F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


A Revelação da Marca da Besta

Compartilhe

Hernandobh
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 127
Idade : 43
Cidade/Estado : Bhte MG
Religião : A Biblia
Igreja : do Mashiach
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 312
Data de inscrição : 09/03/2009

A Revelação da Marca da Besta

Mensagem por Hernandobh em Qui 24 Set 2009, 20:37

A Revelação da Marca da Besta
Por Sha'ul Bentsion

I - Introdução
Durante muito tempo, fiquei meditando em dois textos bíblicos de grande importância. O primeiro deles o texto de Guilyana (Apocalipse) 13:18, que nos manda calcular o número da besta. Como disse no artigo "Desvendando a Marca da Besta" (vide arquivos do grupo), isso é um indício de uso de guematria. Para quem não conhece, a guematria é o sistema judaico que associa números a letras. De fato, falamos um pouco sobre isso no artigo supracitado.
Quando escrevi o artigo em questão, demonstrei que havia dois textos no Tanach (Primeiro Testamento) que falavam acerca da besta. Mas, a questão da guematria não me saía da cabeça. O segundo texto que me vinha à cabeça era o texto de Atos que fala acerca dos bereanos (que eu sempre costumo mencionar, pois incentivamos muito que tudo o que digamos seja checado à luz das Escrituras.) Os bereanos sempre pesquisavam nas Escrituras. Aquilo não me saía da mente. Ora, a "Bíblia" (digamos assim) do público que leria Guilyana (Apocalipse) não seria outra que não a mesma dos bereanos, o Tanach! Então, a resposta deveria poder ser encontrada no Tanach.
E esse foi o começo de uma pesquisa revolucionária, jamais realizada anteriormente, a qual explico o ítem abaixo.

II - A Técnica
A técnica utilizada para a pesquisa que é tema deste artigo não poderia ser mais simples: utilizando o sistema de guematria simples, o original que era conhecido por todos os judeus à época do primeiro século, fiz uma extensa pesquisa, que levou muitos meses para ficar pronta. O objetivo era simples: Encontrar no Tanach todas as palavras, expressões, ou mesmo frases, cujo valor numérico fosse 666, e tentar desvendar uma possível relevância disso para o ensinamento acerca do anti-mashiach.
Evidentemente que tal trabalho é incomensurável, e ainda bem que dispomos de microcomputadores, caso contrário seriam necessários meses, talvez anos, para se encontrar todas as referências. Contudo, sabemos também que muitas verdades bíblicas (não me refiro a modismos nem invencionices) estão reservadas para o princípio do fim dos tempos, como forma de alerta aos que viveriam nos últimos dias.
Assim sendo, creio que tal pesquisa é de fundamental importância, para conseguirmos aprimorar o nosso entendimento acerca do anti-mashiach, sua identidade, e seus planos.

III – A Revolução
O resultado não poderia ser mais surpreendente. Há mais de 50 passagens no Tanach com valor numérico igual a 666, entre palavras, expressões e frases. E, na maioria delas, não é difícil verificarmos uma possível correlação com o anti-mashiach.Apresento-as aqui, juntamente com uma possível interpretação para cada passagem. Mas, não quero com isso, que o leitor se prenda somente às minhas conclusões, mas que possa também, munido dessa informação, seguir em seus estudos e tecer suas próprias conclusões.
Esse talvez seja um dos trabalhos mais importantes que já realizamos. Creio que esta pesquisa estabelecerá um marco de uma nova forma de estudar o número 666, e oro para que a Ruach HaKodesh ainda nos revele muito mais acerca da identidade do anti-mashiach, pois os tempos estão à porta.

IV – As Passagens do Tanach
Segue a lista de passagens do Tanach (Primeiro Testamento), onde o número 666 aparece, quer em palavra, expressão ou mesmo frase. Segue-se a isso também os comentários relevantes a tais termos.

Bereshit (Gênesis) 1:14
"E disse Elohim: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos."A expressão "haja luminares", no hebraico, é "Yehi meorot" (666). Seria esta uma maneira encontrada por Yochanan de nos dizer que o anti-mashiach levaria as pessoas a adorarem os astros (especialmente, sol e lua – que são os mencionados neste contexto)?

Bereshit (Gênesis) 3:24
"E havendo lançado fora o homem, pôs k'ruvim ao oriente do Gan Eden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida."
A expressão "e uma espada inflamada", neste ponto, é "ve'et lahat hacherev" (666). A função da espada era impedir que o homem chegasse à árvore da vida. Ora, nas Escrituras, duas coisas são identificadas como sendo a árvore da vida: a Torá, e Yeshua (afinal, Yeshua é a Torá Viva.) Estaria Yochanan nos dizendo que o principal objetivo do anti-mashiach seria nos impedir de nos achegarmos à Torá e a Yeshua?

Bereshit (Gênesis) 36:26
Aqui encontramos a expressão "V'Yitran" (666), literalmente, "e Yitran" Yitran é um nome que significa essencialmente "abundância", ou "prosperidade." Seria uma das promessas do Anti-Messias a prosperidade?
Bereshit (Gênesis) 38:14
"Então ela tirou de sobre si os vestidos da sua viuvez e cobriu-se com o véu, e envolveu-se, e assentou-se à entrada das duas fontes que estão no caminho de Timna, porque via que Selá já era grande, e ela não lhe fora dada por mulher."A expressão "e tirou", no hebraico, é "vatassar" (666). O texto se refere a Tamar, que retirou suas vestes de viúva para travestir-se de prostituta. Se Tamar tipificar Yisra'el (pois do filho de Tamar vem o Mashiach), Será que Yochanan está nos dizendo que o anti-mashiach faria Yisra'el se prostituir? Ou talvez, o anti-mashiach faria Yehudá se unir à meretriz? São possíveis leituras para esse passuk (versículo.)

