F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Compartilhe

Claud.CJJ
- Adão / Eva -
- Adão / Eva -

Número de Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2011

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Claud.CJJ em Qui 12 Maio 2011, 21:42

Mais alguns defeitos do "arrebatamento pós-tribulacionista".
Texto de própria digitação, não "copiado".


A Igreja espera a Cristo Jesus, não o anticristo.

Desde a Igreja primitiva e do ensino direto dos Apóstolos a Igreja é admoestada a vigiar e esperar a "bendita esperança", havendo o caráter de consolo na esperança do crente salvo. Isso só poderia ser possível havando uma doutrina que ensinasse a volta "inesperada", iminente do Senhor da Igreja, do contrário qual seria o caráter de consolação e advertência nas palavras quanto ao "vigiar" que a mesma deveria adotar em sua postura.

Se espera à Jesus, devemos então encontrar passagens bíblicas que nos ensinem à isso:

Seria Iminente a volta de Jesus à sua igreja?

Mateus 24.42, 44; 25.13; Marcos 13.30; Filipenses 4.5; Tito 2.13; Tiago 5.8,9 ; 1 Pedro 4.7; 1 Ts 1.9,10 .


“MAS, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios; porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite. Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Tes. 5:1-9 - ACF).



Se assim a Igreja deve aguardar seu Senhor, Jesus teria se "equivocado" a "também" falar em "sinais" como em 24 de Mateus?

Qual a lógica em aguardar sinais e esperar uma volta iminente?

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1678
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Ter 17 Maio 2011, 23:27

Irmão Claud

Quando será tocada a trombeta p/ o arrebatamento da igreja de Cristo???

(por favor Escritura)
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Bruno Azeredo em Seg 04 Jul 2011, 17:31

Essa é a apostila do "Hélio"? Pô, eu li. Bacana.
Para quem lê em inglês, indico também este site: http://www.pre-trib.org/articles

Tô com um site também... por enquanto só tem 8 artigos, 5 meu, um do doutor Ice e dois do doutor Pentecost. Mas tem um vídeo muito bom do doutor Ice sobre o arrebatamento, duma palestra que ele deu na última conferencia profética do chamada.com
Tem também o "mural dispensacionalista", onde reuni alguns dos principais dispensacionalistas do passado e do presente, com uma foto e uma breve descrição sobre eles.
Não tem um design tão bom quanto eu poderia fazer porque, é daqueles gratuitos... aí já viu, né? rsrsrs.
O endereço é este: https://sites.google.com/site/perspectivadispensacional/


IRMÃO CLAUD.CJJ
Usar Mateus 24 para falar em arrebatamento nos cria problemas, se formos consistentes, justamente pelo que você disse: A Igreja não olha para sinais, mas Mateus 24 é cheio deles. Mateus 24 é o plano de Deus para Israel, não para a Igreja. Diz respeito à segunda vinda e ao reino, não ao arrebatamento. Até mesmo textos que parecem encaixar-se perfeitamente com o arrebatamento, na verdade, não tem nada a ver com ele, e sim com o reino. Por exemplo, "um será deixado e outro levado". Isso significa que um será deixado para adentrar ao Reino, e o outro será levado para o hades, conforme a seção deixa claro. Lembre-se, Mt 24 é sobre Israel na tribulação, e a Igreja não estará nela.


IRMÃO JEFTE,
Essa é tão fácil que até eu respondo: A trombeta para o arrebatamento da Igreja soará a qualquer momento.
Escritura: Ver 1Co 15.51-52 e comparar com 1Co 1.7; 16.22; Fp 3.20; 4.5; 1Ts 1.10; 1Tm 6.14; Tt 2.13; Hb 9.28; Tg 5.7-9; 1Pe 1.13; Jd 21; Ap 3.11; 22.7, 12, 17, 20.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Qua 13 Jul 2011, 11:17

Olá irmão Bruno Azevedo

Que diz:
IRMÃO JEFTE,
Essa é tão fácil que até eu respondo: A trombeta para o arrebatamento da Igreja soará a qualquer momento.
Escritura: Ver 1Co 15.51-52 e comparar com 1Co 1.7; 16.22; Fp 3.20; 4.5; 1Ts 1.10; 1Tm 6.14; Tt 2.13; Hb 9.28; Tg 5.7-9; 1Pe 1.13; Jd 21; Ap 3.11; 22.7, 12, 17, 20.
Bruno, embora você diga isso, o Senhor, o Senhor (que é a Verdade) diz:
"E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia." (Jo. 6:39)

"Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia..."
Que Último dia seria esse, do qual todos os que são de Cristo hão de ressuscitar ???
Acaso os escolhidos de Mateus 24 não fazem parte da ressurreição do último dia ???
Ou será que são os crentes das igrejas de hoje é que vão ser arrebatados antes ???
Bom, pelo que se entende na palavra de Deus, está mais do que claro: a ressurreição dos santos, dos filhos de Deus; de TODOS quantos o Pai Deus, deu a Cristo, Ele os ressuscitará e virá buscar na ressurreição do último dia.
E dessa ressurreição que será na última trombeta todos os escolhidos de Mateus 24:29-31 e os da tribulação estão inclusos...

Resta saber quando será a ressurreição das igrejas de crentes de hoje porque nos "seus estudos" parece-me que eles vão antes....
não sei c/ que ordem nem c/ que poder !!!


Cassia Santos
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Feminino
Número de Mensagens : 98
Idade : 58
Cidade/Estado : rj
Religião : cristao
Igreja : Saal
País : alemanha
Mensagens Curtidas : 1
Pontos de participação : 154
Data de inscrição : 27/05/2011

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Cassia Santos em Qua 13 Jul 2011, 14:36

Boa noite a Todos

A Bíblia não indica que haverá um retorno literal, corporal, de Cristo à terra. Em vez disso, mostra que ele retorna no sentido de voltar sua atenção à terra e para realizar certos propósitos definidos concernentes à humanidade.

A descida de Cristo, conforme mencionada em 1 Tessalonicenses 4:16, é no mesmo sentido em que as Escrituras falam de Deus descer à terra. Por exemplo, a Bíblia diz sobre Deus: “Ele passou a curvar os céus para baixo e a descer; e havia densas trevas debaixo dos seus pés.” (2 Samuel 22:10)“Eis que Javé está saindo do seu lugar, e ele certamente descerá e pisará os altos da terra.” (Miquéias 1:3) Que significam essas palavras? Não que Deus deixará seu lugar no céu, mas que voltará sua atenção a assuntos na terra.

Do mesmo modo, quando Cristo volta sua atenção à terra ele ressuscita os que dormem na morte e que se juntarão a ele no governo celestial. (1 Tessalonicenses 4:14, 15; [Apocalipse] 20:6) Eles, como Jesus, são levantados invisivelmente para se juntarem a ele no domínio espiritual. Assim, “os que estão mortos em união com Cristo se levantarão primeiro”. Daí, os cristãos ungidos ainda vivos na terra serão, ao completar sua carreira terrestre, “arrebatados em nuvens [ressuscitados quais invisíveis filhos espirituais de Deus], para encontrar o [invisível] Senhor no ar”. Assim, “depois”, conforme mencionado em 1 Tessalonicenses 4:17, significa que esses fiéis que então morrem terão também uma ressurreição em espírito. — 1 Coríntios 15:51-53.

Muito mais, porém, é realizado no retorno de Cristo. Instalado qual Rei no reino celestial de Deus, ele primeiro expulsa Satanás do céu e o confina às vizinhanças da terra. A partir desse trono celestial Jesus volta sua atenção à terra para inspeção e julgamento. As nações são ‘ajuntadas diante dele’, e as pessoas são separadas como “ovelhas” são dos “cabritos”. — Mateus 25:31-33; Apocalipse 12:7-12.

Essa separação feita por Jesus se baseia na atitude que os indivíduos têm para com os “irmãos” de Cristo, os cristãos ungidos, os ‘viventes, que sobreviverem’ na época de seu retorno. Os “irmãos” de Jesus receberam a tarefa de pregar as “boas novas do reino” e de ‘fazer discípulos de pessoas de todas as nações’. (Mateus 25:34-45; 24:14; 28:19, 20) Os separados quais “ovelhas”, na ilustração das ‘ovelhas e dos cabritos’, de Jesus, juntam-se aos “irmãos” de Cristo na proclamação do reino de Deus.Mas não alimentam qualquer esperança de alguma espécie de arrebatamento, ou de uma ressurreição celestial para ‘estar com o Senhor’. Em vez disso, têm a esperança bíblica de atravessar a “grande tribulação” e de viver para sempre em condições paradísicas na terra. Em conexão com esse domínio terrestre do reino, o Rei Jesus Cristo lhes estenderá o convite: “Vinde, vós os que tendes sido abençoados por meu Pai, herdai o reino preparado para vós desde a fundação do mundo.” — Mateus 25:34, 46; Apocalipse 7:9, 10, 14.

