F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Compartilhe

Luiz da Rocha
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Número de Mensagens : 157
Data de inscrição : 18/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Luiz da Rocha em Ter 06 Jan 2015, 07:51

Diephe escreveu:Não entra na sua cabeça que ter "sábado estendido" não significa mudar a ordem do sétimo dia?

Eu acho estranho essa sua dificuldade em entender. No dia 29 era um Sábado, no calendário atual, dia 30 seria um domingo e dia 1 do mês seguinte seria uma segunda. Porém no calendário hebraico que estou exemplificando, o Lunar Bíblico utilizado por Moisés baseado nas passagens Bíblicas, o dia 30 seria uma Lua Nova, e o dia Primeiro também. No dia 2 do mês seguinte seria um Domingo. Entendeu agora? Ou seja, enquanto no calendário atual, o dia 2 seria uma terça-feira, nesse calendário Lunisolar Moisaco seria um Domingo. O Sábado desse calendário antigo não cairia no mesmo "dia" em que cai o sábado do calendário atual.

Diephe escreveu:Os judeus tinham vários shabats durante o ano que não eram ao sétimo dia... caíam em qualquer dia da semana.

Cite uma passagem Bíblica onde um feriado (com excessão do Yom Kippur, que cai no dia 10 do sétimo mês) não cai em um Sábado. (Sábado semanal seria todo dia 8, 15, 22 e 29). Ache um que não cai nesses dias, ou seja que não comece nesses dias e quando é prologando, uma semana, não termine nesses dias.


Diephe escreveu:Mesmo as igrejas, depois da destruição de Jerusalém , no ano 70, guardavam o sábado segundo o costume...

Dê uma olhada com calma e atenção no meu post sobre o Sábado nos evangelhos que vai reparar que são citados dois calendário em uso naquela época.

Diephe escreveu:mas sob qual calendário se eles passaram a ignorar o shabat nas nossas luas novas? Então discípulos e apóstolos mudaram a ordem dos dias?

Dependendo do for, quem mudou foi Deus mesmo.E eu já citei a passagem Bíblica sobre isso quando estava discutindo justamente sobre essas mudanças com o Prof. Azenilto. Alguns dos seus questionamentos já foram cobertos anteriormente.

Disse Daniel: Seja bendito o nome de Deus, de eternidade a eternidade, porque dele é a sabedoria e o poder; é ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis; ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes.
(Daniel 2:20-21 Almeida RA)

E se ele mudou, então não é o mesmo.

Diephe escreveu:Porque essa sua necessidade de teimar sobre mudança de ordens de dia?

O debate sobre calendários é de importância justamente para refutar a crença de que o calendário "judaico" atual é o mesmo que o antigo, e que suas datas são equivalentes, incluindo o sábado. Inclusive  é utilizado como propaganda que o mesmo sábado de hoje segue a ordem do sábado dos hebreus sob a Lei Mosaica. Sendo isso refutado. E dessa forma, ficaria claro que o q se segue hoje é apenas uma ordem conveniente de 7 dias no qual o sétimo arbitrariamente é tido com o Sábado de descanso, mesmo que na verdade, oficialmente, seja domingo.

Diephe escreveu:Esse é o único argumento que você tem para não guardar o sábado e por isso "briga de unhas e dentes"? Aí quer continuar com a consciência tranquila para não guardá-lo?

Porque existe essa mania de Ad Hominem aqui entre alguns participantes? Eu poderia replicar, será que você está me dizendo isso porque não tem nenhum argumento plausível e especialmente bíblico para refutar? 

Não acredito que haveria necessidade de participar de debates para me justificar sobre esse assunto, bastaria citar algumas passagens das Epistolas. Ou como alguns fazem distorcer uma ou outra coisa para me esconder debaixo.

Mas quem entra em debates poderia estar buscando enriquecimento. Ou mesmo batalhando contra ameaças e "teologias do medo" que são entendidas como nocivas contra os cristãos e o cristianismo no geral, não é verdade? Porque alguns Apóstolos mandavam cartas?

Entendo que é interessante um debate se ele servir para edificar, libertar, trazer embasamento, etc. E sobre o sábado, talvez eu guarde vários dias da mesma forma que vc guarda só o sábado. É uma possibilidade. O que é que você não faz no Sábado, não trabalha e não gasta dinheiro? Porque se gastar poderia estar se utilizando do trabalho dos outros no Sábado. É assim que vc guarda?


Prof. Azenilto escreveu:ao os discípulos convidarem a Cristo para permanecer com eles: “já declinou o dia”. Pronto, o dia de domingo (da Ressurreição) havia FINDADO

Esse pseudo-argumento já chegou vencido. Simplesmente porque no grego (e inclusive as traduções também assim corretamente o fazem) o verbo está na voz ativa. Do UBS:

ὅτι πρὸς ἑσπέραν ἐστὶν καὶ κέκλικεν
(Lucas 24:29 NA28-APP-Mounce)

UBS: verb, perfect, active, indicative, third person, singular


Ou seja:


porque é tarde, e o dia já declina
(Lucas 24:29 Almeida RA)

“ Stay with us, for it is toward evening and the day is now far spent.
(Lucas 24:29 ESV)

“Stay with us, for it is getting toward evening, and the day is now nearly over.
(Lucas 24:29 NASB)

Fiquem na Paz do Senhor!

Diephe
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Número de Mensagens : 450
Data de inscrição : 25/03/2013

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Diephe em Ter 06 Jan 2015, 08:36

Maria Madalena:

Pelo menos você entendeu aonde esses "outros" estão querendo chegar;

Faça-me um favor e explique para o Azenilto o que esses "outros" estão falando porque eu não acredito que ele não tenha entendido ainda. Eu "lavo as minhas mãos"...

Mas Maria me explique como é recriar "não matar" ou "não adulterar"...
Seria aquilo que você me falou anteriormente que o espírito vem e mostra o que fazer, e quando te perguntei como você provava o espírito, se era de Deus, você simplesmente disse que tinha que ter fé e ponto final?

Ou seja, antes de eu te dar uma resposta gostaria de entender melhor como é recriar Deus... sim porque Deus despreza uma coisa e você diz que Deus aboliu o ódio e a rejeição por essa coisa; em quem Deus se transformou para você?

Eu tenho que aguentar legalistas dizendo que creem em Cristo mas ao invés de seguir a Cristo seguem a Moisés; ai os evangélicos dizendo que seguem a Cristo mas na cara dura me dizem que Cristo não é Senhor de Nada? Você tem certeza que não falou isso? Eu tenho certeza que sim por Cristo disse centenas de vezes "aquele que me ama guarda os MEUS mandamentos", "AS MINHAS palavras são vida" "Quem cre em MINHAS palavras tem a vida eterna"; aí você vem e diz que Cristo era um mudo e não falou nada, não ensinou nada? Ou que Cristo aboliu suas próprias palavras ao morrer e ressuscitar?

Eu tenho 33 anos de estudos das Escrituras, crença em Deus e gosto por todas a coisas ligadas a Deus. Infelizmente eu posso dizer com 100% de convicção:
Eu não conheço uma pessoa viva que siga as palavras única e exclusivamente de Cristo.