Shemot (Êxodo) 22:23-24
"Se de algum modo os afligires, e eles clamarem a mim, eu certamente ouvirei o seu clamor. E a minha ira se acenderá, e vos matarei à espada; e vossas mulheres ficarão viúvas, e vossos filhos órfãos."A expressão "o seu clamor", neste ponto, é "tsa'akato" (666), literalmente, o seu pranto. Agora repare no passuk (versículo) seguinte, que fala justamente da desolação do povo de Yisra'el. Estaria Yochanan nos ensinando que o anti-mashiach causaria o pranto das viúvas e dos órfãos, ao tentar perseguir e matar os homens de Yisra'el?

Shemot (Êxodo) 39:40
"As cortinas do pátio, as suas colunas, e as suas bases, e a cortina da porta do pátio, as suas cordas, e os seus pregos, e todos os utensílios do serviço do tabernáculo, para a tenda da congregação;"
A expressão "cordas", neste ponto, é "meitarav" (666). Essa referência às "cordas" do Mishkan (tabernáculo) só aparece novamente nos profetas, em particular em Yirmiyahu (Jeremias) 10:20, encontramos:
"A minha tenda está destruída, e todas as minhas cordas se romperam; os meus filhos foram-se de mim, e não existem; ninguém há mais que estenda a minha tenda, nem que levante as minhas cortinas, porque os pastores se embruteceram, e não buscaram a YHWH por isso não prosperaram, e todos os seus rebanhos se espalharam."
Repare que as cordas são o que ergue o Mishkan (Tabernáculo) de YHWH. Aqui vemos que as cordas se rompem, simbolizando o fato de que os filhos de YHWH foram dispersados por pastores que não buscaram a YHWH. Será que Yochanan estaria nos ensinando que o anti-messias tentaria derrubar o Mishkan (Tabernáculo) de YHWH, e dispersar seus filhos por meio de falsos pastores?

Vayicrá (Levítico) 8:9
"E pôs a mitra sobre a sua cabeça; e sobre esta, na parte dianteira, pôs a lâmina de ouro, a coroa da santidade, como YHWH ordenara a Moshe."A expressão "coroa da santidade", neste ponto, é "nezar hakodesh" (666). Estaria Yochanan nos indicando que o anti-mashiach tentaria usurpar o trono de YHWH?

Vayicrá (Levítico) 25:14
"E quando venderdes alguma coisa ao vosso próximo, ou a comprardes da mão do vosso próximo, ninguém engane a seu irmão;"A expressão "venderdes", neste ponto, é "timkeru" (666). Repare no contexto: Uma venda enganosa! Será que Yochanan está nos ensinando que o anti-mashiach faria um mercantilismo da fé, enganando aos homens?

Bamidbar (Números) 10:20
"E sobre o exército da tribo dos filhos de Gad, Eliyassaf Ben Deu'el."
"veal tseva mate venei Gad Eliyassaf Ben Deu'el"
Este é o único caso nas Escrituras em que um passuk (versículo) inteiro totaliza 666.
Sabemos pelo estudo das tribos, que Gad será um exército que combaterá o anti-mashiach. Isso parece ir de encontro com esse versículo. Já os nomes "Eliyassaf" e "Deu'el" significam "El alarga" e "Eles conhecem a El." O interessante é que Moshe, em Dt. 33, diz que "bendito é o que alarga Gad." Será que Yochanan está nos dizendo que os gaditas receberão uma bênção especial de YHWH para revelar ao mundo o verdadeiro El ("eles conhecem a El"), expondo o anti-mashiach?

Bamidbar (Números) 13:13
L'mate Asher Setur Ben Micha'el
Da tribo de Asher, Setur Ben Micha'el
Curiosamente, Setur (666) significa "Oculto." É dito aqui "Setur Ben Micha'el." Ora, o nome "Micha'el" significa literalemente "Quem é como El?" Estaria Yochanan nos ensinando que o Anti-Messias seria um ser oculto que se declararia como sendo "Aquele que é como El"?
(Colaborou com este trecho o chaver Yam Lemu'el.)

Devarim (Deuteronômio) 5:32 e 17:11
"Olhai, pois, que façais como vos mandou YHWH vosso Elohim; não vos desviareis, nem para a direita nem para a esquerda."
A expressão "desviareis", neste ponto, é "tassuru" (666). A mesma expressão também aparece no 17:11:
"Conforme ao mandado da Torá que te ensinarem, e conforme ao juízo que te disserem, farás; da palavra que te anunciarem te não desviarás, nem para a direita nem para a esquerda."
Estaria aqui Yochanan nos ensinando que o desviar-se do caminho de YHWH, da Torá, significa seguir ao anti-mashiach? Seria o anti-mashiach aquele que faz o povo se desviar da Torá?

Sh'muel Alef (1 Samuel) 13:21
"Tinham porém limas para os seus sachos, e para as suas enxadas, e para as forquilhas de três dentes, e para os machados, e para consertar as aguilhadas."A expressão "e de três", neste ponto, é "velishlosh" (666). Será que Yochanan está nos dizendo que o anti-mashiach de alguma forma se apresenta como três?

