecer seu reino no ÉDEN, JARDIM DO ETERNO?
4- Se este Éden fosse o de Adão (Gn 2.8 "Então plantou o Eterno Criador um jardim, da banda do oriente, no Éden; e pôs ali o homem que tinha formado.") então o nome deste rei não seria outro senão Adão! Mas, se este ser, mencionado em Ezequiel, não era Adão e jamais poderia ser outro homem. Pois, a Bíblia declara que, depois da expulsão de Adão do jardim do Éden, O Eterno lacrou a porta com um querubim fortemente armado. Já que o texto é bem categórico em determinar que era o Éden e que o seu rei era um querubim, então não temos outra saída a não ser a de aceitarmos este texto como sendo figurado. Assim sendo, nos deixamos levar pela narrativa e logo chegamos à conclusão de que o querubim em evidência no texto, não é outro senão Satir antes de sua queda, e de que o jardim do Éden referido não é o de Adão, mas um outro jardim, com as mesmas características, quem sabe, até com as mesmas dimensões, porém, em uma outra época.
Ao contrário do que muitos pensam, satã reinava na terra, Embora tivesse toda a liberdade de ir e vir a onde bem entendesse, sua base de ação e comando estava na terra. Daí o nome JARDIM DO ÉDEN. Reinava sobre o seu povo na terra.


Continua
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Ter 28 Abr 2009, 21:40

CARACTERÍSITICAS DO GOVERNANTE

A- Um ser sábio e belo

Ezequiel 28 12Homem mortal, chora pelo rei de Tiro. Diz-lhe estas palavras da parte do Eterno Criador: Eras a perfeição em sabedoria e em beleza.

O argumento é o mesmo já dito acima. O texto está se referindo ao Querubim Ungido, o Filho da Alva. "Aferidor da medida", "Sinete da perfeição", "Selo da perfeição". , todos estes adjetivos querem dizer o quanto ele era perfeito e capaz.

Um ser extraordinariamente perfeito, criado pelo Eterno. "Cheio de sabedoria", o que determinava a sua capacidade para comandar e governar. Um comandante perfeito com sabedoria para tomar todas as decisões necessárias. "Formosura". Era um ser lindo, admirado por toda a criação do Eterno. Todos o honravam e respeitavam. Era o comandante supremo que, abaixo do Eterno, comandava o universo material. Imagine só, meus amados, COMANDANTE SUPREMO DE TODO O UNIVERSO MATERIAL, mas, ele achou que era pouco ele queria mais.


B- Um ser majestoso

Ezequiel 28 13Moravas no Éden, o jardim do Eterno Criador; cobrias-te de toda a espécie de pedras preciosas - rubis, topázios, diamantes, turquezas, ónix, jaspes, safiras, carbúnculos, esmeraldas - e ainda te cobrias de ouro. Tudo te foi dado quando foste criado.

Logo após o Eterno Criador Ter criado os Céu e a terra, Ele modela o seu primeiro jardim na terra. Ele coloca este jardim como uma espécie de capital para um governo centralizado. Já naquela época ULHIM demonstrava a sua forma perfeita de governo; através de um representante direto, Ele governava todo o sistema. REPARE que são dez os tipos de materiais preciosos em evidências, como que cada um dele significasse algum tipo de autoridade ou majestade. Assim, como no tabernáculo de Moises, cada material significava alguma coisa, ou ainda nas vestes sacerdotais. SINETE, o carimbo de assinatura gravado numa pedra preciosa e montado num anel; este tipo de obra, que lembrava os nomes das tribos de Yaoshorul estava também no peito do sacerdote.

Shuamós 2 15-21Seguidamente farás o peitoral que será usado para decisões; será obra de hábeis artífices. Usa, como sempre, fio de linho fino retorcido, em dourado, azul, púrpura e vermelho, tal como fizeste para o éfode. Este peitilho será de dois panos, unidos de forma a formarem uma bolsa. Prende-lhe quatro filas de pedras preciosas: na primeira um rubi, um topázio e um carbúnculo. Na segunda uma esmeralda, uma safira e um diamante. Na terceira um jacinto, uma ágata e uma ametista, e na última uma turquesa, uma sardónica e um jaspe - todas elas engastadas em ouro. Cada pedra representa uma das tribos de Yaoshorúl cujo nome será gravado nela como um selo.

O fato de serem dez é muito importante, pois foram dez os mandamentos que serviram para orientar o povo no que tangia a obediência, a vontade do Criador. Ou ainda, dez foram as pragas usadas pelo Criador para fazer os egípcios entenderem que quem comanda todas as coisas é ELE, O Eterno. Ao olhar para satã e para os dez adornos preciosos, todo o universo o respeitava como sendo ele o representante supremo do Altíssimo.

Algumas versões Bíblicas fazem menção a "Tambores e pífaros" dão a idéia de música e louvor. O que significa que esta era uma de suas funções. Creio que é por este motivo que nos dias de hoje a música e muito utilizada por satan. Tudo leva a crer que, quando louvamos ocupamos uma posição especial que o Eterno só dá a quem é especial.


C- Um Querubim da Guarda

Ezequiel 28 13Nomeei-te querubim com a missão de proteger. Tinhas acesso ao monte separado do Eterno Criador. Deslocavas-te por entre pedras reluzentes como fogo. .

A expressão "querubim" demonstra a sua posição e capacidade. Esta é uma classe de seres criados pelo Eterno, com a função de GUARDIÃO (para proteger). Demonstra a sua função: "QUERUBIM PROTETOR; Logo entendemos que sua função era a de comandar, governar, administrar. Ele era o representante do Criador da terra. Todos o respeitavam porque nele manifestava a presença do Altíssimo Criador.

(Leia também Êx 25.18-20 "Farás também dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório. Farás um querubim numa extremidade e o outro querubim na outra extremidade; de uma só peça com o propiciatório fareis os querubins nas duas extremidades dele. Os querubins estenderão as suas asas por cima do propiciatório, cobrindo-o com as asas, tendo as faces voltadas um para o outro; as faces dos querubins estarão voltadas para o propiciatório". e também

Presença do querubim representa a presença do próprio Altíssimo e Eterno Criador cuja Glória se manifestava entre eles. Leia Lv 16.2 "Disse, pois, o Eterno a MOises: Dizei a Arão, teu irmão, que não entre em todo tempo no lugar santo, para dentro do véu, diante do propiciatório que está sobre a arca, para que não morra; porque aparecerei na nuvem sobre o propiciatório."