Jorge Paulo Barbosa
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 211
Idade : 50
Cidade/Estado : Vila Velha - ES
Religião : CRISTÃ
Igreja : Adventista do 7º Dia
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 431
Data de inscrição : 28/02/2015

NÃO QUERO BRIGA. ISTO CANSA...

Mensagem por Jorge Paulo Barbosa em Dom 01 Mar 2015, 11:42

Independente do que pensam os participantes do fórum, É difícil compreender que 9 mandamentos tenham sua continuidade e 1 tenha perdido seu valor.
Não vejo isto no NT.

Quando João cita os que ficarão fora do reino de Deus em Apoc. 21: 8, não cita o primeiro mandamento, nem o quinto e por ai vai. Porém alguém se atreveria a dizer que qualquer pessoa que os transgrida passarão impunes no juízo?

Outra, mandamento não possui em sua natureza atribuição salvífico, mas de juízo. E isto, entre o homem e Deus.

Claramente, assassinos não entrarão no reino de Deus como diz o texto. Se obediência, como fruto da fé, não é importante, então as Escrituras é um compêndio de fábulas e o texto expressa uma mentira.

assassinato expressa rebelião contra o legislador que é Deus. Deus instituiu a regra, portanto, qualquer que o trangredir é pecador, réu de juíz e punição, pois está escrito em I João 3:4 - pecado é trangressão da lei.

A regra é clara.
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Seg 20 Abr 2015, 17:21


Olá, irmão Jorge Paulo

Aloha desde Kaunakakai, ilha de Molokai, HI (EUA)

Na verdade eu lancei uma pergunta tira-teima e só quem respondeu foi um adventista, o irmão Gilcimar. Ninguém “arriscou o pescoço” para dar uma resposta objetiva, específica, clara, concisa, ao ponto. . .

A pergunta, portanto, continua em pé:

* Qual dos preceitos do Decálogo não poderia enquadrar-se como “lei de Cristo”?

Lembrando que embora Paulo retoricamente fale que está agora “debaixo da lei de Cristo” (1  Cor. 9:21), ele não explica nada sobre o que está querendo dizer aí. Então, temos que pesquisar mais de seus escritos para definir que “lei de Cristo” é essa. Daí encontramos sua clara definição em Gál. 6:2: “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo”.

Pronto, está resolvido! A “lei de Cristo” é a da solidariedade humana, do “amor ao próximo”. Mas este mandamento da “regra áurea” não está sozinho. Jesus fala de outro “semelhante”, que é o do “amor a Deus de todo o coração”. São como irmãos gêmeos, mas um não existindo sem o outro.

E o do “amor a Deus” é PRIORITÁRIO, pois quem ama mais a pai, mãe, irmão, irmã do que a Cristo, Dele não é digno (Mat. 10:37). E em 1 João 5:2 é dito que para se amar legitimamente o semelhante tem-se que, primeiro, amar a Deus pois é daí que se reconhece o Pai universal.

Então, a pergunta é bem pertinente. Ei-la novamente:

* Qual dos preceitos do Decálogo não poderia enquadrar-se como “lei de Cristo”?

Abraços



Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1683
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4048
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Jefté em Seg 20 Abr 2015, 18:46

Olá Prof. Azenilto

* Qual dos preceitos do Decálogo não poderia enquadrar-se como “lei de Cristo”?

A guarda do sábado!
Esta lei não significa fazer mal.
Guardar um dia é um mandamento festivo, cerimonial, não implica em o mal fazer.
É uma cerimônia; não fazer obras ou fazer obras, como o trabalho, por exemplo não significa matar, roubar, danificar o seu próximo ou cobiçar seus pertences....
Por isso mesmo, os sacerdotes no Velho Testamento já quebrantavam esta mesma lei, do sábado fazendo no templo múltiplos trabalhos ficando SEM CULPA!

Aliás, Cristo muito bem explica isso em Mateus 12.
Mas quem diz que os adventistas irão concordar com aquilo que o Senhor deles e nosso afirma???
Isso é uma pena;
Cristo diz claramente ASSIM:
"Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa?
Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo."
(Mat. 12:5-6)

Então, podemos dizer: a lei continua a mesma: todos devem guardar os mandamentos; pois no amor, se guarda automaticamente todos os 9 mandamentos do decálogo, superando-os com a lei
Celestial - do amor.
Porém a guarda do sábado - que não significa fazer o mal 0 e que era isenta aos sacerdotes em plena lei ficando eles sem culpa alguma - permanece da mesma forma sendo cumprida no cristão, pois se eles, por serem sacerdotes e estarem no templo, quebrantavam o sábado ficando sem culpa.
Muito mais o cristão hoje, que é um sacerdote de Deus (enquanto o levita nem mais o é) e está n'Aquele que é INFINITAMENTE maior que o templo: Cristo!
Entendamos pois...

Um abraço!
avatar
Gilcimar
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2168
Idade : 36
Cidade/Estado : Cariacica , ES
Religião : Cristianismo
Igreja : Adventista do Sétimo Dia?
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 142
Pontos de participação : 5727
Data de inscrição : 10/03/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Gilcimar em Seg 20 Abr 2015, 19:26

Que Jesus afirma?

Ele afirma aquilo que você afirma?


Não vi isso nobre amigo....

Abraços..!
avatar
Vasuilvan
MODERADOR
MODERADOR

Status : no perfil, defina seu status.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3161
Idade : 47
Cidade/Estado : BRASÍLIA
Religião : CRISTÄO
Igreja : ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
País : BRASIL
Mensagens Curtidas : 139
Pontos de participação : 10390
Data de inscrição : 17/11/2011

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Vasuilvan em Seg 20 Abr 2015, 22:02

//////

  Olha, gostei muito da resposta do Jefté.  Direta ao ponto, assim como o Azenilto gosta.  Muitos ficaram receosos em responder pois não pretendiam ignorar tantos mandamentos importantes para a nossa santificação, sendo manchados somente pela falta de compreensão à cerca de um deles...

   Ainda que não concorde plenamente com o Jefté, mas penso que ele represente quase que a totalidade dos pensamentos não sabatistas...Mas o Jefté mantém uma posição que considero ainda mais louvável, pelo fato de não desconsiderar os outros 9 mandamentos como sendo santos, justos e bons...
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Ter 21 Abr 2015, 04:44


Olá, Jefté, pois você se complica todo diante da seguinte discussão que eu tenho apresentado por aí, e quero ver se pode refutá-la:

Lamentavelmente, dada a lavagem cerebral do dispensacionalismo dianenhumista, a grande massa no evangelicalismo contemporâneo IGNORA que faz parte da mais legítima tradição cristã que os 4 primeiros mandamentos tratam de nossos deveres para com Deus, e os 6 últimos, idem quanto ao próximo. É como consta dos documentos oficiais de luteranos, batistas, presbiterianos e anglicanos. Antes da Reforma Protestante já católicos e ortodoxos diziam basicamente o mesmo.

Quero que me respondam por que, sob o Novo Concerto, nossa expressão de amor a Deus sobre todas as coisas deve reduzir-se de 4 para 3 preceitos. Alguém tem resposta para isso?