Melachim Alef (1 Reis) 7:22
"E sobre a cabeça das colunas estava a obra de lírios; e assim se acabou a obra das colunas."
A expressão "obra das colunas", neste ponto, é "mechelet amudim." As colunas do Beit HaMikdash (Templo) davam sustentação ao Templo. Sabemos que o que dá sustentação à fé do povo é a Palavra de YHWH. Estaria Yochanan nos ensinando que o anti-mashiach removerá os pilares da fé, enfraquecendo o povo na Palavra?

Melachim Beit (2 Reis) 8:12
"Então disse Hazael: Por que chora o meu senhor? E ele disse: Porque sei o mal que hás de fazer aos filhos de Israel; porás fogo às suas fortalezas, e os seus jovens matarás à espada, e os seus meninos despedaçarás, e as suas mulheres grávidas fenderás."A expressão "e os seus jovens", neste ponto, é "uvachureichem" (666). Repare no contexto da expressão. Estaria Yochanan dizendo que o anti-mashiach mataria à espada os jovens de Yisra'el? Compare com os cavaleiros em Guilyana (Apocalipse) 6.

Melachim Beit (2 Reis) 18:24
"Como, pois, farias virar o rosto de um só capitão dos menores servos de meu senhor, quando tu confias no Egito, por causa dos carros e cavaleiros?"A expressão "e [dos] cavaleiros", neste ponto, é "ulefarashim." Será que Yochanan ensina aqui que os cavaleiros que aparecem em Guilyana (Apocalipse) 6 seriam associados ao anti-messias?

Melachim Beit (2 Reis) 22:20
"Por isso eis que eu te recolherei a teus pais, e tu serás recolhido em paz à tua sepultura, e os teus olhos não verão todo o mal que hei de trazer sobre este lugar. Então tornaram a trazer ao rei a resposta."
A expressão "verão", neste ponto, é "tireina" (666). Pelo contexto, repare que YHWH diz ao rei de Yehudá que os seus olhos NÃO veriam o mal porque ele voltou à Torá. Vejamos os p'sukim 15-17:
"Sucedeu, pois, que, ouvindo o rei as palavras do livro da lei, rasgou as suas vestes. Então foi o cohen Hilkiyahu, e Achikam, Achbor, Shafan e Assayah à profetiza Hulda, mulher de Shalum Ben Tikva Ben Harchas, o guarda das vestiduras (e ela habitava em Yerushalayim, na segunda parte), e lhe falaram. E ela lhes disse: Assim diz YHWH Elohim de Yisra'el: Dizei ao homem que vos enviou a mim: Assim diz YHWH: Eis que trarei mal sobre este lugar, e sobre os seus moradores, a saber: todas as palavras do livro que leu o rei de Yehudá. Porquanto me deixaram, e queimaram incenso a outros deuses, para me provocarem à ira por todas as obras das suas mãos, o meu furor se acendeu contra este lugar, e não se apagará. Porém ao rei de Yehudá, que vos enviou a consultar YHWH, assim lhe direis: Assim diz YHWH Elohim de Yisra'el, acerca das palavras, que ouviste: Porquanto o teu coração se enterneceu, e te humilhaste perante YHWH, quando ouviste o que falei contra este lugar, e contra os seus moradores, que seria para assolação e para maldição, e que rasgaste as tuas vestes, e choraste perante mim, também eu te ouvi, diz YHWH."
Vejam que YHWH diz ao rei "lo tireina" (não verão.) Ora, se "tireina" tem o valor numérico de 666, será a lição aqui a ser aprendida a mesma do rei de Yehudá? Será que Yochanan está nos ensinando que os olhos que seguirem o anti-mashiach verão (tireina) o mal que assolará aqueles que se opõem à Torá?

Divrei HaYamim Alef (1 Crônicas) 27:19
"Sobre Zevulun, Yishmayahu Ben Ovadiyah; sobre Naftali, Yerimot Ben Azriel;"
O nome Yerimot, cujo valor numérico também é de 666, significa "ele é o mais exaltado", o que poderia nos dar uma idéia dos objetivos do anti-mashiach: Elevar-se acima do El-Elyon.

Divrei HaYamim (2 Crônicas) 6:36
"Quando pecarem contra ti (pois não há homem que não peque), e tu te indignares contra eles, e os entregares diante do inimigo, para que os que os cativarem os levem em cativeiro para alguma terra, remota ou vizinha,"
A passagem é interessantíssima, pois a expressão "não há homem que não peque", no original, é "ein adam asher lo-yecheta" (666) Estaria Yochanan, a exemplo do que fez Rav. Sha'ul (Paulo), identificando o anti-mashiach como o homem do pecado, o transgressor da Torá?

Divrei HaYamim Beit (2 Crônicas) 9:21
"Porque, indo os navios do rei com os servos de Hiram, a Tarshish, voltavam os navios de Tarshish, uma vez em três anos, e traziam ouro e prata, marfim, bugios e pavões."
Novamente temos uma expressão "em três", neste caso "leshalo'osh" (666) associada ao número da besta. Esta é a segunda testemunha bíblica de que esse número estaria associado à forma como o anti-mashiach se apresentaria, e sua relevância não pode ser desconsiderada, pois alguns p'sukim (versículos) acima, temos um dos dois textos que trazem, no Tanach, explicitamente o número 666. No passuk (versículo) 13, encontramos:
"E o peso do ouro, que vinha em um ano a Shlomo, era de seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro."
Associando os dois conceitos (vide o artigo anterior), estaria Yochanan nos ensinando que o anti-mashiach apresenta-se como filho de David, e sob a forma de três?