D- Tinha acesso ao Monte Separado do Eterno

"NO MONTE SEPARADO DO ETERNO ESTAVAS". Embora toda a terra estivesse a sua disposição, o Filho da Alva também tinha a sua limitação. Aquele MONTE era a representação do limite imposto ao Querubim Ungido. Ele poderia estar no monte, mas não poderia possuí-lo. Ele possuía toda a terra, menos o monte. O Monte DO Eterno representava o DÍZIMO DO ETERNO na terra.

Creio que seu propósito, em fazer assim, é mostrar que SOMENTE ELE É DONO DE TUDO. Não lhe parece incrível o fato de que Ele mesmo tenha dado um filho a Abraão, e depois Ele mesmo pede o filho de volta?


E- Querubim perfeito

Ezequiel 2815-19Eras perfeito em tudo o que fazias, desde o dia em que foste criado até à altura em que foi encontrado o mal em ti. A tua grande riqueza encheu-te o interior de violência, e pecaste


O Altíssimo criou um ser COMPLETAMENTE PERFEITO. Nele não havia pecados.


Continua
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Ter 28 Abr 2009, 21:45

UMA GRANDE QUEDA


Note que a cada palavra lida, nós vamos descobrindo de que tão grande patamar ele despencou. Ele tinha tudo ao seu alcance; todo o governo, toda a beleza, toda a autoridade, porém não era feliz. Ele não aceitava ser o segundo, seu orgulho era maior do que tudo aquilo. Quando ele passava tudo brilhava com sua luz. AS PEDRAS SE AFOGUEAVAM com o seu calor e esplendor. MAS, ELE AINDA ERA O SEGUNDO Governante supremo do universo. Cada desejo seu seria cumprido, sem pestanejar. MAS NO SEU ÍNTIMO, ISSO NÃO ERA O BASTANTE. O SEU DESEJO MAIOR ERA SER O PRIMEIRO.

O Eterno criou um ser COMPLETAMENTE PERFEITO em seu estado original, mas, por causa do orgulho, da presunção, da vaidade, da soberba e da arrogância. O coração deste ser perfeito se corrompeu e teve início a iniquidade. Ele era sem pecado, até que começou a nutri-lo em seu coração.
As guerras, os grandes conflitos, o choro, a morte, a maldição, a dor e tudo o que é mal estava tendo seu início naquele momento, dentro do coração Do Querubim Ungido, O filho da Alva.






1- Primeira revelação Bíblica

ANALISEMOS AGORA O TEXTO DE Ezequiel 28: 15-19


Ezequiel 28: 15-19Eras perfeito em tudo o que fazias, desde o dia em que foste criado até à altura em que foi encontrado o mal em ti. A tua grande riqueza encheu-te o interior de violência, e pecaste. Por isso te expulsei da montanha do Eterno Criador, como qualquer pecador comum. Destruí-te, ó querubim protector; tirei-te fora das pedras de fogo. O teu coração estava cheio de orgulho por causa da tua beleza; deixaste que a tua sabedoria se corrompesse com o esplendor que tinhas. Em razão disso te lancei e te expus à curiosidade dos reis. Sujaste a tua santidade com a luxúria e a ganância; então fiz sair fogo das tuas ações que te comsumiu a ti próprio e te reduziu a cinzas, à vista de toda a gente. Todos os que te conhecem estão espantados perante aquilo em que te tornaste. És uma ilustração do que pode ser o terror. És destruído para sempre


Logo depois de pecar contra si mesmo e contra o Eterno, ele inicia seu trabalho de corrupção de seus comandados. Este Querubim dá início a maior rebelião de todos os tempos. A expressão: "MULTIPLICAÇÃO DO TEU COMÉRCIO" - Nos dá base para crermos que foi um trabalho lento e paulatino. Mensageiro por Mensageiro, persuadindo, conquistando o coração de cada ser sobre o seu comando, de cada mensageiro do Céu. Levando e trazendo informações, fomentando intrigas, desunião, revolta, desobediência, desrespeito, calúnia e desamor. Até chegar ao ponto máximo de Ter a Terça parte dos seres espirituais (mensageiros) do Altíssimo sob seu comando em uma rebelião fantástica e astronômica contra o Criador.

"SE ENCHEU O SEU INTERIOR DE VIOLÊNCIA". Este não foi um processo rápido. Ninguém sabe quanto tempo levou para que o caráter deste Querubim começasse a dar indícios de transformação e de deterioração. Talvez tenha passado milênios até que a pequena raiz de amargura crescesse e se enraizasse no seu íntimo. Surge, então um ser corrompido, destruído, de comportamento agressivo, completamente carnívoro e carniceiro, completamente sem amor a nada. As coisas lindas e maravilhosas do seu ser, tais como: beleza, harmonia, mansidão, brilho, resplendor e formosura na comunhão do Eterno, foram desaparecendo até o ponto de se tornar asqueroso, feio, cruel, cheio de contenda. Ofuscado e apagado, a morte o envolve completamente. QUE PENA!



IMPORTANTE: Ao que tudo indica, na criação pré-adâmica, O Eterno Criador criou um Éden (Jardim), feito para morada do Querubim Ungido, O Filho da Alva "Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte separado do Eterno; andaste no meio das pedras afogueadas..". Repare a expressão MONTE SEPARADO DO ETERNO, uma referência que provavelmente se encaixaria com o monte Sião, segundo alguns. Porem, temos que levar em consideração, o fato de este monte, ficava exatamente no meio do jardim, e foi destruído junto com a Terra de então, ao contrário do Jardim do Éden de Adão, que tem seu ponto exato guardado pelo querubim à entrada. Já o monte Sião é o monte do Eterno no que tange a Yaoshorul. Por este motivo não podemos afirmar que os dois montes sejam o mesmo. Compare com 2Sm 5.7 " Daoud tomou a fortaleza de Sião; esta é a cidade de Daoud.."