Em Mat. 22:36-40 Jesus disse que TODA A LEI depende desses dois preceitos básicos--amor a Deus e amor ao próximo. Os anti-sabatistas estariam cobertos de razão se Ele tivesse dito—TODA A LEI, MENOS O PRECEITO DO SÁBADO. Mas não foi o que disse. . . Então, o sábado é um MANDAMENTO DE AMOR para todos os efeitos.

Pois é, no mandamento do sábado temos 4 expressões de amor—

a) de Deus para com o homem, concedendo-lhe esse tempo de descanso para benefício físico, mental, espiritual, familiar, social;

b) amor de Deus para com os animais de carga (“nem o teu boi, nem o teu jumento” deviam ser postos a trabalhar no sábado);

c) amor do homem para com Deus, respeitando-O como Criador de todas as coisas ao dedicar-lhe o “memorial da Criação”, que é o sábado -- Êxo. 20:11; cf. Sal. 111:2-4;

d) amor do homem para com o seu semelhante respeitando o seu direito do descanso físico, mental, e demais benefícios espirituais, sociais, familiares nesse dia (“nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva . .”).

Quero que me apontem qualquer outro mandamento do Decálogo que reúna tantas demonstrações de AMOR.

Sobre o “grande” argumento de Mat. 12:5, você se complica novamente à luz de Mat. 5:19. Jesus JAMAIS poderia insinuar qualquer desqualificação a um MÍNIMO mandamento, quanto mais a um dos MÁXIMOS, como era o sábado. Daí, sua teologia só pode ser cumprimento de Mat. 24:24. O genuíno Cristo profetizou que nos fins dos tempos haveria falsos cristos e falsos profetas. A palavra “profeta” não significa só predizer o futuro, como “proclamar”. Então, vem você aqui proclamar um estranho Cristo que desqualifica um dos mandamentos divinos, contradizendo-Se tremendamente com o que diz noutro local. Então é um “falso cristo”. Cuidado, amigo, saia disso, não banque o falso profeta aqui, promovendo esse falso cristo. . .

E veja esta pergunta do nosso questionário com 40 perguntas tira-teima sobre o tema da lei e do sábado, se não par dar-lhe resposta objetiva, específica, clara, concisa, ao ponto, pelo menos fica aí para REFLEXÃO:

* 23a. – Se em Mat. 12:5 Jesus está justificando a violação do sábado ao mencionar que os sacerdotes no sábado o violavam no templo e ficavam sem culpa, por que tal critério seria válido só de Seu tempo para cá, não se aplicando à época anterior de séculos e milênios, em que os sacerdotes também “violavam” o sábado e ficavam sem culpa?

- Obs.: Os israelitas foram punidos com o cativeiro babilônico pela violação do sábado (Jer. 17:21, 22, 27), mas, pela alegação levantada com base em Mat. 12:5 poderiam violá-lo então, já que os sacerdotes na época também “violavam” o sábado e ficavam sem culpa. Cristo ironiza Seus acusadores fazendo o argumento deles voltar-se contra eles mesmos. Ele utiliza a expressão “violavam” apenas retoricamente, pois tal “violação” limitava-se ao cumprimento de suas funções RELIGIOSAS, não se aplicando a atividades seculares. Ademais, os que usam tal argumento não sabem o que fazer com Mat. 5:19; 23:1-3 e João 15:10.


avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5086
Idade : 45
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 122
Pontos de participação : 10772
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Tzaruch em Ter 21 Abr 2015, 05:46

.

Olá Azenilto.

Azenilto escreveu:Quero que me apontem qualquer outro mandamento do Decálogo que reúna tantas demonstrações de AMOR.


Primeiro mostre você, onde no decálogo fala de amor ?


Visto que você posta sempre uma cópia das mesmas coisas, fica também uma cópia das respostas
que já foram dadas a isso que escreve.


Azenilto escreveu-
 a) de Deus para com o homem, concedendo-lhe esse tempo de descanso para benefício físico, mental, espiritual, familiar, social;
.
O mandamento do sábado foi dado ao povo, quando DEUS os provou para ver se andavam nos
seus mandamentos, ( e eles falharam).

Portanto, mandamento para homens NÃO SE APLICA A DEUS, logo não é uma expressão de AMOR,


Azenilto escreveu-
 b) amor de Deus para com os animais de carga (“nem o teu boi, nem o teu jumento” deviam ser postos a trabalhar no sábado);
.
Essa afirmação deve ser um sonho que alguém teve.

É um mandamento para os homens mas alguém o quer APLICAR a DEUS.


Também cada dia prepararás um novilho por sacrifício pelo pecado para as expiações,
e purificarás o altar, fazendo expiação sobre ele; e o ungirás para santificá-lo.

Êxodo 29:36

Com que então o mandamento do sábado é uma das 4 expressões de amor, e a expressão b)
é o amor de DEUS para com os animais de carga ???,,,, e o que será os sacrifícios dos animais
pelos pecados dos homens ??????


Será que DEUS ama o jumento, e depois manda sacrificar o novilho antes de chegar a boi ?

Que sentido de amor é este que está a propor ???

Será que os animais descansam ao sábado, porque 
é ao sábado que são sacrificados ?
 

Azenilto escreveu-
 c) amor do homem para com Deus, respeitando-O como Criador de todas as coisas ao dedicar-lhe o “memorial da Criação”, que é o sábado -- Êxo. 20:11; cf. Sal. 111:2-4;
.
E aconteceu ao sétimo dia,
que alguns do povo saíram para colher, mas não o acharam.
Então disse o SENHOR a Moisés:
Até quando recusareis guardar os meus mandamentos e as minhas leis?
Êxodo 16:27-28



Se o povo tivesse ficado no seu lugar no sétimo dia como DEUS tinha mandado
,,,, talvez não existisse
na lei de Moisés os mandamentos que MATAVAM, mas não, o povo foi procurar o maná e desobedeceu.

Realmente o sábado ainda é um memorial,,, á desobediência do povo quanto aos mandamentos de DEUS.

 
Azenilto escreveu-
 d) amor do homem para com o seu semelhante respeitando o seu direito do descanso físico,
mental, e demais benefícios espirituais, sociais, familiares nesse dia (“nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva . .”).
.
Guardar o sábado é amar ao próximo ?????  quem tem estas ideias ?

Tem benefícios espirituais ? onde é que isso está escrito ?,, quem inventou isto ?



Azenilto escreveu-
 Quero que me apontem qualquer outro mandamento do Decálogo que reúna tantas demonstrações de AMOR.
.
Você quer muita coisa,, e quer sempre o mesmo,,, ou seja, que lhe respondem ás suas dúvidas e questões,
e é sempre as mesmas coisas, que neste e em outros casos já tinha antes sido respondido.

Mas você faz de conta que não viu,,, e volta na volta posta o mesmo para outro usuário,,, só para
dar a sensação que respondeu alguma coisa,, quem for ler,,, é só perguntas sem nexo.

E quando não é perguntas que faz,,,, é como agora, fez afirmações sem sentido, PURA EISEGESE,
não diz daquilo que está escrito,, nem consegue provar se lhe pedirem.





.

Stanley K
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 757
Idade : 37
Cidade/Estado : Uberlândia - MG
Religião : Cristão
Igreja : Maranata
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 1815
Data de inscrição : 19/02/2015

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Stanley K em Ter 21 Abr 2015, 09:43

A paz do Senhor Jesus!