Divrei HaYamim Beit (2 Crônicas) 11:15
"E ele constituiu para si sacerdotes, para os altos, para os demônios, e para os bezerros, que fizera."
O termo que na tradução supracitada está traduzido como "para os demônios" vem do hebraico "velesirim" (666). Sirim é o plural de "sa'ir" ou "satir", que é traduzido de diversas formas nas Escrituras. O termo pode significar "demônios" (numa alusão aos deuses da mitologia cananéia que eram bodes), ou "bodes", ou ainda "cabeludo", isto é, "como o bode."
Assim sendo, poderíamos encontrar uma relação entre o anti-mashiach e os demônios, pois ele é príncipe dos mesmos, ou entre o anti-mashiach e os bodes – será que Yochanan nos ensina que o espírito do anti-mashiach é o espírito de Azaz'el? Pois o Sefer Chanoch(Livro de Enoque) diz o seguinte sobre Azaz'el:
"Tu vistes o que Azaz'el tem feito, e como ele ensinou toda iniqüidade na terra e revelou os segredos eternos que estão no céu, os quais os homens estavam praticando." (Chanoch 9:6)
Mas, não podemos também deixar de mencionar o fato de que a Torá também usa essa expressão para Essav (Esaú), irmão de Ya'akov:
"Então disse Ya'akov a Rivkah, sua mãe: Eis que Essav meu irmão é homem cabeludo [hebr: sair], e eu homem liso;"
Poderia ser que Yochanan, ao se referir aos "sirim" tivesse em mente os descendentes de Essav? Pois, segundo os sábios, Essav representa Roma, e seus descendentes, os romanos.

Divrei HaYamim (2 Crônicas) 35:3
"E disse aos levi'im que ensinavam a todo o Yisra'el e estavam consagrados a YHWH: Ponde a arca sagrada na casa que edificou Shlomo Ben David, rei de Yisra'el; não tereis mais esta carga aos ombros; agora servi a YHWH vosso Elohim, e ao seu povo Yisra'el."
A expressão "arca sagrada", no hebraico, é "aron hakodesh" (666). Essa expressão aparece unicamente neste ponto (normalmente, a arca é chamada de "aron habrit" – arca da aliança.) Reparem no contexto. A arca seria posta na casa edificada por Shlomo (no Templo.) Poderia Yochanan querer nos dizer que o anti-mashiach se colocaria na "casa de Shlomo/David", apresentando-se como um descendente de David?

Ezra (Esdras) 6:9
"E o que for necessário, como bezerros, carneiros, e cordeiros, para holocaustos ao Deus dos céus, trigo, sal, vinho e azeite, segundo o rito dos sacerdotes que estão em Jerusalém, dê-se-lhes, de dia em dia, para que não haja falta."
O termo "bezerros" na realidade é composto, no hebraico, de duas palavras "uvnei torin" (e filhos de bois.) O termo "torin" (666) refere-se a bois.
Esse termo, de origem aramaica, só é encontrado em dois lugares nas Escrituras. Um deles é em Ezra. O outro é em Dani'el, em que Nabucodonozor, rei de Bavel, tem um sonho, onde ele aparece comendo como os bois. Veja o que diz Dani'el 4:24-27
"Esta é a interpretação, ó rei; e este é o decreto do Altíssimo, que virá sobre o rei, meu senhor: Serás tirado dentre os homens, e a tua morada será com os animais do campo, e te farão comer erva como os bois, e serás molhado do orvalho do céu; e passar-se-ão sete tempos por cima de ti; até que conheças que o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer. E quanto ao que foi falado, que deixassem o tronco com as raízes da árvore, o teu reino voltará para ti, depois que tiveres conhecido que o céu reina. Portanto, ó rei, aceita o meu conselho, e põe fim aos teus pecados, praticando a justiça, e às tuas iniqüidades, usando de misericórdia com os pobres, pois, talvez se prolongue a tua tranqüilidade."
Se extraírmos um paralelo entre ambos, baseado no termo indicado (torin), será que Yochanan está querendo nos ensinar que o anti-mashiach é o rei de Bavel, e que será humilhado por YHWH?

Iyov (Jó) 9:6-7
"O que sacode a terra do seu lugar, e as suas colunas estremecem.
A expressão "estremecem", aqui usada, é "yitfalatsun" (666). O termo "amud", usado para "colunas", é muito comumente aplicado às colunas dos textos sagrados – especialmente da Torá. Será que Yochanan tenta nos ensinar que o anti-mashiach distorce o texto das Escrituras?

Iyov (Jó) 24:15
"Assim como o olho do adúltero aguarda o crepúsculo, dizendo: Não me verá olho nenhum; e oculta o rosto"
A expressão "e oculta", neste ponto é "vesseter" (666). Reparem aqui que o adúltero cobre o rosto para que não vejam o seu adultério. Sabemos que, pelas Escrituras, freqüentemente a expressão "adultério" é uma figura de linguagem para a transgressão à Torá. Estaria Yochanan nos alertando que o anti-mashiach pratica o adultério ocultando seu rosto? Isto é, será que o mundo olharia para o anti-mashiach sem se dar conta de que ele é, na realidade, um transgressor da Torá?