Tenham uma boa leitura e nao esqueçam de examinar e meditar na leitura dos textos
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Bruno Azeredo em Ter 19 Jul 2011, 19:59

Que Último dia seria esse, do qual todos os que são de Cristo hão de ressuscitar ???
Acaso os escolhidos de Mateus 24 não fazem parte da ressurreição do último dia ???
Ou será que são os crentes das igrejas de hoje é que vão ser arrebatados antes ???
Bom, pelo que se entende na palavra de Deus, está mais do que claro: a ressurreição dos santos, dos filhos de Deus; de TODOS quantos o Pai Deus, deu a Cristo, Ele os ressuscitará e virá buscar na ressurreição do último dia.
Jefté,

A falha desse raciocínio é interpretar "dia", ali, como um dia de 24 horas. Sabemos todos que, na Escritura, "dia" pode significar bem mais do que isso.
Sobre os artigos do meu site, cuja autoria de pelo menos metade deles não é minha, bem, eu não postei nada sobre a ressurreição especificamente. Ando meio sem tempo, mas pretendo fazê-lo tão logo seja possível.
Mas respondendo sua pergunta, em Jo 5 Jesus está falando da mesma maneira como os profetas do A.T agrupavam sem diferenciação de tempo os acontecimentos que viam no horizonte afastado da história, como por exemplo, as duas vindas de Cristo.
No caso de Jesus isso é perfeitamente compreensível porque a doutrina da Igreja não havia sido desenvolvida. Então esse entendimento pós-tribulacionista de "dia" não é realmente necessário.
E sobre a ressurreição da Igreja (Igreja pra mim = crentes entre o Pentecostes e o arrebatamento), esta, como eu já disse antes, ocorrerá a qualquer momento, já que o arrebatamento é iminente.


Última edição por Bruno Azeredo em Ter 19 Jul 2011, 20:24, editado 2 vez(es)

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Ter 19 Jul 2011, 22:14

Olá Bruno

Que diz:
A falha desse raciocínio é interpretar "dia", ali, como um dia de 24 horas. Sabemos todos que, na Escritura, "dia" pode significar bem mais do que isso.
Irmão
Por favor me mostre nas Escrituras e nas profecias onde um "dia" signifique um tempo longo ???
Estou no aguardo...

Antes porém gostaria de dizer algo:
Jesus disse:
"Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia." (Jo. 6:44)

A irmã de Lázaro também disse:
"Disse-lhe Marta: Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia." (Jo. 11:24)

Paulo disse:
"Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro." (I Tes. 4:16)

Ora, nós sabemos que o Senhor vem buscar os seus algum dia! (Jo. 14:3)
Sabemos também que isso se dará num determinado dia - conforme diz:
"Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho mas unicamente meu Pai." - dia de 24 horas (I Tes. 4:16)
Também sabemos esse dia é quando se cumprirá a ressurreição e conjuntamente o arrebatamento da igreja. (I Cor. 15:51-52 - I Tes. 4:16-17)


Pergunto pois:
Como vou interpretar ess "um dia" como uma temporada ???
Sendo que o Senhor vem num dia de 24 horas, e ainda num abrir e piscar de olhos levando seus escolhidos ???
Pergunto a você irmão Bruno:

Se o dia e a hora ninguém sabe, mas o Senhor vem; e vem p/ levar a todos, como você pode dizer que não é um dia de 24 horas que o Senhor virá p/ nos buscar ???
Acaso nós vivemos aqui um dia celestial ???
Acaso os luminares não foram postos por Deus para tempos e estações ???
E acaso o Senhor não nos buscará a todos não somente num dia, como também num só momento ???

E como ficam todos os que o Pai Deus deu a Cristo - sendo que num momento e num dia somente é que o Senhor vem p/ buscar os seus - dia esse que somente o Pai detém ????

Aguardo se possível a explicação...


avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Bruno Azeredo em Qui 21 Jul 2011, 18:45

Jefté,

Paz de Cristo.

Eis sua pergunta:

Pergunto pois:
Como vou interpretar ess "um dia" como uma temporada ???
Sendo que o Senhor vem num dia de 24 horas, e ainda num abrir e piscar de olhos levando seus escolhidos ???
Pergunto a você irmão Bruno:

Se o dia e a hora ninguém sabe, mas o Senhor vem; e vem p/ levar a todos, como você pode dizer que não é um dia de 24 horas que o Senhor virá p/ nos buscar ???
Acaso nós vivemos aqui um dia celestial ???


Talvez eu não tenha sido muito claro, pois parece que você não pegou bem minha ideia. Então deixe-me tentar de novo.

Veja Dn 12.1-2 >> E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.

Sem a revelação posterior do Novo Testamento, poderiamos pensar que esse texto ensina que a ressurreição dos ímpios se dará ao mesmo tempo que a dos justos. Mas pela revelação posterior do Novo Testamento, sabemos que há um intervá-lo de 1000 anos entre essas ressurreições (Ap 20.5).

Da mesma forma ocorre com a ressurreição da Igreja e dos santos da tribulação. Como eu dizia no post anterior, "em Jo 5 Jesus está falando da mesma maneira como os profetas do A.T agrupavam sem diferenciação de tempo os acontecimentos que viam no horizonte afastado da história, como por exemplo, as duas vindas de Cristo.
No caso de Jesus isso é perfeitamente compreensível porque a doutrina da Igreja não havia sido desenvolvida".
Noutras palavras, quando Jesus usa "último dia" em Jo 5 ele está possivelmente agrupando as ressurreições da Igreja e dos santos da tribulação sem diferenciação de tempo, assim como Daniel agrupou a ressurreição dos justos e dos ímpios, sem diferenciação de tempo. Mas pela revelação do NT sabe-se, no entanto, que os ímpios ressuscitam somente 1000 anos depois dos justos, assim como os santos da tribulação ressuscitam 7 anos depois da Igreja.
Mas também é possível que quando Ele diz "último dia" simplesmente não tenha a Igreja em mente, pois como dizemos, a doutrina da Igreja não estava sendo desenvolvida, então não precisamos esperar que em Jo 5 o Senhor necessariamente fosse parar para explicar que a ressurreição dos justos seria divida por um intervalo de 7 anos. Esta última interpretação faz ainda mais sentido se os teólogos que dizem haver uma distinção entre "últimos dias" para Israel e "últimos dias" para a Igreja estiverem corretos.
Bem, ou aquela ou esta interpretação, o fato é que a ideia dum intervá-lo entre a ressurreição da Igreja e dos santos da tribulação tem antecedente bíblico em Dn 12.2, por exemplo.
E por falar em intervá-lo entre as ressurreições, em 1Co 15.23 o termo militar tagma (ordem) carrega a ideia de "fileira", que nos dá a ideia de "vez" ou "ordem". Assim, sobre a ressurreição, Paulo diz, "Cristo as primícias, depois os que forem de Cristo na sua vinda". Ou seja, a ressurreição dos justos aqui é dividia em pelo menos duas etapas: a primeira, Cristo (as primícias) e a segunda, os que forem de Cristo na sua vinda. Se a expressão "os que forem de Cristo" refere-se só à Igreja ou não, nada importa para a nossa discussão aqui. O que interessa aqui é que a ressurreição dos justos é declarada ser em fases, e a primeira fase começou com a ressurreição de Cristo.
Então, Jefté, para resumir a coisa toda, a interpretação dispensacionalista sobre o momento da ressurreição da Igreja e dos santos da tribulação tem amparo bíblico (antecedente) muito bem fundamentado em textos como Dn 12.2 comp. Ap 5; 1Co 15.23. Portanto, a falha do raciocínio póstribulacionista é interpretar "dia" em Jo 5 como um dia de 24 horas, ou seja, necessariamente um momento único em que a ressurreição tem que se dar para todos os grupos de justos.


Agora, você perguntou:
Por favor me mostre nas Escrituras e nas profecias onde um "dia" signifique um tempo longo ???
Estou no aguardo...
Acho que quando você disse "nas Escritura e nas profecia" quis dizer "Escritura não profética" e "Escritura profética", certo?
Tudo bem. Nós temos um exemplo da palavra "dia" sendo usada como um tempo longo numa Escritura não profética, em Gn 2.4, quando Moisés chama os 6 dias de criação "dia em que o Senhor Deus fez a terra e os céus".
Já na Escritura profética, podemos ver "dia" como um período longo em alguns trechos como Jr 30.7, o "dia" que Jeremias diz ser de "angústia para Jacó", e que com certeza é uma referência à Tribulação. Outro exemplo em Is 61.2, onde o Messias fala dum certo "dia da vingança do nosso Deus", e que com certeza, também refere-se à vingança de Deus sobre as nações, no tribulação. E para finalizar, podemos ver em Ap 6.17 que a tribulação é chamada de "o dia da ira do Cordeiro".

Paz.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Sex 22 Jul 2011, 19:08

Olá irmão Bruno

Engraçado...
Jesus (o Filho de Deus) disse que Ele ressuscitaria a todos os seus no último dia.
E você irmão (um homem) diz que Ele não ressuscitará da forma que Ele próprio afirmou, mas ressuscitará a igreja no início da tribulação e os santos da tribulação Ele os ressuscitará (7 anos depois) no final da mesma. (qual dessas duas ressurreições por você afirmadas - ocorrem no último dia ???)

Sinceramente....
Eu fico c/ o que o Senhor me disse expressamente na Sua Palavra e deixo você e quem quer que seja interpretar como bem quiser esse último dia - somente, irmão, que firmo-me na palavra de Deus - pois ela é que foi escrita p/ nossa instrução, tanto minha quanto tua - e, se não se deve desviar dela nem para a direita nem para a esquerda - e, se não se deve acrescentar-lhe nem tirar-lhe (porque é Palavra de Deus) isso não ocorreu na sua forma escrita - e veio-se-nos Escrita tal como se encontra.
Agora quem quiser acrescentar-lhe aumentando-lhe, fique inteiramente à vontade e faça conforme quiser.
Porém, eu, a defenderei conforme ela mesma expressa!
Portanto, irmão Bruno, de novo afirmo:
O Senhor (conforme a sua afirmação) vem nos buscar a todos quanto o Pai lhe deu - exatamente no último dia.
E haverá um último dia; como também haverá um último ano; como também a última semana da profecia sobre as 70 semanas determinadas.