Obviamente o Jefté escreveu com razão.
Acontece que os adventistas não podem dar o braço a torcer em relação ao sábado irmãos.
Pensem comigo, veja o nome da denominação deles...

Há momentos em que realmente chega-se a conclusão de que debater isso com eles é perca de tempo. Me refiro a homens como o Vasuilvan que chegou a admitir que não considera cristão quem não guarde o sábado. Me admira muito o seu último post sobre isso. Mesmo assim ele quer admitir a razão do Jefté, mas não pode, pois do contrário precisa mudar de denominação. Esta denominação é baseada na guarda do sábado, é só ver o nome, se todos ASD aceitarem a verdade da superioridade da nova aliança em Cristo e reconhecer que não há mais obrigação para guardar o sábado, a denominação se extinguiria.

Sobre a pergunta do tópico, eu creio que o foco não é defender pontos da lei que permaneceram...todavia a dispensação dos tempos é a diferença. Em Cristo, até mesmo o que foi apontado pela lei de Deus (letra) que antes não era cumprido aos que se propunham a isso, agora em Cristo, se cumpre de acordo com os propósitos de Deus, em Espírito.
Ex: Jesus diz ao jovem rico, vai vende tudo que tem e me segue. E se ele fizesse, mas por impulso, empolgação ou mesmo barganha? É ai que entra a gritante diferença do relacionamento atual do homem com Deus, aquele que tem o Espírito e se submete as coisas do Espírito, faz por causa de Deus, em harmonia com os propósitos Dele, os outros mesmo que aparentemente bons ou amorosos, estando fora da obra, não serve pra nada.

Em Cristo, não significa que iremos descumprir leis de Deus, mas sim que Jesus tem autoridade para dizer faça isso ou aquilo mesmo em contraste com o que é ensinado nas leis. E fora deste contexto, é na carne, logo pecado.
Temos exemplos disso em Pedro quando o Espírito ordena matar e comer, a autoridade de Paulo ao dizer que não é necessário mais circuncidar-se, a mulher que mente para proteger os espias, Davi quando come os pães da proposição, Abraão quando despede seu filho, os israelitas quando matam os canaanitas, Oséias ao se casar com uma prostituta, a serpente no deserto que foi erguida para curar, e ainda muitos outros casos poderiam ser citados.

Graça e paz!

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1683
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4048
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Jefté em Ter 21 Abr 2015, 10:46

Prof. Azenilto

Ainda que se defenda o decálogo; e os seus quatro primeiros mandamentos quanto a Deus; esses nunca pesaram na consciência humana.
Este mandamento não lhes podia estar na consciência, os homens nunca puderam ver a Deus para lhe prestarem culto, ou pesar de consciência em O não reconhecer.

É por isso que diz Eclesiastes 3.11
"Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim."  

Tais mandamentos só podem ser obedecidos mediante a fé! Não existe outra maneira...
Mesmo que constavam nos 10 mandamentos; a quem a Deus não crê, ao incrédulo, eles eram não cumpríveis...
Digo os 3 primeiros mandamentos só são cumpridos pela fé; quanto a guarda do sábado é um mandamento cerimonial de descanso; e veio somente após Deus determinar e exigir tal guarda - e isso aos filhos de Israel, pós escravidão no Egito - e determinou-lhes que doravante guardassem também o sábado em memorial ao Senhor Deus de seus pais, que além de os libertar da dura escravidão, descansara no sábado da Criação; então, em memória a libertação e em memória ao descanso na Criação - os filhos de Israel deveriam doravante guardar o sábado - com pena de morte até se houvesse desobediência.

"Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o SENHOR teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o SENHOR teu Deus te ordenou que guardasses o dia de sábado." (Deut. 5:15)

avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Qua 22 Abr 2015, 03:28


Aloha, desde o Havaí, amigos e irmãos

Olá, JEFTÉ, eu recomendo que veja o que postamos  no outro tópico (http://forumevangelho.com.br/t4265p840-romanos-104-cristo-o-fim-da-lei), nos posts 851 e 852 que já refuta suas teses aqui.

Mas já que vem com aquele velho sofisma de que Deu. 5:15 é “prova” de que o sábado é só para Israel por causa do que é dito quanto à saída do povo do Egito, veja quão sem lógica é essa alegação:

TODOS OS MANDAMENTOS são indicados no contexto da saída do povo do Egito, não só o do sábado (ver a introdução do Decálogo ORIGINAL, como proferido por Deus, em Êxo. 20:1, 2). Muitos dos netos, bem como bisnetos e tataranetos dos que saíram do Egito NÃO SAÍRAM DO EGITO. . .E Jeremias, Isaías, Ezequiel, ou as santas mulheres que serviam a Cristo (Luc. 23:56) não saíram do Egito, no entanto o sábado se aplicava a eles todos. Também aos ESTRANGEIROS aos quais o sábado também se aplicaria se aceitassem o concerto divino com Israel (Isa. 56:2-7) que NÃO SAÍRAM DO EGITO. . .

A palavra “deuteronômio” significa REPETIÇÃO DA LEI, e foi em seu COMENTÁRIO SOBRE A LEI que Moisés acentua a lembrança TAMBÉM da saída da escravidão egípcia como motivo adicional para guardarem o sábado. Moisés não está querendo alterar o sentido da LEI DE DEUS que o próprio Senhor escreveu nas tábuas de pedra “e nada acrescentou” (Deu. 5:22).

Assim também podemos entender a questão no sentido espiritual--pela saída o Egito do pecado, graças ao chamado divino, observamos o sábado com mais alegria ainda, pois com isso se revelação só um “memorial da criação”, como um “memorial da redenção”.

E assim como Israel literal foi libertado da escravidão do Egito, o povo de Deus hoje foi libertado da escravidão do pecado (Rom. 6: 16-18).  Desta maneira, o sábado chega a ser, para o cristão, não só um monumento recordativo da criação, como também da nova criação à imagem de Deus em seu próprio coração e em sua própria mente (ver Deut. 5: 8').  Assim, o sábado chega a ser um “sinal” de santificação (Eze. 20:12); de redenção tanto quanto de criação. – SDA Bible Commentary, sobre Deuteronômio 5:15.

E que tal acrescentarmos outros importantes comentaristas bíblicos de diferentes denominações no que pensam a respeito?

Albert Barnes (presbiteriano)

“A exortação para observar o sábado e conceder tempo de descanso para servos (comparar com Êxo. 23: 12) tem por fito lembrar o povo de que eles também eram anteriormente eles próprios servos. A escravidão no Egito e a libertação da mesma não são determinados como fundamento para a instituição do sábado, que é de data muito mais antiga (ver Gên. 2: 3), mas serve como sugestão de motivos para a prática religiosa da instituição. O Êxodo foi uma entrada no descanso da labuta da casa da servidão”.



Adam Clarke (metodista) :


“O sábado tornou-se agora um duplo memorial da libertação bem como da criação, e isto explica a nova razão atribuída para a sua observância: ‘Portanto o Senhor, teu Deus, te ordenou que guardasses o dia de sábado’”.