Continua
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Ter 28 Abr 2009, 21:46

2- Segunda revelação Bíblica

ANALISEMOS AGORA O TEXTO DE Isaias14.4-17

Isaias14 3-5Nesse dia maravilhoso em que o Eterno Criador der ao seu povo descanso das tristezas e dos terrores, das prisões e cadeias, por que passaram, dirás assim do rei de Babilónia: Tirano! Até que enfim que desapareces, que recebeste o que há muito se esperava contra ti! Altíssimo quebrou o teu bastão de dominador, esmagou o teu poder malvado! 6Perseguiste o meu povo com os golpes contínuos da tua raiva odiosa, tiranizaste nações sob as tuas garras. Era insustentável a tua atrocidade! 7-8Mas agora, enfim, a terra toda está sossegada e em descanso! Todo o mundo começa a cantar! Até as árvores dos bosques -as faias e os cedros do Lebanon- cantam assim com alegria: "Desde que tu caíste, jamais ninguém nos incomoda. Até que enfim, estamos em paz!" 9Os habitantes do inferno juntam-se em magotes para te receberem quando entrares nos seus domínios. Lá estão entre eles grandes chefes mundiais, e poderosos governantes, que vieram esperar-te. 10E todos à uma chorarão em voz alta: "Também te tornaste em nada, tal como nós!" 11A tua força e o teu poder desapareceram; foi tudo enterrado contigo. Cessou de vez a bela música dos teus palácios. Agora, são os bichinhos da terra o teu lençol; os vermes são o cobertor com que te tapas! 12-14Como caíste do Céu, ó Filho da Alva - 'cocáv' (est-ela) matinal! Como foste lançado por terra, tu que te atiravas com força contra as nações do mundo. Dizias no teu íntimo: "Hei-de subir aos céus e mandar nos mensageiros. Ascenderei ao mais alto trono. Governarei a partir do monte da assembleia, lá para as bandas do norte. Subirei aos mais altos céus e serei semelhante ao Altíssimo." 15Mas em vez disso serás levado para a cova do inferno, lá bem para as profundezas do abismo. 16-17Todos os que lá te virem, perguntarão espantados: "Então é este quem fazia tremer a terra e as nações do mundo? É este quem tudo arrasou e fez da terra um açougue; quem demoliu as grandes cidades, sem ter a mínima compaixão pelos prisioneiros?" 18-20Os reis, os grandes chefes das nações jazem, cada um deles, no seu pomposo mausoléu; mas quanto a ti, o teu corpo foi lançado para a sepultura como se fosse um pau seco que não presta. E ali está, de cova aberta, coberto com os cadáveres dos que foram mortos nos combates, tão desprezado como o corpo morto dum animal atropelado na estrada, pisado pelas rodas. Ninguém terá a ideia de te levantar qualquer momento, porque destruíste a tua nação, assassinaste o teu povo. Nunca o teu filho te sucederá como rei. 21Matem os filhos desse malvado. Não deixem que venham a levantar-se, a reconquistar a terra e a tornar a encher o mundo de cidades reconstruídas. 22Eu próprio me levantarei contra ele, diz o Altíssimo Supremo Criador, e tirarei aos seus filhos e aos seus netos toda e qualquer possibilidade de virem a ocupar o trono. 23Reduzirei Babilónia a uma terra desolada, cheia de porcos espinhos, de charcos fétidos e de pântanos insalubres. Varrerei aquela terra com a vassoura da destruição, diz o Altíssimo Supremo Criador,.


Ao estudarmos este texto com cautela, vamos chegar a conclusão extraordinária. Este é sem dúvida, um esclarecimento perfeito de como era o mundo no tempo em que o Querubim Ungido, o Filho da Alkva governava a terra, e também, o que exatamente aconteceu.

Trata-se de outro texto em que o Eterno usa o mesmo linguajar usado em Ezequiel 28. Isaias viveu por volta do sétimo século antes do Messias, enquanto que Ezequiel, por volta do quinto século. A grande preocupação destes profetas, assim como de outros, era o fato de saberem, pela revelação do Criador, que Yaoshorul seria destruías, e que a Babilônia seria o reino opressor. ULHIM então, usa este sentimento contrário a Babilônia e os leva a profetizar contra ela. Babilônia se transforma no símbolo do reino que se levanta contra o Altíssimo por causa de sua grandeza e formosura.

Como é impressionante a forma do Eterno falar através dos textos acima! O sentido literal se mescla com o sentido figurado, de forma sublime e grandiosa, dando-nos a prova de que o verdadeiro escritor da Bíblia é o Altíssimo, o Eterno Criador. Quando lemos estes textos e deixamos o Espírito Separado nos transportar para o mundo espiritual do Criador, parece-nos ouvir, o próprio Messias ensinando através de suas parábolas maravilhosas, que tinha o poder de explicar o literal usando um paralelo.

Como já vimos acima este é outro texto que jamais poderia estar endereçado a um homem comum. Sendo assim vamos analisá-lo no seu sentido profético endereçado a satã. Para tal vamos fazer como antes, estudando verso por verso e palavra por palavra.


Isaias14 3-5Nesse dia maravilhoso em que o Eterno Criador der ao seu povo descanso das tristezas e dos terrores, das prisões e cadeias, por que passaram, dirás assim do rei de Babilónia: Tirano! Até que enfim que desapareces, que recebeste o que há muito se esperava contra ti! O Altíssimo Criador quebrou o teu bastão de dominador, esmagou o teu poder malvado!

Dá-nos a entender prosseguindo, algo que vem depois. Alguma coisa este rei (Querubim Ungido) fez, que resultou em uma grande sentença. " Tirano! " palavra que define uma forma de governo que oprimia seus súditos. "Cidade dourada" define a grandeza do seu reino, sua pompa, sua riqueza, etc., "Acabou" define a forma com que este reino se findou, de forma drástica e terrível.

"Quebrantou". Apresenta a forma do Criador colocar este Querubim em seu devido lugar. "Bastão e Cetro", falam da autoridade de governo e domínio sobre a terra.

Isaias14 6Perseguiste o meu povo com os golpes contínuos da tua raiva odiosa, tiranizaste nações sob as tuas garras. Era insustentável a tua atrocidade! 7-8Mas agora, enfim, a terra toda está sossegada e em descanso! Todo o mundo começa a cantar! Até as árvores dos bosques -as faias e os cedros do Lebanon- cantam assim com alegria: "Desde que tu caíste, jamais ninguém nos incomoda. Até que enfim, estamos em paz!"

Este verso demonstra o tipo de governo que o Querubim Ungido estava realizado, depois do pecado. O seu povo era oprimido por ele. Porém, tratava-se de um povo que também havia se corrompido com o mal de seu líder, ao ponto de segui-lo em sua rebelião.

Este verso fala do período em que a terra, depois da destruição, agora, descansava, talvez já sob as águas, como relata o verso 2 de Gn 1. A palavra "DESCANSA" também pode ser traduzida por dorme, que é a expressão usada no Antigo Testamento para definir MORTE. Por este motivo é que se dizia. "FULANO DE TAL DESCANSA EM PAZ".