E sobre a sua explicação bíblica, essa:
Já na Escritura profética, podemos ver "dia" como um período longo em alguns trechos como Jr 30.7, o "dia" que Jeremias diz ser de "angústia para Jacó", e que com certeza é uma referência à Tribulação. Outro exemplo em Is 61.2, onde o Messias fala dum certo "dia da vingança do nosso Deus", e que com certeza, também refere-se à vingança de Deus sobre as nações, no tribulação. E para finalizar, podemos ver em Ap 6.17 que a tribulação é chamada de "o dia da ira do Cordeiro".
Irmão
Essa explicação sua não dá margem para afirmar que um dia possa ser igual a períodos ou anos.
Isso é apenas uma forma de expressar; por exemplo:
Um dia eu lhe pagarei (e eu demore 10 anos p/ pagar; ou o faça em parcelas).
Como também possa dizer: Uma hora eu lhe pagarei.
Lamento, mas isso não é uma marcação de tempo.
É apenas uma forma de dizer.

Agora, que o Senhor disse que vem buscar a todos, no último dia, Ele disse, e eu o creio: "Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia." (Jo. 6:44)
"Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia." (Jo. 11:24)
Portanto assim também eu expresso e ensino. Amém!

E eu pergunto:
Acaso esse não é o evangelho de Cristo ???
Ou seria esse "outro evangelho" ???
Para mim, "outro evangelho" é qualquer "evangelho"que não ensine esse evanelho!


E quanto será a ressurreição de todos quantos o Pai deu a Cristo?
A palavra de Deus responde:
"Eis aqui vos digo um mistério: na verdade nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento num abrir e fechar de olhos, a trombeta soará e os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados." (I Cor. 15:51-52)

Notemos outra vez:
São Paulo diz: na verdade nem "todos" dormiremos.
Mas "todos" seremos transformados. (Olha a ressurreição dos justos)
Quando ??
Num momento, num abrir e fechar de olhos ante a última trombeta.
Portanto, mais uma vez afirmo conforme o evangelho de Cristo; o Senhor vem buscar a todos (pois todos seremos transformados) ante a última trombeta.
(será que p/ alguns cristãos vai haver "várias" últimas trombetas ???
Não diz assim o evangelho de Cristo...


Portanto, irmão Bruno
Do mesmo jeito que o evangelho se me chegou ESCRITO, assim também creio e transmito.
Do mesmo jeito que o EVANGELHO de CRISTO diz; também transmito a outros.
(ou acaso não é esse o evangelho de Cristo ?)

Mas... os que quiserem afirmar outras coisas e ensinar aos homens, faça. Eu porém me manterei na literalidade da palavra de Deus, de Cristo.
Amém!


Agora, por favor, a sua ressurreição se dará assim: uma primeira no início de 7 anos e outra no fim.
Não existe isso no evangelho de Cristo !

Ela será mediante qual trombeta ?
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Bruno Azeredo em Sab 23 Jul 2011, 17:36

Jefté,

Paz de Cristo.

Engraçado...
Jesus (o Filho de Deus) disse que Ele ressuscitaria a todos os seus no último dia. E você irmão (um homem)...
Engraçado... eu também sou filho de Deus, e Jesus também é um homem. rsrsrs... tô brincando, irmão. Smile

você irmão (um homem) diz que Ele não ressuscitará da forma que Ele próprio afirmou.
Eu apenas dei uma interpretação para o que Jesus disse em Jo 5 e demonstrei que minha interpretação não é nenhum absurdo, já que ela encontra precedente na própria Escritura.
Não se trata de eu contradizer o Mestre deliberadamente. Talvez a sua interpretação esteja errada sobre Jo 5. Se este for o caso, então eu poderia perfeitamente dizer que você tá colocando palavras na boca do Mestre, ao dizer que Ele inclui a ressurreição da Igreja em Jo 5, quando não o faz. Mas sabemos que não é bem por aí a coisa. Estamos ambos apenas tentando decifrar a Escritura com correção. Espero que tenha entendido o que eu disse.


qual dessas duas ressurreições por você afirmadas - ocorrem no último dia ???
Bem, eu respondi isso claramente na última postagem.

Eu fico c/ o que o Senhor me disse expressamente na Sua Palavra e deixo você e quem quer que seja interpretar como bem quiser esse último dia - somente, irmão, que firmo-me na palavra de Deus - pois ela é que foi escrita p/ nossa instrução, tanto minha quanto tua - e, se não se deve desviar dela nem para a direita nem para a esquerda - e, se não se deve acrescentar-lhe nem tirar-lhe (porque é Palavra de Deus) isso não ocorreu na sua forma escrita - e veio-se-nos Escrita tal como se encontra. Agora quem quiser acrescentar-lhe aumentando-lhe, fique inteiramente à vontade e faça conforme quiser. Porém, eu, a defenderei conforme ela mesma expressa!
Admiro o seu espírito de abordagem da Escritura, e posso garantir-lhe que tenho esse mesmo espírito. Mas a questão não é esta. A questão é que queiramos ou não, temos de INTERPRETAR a Escritura. Só quem não precisa interpretá-la é Deus, que é o seu Dono. Neste caso, estamos todos sujeitos a algum erro na interpretação. Você pode estar errado sobre Jo 5 tanto quanto eu. Mas eu acredito que minha interpretação deveria ser encarada mais profundamente, já que eu demonstrei que ela tem precedente na própria Escritura. Eu até admiro o modo convicto como você fala, mas convicção não prova nada.

Irmão
Essa explicação sua não dá margem para afirmar que um dia possa ser igual a períodos ou anos.
Isso é apenas uma forma de expressar; por exemplo:
Um dia eu lhe pagarei (e eu demore 10 anos p/ pagar; ou o faça em parcelas).
Como também possa dizer: Uma hora eu lhe pagarei.
Lamento, mas isso não é uma marcação de tempo.
É apenas uma forma de dizer.
Os textos que eu trouxe mostram claramente que os 7 anos de tribulação são chamados “dia”. E mais ainda, eu mostrei em Gn 2.4 que Moisés chama “dia” aqueles 6 dias em que Deus criou o mundo. Isto você nem colocou na citação. De fato, “dia” na Escritura, “pode ser apenas uma forma de dizer” 7 anos de tribulação ou o período de criação, por exemplo.

Notemos outra vez:
São Paulo diz: na verdade nem "todos" dormiremos.
Mas "todos" seremos transformados. (Olha a ressurreição dos justos)
Jefté, Paulo escreveu aos crentes da Igreja. Então, realmente, nem “todos” nós crentes da Igreja dormiremos, mas seremos “todos” nós crentes da Igreja transformados.
Aliás, se “todos” seremos transformados, quem restará para ficar num corpo natural a fim de cumprir certas profecias do reino tais como casar e ter filhos?


será que p/ alguns cristãos vai haver "várias" últimas trombetas ???
Jefté, mesmo que o pós-tribulacionismo esteja certo, com certeza a última trombeta não tem nada a ver com isso. Segundo J. Dwight Pentecost (em Manual de Escatologia), Harrisom é um dos que formularam esse argumento da trombeta, mas “o próprio Harrisom admite que ‘última’ pode significar uma de duas coisas: última em relação ao tempo ou última em relação à seqüência”. Agora, deixe-me citar Thiessen, que aproveita a brecha deixada por Harissom:

“Não há base suficiente para supor que haja aqui referência à sétima trombeta apocalíptica (Ap 11.15) [...] Essa salpigx (trombeta), a que o apóstolo chama escathe (última), não com referência a alguma série que a tenha precedido [...] mas por estar ligada ao final desse aion (era) e à ultima cena da história humana. Com isso concordamos, exceto em que, quando Cristo voltar, apenas essa era da história terá chegado ao fim. Ellicott era pré-milenarista, e isso é, sem dúvida, o que ele queria dizer com sua afirmação. Meyer assume a mesma posição, com base no fato de que em 1 Tessalonicenses 4.16 "somente uma trombeta é mencionada e apresentada de maneira normal, como algo bem conhecido pelos leitores". A mesma conclusão pode ser derivada do fato de que Paulo segue a referência à última trombeta com a declaração impessoal "pois a trombeta soará" (ver o grego). Se ele tivesse pensado nessa trombeta como uma de sete, sem dúvida teria dito algo semelhante a: "Pois quando as trombetas soarem, e chegar a hora de a última trombeta soar, os mortos em Cristo ressuscitarão". De qualquer modo, não há base para identificar a "trombeta" de 1 Coríntios 15.52 com a sétima trombeta de Apocalipse 11.15. (Henry C. THIESSEN, Will the church pass through the tribulation?, p. 55-6).”

Então, Jefté, com sinceridade no coração eu digo: Se hoje eu simplesmente me tornasse um pós-tribulacionista, com certeza esse argumento da trombeta eu não usaria.
Verdadeiramente, identificar a última trombeta de 1Co com a última de uma série de sete em apocalipse, com base simplesmente na palavra “última” é, no melhor caso, sem fundamento, e no pior, uma forçada de barra bem leviana.