Matthew Henry:

“A razão original para santificar o sábado, tirada de Deus descansar da obra da criação no sétimo dia, não está aqui mencionada. Embora isso sempre permaneça em vigor, não é a única razão. Aqui é tirado da libertação de Israel do Egito por que isso foi típico da nossa redenção por Jesus Cristo, em memória do que o sábado cristão devia ser observado”.



Keil and Delitzch (Sobre Êxo. 20:8-11) (famosos hebraístas):

“. . . quando Moisés recapitulou o decálogo, ele apresentou apenas o aspecto subjetivo de descanso ou refrigério (Deu. 5 :14-15), lembrando o povo, assim como em Êxo. 23: 12, de seu cativeiro no Egito e sua libertação pelo braço forte do Jeová, e em seguida, adicionando, “portanto, (para que tu te lembrastes desta libertação da escravidão) Jeová ordenou que guardasses o dia de sábado”. Isso não está em desacordo com a razão dada no verso presente [Êxo. 20:8], mas simplesmente dá destaque a um aspecto subjetivo, que foi peculiarmente adaptado para aquecer os corações do povo para a observância do sábado, e para tornar o descanso sabático caro ao povo, uma vez que servia para manter os israelitas constantemente no espírito do descanso que o Senhor lhes havia outorgado do trabalho escravo no Egito. Pois dar-lhes descanso de toda obra é a base da observância do sábado”.


Última edição por Prof. Azenilto G. Brito em Qua 22 Abr 2015, 03:55, editado 1 vez(es)
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Qua 22 Abr 2015, 03:44

Stanley K escreveu:A paz do Senhor Jesus!

Obviamente o Jefté escreveu com razão.
Acontece que os adventistas não podem dar o braço a torcer em relação ao sábado irmãos.
Pensem comigo, veja o nome da denominação deles...

Há momentos em que realmente chega-se a conclusão de que debater isso com eles é perca de tempo. Me refiro a homens como o Vasuilvan que chegou a admitir que não considera cristão quem não guarde o sábado. Me admira muito o seu último post sobre isso. Mesmo assim ele quer admitir a razão do Jefté, mas não pode, pois do contrário precisa mudar de denominação. Esta denominação é baseada na guarda do sábado, é só ver o nome, se todos ASD aceitarem a verdade da superioridade da nova aliança em Cristo e reconhecer que não há mais obrigação para guardar o sábado, a denominação se extinguiria.


Alô Stanley K

A mesma coisa que diz sobre os adventistas não darem o braço a torcer eu posso dizer de gente que foi submetida a essa verdadeira lavagem cerebral do dispensacionalismo no seu viés de Lei X Graça. Considero essa uma lavagem cerebral pior do que a da Torre de Vigia sobre seus adeptos, as “testemunhas de Jeová”, pelo número maior de adeptos.

Erra também em alegar que o sábado é a RAISON D'ÊTRE do adventismo. De modo algum, tanto que nossa ênfase sobre o tema da volta de Cristo é muito especial e nenhuma outra denominação a dá, que se iguale à IASD. E o fundamento de nossa fé é “Cristo, e esse crucificado”.

E o que o Jefté escreveu não tem razão, e provamos isso no meu quadro acima. Tanto que sua tese de estarmos agora na “dispensação da graça” que teria suplantado a “dispensação da lei” é a fonte do seu problema de entendimento da questão toda.

Veja bem, a promessa da Nova Aliança não é que ficamos dispensados de algum mandamento da lei, e sim de que Deus mesmo escreve as Suas leis nos corações e mentes dos que aceitam tal Nova Aliança (Heb. 8:6-10). E veja que, para desconsolo de muitos ensinadores bíblicos por aí, a passagem não diz que Deus escreve a “lei do amor”, nem a “lei do Espírito”, nem a “lei de Cristo”, nem a “lei da fé”, mas a MINHAS LEIS (de Deus). Claro que essas leis de Deus abrangeriam tudo isso--é do amor, da fé, do Espírito e de Cristo.

Agora, veja esta pergunta e tente respondê-la de modo objetivo, específico, claro, conciso, ao ponto:

* A passagem mais importante da Bíblia para tratar da transferência do Velho para o Novo Concerto é indiscutivelmente Heb. 8:6-10. E onde é dito nela que no processo de escrever o que é tratado como “Minhas leis” (de Deus), nos corações e mentes dos seguidores de Cristo Ele, a) deixa de fora o preceito do sábado; b) mantém esse preceito, mas transferindo a santidade do 7o. para o 1o. dia da semana; c) deixa esse suposto novo dia de observância à base de um “domingão do crentão”, nele se podendo comprar, vender, ver o esporte no estádio ou na TV; OU, d) deixa a questão do dia de observância como uma prática vaga, voluntária e variável, que se ajusta aos interesses ou conveniências do crente (ou do seu empregador)?

E para saber mais sobre essa lamentável teologia dispensacionalista dianenhumista e suas reais e negras origens, veja aqui mesmo, neste Fórum, onde colocamos gente do maior gabarito, DA PRÓPRIA GREI EVANGÉLICA, falando a respeito com autoridade e clareza:


avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5086
Idade : 45
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 122
Pontos de participação : 10772
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Tzaruch em Sex 24 Abr 2015, 05:56

.

Olá Azenilto.

Azenilto escreveu:Quero que me apontem qualquer outro mandamento do Decálogo que reúna tantas demonstrações de AMOR.


Primeiro mostre você, onde no decálogo fala de amor ?


Visto que você posta sempre uma cópia das mesmas coisas, fica também uma cópia das respostas
que já foram dadas a isso que escreve.


Azenilto escreveu-
 a) de Deus para com o homem, concedendo-lhe esse tempo de descanso para benefício físico, mental, espiritual, familiar, social;
.
O mandamento do sábado foi dado ao povo, quando DEUS os provou para ver se andavam nos
seus mandamentos, ( e eles falharam).

Portanto, mandamento para homens NÃO SE APLICA A DEUS, logo não é uma expressão de AMOR,


Azenilto escreveu-
 b) amor de Deus para com os animais de carga (“nem o teu boi, nem o teu jumento” deviam ser postos a trabalhar no sábado);
.
Essa afirmação deve ser um sonho que alguém teve.

É um mandamento para os homens mas alguém o quer APLICAR a DEUS.


Também cada dia prepararás um novilho por sacrifício pelo pecado para as expiações,
e purificarás o altar, fazendo expiação sobre ele; e o ungirás para santificá-lo.

Êxodo 29:36

Com que então o mandamento do sábado é uma das 4 expressões de amor, e a expressão b)
é o amor de DEUS para com os animais de carga ???,,,, e o que será os sacrifícios dos animais
pelos pecados dos homens ??????


Será que DEUS ama o jumento, e depois manda sacrificar o novilho antes de chegar a boi ?

Que sentido de amor é este que está a propor ???

Será que os animais descansam ao sábado, porque 
é ao sábado que são sacrificados ?
 

Azenilto escreveu-
 c) amor do homem para com Deus, respeitando-O como Criador de todas as coisas ao dedicar-lhe o “memorial da Criação”, que é o sábado -- Êxo. 20:11; cf. Sal. 111:2-4;
.
E aconteceu ao sétimo dia,
que alguns do povo saíram para colher, mas não o acharam.
Então disse o SENHOR a Moisés:
Até quando recusareis guardar os meus mandamentos e as minhas leis?
Êxodo 16:27-28



Se o povo tivesse ficado no seu lugar no sétimo dia como DEUS tinha mandado
,,,, talvez não existisse
na lei de Moisés os mandamentos que MATAVAM, mas não, o povo foi procurar o maná e desobedeceu.

