F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


A Somatória da Torá

Compartilhe

Hernandobh
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 127
Idade : 43
Cidade/Estado : Bhte MG
Religião : A Biblia
Igreja : do Mashiach
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 312
Data de inscrição : 09/03/2009

A Somatória da Torá

Mensagem por Hernandobh em Sex 25 Set 2009, 19:18

A Somatória da Torá
Por James Trimm
Traduzido e Adaptado por Sha’ul Bentsion

1 – Introdução

Recentemente eu fiz algumas descobertas que iluminam ainda mais o capítulo 10 de
Romanos, e gostaria de compartilhá-las com vocês.

Para melhor entender este novo insight, é melhor incorporá-lo a uma luz totalmente nova que já foi dada a esta porção de Romanos. Para alguns, este artigo inteiro será revolucionário, contudo, mesmo aqueles que já estudam conosco há anos encontrarão um novo insight neste artigo.

2 – Uma Passagem Mal Compreendida

Comecemos com Romanos 10:4. Esta é uma passagem que é muito mal compreendida. Pela tradução Almeida, parece dizer que “Cristo é o fim da lei.” A palavra aramaica aqui utilizada para fim é SAKA. Em 1893, quando James Murdock S.T.D (um cristão) traduziu a Peshitta Aramaica para o inglês pela primeira vez, ele traduziu esta palavra como “objetivo.” Ele escreveu a palavra original aramaica na margem e a definiu como “finalidade, escopo, resumo.” Esta palavra aramaica é usada na literatura rabínica para significar “número”, “somatória” ou “total.” No Talmud Babilônio, esta palavra é usada tal qual o exemplo a seguir: “… a SOMA dos pupilos de um professor em uma classe primária é vinte e cinco” (b. Bat. 21a). O verbo-raíz deste substantivo aramaico significa “calcular, contar, somar”, ou “buscar, ter esperança em.”

Com esta palavra aramaica, Paulo não está dizendo que o Messias é a ELIMINAÇÃO da Torá, mas sim que o Messias é a finalidade, o objetivo, escopo, resumo, número, total e somatório da Torá! Paulo está dizendo que o Messias *É* a Torá. O Messias é a SOMATÓRIA da Torá.

3 – A Verdadeira Mensagem de Romanos 10

Romanos 10:5 então continua dizendo:

“Porque Moshe escreve que o homem que pratica a justiça que vem da Torá ‘viverá por ela’ (Lev. 18:5)”

Lembre-se agora de que Paulo acabara de dizer que o Messias é a somatória da Torá, e agora ele cita a Torá para provar que a “vida” vem da Torá.

Então em Romanos 10:6-8, Paulo continua:

“E é a justiça que vem pela fé. Assim [Moshe] diz: Não digas em teu coração: ‘Quem subirá ao céu’ (Dt 30:12) e trará do alto ao Mashiach?’ Ou: Quem descerá à profundeza

do She’ol ‘e fará subir’ (Dt 13:13) ao Mashiach dentro os mortos? Mas que diz? ‘A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração;’ (Dt. 30:14) isto é, a palavra da fé, que pregamos.”

Agora, os comentaristas cristãos dizem qu Paulo está contrastando “a justiça que é pela Torá” (Rm 10:5) com “a justiça que é pela fé” (Rm 10:6) para provar que o Messias é o “fim/eliminação” da Lei, conforme é “dito” em Rm 10:4

Para começar, já demonstramos que Paulo não diz em Rm 10:4 que o Messias é a eliminação da lei; mas que o Messias é o objetivo e a somatória da Torá.

Em segundo lugar, Rm. 10:5 e Rm 10:6 ambos citam passagens da própria Torá para provar seus argumentos.

Em terceiro lugar, esses comentaristas distorcem completamente o ponto que Paulo está provando em Rm 10:6-8.

Quando Paulo ensinava aos bereanos em Atos 17, nos é dito que eles checavam “as Escrituras” para ver se o que Paulo dizia poderia ser encontrado lá, e Paulo disse que eles eram mais nobres do que os outros que ele havia ensinado, justamente por fazer isso. Agora, as únicas Escrituras que eles tinham naquela época era o Tanach (“Antigo Testamento”), então Paulo desejava que olhássemos para as passagens que ele cita da Toanach para nos certificarmos de que estamos aplicando suas palavras de forma precisa, tais como elas estão no Tanach.