Iyov (Jó) 34:27-30
"Porquanto se desviaram dele, e não compreenderam nenhum de seus caminhos, de sorte que o clamor do pobre subisse até ele, e que ouvisse o clamor dos aflitos. Se ele aquietar, quem então inquietará? Se encobrir o rosto, quem então o poderá contemplar? Seja isto para com um povo, seja para com um homem só, Para que o homem hipócrita nunca mais reine, e não haja laços no povo."
A expressão "e o clamor" (dos aflitos), neste ponto, é "tsa'akat" (666). Novamente, olhemos o contexto: Um líder hipócrita, que não segue os caminhos de YHWH – essa é a razão do pranto do povo. Será que Yochanan está nos ensinando que o povo pranteará por ter seguido a um líder hipócrita, que posa de libertador (cumpridor dos caminhos de YHWH) mas que na realidade é um iníquo?

Tehilim (Salmos) 18:1
"Fez das trevas o seu lugar oculto; o pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus."
A expressão aqui trazida como "lugar oculto" é "sitro" (666). Pelo contexto, vemos que o anti-mashiach é, na realidade, uma criatura das trevas. Esse texto da a entender que se trata de um ser espiritual, e não apenas um homem comum.
Tehilim (Salmos) 65:12
"Destilam sobre os pastos do deserto, e as colinas os cingem de alegria."
A expressão "cingem", neste ponto, é "tachgorna" (666). O curioso aqui é o uso do termo "gevaot", plural de "geva", que é um pequeno monte, ou colina. A concordância Strong define o termo como podendo significar "lugar de adoração ilícita", provavelmente por ser onde ficavam os postes-ídolos. Ora, se esses locais estariam alegres, será que Yochanan está querendo dizer que o anti-mashiach verteria o povo em idolatria e paganismo?

Tehilim (Salmos) 73:6
"Por isso a soberba os cerca como um colar; vestem-se de violência como de adorno."
A expressão "os cerca como um colar", neste ponto, é "anaktmo" (666), e se refere a um adorno. Mas, que adorno seria esse? A soberba. Seria essa uma alusão de Yochanan ao fato de que o anti-mashiach achará que é sobre todos, ou seria uma referência à soberba de seus seguidores? Pelo termo ser plural, é possível que a segunda alternativa seja a mais apropriada.

Mishlei (Provérbios) 3:8
"Isto será saúde para o teu âmago, e medula para os teus ossos."
A expressão "para os teus ossos", neste ponto, é "leatsmoteicha" (666.) Nas Escrituras, os ossos são freqüentemente usados como símbolos da ausência de vida. Podemos nos lembrar do vale de ossos secos, só para citar um exemplo. Uma característica do anti-mashiach seria o fato de que ele seria totalmente sem vida. Ora, se a Palavra de YHWH é a vida, então seria contrário à Palavra.

Mishlei (Provérbios) 11:22
"Como jóia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição."
A expressão "que não tem discrição" é, no original, "vessarat ta'am", que é literalmente "desviada em seus juízos." A expressão vessarat (666) significa desviado. Assim, temos mais um texto que nos indicaria que o anti-mashiach desvia as pessoas do caminho de YHWH.

Mishlei (Provérbios) 31:24
"Faz vestes de linho fino e vende-os, e entrega cintos ao mercador."
A expressão "vende-os", neste trecho, é "vatimkor" (666.) As "vestes de linho" nos lembram as vestes dos cohanim (sacerdotes) na Torá. Curiosamente, a mesma palavra que é traduzida como "ao mercador" (lakena'ani) pode ser traduzida como "ao cananeu." Poderia Yochanan estar nos dizendo que o anti-mashiach oferecerá por dinheiro o sacerdócio aos cananeus (ie. ao paganismo)? Poderia ser que o anti-mashiach se apropriaria do título de "sacerdócio levítico" para fins comerciais?

Kohelet (Eclesiastes) 1:3
"Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol?"
A expressão "proveito" (ou "lucro") é, no original, "yitron" (666.) Será que Yochanan deseja que enxerguemos que as obras dos seguidores do anti-mashiach, "debaixo do sol" (seria o sol um instrumento de adoração ao anti-mashiach?) são realizadas com o objetivo de lucro?

Yeshayahu (Isaías) 11:11
"E há de ser que naquele dia YHWH tornará a pôr a sua mão para adquirir outra vez o remanescente do seu povo, que for deixado, de Ashur, e de Mitsrayim, e de Patros, e da Etiópia, e de Eilam, e de Shinar, e de Hamat, e das ilhas do mar."
A expressão "e de Shinar", no original, é "umishinar" (666). Ironicamente, temos a descrição do que é a terra de Shinar em Bereshit (Gênesis) 10:10:
"E o princípio do seu reino foi Bavel, Erech, Acad e Calné, na terra de Shinar."
Shinar era a terra do reinado de Nimrod, isto é, do reino de Bavel. Ou seja, será que Yochanan estava associando o anti-mashiach ao reino de Bavel? Isso parece casar bem com o que ele diz em Guilyana (Apocalipse) 17.

Yeshayahu (Isaías) 27:9
"Por isso se expiará a iniqüidade de Jacó, e este será todo o fruto de se haver tirado seu pecado; quando ele fizer a todas as pedras do altar como pedras de cal feitas em pedaços, então os bosques e as imagens não poderão ficar em pé."A expressão "pedaços", no original, é "nupatsot" (666.) Será que Yochanan estaria querendo nos dizer que o anti-mashiach faria o altar (e por conseqüência, o Templo) em pedaços e levaria o povo a adorar imagens?