Realmente o sábado ainda é um memorial,,, á desobediência do povo quanto aos mandamentos de DEUS.

 
Azenilto escreveu-
 d) amor do homem para com o seu semelhante respeitando o seu direito do descanso físico,
mental, e demais benefícios espirituais, sociais, familiares nesse dia (“nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva . .”).
.
Guardar o sábado é amar ao próximo ?????  quem tem estas ideias ?

Tem benefícios espirituais ? onde é que isso está escrito ?,, quem inventou isto ?



Azenilto escreveu-
 Quero que me apontem qualquer outro mandamento do Decálogo que reúna tantas demonstrações de AMOR.
.
Você quer muita coisa,, e quer sempre o mesmo,,, ou seja, que lhe respondem ás suas dúvidas e questões,
e é sempre as mesmas coisas, que neste e em outros casos já tinha antes sido respondido.

Mas você faz de conta que não viu,,, e volta na volta posta o mesmo para outro usuário,,, só para
dar a sensação que respondeu alguma coisa,, quem for ler,,, é só perguntas sem nexo.

E quando não é perguntas que faz,,,, é como agora, fez afirmações sem sentido, PURA EISEGESE,
não diz daquilo que está escrito,, nem consegue provar se lhe pedirem.





.

Stanley K
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 757
Idade : 37
Cidade/Estado : Uberlândia - MG
Religião : Cristão
Igreja : Maranata
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 14
Pontos de participação : 1815
Data de inscrição : 19/02/2015

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Stanley K em Sex 24 Abr 2015, 21:27

Azenito a paz de Jesus!

Vc disse:

A mesma coisa que diz sobre os adventistas não darem o braço a torcer eu posso dizer de gente que foi submetida a essa verdadeira lavagem cerebral do dispensacionalismo no seu viés de Lei X Graça. Considero essa uma lavagem cerebral pior do que a da Torre de Vigia sobre seus adeptos, as “testemunhas de Jeová”, pelo número maior de adeptos.
Ok Azenito. Mas o ímpeto de suas palavras pareceu chamar atenção apenas dos que são contrários à dispensação. Se você realmente acredita que em algum lugar da bíblia ensina que o tratamento de Deus com os homens é o mesmo que no A.T. . Esse é o foco do nosso debate aparentemente.

Erra também em alegar que o sábado é a RAISON D'ÊTRE do adventismo. De modo algum, tanto que nossa ênfase sobre o tema da volta de Cristo é muito especial e nenhuma outra denominação a dá, que se iguale à IASD. E o fundamento de nossa fé é “Cristo, e esse crucificado”.
Fico feliz em saber que estou errado Azenito. O difícil é a nomenclatura que traz uma retórica e forte até para os que acompanham a denominação, ao ponto de dizerem que surgirá uma lei no mundo que sancionará o domingo como dia santo. Outrossim eu acho muito difícil eu ler igreja de Paulo e pensar que o cabeça é Cristo, Igreja judaica e pensar que os fundadores são palestinos.
Todavia de verdade se o que você diz é assim eu fico feliz, se enfatizam realmente a Cristo assim, glória a Deus!

E o que o Jefté escreveu não tem razão, e provamos isso no meu quadro acima. Tanto que sua tese de estarmos agora na “dispensação da graça” que teria suplantado a “dispensação da lei” é a fonte do seu problema de entendimento da questão toda.

Sobre o irmão Jefté, por enquanto deixo com ele e acompanho, penso que ele está certo.
E sobre a dispensação, vamos ver, eu prefiro quando estou errado, pois aí que aprendo. Tenho toda uma teologia por trás da veracidade da dispensação, não é coisa de um ou dois versos, vamos lá...

Veja bem, a promessa da Nova Aliança não é que ficamos dispensados de algum mandamento da lei, e sim de que Deus mesmo escreve as Suas leis nos corações e mentes dos que aceitam tal Nova Aliança (Heb. 8:6-10).

Azenito, você sugere que esta inscrição no coração e mentes é de que maneira?
A sua confusão pra mim fica clara com o verso 12.

Porque serei misericordioso para com suas iniqüidades, E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais.
Hebreus 8:12

Sinceramente não compreendo e estou curioso com o que você pensa que quer dizer isto que Deus fala no verso 10.

Em todo caso, o verso 12 comprova a dispensação Azenito. Isto que está escrito no verso 12 aconteceu no A.T.? Você tanto quanto eu sabe que o homem fracassou a tal ponto com as leis de Deus no A.T. que Deus em um certo ponto recusou os sacrifícios que eram apenas sombra de Cristo.
Mas o verso 12 se referindo ao novo nascimento em Cristo Jesus, aponta para uma nova condição do homem perante Deus. Lembra do hino alvo mais que a neve? Irmão, isso não aconteceu e não acontecia no A.T. os homens tinham seus pecados perdoados, pecavam novamente e deliberadamente. A forma com que Deus se relaciona com o homem agora depois de Jesus Cristo é gritantemente diferente.

Como você conseguiria explicar o fato de ser uma nova aliança, superior a todas anteriores?
Pra mim aonde você não compreendeu quando Deus diz que porei minhas leis em suas mentes e corações, que isto esteja se referindo ao novo nascimento quando o cristão recebe imediatamente o E.S.. Como você pode conciliar esta mudança agora para todos os homens diferente nos tempos do A.T. onde Deus dava seu Espírito Santo exclusivamente para Seus propósitos, por isso na maioria dos casos somente os profetas, homens eleitos por ELE? De que maneira então você me explicaria isso Azenito?
Você está a sugerir que colocarei minhas leis na mente e nos corações quer dizer o que? Que o homem passou a cumprir as leis do A.T.?

A dispensação na bíblia, não está relacionada somente entre velho e N.T. Existem tempos e tempos onde Deus tratou os homens de um jeito e depois de outro, levando em consideração o que ELE como SENHOR passou como diretrizes. Todavia eu não estou disposto e nem interessado em debater estas dispensações, porque nem mesmo estudo e conhecimento necessário sobre todas elas eu tenho.
Agora entre A.T. e N.T. sim. Eu me proponho a usar como fonte o que você sugerir Azenito, mesmo sabendo que no N.T. é ratificado em vários textos a dispensação,mas considerando a fonte que você usou fica mais fácil o debate. Você citou Hebreus.

Citareis trechos do livro de Hebreus que aponta para a dispensação.

Deus usou homens imperfeitos antes (V.T.) para comunicar aos homens, na dispensação dos tempos ele usou o seu filho perfeito para falar com os homens.

Hebreus 1 1-2

Dispensação em relação ao sábado, esta deve ser inadmissível pra você. Todavia está de pleno acordo com o que eu já disse aqui mesmo no forumevangelho, é preciso compreender o real significado do sábado, e aqui o autor ratifica o real significado do sábado.

Hebreus 4 1-11

E também aqui uma dispensação que se refere à graça em Cristo Jesus.

Hebreus 4 14-16

A dispensação do sacerdócio, Jesus é o sacerdote eterno.