4 – Como Bereanos

Então sejamos bons bereanos e olhemos para a porção da Torá que Paulo efetivamente cita em Rm. 10:6-8 para ver o que ela realmente diz em seu contexto, e ver como Paulo a utilizava. Paulo cita Dt. 30:12-14. Para nos ajudar a entender o contexto, começaremos
do verso 9, e citaremos o texto até o verso 16:

9 E YHWH teu Elohim te fará prosperar em toda a obra das tuas mãos, no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto da tua terra para o teu bem; porquanto YHWH tornará a alegrar-se em ti para te fazer bem, como se alegrou em teus pais,
10 Quando deres ouvidos à voz de YHWH teu Elohim, guardando os seus
mandamentos e os seus estatutos, escritos neste livro da lei, quando te converteres a
YHWH teu Elohim com todo o teu coração, e com toda a tua alma.
11 Porque este mandamento, que hoje te ordeno, não te é encoberto, e tampouco está longe de ti.
12 Não está nos céus, para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos?
13 Nem tampouco está além do mar, para dizeres: Quem passará por nós além do mar, para que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos?
14 Porque esta palavra está mui perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires.

15 Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal;
16 Porquanto te ordeno hoje que ames a YHWH teu Elohim, que andes nos seus
caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas, e te multipliques, e YHWH teu Elohim te abençoe na terra a qual entras a possuir.

Agora, o ponto inicial e mais importante está em Dt. 30:12-13, onde diz que é a Torá que não podemos fazer descer dos céus a nós. Mas nas citações de Paulo em Rm 10:6-7, é o “Messias” que não podemos fazer descer dos céus a nós. Paulo está aplicando a sua
lógica de que o Messias é a somatória da Torá, que ele afirma em Rm 10:4 (assim
provando que estamos corretos em nossa compreensão de SAKA em Rm 10:4)

Além disso, quando Paulo diz “A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração, isto é, a palavra da fé, que pregamos.” (Rm 10:8 ), Deuteronômio diz: “Porque esta PALAVRA está mui perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires.” (Dt.
30:14). Então a “palavra” de “confiança/fé” em Rm 10:8 é a “palavra” em Dt. 30:14, mas
em Dt. 30:14, essa “palavra” claramente é a Torá! Em outras palavras, Rm. 10:8 pode ser entendido como “‘A Torá está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a Torá da fé, que pregamos.”

Em quarto lugar, vemos que Dt. 30:15-16 possui um paralelo de significado com Lev.
18:5, portanto podemos ver que Paulo cita essas duas passagens juntas, não porque ele as
está contrastando, mas porque elas ensinam a mesma coisa!

5 – Uma Grande Revelação do Hebraico

Finalmente, se olharmos de volta para Rm 10:6, que cita Dt. 30:12 e olharmos cuidadosamente para a expressão que Paulo cita: “quem subirá para nós ao céu” no hebraico original de Dt. 30:12, e se pegarmos a primeira letra de cada palavra para formar uma nova palavra (esta técnica é conhecida como “Notarikon”), então escrevemos no hebraico a palavra MILÁ (que pode significar “palavra” ou “circuncisão”) e se tomarmos a última letra de cada uma das palavras, encontramos o nome de YHWH. Portanto, ocultado nas entrelinhas desta expressão idiomática no hebraico está a frase “Palavra de YHWH”. O ponto de Paulo é que tanto o Messias quanto a Torá são a “Palavra de YHWH”.

6 – Entendendo Paulo

Agora, em Romanos, continuamos a ler:

9 Porque, se com a tua boca confessares a nosso Adon Yeshua, e em teu coração creres que Elohim o ressuscitou dentre os mortos, terás a vida;
10 pois o coração que crê nEle é tornado justo, e a boca que O confessa tem a vida.
11 Porque o Tanach diz: Ninguém que nele crê será confundido.
12 Porquanto não há distinção entre judeu e arameu; porque o mesmo YHWH o é de todos, rico para com todos os que o invocam.