Do mesmo jeito que o evangelho se me chegou ESCRITO, assim também creio e transmito.
Do mesmo jeito que o EVANGELHO de CRISTO diz; também transmito a outros.
(ou acaso não é esse o evangelho de Cristo ?)
Eu não queria entrar nesse mérito, mas já que você perguntou, bem, eu não diria que posições escatológicas tenham alguma coisa a ver com o evangelho de Cristo no sentido original do termo. Este é as boas novas sobre a morte e ressurreição de Cristo, que possibilitam a salvação do homem (1Co 15.1-4) pela fé através da Graça de Deus (Ef 2.8 ) para aquele que perseverar num viver santo (Hb 12.14). Então, realmente eu não meteria o evangelho de Cristo no meio de uma discussão sobre posições escatológicas divergentes. Até porque, se isso realmente fizer diferença para a salvação, vai ficar difícil saber quem se salva, pois até no primeiro século havia divergências escatológicas entre cristãos piedosos. Compare Pastor de Ermas com outros pais como Tertuliano, por exemplo.

Mas... os que quiserem afirmar outras coisas e ensinar aos homens, faça. Eu porém me manterei na literalidade da palavra de Deus, de Cristo.
Literalidade? Você não demonstrou nenhuma ao interpretar “dia” e “todos”, por exemplo. Literalidade não é assumir um significado único e absoluto para um determinado termo, mas sim buscar qual seja seu significado no contexto em que aparece, se ele está sendo usado com sentido denotativo ou conotativo, etc. Você não demonstrou nenhuma preocupação com esses princípios ao abordar as palavras “dia” e “todos”, por exemplo.

Agora, por favor, a sua ressurreição se dará assim: uma primeira no início de 7 anos e outra no fim.
Não existe isso no evangelho de Cristo !
Ela será mediante qual trombeta ?
Respondido na postagem anterior e um pouco nesta.

Até.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Dom 24 Jul 2011, 12:18

Olá irmão Bruno

A paz de Cristo!

Bom, sobre seus argumentos:
Eu apenas dei uma interpretação para o que Jesus disse em Jo 5 e demonstrei que minha interpretação não é nenhum absurdo, já que ela encontra precedente na própria Escritura.
Não se trata de eu contradizer o Mestre deliberadamente. Talvez a sua interpretação esteja errada sobre Jo 5. Se este for o caso, então eu poderia perfeitamente dizer que você tá colocando palavras na boca do Mestre, ao dizer que Ele inclui a ressurreição da Igreja em Jo 5, quando não o faz. Mas sabemos que não é bem por aí a coisa. Estamos ambos apenas tentando decifrar a Escritura com correção. Espero que tenha entendido o que eu disse.
Irmão Bruno
"Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome."
Essa é a igreja de Cristo, irmão.
Conforme diz: O qual de ambos os povos se fez um derrubando a parede de separação... E eu creio e eu prego isso...

Admiro o seu espírito de abordagem da Escritura, e posso garantir-lhe que tenho esse mesmo espírito. Mas a questão não é esta. A questão é que queiramos ou não, temos de INTERPRETAR a Escritura. Só quem não precisa interpretá-la é Deus, que é o seu Dono. Neste caso, estamos todos sujeitos a algum erro na interpretação. Você pode estar errado sobre Jo 5 tanto quanto eu. Mas eu acredito que minha interpretação deveria ser encarada mais profundamente, já que eu demonstrei que ela tem precedente na própria Escritura. Eu até admiro o modo convicto como você fala, mas convicção não prova nada.
Discordo de você, irmão.
Nós não temos que interpretar a Escritura; nós temos é que crê-la!
Os evangelhos, o Novo Testamento foi escrito em grego Koinê e dirigido aos irmãos; que na sua grande maioria eram pessoas humildes e simples, pessoas rudes.
Se você quiser interpretar; interprete aquilo que necessita de interpretação e não o que é literal.
Minha postura é essa; sou literal, porque sei que o Senhor é literal.
E o que Ele tem a me dizer a mim pecador, aos pecadores, Ele o faz sem rodeios, exemplo:
Não proves dessa árvore porque no dia em que fizerdes certamente morrerás.
E o Diabo saiu interpretando essa palavra de Deus p/ o homem, dizendo: - Não é bem assim não, Deus não quer é que vocês sejam iguais a Ele conhecendo o bem e o mal - e todos sabemos o resultado...

Os textos que eu trouxe mostram claramente que os 7 anos de tribulação são chamados “dia”. E mais ainda, eu mostrei em Gn 2.4 que Moisés chama “dia” aqueles 6 dias em que Deus criou o mundo. Isto você nem colocou na citação. De fato, “dia” na Escritura, “pode ser apenas uma forma de dizer” 7 anos de tribulação ou o período de criação, por exemplo.
Apesar de você dizer isso; você mesmo sabe que o Senhor não voltará a qualquer hora no tal "dia" (7 anos) da tribulação. Embora você diga que os 7 anos da última semana de Daniel são "um dia" p/ você Jesus não volta nesse dia (7 anos), mas num dia bem no início e noutro dia bem no fim; e as "duas voltas" do Senhor se dão num dia (não é verdade ?)
O que você quer provar então ???
Que o Senhor vai voltar nos 7 anos (um dia) a qualquer mormento desses 7 anos - já que eles querem dizer 1 dia ???
Não!
Você sabe muito bem que 7 anos não são um dia; por isso mesmo você já disse que o Senhor volta num dia anterior aos 7 anos, e noutro dia posterior(dia mesmo de 24 horas).
Ora, na verdade, a sua afirmação de que um dia representa 7 anos é só p/ apoiar uma doutrina; porque se verdadeiramente um dia significasse (pela Escritura) 7 anos, então o Senhor deveria voltar a qualquer momento ou dia ou mês ou ano dentro dos 7 anos (porque eles perfazem um dia) na sua crença; então cada fração dos 7 anos são parte do mesmo dia - e isso não é o que você crê. Portanto uma contradição no que prega!!!

Jefté, Paulo escreveu aos crentes da Igreja. Então, realmente, nem “todos” nós crentes da Igreja dormiremos, mas seremos “todos” nós crentes da Igreja transformados.
Aliás, se “todos” seremos transformados, quem restará para ficar num corpo natural a fim de cumprir certas profecias do reino tais como casar e ter filhos?
É outra pregação que não creio!
A igreja de Cristo é a igreja de Cristo, porque afirma o Senhor que a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus aos que crêem em seu nome.
Portanto, para mim (e também p/ a Escritura) depois da vinda de Cristo todos são da igreja, todos quantos o receberam.
E o da Tribulação idem; pois o Evangelho de Cristo veio; e não pode jamais ser anulado; os céus e terra passarão, mas o evangelho de Cristo jamais.
OU não é isso que o Senhor disse ???
E você está querendo contradizer ???
Quer dizer que na tribulação os que crerem no Senhor não são sua igreja ???
Mas c/ ordem e palavra de quem isso vai acontecer ???
pela palavra dos meros homens ... ?
Ora, por favor irmão !!!!

Jefté, mesmo que o pós-tribulacionismo esteja certo, com certeza a última trombeta não tem nada a ver com isso. Segundo J. Dwight Pentecost (em Manual de Escatologia), Harrisom é um dos que formularam esse argumento da trombeta, mas “o próprio Harrisom admite que ‘última’ pode significar uma de duas coisas: última em relação ao tempo ou última em relação à seqüência”. Agora, deixe-me citar Thiessen, que aproveita a brecha deixada por Harissom:

“Não há base suficiente para supor que haja aqui referência à sétima trombeta apocalíptica (Ap 11.15) [...] Essa salpigx (trombeta), a que o apóstolo chama escathe (última), não com referência a alguma série que a tenha precedido [...] mas por estar ligada ao final desse aion (era) e à ultima cena da história humana. Com isso concordamos, exceto em que, quando Cristo voltar, apenas essa era da história terá chegado ao fim. Ellicott era pré-milenarista, e isso é, sem dúvida, o que ele queria dizer com sua afirmação. Meyer assume a mesma posição, com base no fato de que em 1 Tessalonicenses 4.16 "somente uma trombeta é mencionada e apresentada de maneira normal, como algo bem conhecido pelos leitores". A mesma conclusão pode ser derivada do fato de que Paulo segue a referência à última trombeta com a declaração impessoal "pois a trombeta soará" (ver o grego). Se ele tivesse pensado nessa trombeta como uma de sete, sem dúvida teria dito algo semelhante a: "Pois quando as trombetas soarem, e chegar a hora de a última trombeta soar, os mortos em Cristo ressuscitarão". De qualquer modo, não há base para identificar a "trombeta" de 1 Coríntios 15.52 com a sétima trombeta de Apocalipse 11.15. (Henry C. THIESSEN, Will the church pass through the tribulation?, p. 55-6).”
Bruno, Bruno
Diz: "A fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Rom. 10:17)
A fé vem de ouvir a Palavra de Deus!!!
Será que a palavra de Deus é a desse doutor???
Não!
A palavra de Deus é aquela que você está deixando de ouvir e de acatar, em troca do dizer dos homens ... então em vez de sua fé ser afirmada na palavra da verdade; ela está afirmada na palavra dos homens....
Claro que você não crerá que a última trombeta p/ o arrebatamento não será a da palavra de Deus em Apocalipse!
Sabe por quê ???
Porque simplesmente você não esta a crendo !
Preferindo que alguém te diga algum significado...
Eu já dialoguei c/ irmãos que acreditam que a última trombeta do arrebatamento seja de uma série de 3 ou 4 que serão tocadas,,, mais ou menos isso...
Já você, acredita que nem seja de uma série, acredita que será só uma (ou seja, o apóstolo errou e você está certo).. loucura...