Hebreus 7:11

Ainda dispensação na lei.

Hebreus 7:12 e do 18 ao 28

Deus diz que fará agora uma aliança que ELE sabe que será diferente, se antes os homens desobedeceram as alianças e Deus se afastou deles, agora ELE declara que sobre esta nova aliança, os homens serão fiéis a ela (não é as leis do A.T. Azenito, e sim a Cristo [fé]). Aqui antes de você me contestar eu te pergunto: Qual é o selo da salvação (do salvo), a lei ou aquele que tem o E.S.?

Hebreus 8 7-10

E ainda a dispensação do tempo da graça, de Cristo.

Hebreus 8 11-13

Pela antiga aliança, Deus não havia ainda manifestado uma adoração consciente aos homens (verdadeiros adoradores).

Hebreus 9 8-10

Ora, aqui é a prova da maneira que Deus lhe deu com os homens de forma gritantemente diferente. Realmente não tem como comparar o tempo da lei com o tempo da graça após a vinda de Cristo.

Hebreus 9 11-15

Mais uma confirmação de que o A.T. era apenas sombra das coisas que estavam por vir....

Hebreus 9 19-28 e ainda pode ler também Hebreus 10:1

Uma ratificação de dispensação, Deus (em Jesus) cancela a sombra para dar inicio ao propósito.

Hebreus 10:9

Este trecho aqui é onde esclarece uma compreensão errada que você tem da sua citação:

Hebreus 10 14-18

Dispensação em termos de regeneração. Quem rejeita a esta aliança agora e continua pecando, nada mais pode ser feito por ele.

Hebreus 10:26

Este verso também é uma dispensação entre lei e graça em Cristo.

Hebreus 11:40

Deus agora irá cumprir o seu real propósito, e até os sacrifícios mudaram. Em Espírito, buscamos ao Senhor e alcançamos o sacrifício verdadeiro ao SENHOR.

Hebreus 13:15


Então Azenito, é até engraçado, pois ao percorrer o livro de Hebreus rapidamente, acabei percebendo que você acabou usando como fonte para defesa de sua tese, possivelmente o livro da bíblia que mais ensinamentos tem contrário ao que você descreve. O livro de Hebreus por tratar da nova aliança em Cristo de maneira talvez como nenhum outro, mostra como acima relacionado, provas irrefutáveis do quanto a dispensação do tempo da lei e o tempo da graça em Jesus Cristo é real.

Sinceramente acho difícil refutar se considerar o que diz nos versos citados, todavia sugiro para uma possível continuidade do debate objetivamente, continuarmos com o seu raciocínio de Hebreus e minhas considerações.

Graça e paz!


avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

DILEMAS, DILEMAS, DILEMAS, DILEMAS. . .

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 24 Abr 2015, 21:58


Um dilema dos contradizentes da questão de os 10 Mandamentos prosseguirem como Lei de Deus para a Igreja é que se negam isso, não estão só contrariando o pensamento adventista, mas dos luteranos, presbiterianos, batistas, metodistas, congregacionais, anglicanos, HÁ SÉCULOS (dizem exatamente o que os adventistas dizem, sem tirar nem pôr).

Vejamos um documento antigo, dos batistas e presbiterianos, e o que MODERNAMENTE os assembleianos apresentam em confirmação:

* Documento confessional de presbiterianos e batistas:


CAPÍTULO 19: A LEI DE DEUS

1. Deus outorgou a Adão uma lei de obediência, que lhe inscreveu no coração; e também um preceito particular, o de não comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Dessa maneira, Adão e toda sua posteridade ficaram compelidos a uma obediência pessoal, total, exata e perpétua, à lei. Deus prometeu vida como recompensa do cumprimento, e morte como castigo da quebra da lei, tendo dado ao homem o poder e a habilidade para guardá-la.

2. A mesma lei que uma vez foi inscrita no coração humano continuou a ser uma regra perfeita de justiça após a queda. E essa lei foi dada por Deus sobre o monte Sinai e inscrita em duas tábuas de pedra, na forma de dez mandamentos. Os quatro primeiros mandamentos contêm nossos deveres para com Deus, e, os outros seis mandamentos, nossos deveres para com os homens.

3. Além desta lei, comumente chamada de lei moral, Deus houve por bem dar leis cerimoniais ao povo de Israel, contendo diversas ordenanças simbólicas: em parte, de adoração, prefigurando Cristo, as suas graças, suas ações, seus sofrimentos, e os benefícios que conferiu; e, em parte, estabelecendo várias instruções de deveres morais.

As leis cerimoniais foram instituídas com vigência temporária, pois mais tarde seriam ab-rogadas por Jesus, o Messias e único Legislador, que, vindo no poder do Pai, cumpriu e revogou essas leis.
-- [Confissão de Fé Batista de 1689--referências bíblicas não adicionadas para poupar espaço]


* Livro de instrução para a Igreja, dos assembleianos:

”Será que as leis de Deus observadas pelos israelitas servem para os cristãos? As leis foram designadas para guiar todas as pessoas a um estilo de vida saudável, justo e voltado para Deus. Seu propósito é apontar o pecado e mostrar a maneira correta de lidar com ele. Os dez mandamentos se aplicam hoje assim como se aplicavam há três mil anos, pois proclamam um estilo de vida estabelecido por Deus. São a perfeita expressão da pessoa de Deus e como ele deseja como o povo viva.

“Mas Deus deu outras leis além dos Dez Mandamentos. Elas também são de igual importância para o cristão? Deus nunca estabeleceu sem um propósito. Entretanto, muitas leis que lemos no Pentateuco foram dirigidas especificamente ao povo daquele tempo e cultura. Embora uma lei cerimonial não se aplique diretamente a nós, a verdade, o principio nela contido sim. Por exemplo, os cristãos não utilizam o sacrifício animal como parte da adoração. No entanto, o principio por trás deste ritual, o perdão dos pecados e a gratidão a Deus, ainda é buscado, mas pelos méritos de Cristo, o sacrifício definitivo e perfeito. Os sacrifícios apontavam para a morte expiatória do Messias em prol do perdão da humanidade.

“No NT, é mostrado como a morte e a ressurreição de Jesus Cristo se deram em cumprimento das leis e das profecias do AT. Isto significa que enquanto as leis nos ajudam a reconhecer e a corrigir nossos erros, Jesus nos garante o perdão e a purificação dos nossos pecados. Cristo é o modelo a ser seguido, pois somente ele obedeceu à lei de forma perfeita e revelou os verdadeiros princípios nela contido”
. – Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, Almeida. (CPAD - Casa Publicadora das Assembléias de Deus), pág. 237 (sublinhado meu).

Agora, vejam o dilema:

Se esses amigos da “escola interpretativa” dispensacionalista dianenhumista alegarem que não se impressionam com o que dizem esses documentos (confirmado depois por inúmeras grandes autoridades em Teologia, como, partir dos Reformadores, Lutero, Calvino, Wesley,  Albert Barnes (presbiteriano), Adam Clarke (metodista), Jamieson, Fausset e Brown (batistas), Charles Spurgeon (batista), Billy Graham (batista) e muitos, muitos outros, estão dizendo que entendem MAIS e MELHOR do que eles todos. Será que sabem mesmo? São melhores e mais confiáveis intérpretes das Escrituras?