Yeshayahu (Isaías) 37:23
"A quem afrontaste e blasfemaste? E contra quem alçaste a voz, e ergueste os teus olhos ao alto? Contra o Kadosh Yisra'el."
A expressão "alçaste", no original, é "harimota" (666.) O texto é bastante interessante, e daria a entender que o anti-mashiach ergue sua voz contra YHWH, blasfemando-o.

Yeshayahu (Isaías) 39:4-5
"E disse ele: Que foi que viram em tua casa? E disse Hizkiyahu: Viram tudo quanto há em minha casa; coisa nenhuma há nos meus tesouros que eu deixasse de lhes mostrar.Então disse Yeshayahu a Hizkiyahu: Ouve a palavra de YHWH Tseva'ot: Eis que virão dias em que tudo quanto houver em tua casa, e o que entesouraram teus pais até ao dia de hoje, será levado para Bavel; não ficará coisa alguma, disse YHWH."
A expressão "viram", no original, é "hiritim." Reparem no contexto: Pessoas de Bavel vieram à casa de Hizkiyahu, e o que eles "viram" simboliza o que seria levado cativo para Bavel. Será que Yochanan desejava nos ensinar que os servos do anti-mashiach levariam pessoas cativas a Bavel?

Yeshayahu (Isaías) 42:5
"Assim diz o El, YHWH, que criou os céus, e os estendeu, e espraiou a terra, e a tudo quanto produz; que dá a respiração ao povo que nela está, e o espírito aos que andam nela."
Duas expressões no texto supracitado têm o valor numérico 666. A primeira expressão "o El, YHWH, que criou os céus", no hebraico é "haEl YHWH borá shamayim" (666). Estaria Yochanan nos dizendo que o anti-mashiach se faria passar por YHWH, Criador dos céus?
A segunda expressão com valor 666 é "roka haarets" (que espraiou a terra.) Seria uma referência ao fato de que a crença no anti-mashiach se alastraria por toda a terra?

Yeshayahu (Isaías) 65:13-5
"Portanto assim diz Adonai YHWH: Eis que os meus servos comerão, mas vós padecereis fome; eis que os meus servos beberão, porém vós tereis sede; eis que os meus servos se alegrarão, mas vós vos envergonhareis; Eis que os meus servos exultarão pela alegria de coração, mas vós pranteareis pela tristeza de coração; e uivareis pelo quebrantamento de espírito. E deixareis o vosso nome aos meus eleitos por maldição; e Adonai YHWH vos matará; e a seus servos chamará por outro nome. "
A expressão "pranteareis", no original é "titsaku" (666). Repare no contexto. Estaria Yochanan dizendo que os servos do anti-mashiach serão derrotados e humilhados, e que o nome do anti-mashiach se tornaria maldição entre os eleitos?

Yirmiyahu (Jeremias) 10:12
"Ele fez a terra com o seu poder; ele estabeleceu o mundo com a sua sabedoria, e com a sua inteligência estendeu os céus."A expressão "ele fez a terra", no original, é "osse erets" (666.) Estaria Yochanan nos alertando que o anti-mashiach se faria passar pelo próprio Criador da terra?

Yirmiyahu (Jeremias) 51:36
"E Bavel se tornará em montões, morada de dragões, espanto e assobio, sem que haja quem nela habite."
Novamente temos um texto muito relevante, pois se refere a Bavel (Babilônia). Além disso, a expressão aqui com valor numérico 666 é justamente a expressão "morada de dragões", que no original é "meon tanim." Dragões (tanim) aparecem em Guilyana, como símbolo dos demônios. Assim sendo, estaria Yochanan revelando que o lugar de habitação do anti-mashiach (talvez, suas igrejas?) seja morada de dêmonios?

Yehezkel (Ezequiel) 11:17-18
"Portanto, dize: Assim diz Adonai YHWH: Hei de ajuntar-vos do meio dos povos, e vos recolherei das terras para onde fostes lançados, e vos darei a terra de Yisra'el. E virão ali, e tirarão dela todas as suas coisas detestáveis e todas as suas abominações." A expressão "lançados" (ou espalhados) é, neste ponto, "nefotsotem" (666.). Ora, se YHWH é quem ajunta, e remove as coisas detestáveis e abomináveis, então estaria Yochanan indicando que quem espalha o povo (ie. o afasta de seu lar, Yisra'el) e promove coisas detestáveis e abominações é o espírito do anti-mashiach?

Yehezkel (Ezequiel) 30:7
"E serão desolados no meio das terras assoladas; e as suas cidades estarão no meio das cidades devastadas."
A expressão "devastadas" é, neste ponto, "nacharavot" (666.) Seria o anti-mashiach o devastador?

Yehezkel (Ezequiel) 32:5
"E porei as tuas carnes sobre os montes, e encherei os vales da tua altura."
A expressão "tua altura" é, neste ponto, "ramutecha" (666), e faz alusão à arrogância de Faraó. Vale lembrar que faraó, no Egito, era considerado "um deus." O contexto fala que por tal arrogância, faraó seria destruído. Estaria Yochanan nos indicando que o anti-mashiach, em sua arrogância de se declarar semelhante a YHWH, seria destruído?

Dani'el (Daniel) 1:18
"E ao fim dos dias, em que o rei tinha falado que os trouxessem, o chefe dos eunucos os trouxe diante de Nabucodonosor."
A expressão "e ao fim" é, neste ponto, "ulemiktsat" (666), e podemos vê-la sendo aplicada aqui ao fim dos dias. Estaria Yochanan nos dizendo que o anti-mashiach seria revelado no fim dos dias?