Mas eu, irmão, sem fazer demagogia ou querer dizer que sou algo especial - eu, homem, ser humano, eu creio e quero crer como me está escrito (procurando não acrescentar NADA, nem tirar).
Sabe por quê???
Porque o Senhor já advertiu aos homens...
"Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que eu vos mando." (Deut. 4:2)
Porque será que hoje, os "crentes" se julgam muito aptos p/ fazerem todo o tipo de acréscimos e omissões ???
Acaso não pecam por desobedecer ordem explícita da palavra de Deus ???
Portanto, irmão Bruno; como já disse acima; encontrei irmãos que dizem que o arrebatamento é numa última trombeta de uma série de 3 ou 4; já você diz que não será de uma série - e os dois usam de suposições e imaginação.
E sabe como é que eu creio ???
Que a trombeta do arrebatamento da igreja é a última trombeta a ser tocada; e sabe qual é essa última trombeta e quando ela será tocada ???
Vai ser tocada após a 6ª trombeta do Apocalipse, sendo que nessa a terça parte dos homens será morta pelo fogo, pelo fumo e pelo enxofre.
Então Jesus vem.
Agora veja se eu estou me fundamentando em imaginações ou suposições de homens ???
Portanto, irmão Bruno; não temos o apóstolo Paulo aqui p/ nos dizer, não é verdade?
Mas também não precisamos pois ele nos deixou escrito.
E assim é que eu creio!
Agora lhe faço uma pergunta:
Quantas trombetas serão tocadas no tempo do fim em Apocalipse ???
Acaso não são 7 ???
Pois Jesus volta na última.
Será que é tão impossível assim p/ crer ???
Olha, a palavra de Deus não nos deixa órfãos, para ninguém dizer que não sabe quantas trombetas serão tocadas nos céus p/ que Cristo volte na última, não é ???
Mas os irmãos não querem saber dessas trombetas...
Eles querem outras... as das suas imaginações ou das suas suposições...
Desculpa, mas olha a similaridade:

"E disse-me o SENHOR: Os profetas profetizam falsamente no meu nome; nunca os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei; visão falsa, e adivinhação, e vaidade, e o engano do seu coração é o que eles vos profetizam." (Jer. 14:14)
"Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Não deis ouvidos às palavras dos profetas, que entre vós profetizam; fazem-vos desvanecer; falam da visão do seu coração, não da boca do SENHOR." (Jer. 23:16)

"Até quando sucederá isso no coração dos profetas que profetizam mentiras, e que só profetizam do engano do seu coração?" (Jer. 23:26)

"Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o SENHOR, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com as suas leviandades; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e não trouxeram proveito algum a este povo, diz o SENHOR." (Jer. 23:32)

"Mas eles dizem: Não há esperança, porque andaremos segundo as nossas imaginações; e cada um fará segundo o propósito do seu mau coração." (Jer. 18:12)

Veja irmão, como isso já ocorreu abundantemente no passado... na história... e hoje apenas se repete... e todos os que dizem que a última trombeta p/ o arrebatamento é de uma serie de 3 ou 4; ou, ela não é a última, pois não será uma série.. não passa de ser visão do coração... (desculpa, mas é!)
E eis aí acima a advertência da palavra do Senhor.
Portanto, não fico nem com a sua visão; nem c/ a visão dos outros - fico c/ a Palavra de Deus - esperando a Cristo, meu Senhor ao toque da última trombeta do Apocalise - se Deus quiser e eu ainda viver! Amém!

Eu não queria entrar nesse mérito, mas já que você perguntou, bem, eu não diria que posições escatológicas tenham alguma coisa a ver com o evangelho de Cristo no sentido original do termo. Este é as boas novas sobre a morte e ressurreição de Cristo, que possibilitam a salvação do homem (1Co 15.1-4) pela fé através da Graça de Deus (Ef 2.8 ) para aquele que perseverar num viver santo (Hb 12.14). Então, realmente eu não meteria o evangelho de Cristo no meio de uma discussão sobre posições escatológicas divergentes. Até porque, se isso realmente fizer diferença para a salvação, vai ficar difícil saber quem se salva, pois até no primeiro século havia divergências escatológicas entre cristãos piedosos. Compare Pastor de Ermas com outros pais como Tertuliano, por exemplo.
Eu não quero dizer que quem prega a volta de Cristo numa trombeta imaginável pela cabeça dele seja um outro evangelho.
Mas a palavra de Deus diz que qualquer que profetizar falsamente em nome do Senhor é um falso profeta.
Então apenas repito o que ela mesma determina:
"Filho do homem, profetiza contra os profetas de Israel que profetizam, e dize aos que só profetizam de seu coração: Ouvi a palavra do SENHOR;" (Ez. 13:2)

O que acontece é que, por hoje estarmos na liberdade, e na graça de Deus - pensamos que não é grave torcer, ou aumentar, ou diminuir qualquer coisa da palavra do Senhor.
Acontece que não é assim!
No passado qualquer ser humano que diminuísse ou aumentasse a palavra de um rei (dos homens) tinha a sua cabeça em jogo.
O que será que acontecerá com os que tratarem assim a palavra do Senhor ??
Então, é melhor calar; do que ensinar o que é mentira.
E creio verdadeiramente que é perigoso e grave; eu dizer aos cristãos que Cristo não volta ante a última trombeta... sabe por que??
Porque estou indo diretamente contra a palavra de Deus ??/
E no passado, isso aconteceu aos milhares...
Quando Jeremias, um profeta do Senhor advertiu aos filhos de Israel sobre as determinações e repreensões do Senhor a eles; se levantaram muitos falsos profetas desmentindo suas afirmações que saíram do boca do Senhor.
Sabe o que aconteceu???
Veio a destruição e não se poupou nem velhos, nem crianças, nem mulheres nem homens, e a cidade foi varrida pela destruição.
São apenas exemplos do peso que é pregar o contrário do que afirma a palavra!

Literalidade? Você não demonstrou nenhuma ao interpretar “dia” e “todos”, por exemplo. Literalidade não é assumir um significado único e absoluto para um determinado termo, mas sim buscar qual seja seu significado no contexto em que aparece, se ele está sendo usado com sentido denotativo ou conotativo, etc. Você não demonstrou nenhuma preocupação com esses princípios ao abordar as palavras “dia” e “todos”, por exemplo.
Irmão
Sabe o que é literalidade ???
É você considerar o arrebatamento da igreja literalmente no início dos 7 anos (do fim) e também considerar outra parcela no final desses mesmos 7 anos - isso é literalidade.
A sua palavra é literalmente essa sem acréscimos e omissões! (olha que literalidade ??? ou será que podemos interpretá-la também ???)
Já a palavra de Deus, a palavra de Cristo e o que Jesus expressamente afirmou (várias vezes): como "ressurreição do último dia" - isso é figurativo...
Ora, a sua palavra deve ser crida e acatada literal (mas o Novo Testamento e a palavra de Cristo, eu uso de interpretações... 1 dia = 7 anos..... última trombeta... não é última, é apenas uma só))))

Então temos:
A palavra de Cristo totalmente passível à interpretação (cada qual c/ a sua) como se ela não fosse a verdade a se cumprir, como se o que o Senhor dissesse, fosse o que cada cada qual interpretasse.
E a sua palavra - irmão, de homem - é a literal; a verdadeira; e eu te pergunto:
Vamos interpretá-la também ???
Vamos acrescer-lhe ou tirar-lhe, como todos ousam fazer c/ a de Cristo ??? Acrescemos-lhe alguns 7 anos, tudo bem ???


Isso, irmão Bruno é literalidade.
A sua e a do Sr. J. Dwight Pentecost (em Manual de Escatologia) e do Sr. Harrisom - é literal!
E a da palavra de Deus sobre a Ressurreição do último dia; na última trombeta... etc... é figurativa... e não precisa ser levada à sério.

Querido irmão; a advertência p/ termos ouvidos p/ ouvir (o que está dito e escrito) e a advertência p/ que também tenhamos olhos p/ ver, vem da palavra do Senhor. Portanto tenhamos - porque o que ela afirma, VEM!
Crendo nós ou não...

Paz
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Bruno Azeredo em Dom 24 Jul 2011, 13:16

Jefté,

Paz de Cristo.

Irmão Bruno
"Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome."
Essa é a igreja de Cristo, irmão.
Conforme diz: O qual de ambos os povos se fez um derrubando a parede de separação... E eu creio e eu prego isso...
Todos os judeus e gentios que o receberam entre o Pentecostes e o arrebatamento são a Igreja de Cristo, e por isso em Cristo foi derrubada aquela parede de separação.
No período entre o Pentecostes e o arrebatamento não existe, em Cristo, judeus ou gentios, circuncisão ou incircuncisão, homem ou mulher, servo ou livre, porque todos são um Nele. Mas “em Cristo” só estão esses entre o Pentecostes e o arrebatamento. Quem vem antes ou depois disso nunca é referido como estando “em Cristo”; nunca é chamado “Igreja”, “noiva” ou “corpo de Cristo”. A Igreja é o corpo de Cristo (1Co 12.27; Cl 1.18). Como Arnold Fruchtembaum nota:


Na realidade, mesmo depois da cruz, permanece uma tripla distinção. Primeiro, há uma distinção entre Israel e os gentios, conforme consta em 1Co 10.32 e Ef 2.11-12. Em segundo lugar, há uma distinção entre Israel e Igreja em 1Co 10.32. Por último, há uma distinção entre crentes judeus (‘o Israel de Deus’) e os crentes gentios em Rm 9.6 e Gl 6.16.