Se disserem que a Igreja evoluiu, e esses ensinos são superados, obsoletos, etc., criam novo dilema: por que, então, nenhum desses documentos foi desautorizado, desqualificado, descartado pelos luteranos, presbiterianos, batistas, metodistas, congregacionais, anglicanos, assembleianos?

E outro dilema mais: o que ensinam, quanto a não serem os 10 Mandamentos mais normativos à Igreja, qualificandos como “lei de Moisés”, o que resulta na atitude de ensinarem essas teorias de “lei abolida” e “dianenhumismo” (nenhum dia obrigtório mais a dedicar ao Senhor, quando muito adotando-se um dia meio do Senhor/meio meu mesmo [acho que está mais para 30%/70%]) terá que provado quanto a ONDE, QUANDO e POR QUE esse ensino foi OFICIALIZADO pelos luteranos, presbiterianos, batistas, metodistas, congregacionais. . .

Nunca ouvi falar de um concílio mundial de qualquer dessas denominações para desfazerem o que HÁ SÉCULOS acataram como expressão OFICIAL de suas crenças.

E, o pior de tudo, é que NÃO SABEM que as verdadeiras origens desses conceitos dianenhumistas procedem em ultima instância da visão de uma tal Margaret MacDonald em 1830, na Inglaterra, com noções erradas sobre a volta de Cristo (parecido com o ensino das “testemunhas de Jeová” a respeito), o que empolgou homens tais como Edward Irving, Nelson Darby, Cyrus Scofield a especularem na Bíblia daqui e dali para, finalmente, estabelecerem a teoria do dispensacionalismo, que tem dois vieses mais destacados--o da mirabolante escatologia israelocêntrica, e o viés de Lei X Graça, de modo que a suposta “dispensação da graça” (atual) teria suplantado a “dispensação da lei”. Daí e que chegam à conclusão de que não há mais 10 Mandamentos a serem seguidos, com o que o conceito de sábado (ou domingo) deixa de ser mandamento para passar a ser SUGESTÃO (se quiser respeitar um desses como dia do Senhor, tudo bem, nada contra. . . Se não quiser também, está bem. . .).

Então, são muitos os dilemas dos que se afastam da verdade bíblica, ¿verdad?

Vejam estes vídeos onde essas negras origens do dispensacionalismo (no que toca a escatogia) são debatidos por autoridades do maior respeito nos meios evangélicos:

* Vídeo do Dr. Russell Shedd (destacado teólogo batista)—ver a partir do tempo de 15’ e 42”:




* Bispo metodista Ildo de Mello:





Última edição por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 24 Abr 2015, 22:06, editado 1 vez(es)
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

LEI E CONCERTO--A GRANDE DIFERENÇA ENTRE OS DOIS CONCEITOS

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 24 Abr 2015, 22:04


Olá Stanley

Aloha desde Kaunakakai, Molokai, Havaí

Eu postei o quadro anterior antes de ler o seu arrazoado. Bem, o Novo Concerto foi prometido a Israel primeiro. Mas parece que o seu problema, e de Washington e outros mais dessa linha dispensacionalista dianenhumista, é que não entendem a diferença entre LEI e CONCERTO. Não são a mesma coisa.  Veja por que digo isso:

O que é concerto? Vários sentidos podem ser dados: acordo, combinação, aliança, contrato, convênio, pacto. Se alguém aluga uma casa, estabelecerá um contrato (concerto) com o inquilino pelo qual ele se dispõe a cumprir suas estipulações—cuidar bem do imóvel, não cortar árvores do quintal sem autorização do proprietário, pagar os aluguéis em dia, pagar os impostos incidentes sobre o imóvel, etc. Esta é a “lei” que rege o contrato, firmado entre as partes. Se o inquilino falha em cumprir tais estipulações, o que termina é o contrato, não as estipulações referentes à locação da casa. Estas prosseguirão em efeito para serem cumpridas por novo inquilino com o qual o contrato vier a ser firmado. Daí, o fim do contrato não é o fim de sua “lei”.

O concerto é “novo”, mas não o seu conceito, e a lei é a mesma. Princípios como “não matarás”, “não furtarás”, “não adulterarás”, são acatados pelos cristãos como válidos e vigentes da lei divina sob o Novo Concerto.  Caso contrário, teríamos o caos universal, a nível público e privado.

O contrato entre Deus e Israel findou, não por que houvesse falha na lei que justificasse sua abolição (“a lei do Senhor é perfeita”—Sal. 19:7), mas porque o povo, que havia prometido “tudo quanto o Senhor falou, nós faremos” (Êxodo 19:8'), falhou miseravelmente em cumpri-la. Logo, a falha estava NO POVO, não NA LEI.

Ao longo da história do povo escolhido, novo concerto foi-lhe repetidamente oferecido (Eze. 36:26, 27; Jer. 31:31-33), mas os filhos de Israel não quiseram volver de seus maus caminhos. Assim, esse Concerto proposto ao antigo Israel é reiterado ao “Israel expandido” em Heb. 8:6-10; 10:16, que incorpora todos quantos são descendentes de Abraão pela fé (Rom. 2:29; Gál. 3:7 e 29).

Quando alguns pensam em termos de Novo Concerto logo imaginam que isso significa o FIM DA LEI como norma para os filhos de Deus. Só que uma leitura atenta do texto bíblico que trata diretamente da mudança do velho para o novo concerto destaca exatamente . . . a lei! Mostra que o Novo Concerto, chamado de “Minhas leis”, é sua base, sendo agora escritas pelo Espírito Santo nos corações e mentes dos que aceitam os termos desse Novo Concerto (ver Rom. 8:3 e 4). O texto de Hebreus NADA INFORMA sobre ausência ou substituição da lei de Deus em todos ou qualquer de seus mandamentos morais, sob o Novo Concerto.

Para desconsolo dos neoantinomistas/dispensacionalistas, o texto referido não fala em “lei do Espírito”, “lei da fé”, “lei de Cristo” ou “lei do amor”, mas “Minhas leis [de Deus]” que, obviamente abrangem todas estas e são as mesmas válidas e vigentes ao tempo de Jeremias. Afinal, o texto de Heb. 8:6-10 é mera reprodução de Jer. 31:31-33. Aqueles aos quais a epístola foi primeiro dirigida saberiam perfeitamente a que “Minhas leis” o autor se referia. Entendiam que a fé não anulou a lei divina, como Paulo explica em Romanos 3:31: “Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes, confirmamos a lei”.

Mas, e o cerimonialismo todo da lei do tempo de Jeremias?, alguém poderá perguntar. Não há problema nenhum. Os leitores primários da epístola também sabiam que àquelas alturas o véu do Templo se havia rasgado de alto a baixo, e o que isso significava—que os aspectos prefigurativos da lei cessaram, mas não os mandamentos da lei moral.

Aliás, esta SEMPRE foi a posição dos cristãos batistas, metodistas, presbiterianos, luteranos, anglicanos, etc., e até católicos, segundo se lê em suas confissões de fé e catecismos de séculos.


Conteúdo patrocinado

Re: Quais mandamentos da Lei foram reafirmados na Nova Aliança?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Dom 20 Ago 2017, 08:50