Repare como os mensageiros que não aderiram ao ato de rebelião, falam com Satir com um linguajar irônico. "Desde que tu (Satir) caíste ninguém (nenhum outro ser ) sobe (ao Céus) contra nós para nos cortar (como a Terça parte foi cortada).

Isaias14 9Os habitantes do sheol juntam-se em magotes para te receberem quando entrares nos seus domínios. Lá estão entre eles grandes chefes mundiais, e poderosos governantes, que vieram esperar-te. 10E todos à uma chorarão em voz alta: "Também te tornaste em nada, tal como nós!" 11A tua força e o teu poder desapareceram; foi tudo enterrado contigo. Cessou de vez a bela música dos teus palácios. Agora, são os bichinhos da terra o teu lençol; os vermes são o cobertor com que te tapas!

Fala exatamente do lugar para onde ele é lançado (O Sheol) - "Desperta dos Mortos", quando a terra de então é punida, os que habitavam nela são mortos. Entretanto, este texto dá a entender que estes mortos, despertaram, apenas de forma espiritual, e continuam agindo na terra mesmo sem os seus corpos. "PRÍNCIPES DA TERRA" LEMBRA OS PRINCIPADOS E POTESTADES DE QUE O APÓSTOLO Paulo nos fala em sua carta aos Efésios capítulo 6.12

(Ef 6.12 "pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes."

Repare que o texto fala de nações, povos que viviam sobre a terra, é bom lembrarmos que estamos falando de uma época em que o homem ainda não havia sido criado. Logo, que nações eram estas? Creio que aqui está a resposta para tantas indagações sobre o agir dos demônios. Note que havia já naquele tempo, uma divisão da terra por territórios, e cada um destes territórios, possuía o seu príncipe. No meu entender, o diabo usa cada demônio em seu respectivo lugar, da mesma forma que eles trabalham na liderança da Terra no passado. Desta forma satir, que não é onipresente sem tão pouco onisciente, pode Ter o controle de tudo o que está acontecendo sobre a face da Terra, através da telepatia, que é passada para ele por seus demônios, que por sua vez, estão no domínio dos tais lugares. Esta divisão é feita de acordo com cada nação, estado, cidade e bairros. Daí o porque de acontecer, sempre nos mesmos lugares determinadas coisas. Por exemplo: a idolatria domina em alguns lugares, já em outros lugares a promiscuidade sexual e assim por diante; cada demônio age no seu território de acordo com as características que lhes são impostas pelo seu líder. Creio que é por isso que a Bíblia os chama de "PRINCIPADOS", por causa da forma de hierarquia e características de demônios com as quais eles se organizam.

"Também te tornaste em nada, tal como nós!" 11A tua força e o teu poder desapareceram; foi tudo enterrado contigo.

Note o diálogo terrível entre os derrotados, quando se lembram do temo em que eram seres gloriosos e que agora, se acham destituídos da glória do Criador. Repare que este diálogo acontece no passado.. Acontece no exato momento da destruição, quando eles se espantam ao ver o seu líder também destituído como eles. É como que uma cobrança ao grande culpado de tudo - "VOCÊ ESTÁ VENDO O QUE FOI ARRANJAR, E AGORA?" (parafraseando)

Cessou de vez a bela música dos teus palácios. Agora, são os bichinhos da terra o teu lençol; os vermes são o cobertor com que te tapas!

Repare que na sua queda ele leva consigo a sua música. Por este motivo, vemos ainda hoje, o seu grande interesse em fazer com que o homem o adore também na música. Não seria por este motivo que nos cultos satânicos, os demônios se apoderam dos corpos dos seus súditos humanos, para que possam cantar e dançar e só assim, sentirem algum tipo de prazer? Compare no texto, como é grande o seu interesse por TAMBORES.

Novamente o texto faz menção a grande derrota e punição do Querubim Ungido. Não obstante, repare como aparece a palavra "bicho". Note estes referidos BICHOS que estavam debaixo (sob o seu comando) se estenderam (significa que não desapareceram, porém estão sempre a sua volta)

Repare que aparecem algumas classes distintas de seres, nos textos acima. Aparecem: PRÍNCIPES, REIS, POVOS e agora, aparece BICHOS.

Como deveria ser a aparência física destes tais BICHOS? Eles não eram como o cachorro ou o cavalo ou outro animal que conhecemos normalmente ao nosso redor, por um único motivo. ESTA ERA UMA ÉPOCA ANTERIOR AO VERSO 2 DE GÊNESIS 1. A fauna é a flora que conhecemos hoje ainda não existiam.

Que animais seriam estes que viveram entre o verso 1 e o 2 de Gênesis? Estes "bichos" viveram sobre a Terra antes mesmo do Eterno criar a LUZ no verso 3? Que luz brilhava sobre eles e, de repente se apagou?


Continua
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Ter 28 Abr 2009, 21:49

DETALHES DA GRANDE QUEDA

Isaias14 12-14Como caíste do Céu, ó Lúcifer - 'cocáv' (est-ela) matinal! Como foste lançado por terra, tu que te atiravas com força contra as nações do mundo. Dizias no teu íntimo: "Hei-de subir aos shua-ólmayao e mandar nos mensageiros. Ascenderei ao mais alto trono. Governarei a partir do monte da assembleia, lá para as bandas do norte. Subirei aos mais altos Céus e serei semelhante ao Altíssimo."

"Como caíste do Céu". Refere-se a sua desonra, humilhação. "Estrela da manhã, filha da alva". Este era o grande título de Satir, pois quem brilhava sobre a terra era ele. Mas, mesmo assim a sua posição era definida na palavra filho, que significa: aquele que foi gerado. Se ele era filho da alva, seu pai era a própria alva. A grande diferença é que um é o CRIADOR e o outro, a CRIATURA. Se a Bíblia nos diz que o Messias é a ESTRELA DA MANHÃ, E A VERDADEIRA ESTRELA DA ALVA, podemos então, chegar fácil ao entendimento: o Messias É A PRÓPRIA ALVA, o que o qualifica como CRIADOR, porém satir, é a filha da alva, o que o qualifica como CRIATURA.

"Tu que debilitava as nações" - Debilitar - tornar débil. Fala da sua grande autoridade. "Nações" fala de vida organizada, civilização, alguém vivia sobre a terra que não eram os mensageiros e tão pouco, os homens..

Dizias no teu íntimo: "Hei-de subir aos Céus e mandar nos mensageiros. Ascenderei ao mais alto trono.