Se você quiser interpretar; interprete aquilo que necessita de interpretação e não o que é literal.
Numa aula de lógica qualquer, isto que você disse seria classificado como "sem significado" porque você defende ideias auto-excludentes. Pelo seu próprio texto notamos que você também precisa(ou) interpretar para chegar a conclusão sobre o que deve ser interpretado ou não, ou seja, o que é "literal" ou não.

Minha postura é essa; sou literal, porque sei que o Senhor é literal.
Você não sabe o que é literalismo, e esta é a segunda vez que demonstra não saber.

Apesar de você dizer isso; você mesmo sabe que o Senhor não voltará a qualquer hora no tal "dia" (7 anos) da tribulação. Embora você diga que os 7 anos da última semana de Daniel são "um dia" p/ você Jesus não volta nesse dia (7 anos), mas num dia bem no início e noutro dia bem no fim; e as "duas voltas" do Senhor se dão num dia (não é verdade ?)
O que você quer provar então ???
Que o Senhor vai voltar nos 7 anos (um dia) a qualquer mormento desses 7 anos - já que eles querem dizer 1 dia ???
Não!
Você sabe muito bem que 7 anos não são um dia; por isso mesmo você já disse que o Senhor volta num dia anterior aos 7 anos, e noutro dia posterior(dia mesmo de 24 horas).
Ora, na verdade, a sua afirmação de que um dia representa 7 anos é só p/ apoiar uma doutrina; porque se verdadeiramente um dia significasse (pela Escritura) 7 anos, então o Senhor deveria voltar a qualquer momento ou dia ou mês ou ano dentro dos 7 anos (porque eles perfazem um dia) na sua crença; então cada fração dos 7 anos são parte do mesmo dia - e isso não é o que você crê. Portanto uma contradição no que prega!!!
Jefté, respondendo sua pergunta, "o que eu quero provar" é que "dia" na Escritura é um termo que não tem significado único e absoluto. Ou seja, nem sempre quer dizer 24 horas. Eu demonstrei isso na Escritura, inclusive citando Gn 2.4, uma passagem que irrefutavelmente usa o termo "dia" em referencia ao período de criação, que sabemos que foi de 6 dias.
Eu sei que um dia de 24 horas não é 7 anos e vice-versa. Mas demonstrei que a Escritura usa "dia" com significados além de "24 horas", iclusive chamando de "dia" os 7 anos de tribulação. Então,o que eu quero provar com isso é que em Jo 5 a expressão "último dia" não precisa ser tomada como um dia de 24 horas, mas como um período, no qual em dado momento haverá a ressurreição dos santos da tribulação e do AT. Então, resumindo isso, eu não tô aqui dizendo que 24 horas equivalem a 7 anos. Eu tô dizendo que o termo "dia" na Escritura, as vezes é usado com o significado de "24 horas", as vezes significa aquela parte das 24 horas em que há luz (Jo 9.4), as vezes periodos indeterminados de tempo, como os 6 dias criativos (Gn 2.4), e também o período de 7 anos de tribulação, como já demonstrei na Escritura.


Quer dizer que na tribulação os que crerem no Senhor não são sua igreja ???
Exatamente.

Mas c/ ordem e palavra de quem isso vai acontecer ???
Entre outros fatos, o caráter de mistério da Igreja mostra que os santos do AT não fazem parte da Igreja. Já o fato de o arrebatamento ser pré-tribulacional mostra que os santos da tribulação tamnbém não fazem parte da Igreja.

Diz: "A fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Rom. 10:17)
Será que a palavra de Deus é a desse doutor???
Não!
A palavra de Deus é aquela que você está deixando de ouvir e de acatar, em troca do dizer dos homens ... então em vez de sua fé ser afirmada na palavra da verdade; ela está afirmada na palavra dos homens....
Não exagere, Jefté. Só porque eu citei um teólogo não significa que estou firmado na palavra humana.

Portanto, irmão Bruno; como já disse acima; encontrei irmãos que dizem que o arrebatamento é numa última trombeta de uma série de 3 ou 4; já você diz que não será de uma série - e os dois usam de suposições e imaginação.
Jefté, admiro seu espírito de fidelidade à Escritura, e o modo convicto como você fala, mas você não refutou Thiessem em absolutamente nada.

O que acontece é que, por hoje estarmos na liberdade, e na graça de Deus - pensamos que não é grave torcer, ou aumentar, ou diminuir qualquer coisa da palavra do Senhor.
Jefté, já parou para pensar na possibilidade de ser você quem está aumentando alguma coisa na Palavra do Senhor?

Sabe o que é literalidade ???
É você considerar o arrebatamento da igreja no início dos 7 anos (do fim) e também considerar outro no final desses mesmos 7 anos
Eu não acredito em dois arrebatamentos, um no inicio dos 7 anos e outro no fim.
O que eu acredito é num unico arrebatamento, antes dos 7 anos, e após os 7 anos, a segunda vinda.
O arrebatamento, para mim, é o translado dos crentes vivos e dos crentes ressurretos, em Cristo, para o encontro do Senhor nos ares (1Ts 4.16-17), de onde irão para a casa do Pai (Jo 14.2-3). A segunda vinda é a aparição de Cristo ao mundo (Ap 1.7), descendo os seus pés não até as nuvens, mas até o solo de Jerusalém (Zc 14.4), onde estabelecerá a sede de seu reino milenar.
Esta é a razão pela qual na postagem anterior eu perguntei: "se TODOS seremos transformados, quem restará para ficar num corpo natural a fim de cumprir certas profecias do reino tais como casar e ter filhos?" Parece que você não entendeu a pergunta. Veja bem: É VOCÊ QUEM DIZ QUE O TRANSLADO DE "TODOS" SE DARÁ AO FIM DOS SETE ANOS DE TRIBULAÇÃO. Mas então, pergunto, considerado que os ímpios não entrarão no reino, quem então ficará num corpo natural para cumprir profecias do reino como casar e ter filhos, se terão TODOS sido transladados, ou seja, terão seus corpos glorificados??? Repare que é você mesmo quem diz que o translado se dá ao fim dos sete anos, então o que eu expus é um problema SEU, e não meu. No meu caso, eu não tenho esse problema, pois pra mim o translado é antes da tribulação, e então isto permite que os santos da tribulação SOBREVIVENTES cumpram profecias do reino como casar e ter filhos, já que estes não terão seus corpos glorificados pelo translado, pois o translado, que como eu disse é um só, já terá acontecido 7 anos antes.
Bem, entenda primeiro a pergunta que está sendo feita, e então, escale esse evereste à sua frente, se for capaz.


Então temos: a palavra de Cristo é totalmente passível da nossa interpretação (cada qual c/ a sua) como se ela não fosse cumprir como o Senhor mo disse, e sim como cada interpreta.
Jefté, sem ofensas, de todos os debatedores com quem já discuti a Escritura, você é o que mais me representou mal... e olha, você ganha com uma vantagem para lá de larga em relação ao segundo lugar!
Eu NUNCA DISSE nada disso aí acima. O que eu disse é que queiramos ou não, temos que INTERPRETAR a Escritura, e só Deus não precisa interpretá-la, pois é o seu Dono, o seu autor. Ou seja, eu nunca disse que a Palavra de Deus tem mais de um significado ou que vai cumprir-se de um jeito pra mim e de outro pra você, ou que o significado único da Palavra está sujeito a nossa interpretação. O que eu disse é que nós, queiramos ou não, temos de interpretar a Escritura para descobrir qual seja o seu significado, que é único. Mas porque precisamos interpretar, estamos sujeito a um erro aqui, outro acolá, e assim acabamos achando que num determinado ponto a Escritura significa A, quando na verdade significa B. Foi isso o que eu disse. E olha, todos estamos sujeitos a isso, inclusive você. Você também pode estar errado em algo aqui, e acolá, Jefté. Inclusive sobre Jo 5 e o argumento da trombeta.
Estou dizendo isso porque você deixou bastante o debate escatológico de lado e começou a falar de acrescimos/descrescimos/omissões/distorções à Palavra, mas parece estar esquecendo que na maioria das vezes, com a maioria dos cristãos, a questão não é que corrompemos deliberadamente a Escritura, mas estamos todos sujeitos a falhar na interpretação, inclusive você, e principalmente quando o assunto é escatologia. Mas você está deixando a escatologia de lado e entrando num mérito que não é o propósito do tópico.
Como eu já disse antes, eu realmente admiro o seu espírito de fidelidade à Escritura e o modo convicto como você fala. Mas sabe, a maioria de nós também temos este espírito de fidelidade a Escritura, e também estamos convictos de nossas opiniões, embora, como eu disse antes, convicção não prova absolutamente nada.
Então, Jefté, o que eu quero dizer é que deixar a escatologia de lado para insinuar que pré-tribulacionistas comportam-se como os falsos profetas do AT não é realmente o propósito do tópico, inclusive porque esta é uma espada de dois gumes, ou seja, se for os pós-tribulacionistas que estiverem errados, então os falsos profetas seriam vocês.
Eu estou convicto, como já disse, que a questão não é essa. Nós todos apenas procuramos interpretar a Escritura com correção, e estamos sujeitos a falhas. Então, Jefté... dá uma mudada no foco. Volte ao tema do tópico: arrebatamento, segunda vinda e grande tribulação.