Amos 5:18
"Ai daqueles que desejam o dia de YHWH! Para que quereis vós este dia de YHWH? Será de trevas e não de luz."
A expressão "o dia de YHWH será de trevas e não de luz" é, no original, "yom YHWH hu-choshech velo or" (666). Estaria Yochanan nos mostrando que o anti-mashiach tentaria fazer as pessoas crerem na sua volta, a qual na realidade seria trevas? Seria, por exemplo, uma alusão à falsa doutrina do arrebatamento?

Nachum (Naum) 1:4
"Ele repreende ao mar, e o faz secar, e esgota todos os rios; desfalecem Bashan e o Carmelo, e a flor do Líbano murcha."
A expressão "os rios" é, neste ponto, "haneharot" (666). Há duas idéias que podem ser extraídas disso. O primeiro está no fato de que, pela mística judaica, o rio é algo que dá uma idéia de paz. Talvez Yochanan esteja nos dizendo que o anti-mashiach traria uma falsa promessa de paz. Ou talvez, seja mais uma tentativa do anti-mashiach de imitar o verdadeiro, que é a fonte dos rios de águas vidas. Talvez o anti-mashiach também prometa ser tal fonte.
20 Cúbitos
A expressão no hebraico "20 cúbitos" é "essarim amá" (666). Essa expressão aparece em várias passagens – todas elas (à exceção de uma, que comentaremos à parte) referem-se às medidas do Mishkan (Tabernáculo) ou do Beit HaMikdash (Templo.) Para fins de tornar este estudo mais objetivo, cito aqui as passagens em que ela aparece: Ex 27:16, 38:18; 1 Re 6:3, 6:16, 6:20;
2 Cr 3:3, 3:4, 3:8, 3:11, 3:13, 4:1; Ez 40:49, 41:2, 41:4, 41:10.
Certamente que a abundância de p'ssukim (versículos) torna difícil crermos em uma coincidência aqui. Separemos elas por ítens, para podermos analisar o que podemos aprender com cada uma delas.
A Cortina do Portão do Átrio: Ex 27:16, 38:18
A Entrada do Heichal (Santuário): 1 Re 6:3; 2 Cr 3:4; Ez 40:49, 41:2,
As tábuas de cedro laterais do Heichal: 1 Re 6:16;
O Kodesh Kodashim (Santo dos Santos): 1 Re 6:20; 2 Cr 3:8; Ez 41:4;
O Heichal: 2 Cr 3:3;
As asas abertas dos k'ruvim (querubins): 2 Cr 3:13;
O altar de bronze: 2 Cr 4:1;
As câmaras laterais; Ez 41:10;
É interessante analisarmos cada item para vermos se podemos aprender algo sobre o anti-mashiach:

A Cortina
Rashi, em seu comentário da Torá, diz que o termo usado para a cortina simboliza proteção. Cita, inclusive Iyov (Jó) 1:10, que diz:
"Porventura tu não cercaste de sebe, a ele, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste e o seu gado se tem aumentado na terra."
Será que Yochanan estava tentando nos dizer que alguns em Israel confundiriam o anti-mashiach com o protetor de Yisra'el?

A Entrada do Heichal
Quando procurava acerca de algum texto que falasse da entrada do Heichal, a primeira referência que encontrei, em uma nota de rodapé, foi de Melachim Beit (2 Reis) 23:11
"Também tirou os cavalos que os reis de Yehudá tinham dedicado ao sol, à entrada da casa de YHWH, perto da câmara de Natan-Melech, o camareiro, que estava no recinto; e os carros do sol queimou a fogo."
Ora, a entrada do Heichal foi onde houve adoração ao deus-sol, tendo os reis de Yehudá inclusive dedicado a eles uma série de presentes, e até mesmo objetos do Templo. Assim sendo, será que Yochanan nos quer indicar que o anti-mashiach levaria o povo a um sincretismo com a adoração ao deus-sol?
As Tábuas de Cedro
O cedro era uma árvore nobre e forte, típica da região. Curiosamente, em Shir HaShirim (Cantares) 5:15, a amada, descrevendo o seu amado, diz acerca de sua aparência: "o seu aspecto como o Líbano, excelente como os cedros." Como sabemos, Shir HaShirim, entre outras coisas, figura a relação entre Yisra'el e YHWH Yeshua.
Será que Yochanan estava tentando nos alertar que alguns confundiriam o anti-mashiach com o amado de Yisra'el, cuja aparência é como o cedro?

O Kodesh Kodashim
O Kodesh Kodashim (Santo dos Santos), é considerada a morada de YHWH. Como sua medida é 20x20x20 cúbitos, a expressão nesses pontos aparece 3 vezes. Mais uma vez, vemos que o anti-mashiach se apresentaria como três. Da mesma maneira, será que Yochanan está dizendo que o anti-mashiach se assentaria no Kodesh Kodashim (Santo dos Santos)? Isso poderia ser entendido de forma literal, ou talvez de forma figurada – como o anti-mashiach se tornando o centro da adoração de seus seguidores. Provavelmente, ambas as situações ocorrerão.

O Heichal
O Heichal era o Santuário de YHWH, respondendo pela maior parte da área construída do Templo, visto que o átrio era descoberto. O Heichal era o centro da adoração propriamente dita. Nele estavam a menorá, a mesa dos pães, e o incensário de ouro. Será que Yochanan estaria nos dizendo que o anti-mashiach se colocará como centro da adoração de seus seguidores?