"Eu subirei ao Céu". Repare que ele não estava no Céu do Eterno, daí o desejo de subir. Quem sobe, sobe para um lugar onde não estava. Logo entendemos que, embora satir tivesse a liberdade de ir e vir, o seu habitat era na terra, daí o grande desejo de subir.

"Acima das estrelas do Eterno Criador". Ele queria subir, e não apenas subir, mas tomar o domínio, estabelecer o seu trono, que era na terra, no Céu. E não só no Céu, mas acima das estrelas do Eterno. Estrela neste texto são tipologia dos mensageiros. Ele, além de reinar sobre a terra, queria reinar também sobre os mensageiros, e acima do Eterno.

Se as estrelas eram os MENSAGEIROS, e eles não reinava sobre eles, então, sobre que ele reinava?

Resposta: Sobre as criaturas da Terra, ou seja, os seres que hoje chamamos de DEMÔNIOS seres que hoje não possuem corpos, mas que naquela época, possuíam

Mas como os Demônios perderam os seus corpos?

Resposta: Sobre este assunto falaremos mais adiante.

"Monte da congregação". Note aqui uma outra referencia ao monte do Eterno, este texto é escrito por Isaias no século VII Antes do Ungido. Assim como falamos na análise do texto de Ezequiel 28., satir desejava possuir também o monte. O DÍZIMO DO ETERNO NA TERRA, mesmo sendo o dono de todo o Reino.

Subirei aos mais altos Céus e serei semelhante ao Altíssimo."

Mais uma menção é feita ao seu desejo de subir ao Céu. Ele, simplesmente não se conformava em reinar somente sobre o universo físico, não aceitava que os limites de seu reino fossem apenas o primeiro Céu. Seu desejo maior era conquistar o Universo espiritual.

"E serei semelhante ao Altíssimo". A palavra Altíssimo aqui usada é a mesma que aparece no Salmo 91 (Ulyonim) e em outras passagens correlatas, quando o autor sagrado se refere ao Messias como sendo uma verdadeira fortaleza e esconderijo seguro para aqueles que o aceitam. Isto nos leva a crer que a inveja no coração do Querubim Ungido da Guarda, era exatamente contra o Messias (Compare com o verso 12). A palavra Altíssimo, também quer dizer soberano sobre todos, ou Governante dos Governantes, que também é uma alusão a pessoa do Messias. O Grande anseio de satã era ser maior que o Messias Salvador, o empregado, querendo ser maior que seu patrão. Por este motivo compreendemos melhor o texto de Lucas 4.1-13

Quando satã usa sua perspicácia contra o Messias em forma de tentação. O mais impressionante, é que vemos com nítida clareza, a soberania do Messias, que em nenhum momento perde a linha, nem sua realiza. Repare ma resposta dada pelo Messias em Mt 16.23 "Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não estás pensando nas coisas que são do Eterno, mas sim nas que são dos homens." Ele o repreende mas não perde a linha. "Para traz de mi, satã, que me serve de escânda-lo; porque não compreende as coisas que são do Eterno. (Ele nunca compreendeu).

Isaias1415Mas em vez disso serás levado para a cova do inferno, lá bem para as profundezas do abismo. 16-17Todos os que lá te virem, perguntarão espantados: "Então é este quem fazia tremer a terra e as nações do mundo? É este quem tudo arrasou e fez da terra um açougue; quem demoliu as grandes cidades, sem ter a mínima compaixão pelos prisioneiros?" 18-20Os reis, os grandes chefes das nações jazem, cada um deles, no seu pomposo mausoléu; mas quanto a ti, o teu corpo foi lançado para a sepultura como se fosse um pau seco que não presta. E ali está, de cova aberta, coberto com os cadáveres dos que foram mortos nos combates, tão desprezado como o corpo morto dum animal atropelado na estrada, pisado pelas rodas. Ninguém terá a ideia de te levantar qualquer momento, porque destruíste a tua nação, assassinaste o teu povo. Nunca o teu filho te sucederá como rei

Mais uma vez o autor sagrado, faz menção e punição.

Repare neste texto as seguintes expressões. "Estremecer a terra". Mas uma prova de que sua atividade de reinado esta ligada com a terra, e que ela estremecia, dando a entender o punho de ferro com que o Querubim Ungido a governava. "Tremer os reinos.” Note que a terra, já naquela época, era bem organizada e dividida entre nações. O que demonstra uma civilização distinta e completa. Seres, não humanos pois o homem ainda não havia sido criado, mas que se organizava entre si. Creio que é desta forma que satir domina o mundo hoje. Cada demônio é responsável por uma parte da Terra. (como já explicamos ). Sobre demônio falaremos mas adiante.

"CIDADES e "CASAS". Era uma civilização perfeitamente comum. Como deveriam ser aquelas cidades e casas? É bom que saibamos que, embora aquela civilização tivesse características como a nossa, eles não eram humanos. Suas casas poderiam não ser, e creio que não o eram, nada parecidas com as nossas. Elas não tinham coisas como: tijolos, tinta na parede, se é que tinham paredes, será? Não podemos pensar em casas com sofá no meio da sala em frente a Televisão, etc,. Volto a dizer, eles não eram humanos, porém eram seres inteligentes. Não sabemos também, como era o aspecto físico destes seres. Se tinham mãos com cinco dedos ou ainda cabelos ou unhas nas pontas dos dedos. Só sabemos que eles viviam ali, em uma civilização pré-adâmica que os cientistas chamam de pré-história. Seres pré-históricos vivendo em uma era pré-histórica. Fascinante e incrível não?

"Cativos". Esta é uma palavra que define bem o final do governo do Querubim Ungido, quando já o seu caráter estava afetado. Define também a situação do povo, pois uma nação em que o governo é bom e o povo aceita bem o seu líder, os índices de contravenção se reduzem a quase zero. Temos prova disto aqui mesmo no Brasil, em algumas cidades do interior, onde existem delegacias cujas prisões estão vazias. Se isso é possível a um governo humano, como não seria possível no governo de um Ser Perfeito? Se ele não estava conseguindo isto era porque já não estava mais vivendo a plenitude da Glória do Eterno. Seu governo passou a ser corrompido, ditador, injusto, implacável e cruel.