A sua e a do Sr. J. Dwight Pentecost (em Manual de Escatologia) e do Sr. Harrisom - é literal!
rsrs ... Jefté, o Sr Harrinsom está ao seu lado sobre a trombeta. Ele é meso-tribulacionista (e não pós), mas é um dos articuladores do argumento da trombeta.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Dom 24 Jul 2011, 14:17

Irmão Bruno

Digo-te que não o ofendi nem quero ofender-te!
e digo também:
Se a vinda do Senhor não é no último dia literal - como eu creio que será - então sou eu o falso profeta!
Porque qualquer que ensinar outra doutrina, você já sabe qual é o conselho da palavra de Deus, não é ???
Agora, se você é que está ensinando diferente da palavra, sinto muito, mas então está sendo sim um falso profeta - ou seja, essa palavra se encaixa em qualquer que ensine erradamente.


Mas que a maneira de vocês crerem e pregarem é realmente muito diferente, isso é:
A palavra de Deus afirma: a ressurreição de todos os que o Senhor deu a Cristo acontecerá no "último dia" - mas p/ vocês não é assim, pois último dia quer dizer outra coisa.
A palavra de Deus afirma: o arrebatamento da igreja e a ressurreição dos mortos em Cristo se dará ante a "última trombeta" - vocês dizem: não, não é última trombeta, é uma outra; nada haver c/ a da palavra de Deus em Apocalipse.


você diz:
Todos os judeus e gentios que o receberam entre o Pentecostes e o arrebatamento são a Igreja de Cristo, e por isso em Cristo foi derrubada aquela parede de separação.
No período entre o Pentecostes e o arrebatamento não existe, em Cristo, judeus ou gentios, circuncisão ou incircuncisão, homem ou mulher, servo ou livre, porque todos são um Nele. Mas “em Cristo” só estão esses entre o Pentecostes e o arrebatamento. Quem vem antes ou depois disso nunca é referido como estando “em Cristo”; nunca é chamado “Igreja”, “noiva” ou “corpo de Cristo”. A Igreja é o corpo de Cristo (1Co 12.27; Cl 1.18). Como Arnold Fruchtembaum nota:

Na realidade, mesmo depois da cruz, permanece uma tripla distinção. Primeiro, há uma distinção entre Israel e os gentios, conforme consta em 1Co 10.32 e Ef 2.11-12. Em segundo lugar, há uma distinção entre Israel e Igreja em 1Co 10.32. Por último, há uma distinção entre crentes judeus (‘o Israel de Deus’) e os crentes gentios em Rm 9.6 e Gl 6.16.
A palavra de Deus diz - disse Jesus: "Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar - isso é: o evangelho não há de passar.
Diz: "Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus aos que creem no seu nome - no entanto você diz que isso cessará nos últimos 7 anos do mundo. (isso não é verdade).
O Apocalipse diz:
"Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem."
(Apc. 14:12-13)

Logo após a advertência p/ se não aceitar a marca da besta vem dizendo sobre a paciência dos santos: "Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão," (Apc. 14:9)
Quem são esses santos, irmão Bruno ???
Embora eu lhe pergunte, eu já sei quem são! São os santos da palavra de Deus por um todo.
Os mesmos de Daniel 7:25 que serão entregues na mão do anticristo por um tempo, tempos e metade de um tempo - os quais santos diz o mesmo capítulo de Daniel 7:
"Mas os santos do Altíssimo receberão o reino, e o possuirão para todo o sempre, e de eternidade em eternidade." (Dan. 7:18 - Dan. 7:27)


A quem será que eu devo dar crédito ????
E esses que morreram no Senhor em pleno Apocalipse em plena marca da besta, pois nos dois versos anteriores (Apc. 14:10-11) diz p/ não aceitar a marca da besta...

Sinceramente:
Fico c/ a palavra de Deus e deixo você interpretá-la como quiser.
Mas graças a Deus - a Bíblia esta escrita e difundida pelo mundo e eu a leio todos os dias, por isso mesmo é que minha fé deriva da mesma (sem o fermento dos homens) como dando me um "significado" pessoal
é o livre arbítrio ...
Assim como você pode crer de outra maneira, eu creio da maneira que está escrita.
Agora, só terá um cumprimento!
Somente que intrepretação existem várias...
Mas o dilúvio só veio de um jeito...
Também em Sodoma.
E nas pragas do Egito.
Também nos 70 anos de exílio e cativeiro dos judeus em Babilônia...

Mas olhemos mais uma vez o que diz em Apocalipse sobre a igreja do Senhor:
"Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.
E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos.
E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus."
(Apc. 19:7-9)

Veja só irmão Bruno, somente em Apocalipse 19 é anunciada as Bodas do Cordeiro - antes da Batalha do Armagedom!
Isso p/ você não representa nada ???

----------------------------------

Sobre isso:
Esta é a razão pela qual na postagem anterior eu perguntei: "se TODOS seremos transformados, quem restará para ficar num corpo natural a fim de cumprir certas profecias do reino tais como casar e ter filhos?" Parece que você não entendeu a pergunta. Veja bem: É VOCÊ QUEM DIZ QUE O TRANSLADO DE "TODOS" SE DARÁ AO FIM DOS SETE ANOS DE TRIBULAÇÃO. Mas então, pergunto, considerado que os ímpios não entrarão no reino, quem então ficará num corpo natural para cumprir profecias do reino como casar e ter filhos, se terão TODOS sido transladados, ou seja, terão seus corpos glorificados??? Repare que é você mesmo quem diz que o translado se dá ao fim dos sete anos, então o que eu expus é um problema SEU, e não meu. No meu caso, eu não tenho esse problema, pois pra mim o translado é antes da tribulação, e então isto permite que os santos da tribulação SOBREVIVENTES cumpram profecias do reino como casar e ter filhos, já que estes não terão seus corpos glorificados pelo translado, pois o translado, que como eu disse é um só, já terá acontecido 7 anos antes.
Bem, entenda primeiro a pergunta que está sendo feita, e então, escale esse evereste à sua frente, se for capaz.
Irmão Bruno
Nenhuma carne e sangue ficará na terra p/ herdar o milênio!
Nenhuma carne de pecado restará ao Armagedom! (Sof. 1:2-3 - Sof. 1:18)

Jesus disse:
"Porque até que o céu e a terra passem nem um j ou til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido." (Mat. 5:18)

Ora, o que significa isso???
Significa que nada da lei p/ o homem na carne de pecado pode ser tirado, ou revogado ou não cumprido.
Então toda a maldição da lei paira sobre o homem pecador e da carne de pecado.
E o certamente morrerá se cumprirá literalmente nos homens na carne.
E somente mediante isso - é que cessa a maldição da lei e a transgressão da mesma.
Só assim, é que a Terra que fora amaldiçoada devido ao pecado do homem pelo Senhor Deus pode ser novamente abençoada e renovada e transformada num paraíso.
Mas, se houver um só homem na carne de pecado - a maldição continua e não pode ser anulada - porque a Palavra de Deus se cumpre e não será revogada jamais!

E olha uma parte da maldição da lei ao pecador na carne:
"E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida." (Gen. 3:17)

Se houver um só homem na face da terra em carne de pecado - a terra continuará amaldiçoada pois a palavra de Deus não pode ser revogada ou anulada. (Mat. 5:18)


Só que o Reino de Cristo é um Reino Bendito!
Sem morte, sem pranto, sem dor, sem necessidade do suor do rosto p/ se comer o pão; um reino em que os próprios animais terão sua estrutura fisica de outra forma, pois comerão palha como o boi, e os cabritos e a nédia ovelha e um leopardo juntos se deitarão e brincarão.

"Não trabalharão debalde, nem terão filhos para a perturbação; porque são a posteridade bendita do SENHOR, e os seus descendentes estarão com eles." (Is. 65:23)

Irmão Bruno
O Senhor Deus não tem duas palavras poderosas e contraditórias a se cumprir de uma vez: ou se cumpre a maldição ou a bênção.
E o Reino do Messias é Bendito!

Por isso mesmo é dito na profecias das 70 semanas, que ao fim das mesmas, o pecado terá fim; e a transgressão cessará e a iniquidade será expiada.
Porque o Reino do Messias vem em todo o seu teor.
Daniel 2: A Pedra que atingiu a estatua se tornou numa montanha e encheu toda a terra - e não ficou dos reinos anteriores do homem nada!
Quanto aos santos do milênio se gerarão filhos ou não, isso pertence a Deus!
Paz!