As Asas dos K'ruvim
É interessante a associação do número 666 à distância das asas dos k'ruvim (querubins), visto que um dos textos normalmente associados com haSatan é Yehezkel (Ezequiel) 28:14-15:"Tu eras o querubim [hebr: keruv], ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Elohim estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti."
Será que Yochanan estaria nos dizendo que o anti-mashiach seria, na realidade, o espírito de haSatan, um dos k'ruvim de YHWH, que caiu por causa da iniqüidade?

O Altar de Bronze
A partir da associação do número 666 com o altar de bronze, será que Yochanan tentava nos dizer que o anti-mashiach também, a exemplo de como fora com o próprio Mashiach, alegaria ser o sacrifício expiatório?

As Câmaras Laterais
O Templo de Yehezkel (Ezequiel) possui algumas diferenças, em sua arquitetura, do 1º. e 2º. Templos. Rashi aponta para essas câmaras laterais justamente como sendo algo que não existia nos outros dois. Será que Yochanan estaria nos dizendo que o anti-mashiach faria modificações ao sistema de adoração a YHWH?
Zecharyah (Zacarias) 5:2
"E disse-me o anjo: Que vês? E eu disse: Vejo um pergaminho voando, que tem vinte cúbitos de comprido e dez cúbitos de largo."
Esse texto é impressionante! Novamente, a associação com o número 666 vem a partir dos 20 cúbitos. O conteúdo do pergaminho é uma maldição aos que praticam a iniqüidade.
O mais impressionate é o que dele sai. Colocamos aqui o texto na íntegra:
"E eis que foi levantado um talento de chumbo, e uma mulher estava assentada no meio do efa. E ele disse: Esta é a Iniqüidade. E a lançou dentro do efa; e lançou sobre a boca deste o peso de chumbo. E levantei os meus olhos, e vi, e eis que saíram duas mulheres; e traziam vento nas suas asas, pois tinham asas como as da cegonha; e levantaram o efa entre a terra e o céu. Então eu disse ao anjo que falava comigo: Para onde levam elas o efa? E ele me disse: Para lhe edificarem uma casa na terra de Shinar; e, estando ela acabada, ele será posto ali na sua base."
Desse pergaminho de vinte cúbitos (666), sai uma mulher cujo nome é Iniqüidade (transgressão à Torá), e a ela é edificada uma casa (templo) na terra de Shinar, que é exatamente Bavel (Babilônia)!
Estaria Yochanan nos dizendo que o anti-mashiach levaria as pessoas à mulher cujo nome é iniqüidade (a grande meretriz), cujo centro de adoração estaria em Bavel (Roma)?

V - Conclusão
Com base nessas mais de 50 referências do Tanach (Primeiro Testamento), se de fato o número 666 for usado como base de valor de guematria para pesquisarmos acerca do anti-mashiach, o seguinte pode ser concluído sobre ele:
• Levaria pessoas a adorarem sol, lua e astros•
• Impediria as pessoas de se achegarem à Torá e a Yeshua•
• Prometeria prosperidade•
• Levaria pessoas a se unirem à grande meretriz (Roma)•
• Perseguiria (e tentaria matar) os israelitas
• Tentaria derrubar o Tabernáculo de YHWH e dispersar os israelitas com falsos pastores•
• Tentaria usurpar o trono de YHWH•
• Faria mercantilismo da fé•
• Será exposto pelos israelitas da tribo de Gad•
• Um ser oculto que se declararia igual a Elohim•
• Desvia as pessoas da Torá•
• Apresenta-se sob a forma de três•
• Enfraquece as pessoas na Palavra de YHWH•
• Está associado aos cavaleiros de Guilyana (Apocalipse)•
• Os que o seguirem verão a mal que sucede aos que se opõem à Torá•
• É o homem do pecado (transgressão à Torá)•
• Apresenta-se como filho/descendente de David•
• É o espírito de Azaz'el•
• Sua descendência é a descendência de Essav (Roma)•
• É o rei de Bavel•
• Será humilhado por YHWH•
• Distorce as Escrituras•
• Procura ocultar de seus seguidores o seu adultério (transgressão às mitsvot de YHWH)•
• É hipócrita, posando de líder libertador•
• É uma criatura das trevas (e não apenas um homem comum)•
• É soberbo e seus seguidores são soberbos•
• Se opõe à Palavra de YHWH•
• Vende o seu sacerdócio por lucro•
• Usa o sol como instrumento de adoração e sincretismo religioso•
• Seus seguidores se auto-denominam 'sacerdócio levítico' com finalidade de lucro•
• Leva o povo a adorar imagens de ídolos•
• Blasfema contra YHWH•
• Leva o povo cativo a Bavel•
• A crença nele se alastrará por toda a terra•
• Seu nome será maldito entre os eleitos de YHWH•
• Se faz passar pelo Criador da terra•
• Espalha o povo, promovendo abominações
•• É o devastador
• Diz ser semelhante a YHWH
•• Será revelado no fim dos dias
•• As pessoas crerão no seu retorno, que será o dia das trevas
• Promete ser fonte de água viva (imitando ao Mashiach)
• O povo o confundiria com o Protetor de Yisra'el
•• O povo o confundiria com o Esposo de Yisra'el
•• É o centro da adoração de seus seguidores
•• É o espírito do keruv (querubim) caído
•• Alega ser o sacrifício expiatório (imitando ao Mashiach)
•• Faria modificações ao sistema de adoração a YHWH
•• O centro de adoração (e principal templo) de seu reino está em Bavel (Roma)

    Data/hora atual: Sab 16 Dez 2017, 05:16