Continua
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Ter 28 Abr 2009, 21:50

Concluimos

O JULGAMENTO DO QUERUBIM UNGIDO


Ezequiel 31 1No dia vinte e um de Junho, do décimo primeiro ano do cativeiro do rei Yaocan-YÁOHU, recebi esta palavra do Eterno Criador: 2-3Homem mortal, diz o seguinte a Faráo, rei do Egipto, e a todo o seu povo:

Vemos nestes versículos a mesma preocupação do Eterno com relação à soberba do Egito que se tornava orgulhoso e se identificava com o grande império assírio, quando dominava as nações da terra, mas, o orgulho a levou à destruição completa. E quando analisamos estes impérios e seus reis, concluímos então, que estamos diante de um texto com uma linguagem metafórica. Logo, estes reis são tipos de um rei cujo nome era O Querubim Ungido, o Filho da Alva.


1- Perdeu a comunhão com o Eterno Criador

3 Eis que o assírio era como um cedro do Líbano, de ramos formosos, de sombras ramagem e de alta estatura; e a sua copa estava entre os ramos espessos.
4 As águas nutriram-no, o abismo fê-lo crescer; as suas correntes corriam em torno da sua plantação; assim ele enviava os seus regatos a todas as árvores do campo.
5 Por isso se elevou a sua estatura sobre todas as árvores do campo, e se multiplicaram os seus ramos, e se alongaram as suas varas, por causa das muitas águas nas suas raízes.
6 Todas as aves do Céu se aninhavam nos seus ramos; e todos os animais do campo geravam debaixo dos seus ramos; e à sua sombra habitavam todos os grandes povos.
7 Assim era ele formoso na sua grandeza, na extensão dos seus ramos, porque a sua raiz estava junto às muitas águas.

Quando analisamos estes versículos, observamos logo a expressão "AS MUITAS ÁGUAS", que aparece como se fosse uma fonte geradora do qual O Querubim Ungido recebia poder, autoridade e sabedoria para liderar. Água, neste contexto é um tipo do Espírito Separado e também um tipo da Própria Palavra do Eterno Criador o que dá o sentido de obediência. Enquanto o Filho da Alva estava em contato com as águas (obediência à Palavra) ele tinha o comando nas mãos. O versículo sete na parte B relata que "a sua raiz estava junto ás muitas águas" dando com isso um perfeito perfil da harmonia que existia entre ele e o Espírito Separado, uma vez que a Palavra raiz indica base, alicerce e união.


2- Perdeu o controle sobre o Edem

8 Os cedros no jardim do Eterno Criador não o podiam esconder; as faias não igualavam os seus ramos, e os plátanos não eram como as suas varas; nenhuma árvore no jardim do Eterno se assemelhava a ele na sua formosura.
9 Formoso o fiz pela abundância dos seus ramos; de modo que tiveram inveja dele todas as árvores do Edem que havia no jardim do Eterno.

No início deste versículo, deparamos com a expressão "JARDIM DO ETERNO" expressão sinônima de jardim do Éden ou paraíso do Eterno onde podemos notar a presença de árvores diversas, dando-nos um deslumbre do paraíso uma vez que existindo árvores, existirá também flores, frutos, rios, cachoeiras, vales, montanhas, etc. Contudo o mais interessante é que vemos, neste jardim, todas as características do jardim do Éden de Adam. Todavia, ele mesmo não aparece. Isso nos leva a crer que este era um outro jardim, porém, aqui mesmo, na mesma terra.

NOTE que estas árvores têm características muito interessantes e embora o texto use a palavra "árvore", os adjetivos dados a elas as colocam em um patamar muito acima de simples árvores. O texto atribui a elas sentimentos, pensamentos, capacidade de ação e etc., e nos leva a entender que estas não eram árvores, no sentido literal da palavra, mas, seres inteligentes. Seja o porque: "NÃO TINHAM RIVALIDADE" o que da a idéia de funções distintas entre elas porem, sem disputa ou competição. "Não havia igualdade" todas as outras árvores eram inferiores a ele, mas mesmo assim não se incomodavam. Elas o respeitavam.

São várias as árvores, porém cada uma com um nome diferente, um formato diferente e uma categoria diferente. Cada uma segundo a sua espécie.

REPENTINAMENTE o texto nos mostra algo completamente diferente no caráter das árvores: "Surge a inveja" Por que motivo? A resposta logo vem no verso 10.

3- Foi rebaixado do posto de Querubim Ungido

10 Portanto assim diz o Eterno Criador: Como se elevou na sua estatura, e se levantou a sua copa no meio dos espessos ramos, e o seu coração se ufanava da sua altura,

Ele se elevou e se exaltou e levou com ele aqueles que estavam a sua volta. Todos se corromperam e passam a pensar e agir como ele. Por este motivo chega a sentença do Eterno Criador.

11 eu o entregarei na mão da mais poderosa das nações, que lhe dará o tratamento merecido. Eu já o lancei fora.

O Filho da Alva, o Querubim Ungido é entregue a mais poderosa das nações o que é um dos tipos do Céu, também pode ser um dos tipos de Yaoshorul, e ainda pode ser um dos tipos da Igreja. Todos estes três antitipos se enquadram bem neste texto, e dão significado ao contexto. Por este motivo é que está registrado. (Ap 12:4 "a sua cauda levava após si a terça parte das estrelas do Céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que estava para dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe devorasse o filho." Ap 12.7 "Então houve guerra no Céu: Mykhaul e os seus mensageiros batalhavam contra o dragão. E o dragão e os seus mensageiros batalhavam,") Quando o Filho da Alva pecou, o Eterno o rebaixa e, ao mesmo tempo elege um destacamento de seres celestiais comandados pelo arcanjo Mykhaul, e os colocam para fora da Gloria e majestade do Céu.

4- Seus seguidores são punidos

12 Estrangeiros, da mais terrível das nações, o cortarão, e o deixarão; cairão os seus ramos sobre os montes e por todos os vales, e os seus renovos serão quebrados junto a todas as correntes da terra; e todos os povos da terra se retirarão da sua sombra, e o deixarão.
13 Todas as aves do céus habitarão sobre a sua ruína, e todos os animais do campo estarão sobre os seus ramos;
14 para que nenhuma de todas as árvores junto às águas se exalte na sua estatura, nem levante a sua copa no meio dos ramos espessos, nem se levantem na sua altura os seus poderosos, sim, todos os que bebem água; porque todos eles estão entregues à morte, até as partes inferiores da terra, no meio dos filhos dos homens, juntamente com os que descem a cova.

Fala da penalidade imposta a ele e aos seus seguidores.
O Eterno agora determina que nunca mais o mesmo aconteceria com qualquer outro mensageiro querubim ou qualquer outra espécie de seres celestiais, para que o que aconteceu ao Filho da Alva, nunca mais se repita.