13 Porque: Todo aquele que invocar o nome de YHWH será salvo. Repare na linha de raciocínio:
Ponto 1: O Messias é a somatória da Torá (Rm 10:4) Ponto 2: A Torá traz vida (Rm 10:5-8 )
“Porque Moshe escreve que o homem que pratica a justiça que vem da Torá ‘viverá por ela’ (Lev. 18:5)”

“…Vês aqui, hoje te tenho proposto a VIDA e o bem, e a morte e o mal; Porquanto te ordeno hoje que ames a YHWH teu Elohim, que andes nos seus caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que VIVAS…” (Dt.
30:15-16) (referenciado em Rm 10:6-8, que cita Dt. 30:12-14)

Ponto 3: O Messias traz vida (Rm 10:9-10)

9 Porque, se com a tua boca confessares a nosso Adon Yeshua, e em teu coração creres que Elohim o ressuscitou dentre os mortos, terás a vida;
10 pois o coração que crê nEle é tornado justo, e a boca que O confessa tem a vida. (Rm. 10:9-10)

Ponto 4: O “Nome de YHWH” traz vida (Rm 10:13)

13 Porque: Todo aquele que invocar o nome de YHWH será salvo.



(Neste momento, devo acrescentar que Paulo está claramente escrevendo sua carta em aramaico. No aramaico, “vida” e “salvação” são a mesma palavra de duplo sentido, mas tanto no hebraico quanto no grego “vida” e “salvação” são palavras diferentes.)

Aqui está uma clara equivalência sendo feita entre: A Torá e:
“A Palavra”

“nosso Adon Yeshua” “o nome de YHWH”
Conforme o Tanach, a Torá é a “Palavra de YHWH” (Is. 1:10; 2:3) e conforme
Yochanan, o Messias é a Palavra de YHWH (Jo 1:1-3,14-18; Ap 19:13).

7 – O Testemunho dos Targumim

A tradição judaica ensina que a Torá inteira, desde a primeira letra até a última, é um dos nomes de YHWH.

Os Targumim eram paráfrases autoritativas dos livros do Tanach, as quais eram lidas nas sinaggoas juntamente com o hebraico das leituras da Torá e da Haftará. Freqüentemente, quando os Targumim chegam a passagens onde há referência antropomórfica a YHWH, ou onde YHWH é visto, ou onde duas ou mais manifestações de YHWH são indicadas pelo texto, os Targumim substituem o termo YHWH pela expressão “A Palavra [Memra] de YHWH.”

Por exemplo, em Gen 19:4, o Tanach traz:

E YHWH fez chover enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra, de YHWH dos céus.

A gramática do hebraico aqui indica que um YHWH faz chover fogo de “outro YHWH.” Mas o Targum Yonatan substitui o primeiro YHWH pela expressão “A Palavra de YHWH”, conforme visto abaixo:

E a Palavra de YHWH fez descer sobre os povos de Sodoma e Gomorra enxofre e fogo de YHWH no céu.

Em outro exemplo, a Torá traz:

Em Ex. 24:1a, YHWH é o locutor (vide Ex. 20:1-2). Agora, Ele (YHWH) diz a Moisés: “Suba a YHWH…”

Mas o Targum Yonatan parafraseia o locutor em Ex 20:1 com a substituição de YHWH
por “A Palavra [Memra] de YHWH|”:

E a Palavra de YHWH falou todas estas palavras gloriosas…

Portanto ao que se indica, uma dessas manifestações de YHWH nas passagens da Torá era na realidade entendida pelos targumistas como sendo a “Palavra de YHWH.” Conforme o Targum Onkelos, foi nesta Palavra de YHWH que Abrãao confiou:

E Avraham confiou na Palavra [Memra] de YHWH, e Ele o imputou por justiça
(Targum Onkelos Gn 15:16)

Além disso, Abraão orou no Nome da Palavra de YHWH

E Avraham adoro e orou no Nome da Palavra [Memra] de YHWH, e disse: “Tu és
YHWH que vês, mas não podes ser visto.” (Targum Yerushalmi Gn 22:14)

Repare que aqui Abraão ora “no Nome da Palavra de YHWH” a YHWH que “não pode ser visto.” Aqui duas manifestações de YHWH são bem aparents. Abraão está orando no Nome da Palara de YHWH, mas está orando ao YHWH que não pode ser visto. Esta idéia é reforçada em outros lugares, tais como:

E Hagar louvou e orou no Nome da Palavra [Memra] de YHWH, o qual Se revelou a ela. (Targum Yerushalmi Gn 16:3)

E era nesta Palavra de YHWH que Jacó também confiava:

E Ya’akov fez um juramento, dizendo: ‘Se a Palavra [Memra] de YHWH for o meu apoio, e me guardar no caminho que eu for, e me der pão para comer, e vestes para colocar, a fim de que retorne para a casa de meu pai no shalom; então a Palavra [Memra] de YHWH será meu Elohim.’ (Targum Onkelos Gn 28:20-21)

O Rei David também encorajou Israel a confiar na Palavra de Yah, conforme leitura do
Targum do Salmo 62, que lê:

Confina na Palavra de Yah a todo tempo, oh povo da Casa de Israel! Derrama perante Ele as visões do teu coração. Dizei: Elohim é a nossa confiança para sempre. (Targum Salmo
62:9)

Esta “Palavra de YHWH” era, conforme dito no Targum Yonatan, o Criador:

E a Palavra [Memra] de YHWH criou o homem conforme a sua semelhança, na semelhança de YHWH, YHWH criou, macho e fêmea Ele os criou. (Targum Yonatan Gn
1:27)

Esta idéia também é difundida no Targum Yerushalmi:

E a Palavra [Memra] de YHWH disse a Moshe: “Eu sou Aquele que disse ao mundo:
‘Seja!’ e assim foi. E Aquele que no futuro dirá a ele: ‘Seja!’ e assim será.” E Ele disse:
“Assim dirás aos filhos de Israel: ‘Eu Sou’ me enviou a vós.” (Targum Yerushalmi Ex
3:14)
O Targum fragmentário da Torá também expressa que a Palavra de YHWH foi o Criador: A primeira noite, quando a “Palavra de YHWH” se revelou ao mundo para criá-lo, o
mundo era desolado e vazio, e trevas se estendiam sobre a face do abismo, e a “Palavra de YHWH” era brilhante e iluminava, e Ele a chamou de primeira noite.” (Targum Fragmentário Ex 12:42)

E a Palavra de YHWH como sendo o Criador também é um conceito que pode ser visto no próprio Tanach:

Pela Palavra de YHWH os céus foram feitos, e todas as hostes deles pela Ruach de Sua boca. (Sl 33:6)

A Palavra também foi quem fez alianças. Por exemplo, a aliança de Noé foi feita entre a
Palavra e toda a humanidade:

E YHWH disse a Noach: “Este é um símbolo da aliança que Eu estabeleci entre a Minha
Palavra [Memra] e toda a carne que está sobre a terra.” (Targum Onkelos Gn 9:17)
A Palavra também fez a aliança com Abraão, conforme o Targum Onkelos parafraseia: E Eu estabelecerei a minha aliança entre a Minha Palavra [Memra] e vós (Targum
Onkelos Gn 17:7)

A Palavra de YHWH também deu a Aliança Mosaica e a Torá, conforme o Targum Yerushalmi (conforme citado acima) diz que quem deu a Torá foi a “Palavra de YHWH” em Ex 20:1.

E era à Palavra que Jacó deveria se voltar para a salvação:

Ya’akov Avinu disse: ‘Minha alma não espera em salvação tal como operada por Guideon Ben Yoash, pois ela foi somente temporal. Nem por uma salvação como a de Shimshon, que foi somente transitória. Mas por aquela salvação que Tu me prometeste
que viria, através da Sua Palavra ao Seu povo, os filhos de Israel. Pela tua salvação minha
alma espera.” (Targum Yonatan Gn 49:18)

Que a Palavra de YHWH é o salvador está expresso em outro lugar:

Mas Israel será salvo pela Palavra de YHWH com salvação eterna. Pela Palavra de
YHWH toda a semente de Israel será justificada. (Targum Yonatan Is 45:17,25)

Mas Eu terei misericórdia da Casa de Yehudá, e Eu os salvarei pela Palavra de YHWH, seu Elohim (Targum Yonatan Os 1:7)

8 – Conclusão

Tudo isso está de acordo com o argumento que Paulo constrói em Romanos capítulo 10:

1 – O Messias é a somatória da Torá
2 – A Torá dá a vida
3 – O Messias da a vida/salvação
4 – O Nome de YHWH dá a vida/salvação

O verdadeiro ensinamento de Romanos 10 é o de que o Messias é a Palavra de YHWH, a Torá Viva encarnada, e como tal, é a fonte da vida/salvação – não à parte da Torá, mas através do seu papel enquanto Torá – e portanto é o próprio Nome de YHWH que nos salva quando o invocamos.

    Data/hora atual: Sab 16 Dez 2017, 05:20