Última edição por Jefté em Dom 24 Jul 2011, 14:44, editado 1 vez(es)
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Bruno Azeredo em Dom 24 Jul 2011, 14:28

Digo-te que não o ofendi nem quero ofender-te!
e dito também:
Se a vinda do Senhor não é no último dia literal - como eu creio que será - então sou eu o falso profeta!
Porque qualquer que ensinar outra doutrina, você já sabe qual é o conselho da palavra de Deus, não é ???
Agora, se você é que está ensinando diferente da palavra, sinto muito, mas então está sendo sim um falso profeta - ou seja, essa palavra se encaixa em qualquer que ensine erradamente.
Jefté, você não me ofende. Não é a primeira vez que sou chamado de falso profeta ou algo parecido. Mas, se por causa de minha posição escatológica, sou um falso profeta, por que você ainda me chama de "irmão"? Continuarei o debate do ponto estritamente escatológico. Não quero que isso se torne uma pendenga pessoal. Mas considere o que eu disse. Mais tarde, se possível, voltarei ao forum para formular uma resposta à sua nova série de argumentos.

Até.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Dom 24 Jul 2011, 14:47

Querido Bruno

Não te chamei de falso profeta!
Disse que qualquer que defender um ponto desmentindo a Escritura está sendo falso profeta.
Isso é uma exortação e não uma ofença!
Eu não quero isso pra mim!
E vou deixa que outro o faça ??? pois não está na minha pele ?


Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Dom 24 Jul 2011, 14:57

Desculpa mas vou postar parte de uma postagem anterior p/ visualização:

Sobre isso:
Esta é a razão pela qual na postagem anterior eu perguntei: "se TODOS seremos transformados, quem restará para ficar num corpo natural a fim de cumprir certas profecias do reino tais como casar e ter filhos?" Parece que você não entendeu a pergunta. Veja bem: É VOCÊ QUEM DIZ QUE O TRANSLADO DE "TODOS" SE DARÁ AO FIM DOS SETE ANOS DE TRIBULAÇÃO. Mas então, pergunto, considerado que os ímpios não entrarão no reino, quem então ficará num corpo natural para cumprir profecias do reino como casar e ter filhos, se terão TODOS sido transladados, ou seja, terão seus corpos glorificados??? Repare que é você mesmo quem diz que o translado se dá ao fim dos sete anos, então o que eu expus é um problema SEU, e não meu. No meu caso, eu não tenho esse problema, pois pra mim o translado é antes da tribulação, e então isto permite que os santos da tribulação SOBREVIVENTES cumpram profecias do reino como casar e ter filhos, já que estes não terão seus corpos glorificados pelo translado, pois o translado, que como eu disse é um só, já terá acontecido 7 anos antes.
Bem, entenda primeiro a pergunta que está sendo feita, e então, escale esse evereste à sua frente, se for capaz.
Irmão Bruno
Nenhuma carne e sangue ficará na terra p/ herdar o milênio!
Nenhuma carne de pecado restará ao Armagedom! (Sof. 1:2-3 - Sof. 1:18)

Jesus disse:
"Porque até que o céu e a terra passem nem um j ou til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido." (Mat. 5:18)

Ora, o que significa isso???
Significa que nada da lei p/ o homem na carne de pecado pode ser tirado, ou revogado ou não cumprido.
Então toda a maldição da lei paira sobre o homem pecador e da carne de pecado.
E o certamente morrerá se cumprirá literalmente nos homens na carne.
E somente mediante isso - é que cessa a maldição da lei e a transgressão da mesma.
Só assim, é que a Terra que fora amaldiçoada devido ao pecado do homem pelo Senhor Deus pode ser novamente abençoada e renovada e transformada num paraíso.
Mas, se houver um só homem na carne de pecado - a maldição continua e não pode ser anulada - porque a Palavra de Deus se cumpre e não será revogada jamais!

E olha uma parte da maldição da lei ao pecador na carne:
"E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida." (Gen. 3:17)

Se houver um só homem na face da terra em carne de pecado - a terra continuará amaldiçoada pois a palavra de Deus não pode ser revogada ou anulada. (Mat. 5:18)


Só que o Reino de Cristo é um Reino Bendito!
Sem morte, sem pranto, sem dor, sem necessidade do suor do rosto p/ se comer o pão; um reino em que os próprios animais terão sua estrutura fisica de outra forma, pois comerão palha como o boi, e os cabritos e a nédia ovelha e um leopardo juntos se deitarão e brincarão.

"Não trabalharão debalde, nem terão filhos para a perturbação; porque são a posteridade bendita do SENHOR, e os seus descendentes estarão com eles." (Is. 65:23)

Irmão Bruno
O Senhor Deus não tem duas palavras poderosas e contraditórias a se cumprir de uma vez: ou se cumpre a maldição ou a bênção.
E o Reino do Messias é Bendito!
Por isso mesmo é dito em Romanos 10:4 que o fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê.
Já p/ quem não é de Cristo; e ainda na carne de pecado; nada da lei cessou nem cessará - mas como disse Jesus, até que o céu e a terra passem nem um J ou Til da lei cairá.
E o certamente morrerás se cumprirá.
E a maldição p/ a carne de pecado permanece enquanto houver a carne de pecado.
E como diz em Hebreus 9:27
Ao homem está ordenado morrerem uma vez vindo depois disso o juízo.
Também está dito>
Os ímpios serão lançados no inferno e todas as gentes que se esquecem de Deus. (Sal. 9:17)

Então o que espera à carne de pecado é: voltar ao pó de onde veio; e o inferno se isso lhe for devido e ao julgamento e ninguém escapará.
Agora veja na lei se existe qualquer promessa dela p/ a carne de pecado e o homem pecador de algum paraíso?
Não existe!

Por isso mesmo é dito na profecias das 70 semanas, que ao fim das mesmas, o pecado terá fim; e a transgressão cessará e a iniquidade será expiada.
Porque o Reino do Messias vem em todo o seu teor.
Daniel 2: A Pedra que atingiu a estatua se tornou numa montanha e encheu toda a terra - e não ficou dos reinos anteriores do homem nada!
Quanto aos santos do milênio se gerarão filhos ou não, isso pertence a Deus!
Paz!

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Jefté em Dom 24 Jul 2011, 20:12

Olá irmão Bruno

Só completando algo mais do assunto anterior:
Vejamos o poder e a força da palavra de Deus:
Diz:
"Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê." (Rom.10:4)
"Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus." (Rom. 7:4)

Ora, para quem está em Cristo - Ele que já pagou ALTO preço pelo perdão dos pecados; para que o cumprimento da lei não caísse sobre nós, em nossa vida cumprindo-a e recebendo em Si o salário do pecado por nós!
E pelo perdão que o Senhor nos dá, temos a salvação e a ressurreição e a vida eterna já nesse mundo - porém o corpo de carne do pecado está morto e há de desfazer-se no pó da terra!
Por quê?

Porque a palavra de Deus dirigiu-se ao homem de carne, dando-lhe um mandamento a cumprir para não morrer.
E o homem descumpriu, e o pecado aconteceu; e a palavra de Deus prevalecerá!
E a morte foi gerada; e TODA a carne de pecado será tragada pela morte!
Mesmo sobre o cristão!
Somente isentando-se dessa sina, quem alcançar o arrebatamento, porque a Palavra e o bem de Cristo prevalece sobre a palavra do Velho Testamento nos seus.

Mas nada do que há na lei para a carne de pecado será ou pode ser anulado - pois é palavra de Deus.
Toda a carne foi destituida da glória de Deus!
Por essa mesma razão disse o Senhor:
"Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o reino de Deus." João 3
Pois somente nascendo de novo, em espírito, pela fé em Cristo é que o homem nasce no reino de Deus e nele passa habitar já agora!
Aquele que não nascer de novo, além de nem ver o reino de Deus, tudo o que a lei diz, ao homem na carne de pecado diz - e não se anulará!

Os cristãos estão livres da lei, em espírito (pois esse foi justificado), e herdarão tudo o que o evangelho diz, porém a carne, não!
Por isso diz:
"E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça." (Rom. 8:10)

E mesmo que um cristão na carne de pecado herdasse o milênio levaria consigo toda a maldição e o cumprimento da lei à carne de pecado. E o milênio seria maldito e toda a terra!
É semelhante, por exemplo, à tempestade e a fúria do mar ante à fuga de Jonas da palavra do Senhor não indo a Nínive; e por onde o navio que Jonas estava navegasse, a fúria do mar e a tempestade naufragariam o navio; foi só os marinheiros o lançarem ao mar, e a tempestade e a revolta cessaram e a bonança se estabeleceu.
Isso é apenas comparação do cumprimento e da determinação da palavra de Deus.

Por isso, que nesse mundo todos nós que recebemos a Jesus e nos tormamos filhos de Deus, mas em carne, precisamos trabalhar pelo pão (senão não come), precisamos negar a nós mesmos, e ter o viver negando à carne e cuidando p/ que a mesma não nos domine fazendo-nos desviar do Senhor; e ainda assim não deixamos de pecar um momento sequer (embora tenhamos o perdão constante e presente, pelo sangue de Cristo).
Porque a carne é inimiga de Deus e se ela viver - a lei do pecado vive e a lei de Deus dos mandamentos muito mais; e sua maldição e determinação e vigência impera sobre a carne de pecado. Como disse o Senhor:
Até que o céu e a terra passem nem um j ou til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido.

Por isso tambémdiz:

"NÃO sabeis vós, irmãos ( pois que falo aos que sabem a lei ), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?" (Rom. 7:1)


Conteúdo patrocinado

Re: Arrebatamento, 2ª Vinda e Grande Tribulação

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Dom 23 Jul 2017, 03:43