15 Assim diz o Eterno Criador: No dia em que ele desceu ao Sheol, fiz eu que houvesse luto; cobri o abismo, por sua causa, e retive as suas correntes, e detiveram-se as grandes águas; e fiz que o Líbano o pranteasse; e todas as árvores do campo por causa dele desfaleceram.

A- São cobertos de trevas, escuridão

"Passou para o além". Esta expressão nos fala da forma de punição recebida pelo diabo e seus seguidores que, neste caso não são os mensageiros decaídos (explicaremos esta diferença mais tarde), mas as "árvores" que viviam com ele na terra. Note que o próprio Eterno fala de luto (escuro que também pode ser traduzido por trevas ou ainda caótica). Por causa do Filho da Alva, a terra é completamente coberta com correntes de muitas águas. "O Líbano de preto", novamente nos fala das trevas que cobriram a terra. A Terra torna-se caótica e vasia, cobberta de águas.

B- Seus copos são lançados na sepultura.

"O ALÉM" em algumas versões, a palavra hebraica "Queber" é traduzida aqui erradamente por inferno "Sheol". Queber no seu sentido original quer dizer sepultura, cova, poço. Quando comparamos Ez 31.15 com Gn 42.38 (sepultura) "Ele porém disse: Não descerá meu filho convosco; porquanto o seu irmão é morto, e só ele ficou. Se lhe suceder algum desastre pelo caminho em que fordes, fareis descer minhas cãs com tristeza ao Sheol.", Is 14.11 (cova) " Está derrubada até o Sheol a tua pompa, o som dos teus alaúdes; os bichinhos debaixo de ti se estendem e os bichos te cobrem." , Is 14.18 (túmulo) "Todos os reis das nações, todos eles, dormem com gloria, cada um no seu túmulo.", Is 14.19 (sepultura) " Mas tu és lançado da tua sepultura, como um renovo abominável, coberto de mortos atravessados a espada, como os que descem às pedras da cova, como cadáver pisado aos pés.", chegamos a conclusão de que a punição dada pelo Altíssimo aos habitantes da terra, que se perderam com o Filho da Alva, foi descer a sepultura. Ou seja, perderam seus corpos. Comentaremos mais sobre este assunto mais a frente.


C- Foram todos lançados na terra

16 Farei tremer as nações ao som da sua queda, quando o fizer descer ao Sheol juntamente com os que descem à cova; e todas as árvores do Edem a flor e o melhor do Líbano, todas as que bebem águas, se consolarão nas partes inferiores da terra;

"Som de sua queda" da a idéia de cataclismo um tremor de terra. A ciência confirma a idéia de "SOM", pois, segundo eles existe no universo evidencia de um "ECO", que até hoje pode ser ouvido, através de aparelhagem adequada. Este assunto é tão importante que chegou a ser matéria para um dos programas de maior audiência da Rede Globo de televisão, chamado FANTÁSTICO.

D- Uma classe de seres diferente dos mensageiros

"Passar para o além com os que descem á cova". Tudo indica que estes que desceram à cova (sepultura ou seio da terra do hebraico Queber que significa poço, cova) não foram punidos da mesma forma que os mensageiros caídos que foram lançados no abismo da escuridão, (Sobre isto, comentaremos mais a frente). Esta é uma punição diferente. O que leva a crer que eram tipos de seres diferentes dos mensageiros. Segundo este argumento, havia já naquela época duas classes de vidas, os mensageiros, e os seres que habitam a terra quando o Filho da Alva governava. Os mensageiros foram presos no grande abismo, enquanto que os terráqueos da época foram colocados em covas no seio da terra. Exatamente como nós os fazemos hoje com aqueles que morrem.

E- Receberam o juízo do Eterno Criador.

17 também juntamente com ele descerão ao Sheol, ajuntar-se aos que foram mortos à espada; sim, aos que foram seu braço, e que habitavam à sua sombra no meio das nações.

Novamente aparece a palavra ALÉM e novamente o texto se refere aos que estavam com ele na terra REPARE a expressão "TRASPASSADOS A ESPADA". Que vem demonstrar o castigo e a punição do Eterno. Espada aqui significa sentença ou juízo. "Os que foram o seu braço e os que estavam assentados à sombra" são expressões que falam dos seus comandados.

OBSERVAÇÃO: É bom que saibamos, o Filho da Alva não comandava os Céu mas a terra e por esse motivo o seu pecado só afeta a terra, tornando-a sem forma e vazia.

18 A quem, pois, és semelhante em gloria e em grandeza entre as árvores do Éden? Todavia serás precipitado juntamente com as árvores do Éden às partes inferiores da terra; no meio dos incircuncisos jazerás com os que foram mortos à espada: este é Faraó e toda a sua multidão, diz o Altíssimo Eterno Criador..

De quem você leitor, acha que o Eterno está falando? Quem seria este Faraó em evidência? Só pode ser uma pessoa. Você não acha?

A terra tornou-se caótica, ficou sem forma e vazia, coberta de trevas.
avatar
Rondinelly
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 312
Idade : 40
Cidade/Estado : Águas Claras/DF
Religião : Cristã
Igreja : Católica Apostólica Romana
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 244
Data de inscrição : 11/02/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Rondinelly em Sab 02 Maio 2009, 20:16

Bruno, creio que a questão não deve ser tão simples. Você disse:

Rondinelly,

O meu entendimento de D-us querer e não impedir é o mesmo, neste caso!

Pois Ele criou o homem sabendo que ele iria pecar, aí a grande pergunta, então se Ele não quisesse que o pecado entrasse no mundo, não permitiria, entende? Logo se Ele permitiu, foi porque Ele quis, de forma que o Nome DEle seja MAIS glorificado, pois estamos aqui para a Glória DEle e não por nós mesmos.


Mas então o problema do mal cairá em Deus e a sua vontade. Se Deus quis que o pecado entrasse no mundo, também quis que todas as suas consequências entrassem também. Não digo pelas eras passadas, mas se tiramos o exemplo dos tempos atuais, Deus quis que milhões de pessoas morressem de fome na África? Deus quis que centenas de crianças morressem nas disputas entre israelenses e palestinos?

Creio que dizer que Deus quis que o pecado entrasse no mundo, é o mesmo que dizer que o pecado existe pela vontade de Deus. Deus seria, então, responsável pelo mal?

Então dizemos que existe uma vontade chamada de "vontade permissiva". Vi um texto de um pastor que dá um bom exemplo:

II – Vontade Permissiva de Deus

Como podemos entender a Vontade Permissiva do Senhor? Bom, um dos exemplos mais claros é o do profeta Balaão. A Bíblia nos apresenta Balaão como um profeta e não diz que ele é falso, mas que é "ganancioso". A sua ganância pelas riquezas deste mundo fizeram dele um profeta insensato. E isso levou-o a uma ruína completa.

O relato do que aconteceu com esse profeta insensato está no livro de Números, Capítulos 22 ao 24. O que podemos observar é que Balaque, pressionado pelo medo de Israel, envia mensageiros a Balaão para que esse viesse amaldiçoar a Israel, a fim de ter condições de destruí-lo. Desta forma, Balaque envia juntamente com os mensageiros, quantidade de ouro e prata para seduzí-lo. Parece que Balaque já conhecia Balaão. Quando os mensageiros chegaram a Balaão e deram o recado, Balaão pediu que eles esperassem um momento até que ele consultasse ao Senhor para saber se ele poderia ir amaldiçoar Seu povo. Ora, que insensatez! Balaão queria pedir permissão a Deus para amaldiçoar Seu próprio povo!! O que estava acontecendo com Balaão naquele momento? Podemos notar que ele tinha ficado cego pelo desejo daquele ouro de Balaque. Sim, assim ele foi consultar ao Senhor. Vendo a questão por outro lado, podemos ver também que Balaão estava querendo fazer algo que a Palavra de Deus condenava. O Senhor já havia abençoado a Israel e não poderia amaldiçoá-lo. E também era claro que não se podia abençoar o que Deus havia amaldiçoado. Isso nos leva a ver claramente que é um erro tremendo abençoar o que Deus amaldiçoou. Um exemplo para esclarecer: o Senhor já amaldiçoou o jogo desigual. Como alguém pode ainda consultar o Senhor para ver se ele aprova? É o caso de pessoas cristãs consultando o Senhor para ver se ele permite o namoro com pessoas não cristãs. Parece o mesmo espírito de Balaão.

Mas, prosseguindo, o que aconteceu? Ora, o Senhor respondeu a Balaão muito claramente: você não pode ir com esses homens para amaldiçoar meu povo. Aí, Balaão volta aos homens e diz que ele não poderia ir porque o Senhor não o permitiu. Balaão deveria ter entendido que essa era a Vontade Perfeita de Deus. Ele não poderia contraria Sua própria Palavra. Assim, os homens voltam a Balaque e este envia de novo mais príncipes com mais presentes para chamar Balaão. Se Balaão tivesse um coração perfeito diante do Senhor, ele teria dito: "não posso ir, pois a Vontade Perfeita do Senhor é que eu não vá. Não posso amaldiçoar o que Deus abençoou". Mas, pelo contrário, ele disse aos homens: esperem aqui para eu vá ver o que o Senhor me dirá. Em outras palavras, ele disse: espere para que eu possa ver se o Senhor mudou de idéia, ou de Palavra. Devemos saber que o Senhor não muda (Malaquias 3:10). O que ele chamou de pecado há 2000 anos atrás, Ele continua chamando hoje. Mas Balaão não tinha esse entendimento. Foi de novo consultar o Senhor. Então, o Senhor manifestou Sua Vontade Permissiva. Disse: "vai Balaão, mas dirás somente o que eu te disser". Essa era a Vontade Permissiva do Senhor. Por causa da insistência de Balaão, o Senhor permitiu sua ida, embora essa não fosse Sua Vontade Perfeita.

Deus sabia que Adão iria pecar, e assim o permitiu, pois Adão possuía a plenitude do livre-arbítrio para escolher entre a oferta da serpente.
avatar
Pereira
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1100
Idade : 55
Cidade/Estado : Japeri/Rio de Janeiro
Religião : Evangelico
Igreja : Nao tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 3856
Data de inscrição : 18/04/2009

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Pereira em Dom 03 Maio 2009, 20:40

Amados,

Com certeza O Altíssimo não só sabia como fez o homem (o primeiro Adão) para pecar. Somente assim o segundo Adão poderia vir e aniquilar o pacado.

Lembrem-se que o testemunho Bíblico é que o Messias é o cordeiro que foi morto ANTES DA FUNDAÇÃO DO MUNDo.

Denis
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 482
Idade : 41
Cidade/Estado : Brasília
Religião : DF
Igreja : ...
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 452
Data de inscrição : 28/11/2008

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Denis em Seg 18 Maio 2009, 19:48

Este debate perdeu o foco !!!

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1694
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 38
Pontos de participação : 4082
Data de inscrição : 27/12/2008

Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Jefté em Ter 19 Maio 2009, 09:33

Irmãos

Deus jamais criou ou programou o homem para pecar!
Deus criou o homem (assim como todas as coisas) para a glória de Deus.
E o fez semelhante a Si mas deu-lhe o livre arbítrio.
Livre arbítrio - isso significa que o mandamento de não tocar na árvore do conhecimento do bem e do mal, era um mandamento, mas o homem tinha seu livre arbítrio, e o Senhor jamais o haveria de proibir pela força, ou com os anjos, como que privando o homem do seu livre árbítrio.
Ou seja, o Senhor criou um ser livre, à Sua semelhança.
E não estaria jamais manipulando-o invisivelmente para que fizesse uma ou outra coisa.
O Senhor sabia de tudo, sabia que o homem usaria seu livre arbítrio desobedecendo-O. Mas o Senhor quis criar um ser livre, e o fez.
E o homem por não conhecer o mal nem a mentira, diante da palavra do Senhor, convinha, ao meu ver a total obediência de: "Não coma desta árvore, nem toque nela, para que não morrais".
E o Senhor ao expressar ao ser humano sua ordem e sua palavra para que a cumprisse não o privaria da liberdade.
E mesmo sabendo que o Diabo era um ser astuto, o Deus soberando que a nada teme (mas que os demônios o crêem e estremecem), deu ao homem o seu mandamento mas também a sua liberdade.
O Deus de amor, que jamais mente, deu ao homem tudo o que é bom: a vida, o livre arbítrio, e um só mandamento na qual envolvia a sua escolha, a vida ou a morte; o homem desobedeceu.
O resultado já sabemos: o pecado, a morte, a dor, o sofrimento e a perdição eterna; e o Senhor inquiriu severamente do homem o por quê da desobediência.
E ainda no Eden deu sua promessa de que da mulher ele suscitaria uma semente que haveria de ferir a cabeça de Satanás, embora Satanás a ferisse no calcanhar.
Então veio nosso Senhor: "Por que Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna".

Conteúdo patrocinado

Re: Calvinistas, defendam-se!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sab 18 Nov 2017, 23:10